História Falling in love in a month (JIKOOK) - Capítulo 64


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Ator, Bangtan Boys (BTS), Clichê, Jeon Jungkook, Jikook, Jornalista, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kookmin, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Romance, Taeyoonseok
Visualizações 549
Palavras 1.050
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


💘

Capítulo 64 - 64. You taught me to love


Fanfic / Fanfiction Falling in love in a month (JIKOOK) - Capítulo 64 - 64. You taught me to love

[ 3 semanas e 2 dias depois ]



      P.o.v Park Jimin

 Como esperado, agora tanto o pai quanto o filho Lee enfrentavam um grande processo, porém, por alívio, as posses de Jungkook foram devolvidas nos primeiros momentos após a comprovação do golpe. Jungkook, por sinal, intercedeu por Kwan, e em combinação a sua ação de "abrir o jogo" acerca do passado, receberá uma pena mínima, ou somente punição por meio de multa.

 Sobre Kwan, especificamente, este está morando junto a Taemin, e apesar de ambos terem opiniões fortes, acabam por concordar na maioria delas, o que gera poucas discussões. E mesmo que não tenham oficializado a relação, o diretor, que passou a ser falante, comenta a todo almoço que comemos juntos sobre o quanto "seu bebê" está diferente, seus planos futuros e como tenta fazê-lo pensar o menos que puder na possível prisão e na rejeição paterna.

 Ao contrário do ex-cantor, seu pai se encontra totalmente desesperado e irracional, e suas declamações só jogam sua carreira mais abaixo do que já está, principalmente a em que alegou ter sofrido um infarto, mas há filmagens de câmeras de segurança que comprovam sua presença em um restaurante de luxo, no momento dito. Como consequência, recentemente, perdeu sua empresa, algo que, em contrapartida, apresentou vantagens para Namjoon, que assim que soube da falência do outro, acabou por contratar todos os trabalhadores desempregados e qualificados, fazendo assim, uma notável expansão na Star.

 Citando Namjoon, seu relacionamento com Jin foi finalmente assumido para todos, algo que gerou impacto mínimo em analogia à espantamento, devido a todos já saberem ou já terem escutado, pois descrição realmente não está no vocabulário dos dois. As visitas para análises de gráficos e entregas de papéis se tornaram mais frequentes, mas com uma razão especial...O chefe Kim, aproveitou as reformas de aumento para acomodação do novo pessoal, e instalou isolamento acústico em sua sala. Ninguém questionou, mas isto acabara por virar alvo de piadinhas internas entre os subordinados.

 Incluindo-me no papel de subordinado, meu trabalho tem praticamente dobrado, já que o artigo que escrevia em nome de Taemin, passou totalmente para minha responsabilidade e crédito, porém, após deixar o computador ligado acima do sofá, um certo gatinho passou por cima de seu teclado, e de alguma maneira que me deixa curioso até hoje, conseguiu excluir o projeto que se encontrava em sua última página. Entretanto, mesmo que no instante em que notei o ocorrido tivesse tido uma grande voltada de jogar a bolhinha de pelos pela janela, inicia-lo novamente possibilitou revisa-lo, e escrever algo digno de uma premiação.

 Quanto a meu melhor amigo, este se tornou meu ex-colega de apartamento, afinal, depois de Yoongi mencionar a sutil chance de comprar uma moradia para o trisal na beira da praia, Taehyung não tirou a ideia da cabeça por um segundo, já iniciando uma procura por decoradores e paisagistas, pensando até mesmo em quartos para os seus três futuros filhos, estes que Hoseok e Yoongi entraram em choque ao saber que virão a existir algum dia.

 Aproveitando o assunto crianças, o irmão de Jungkook passou o fim de semana passado conosco, já que sua mãe, ainda com receio de deixar o menino sobre meus cuidados, relembrando o último fato que ocorreu quando estive em sua proximidade, estaria a viajar durante os dois dias, e seu pai esta a se aprofundar no trabalho, chegando a dormir em seu escritório às vezes.

 Meu namorado, por sua vez, acabou por aceitar a proposta em Xangai, após muito de meu insistir. Não posso dizer que queria sua partida , muito menos que almejava de verdade e com todas as minhas forças que aceitasse, entretando, no dia em que o vi sozinho em seu apartamento, ensaiando algumas de suas falas, e sorrindo de maneira genuína ao concluir, sem notar minha presença na porta de entrada, tive certeza que poderia não significar o melhor para mim, mas era, sem dúvidas o melhor para o moreno.

 Junto de si, ajudei desde a escolha de um bom apartamento à arrumação de malas, e assim que terminamos, fizemos amor como se nos despedissemos, mas ao contrário do imaginado, cada toque dado, cada palavra dita, cada beijo depositado, tinha sim sua dose de melancolia, mas a abundância de carinho completava cada triste lacuna, proporcionando um ao outro o melhor que tinhamos a oferecer e, sem questionamentos, o melhor sexo de nossas vidas.

 "No segundo em que nossas íris se cruzaram antes de chegarmos ao ápice, tivemos a mais certa consciência de que éramos uma única alma dividida em dois corpos".

 [...]

          P.o.v Jeon Jungkook 



 Com a manhã já tecida na cidade de Busan, os raios de sol que entravam pela janela aberta do quarto de Jimin, me faziam observa-lo dormir, tendo seu corpo nu e coberto pelo lençol fino, alvo da luz amarelada, me obrigando à pensar que se houvesse um único momento em minha vida o qual viveria imerso pela eternidade seria tendo a vista do loiro na cama pela manhã.

 Jungkook: - Eu já estou indo para o aeroporto... - Cochichei em seu ouvido.

 Jimin: - Hum... - Gruniu ainda de olhos fechados.

 Jungkook: - Hey, não acorde... - Acariciei seus fios, o vendo se tranquilizar novamente. - Eu comprei nossos cupcakes e preparei um bom café da manhã para você... - Contava em um tom sereno. - Deixei Minnie e Kookie no petshop. - Tentava ao máximo memorizar cada mínimo traço seu. - E eu irei lhe dar adeus assim, pois tenho para mim que, se ver seus olhos me encarando como ontem, não pensarei duas vezes em jogar tudo pelos ares outra vez... - Suspirei. - Por favor, me espere voltar, sim? Eu juro que assim que colocar meus pés aqui outra vez, jamais sairei do seu lado. - Era um juramento que cumpriria. - Eu te amo. Amo com tudo que tenho, e nunca duvide disso, mesmo que  variáveis como distância e tempo o façam questinar. - Um lágrima rolou por minha face. A sequei rapidamente. - Sei que pode pensar que sou eu quem lhe fez acreditar no amor, mas saiba que eu nunca soube o que era o verdadeiro amor até lhe conhecer.



 "Amar é a capacidade de deixar ir, mesmo que isso leve o seu coração junto."









  


Notas Finais


💞Estamos pertinho do final💞

💗Espero que estejam gostando💗

💖Se quiserem e puderem deixem um comentário que ficarei muuuito feliz💖

💘💘💘Até o próximo capítulo!💘💘💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...