1. Spirit Fanfics >
  2. Fallingforyou >
  3. .não consegue ver?

História Fallingforyou - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


🙃

Capítulo 1 - .não consegue ver?


A Son passava o dedo na cabeça do boneco de Leggo e repetia a ação diversas e diversas vezes. Seus tímpanos imploravam para que ela retirasse o fone ou diminuísse a altura da música.


Mas sabia que se tirasse escutaria a discussão de seus pais sobre suas notas e sua completa falta de noção. Então optou por continuar prejudicando a audição.


Colocou o boneco no criado-mudo ao lado da cama e aproveitou para tirar da gaveta um saquinho com conteúdo branco.


Organizou as carreirinhas no objeto mesmo e começou a cheirar rapidamente; sua mãe tinha o costume de invadir o quarto depois das discussões frequentes.


A ardência que se fazia presente não era nada comparado a surra que tomou de seu pai por flertar com a filha dos seus amigos.


Chaeyoung não conseguiu conter a ansiedade que ocupava seu corpo. Precisa vê-la.


Colocou o casaco que "roubou" da Myoui, apertou bem os fones, desceu pela janela do quarto e quando finalmente montou na bicicleta preta sentiu-se livre.


A voz de Matt ocupava seus pensamentos assim como a japonesa do outro quarteirão. A enorme casa dos Myoui estava escura e somente a luz do quarto da japonesa mais nova fazia-se presente. Chaeyoung sorriu.


Não foi difícil para escalar até o quarto visto que a japonesa deixava uma escada escondida nos arbustos.


- Meu Deus, Chaeng! O que aconteceu com seu rosto? - sussurrou puxando a menor para um abraço desesperado.


Chaeyoung apenas sorriu, ainda que seu lábio doesse por estar cortado.


- Papai carinhoso como sempre, Minari. - explicou se jogando na cama da maior logo em seguida. - Deita comigo, tô com saudades de você. - pediu dando tapinhas na cama.


Mina a olhava surpresa. Um corte no lábio, hematomas pelo maxilar e uma marca roxa no zigomático não eram nada para a coreana? E...Chaeyoung com saudades?


- Você às vezes me impressiona, Son Chaeyoung. - agora deitada acariciava os ferimentos no rosto da menor. Se preocupava até demais com o bem-estar da coreana.


Chaeyoung fechou os olhos para aproveitar melhor o carinho da mais velha.


"É que eu acho que estou me apaixonando por você "


- Foge comigo? - sugeriu retribuindo o carinho da Myoui em sua perna.


Mina fitou a menor seriamente.


- Você não cresce mesmo não é? - apesar de sua fala parecer rude sua voz doce não provocou um efeito ruim em Chaeyoung.


- Quando eu tiver sua altura podemos fugir? - a bailarina não se chocou com o modo sonhador da Son, até gostava do jeitinho otimista.


- Não podemos nem nos relacionar, Chae... - suspirou. - Vamos continuar amigas para não arrumar mais problemas para você. - sempre pensava no melhor para a mais nova.


- Eu não quero ser sua amiga, Mina! - abraçou a japonesa e depositou um beijo no pescoço. - Eu quero poder beijar seu pescoço... - Mina entendeu as entrelinhas rapidamente.


Ela era como uma rosa; preciosa demais para ser deixada em qualquer lugar com qualquer pessoa. Chaeyoung gostava de rosas.


Chaeyoung sabia que Mina só queria sua amizade para polpá-la do sofrimento que passaria se seus pais descobrissem. Mas para ela bastava saber que Mina também gostava de si.


"Talvez você mude de ideia"


- Por que insiste tanto em mim? - perguntou abraçando o corpo quente da menor.


"É que eu acho que estou me apaixonando por você"


Chaeyoung apenas colou os lábios e levou a mão que antes acariciava seu rosto para seu peito.


- Pergunte à ele. - Son Chaeyoung não era de ter momentos boiolas frequentemente; vivia de patadas, drogas e música indie.


E mesmo sabendo que Myoui Mina era uma garota quase inalcançável não desistiria, justamente por ser a primeira pessoa com quem se importou em todos seus 17 anos.


- Precisa ir. - Mina sentia o mesmo apesar de seu cérebro dizer que não precisava dela. Estar ali causaria problemas seríssimos à Chaeyoung.


A coreana acenou com a cabeça. Pegou o celular e se posicionou na janela para descer mas não antes de dar pelo menos mais um selinho na maior.


Mina esperou ver a bicicleta desaparecer na esquina para poder fechar a janela e dormir mais uma vez pensando nos lábios molhados da coreana.


Chaeyoung não se importava em levar mais alguns socos e tapas. Ela sabia que tinha o coração de Mina.


O pensamento formou um pequeno sorriso e um leve suspiro.


- Acho que estou me apaixonando por você.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...