História False Vices About Me - Capítulo 162


Escrita por:

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Brent Rivera, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Chris Miles, Christian Collins, Connor Franta, Crawford Collins, Dillon Rupp, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, JC Caylen, Kian Lawley, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Ricky Dillon, Sam Pottorff, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff, Willie Jones
Tags False Vices About Me
Visualizações 51
Palavras 1.480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gostam Da Minhas Capas???

Capítulo 162 - Hey Desculpa


Fanfic / Fanfiction False Vices About Me - Capítulo 162 - Hey Desculpa

Jade Lange P.O.V. 

Sai do ambiente, sim estava disposta deixar tudo pra trás, eu estava realmente me livrando do Cameron. 

Aquele que não conheço, ele mostra o dedo pra mim, eu desço as escadas, meus olhos lacrimejar, mas era forte e não deixei nenhuma lagrima cai.

Cheguei na entrada do prédio, vejo Sr. Alexander, ele me olha sem entender, aposto que meus olhos estão vermelhos, eu tiro aliança do meu dedo, junto com anel de noivado. 

- Você tinha razão, esse seu filho, não merece alguém como eu, eu acabei de ver o mostro que so se importa com baseado e sexo violentos, esse é o seu filho? Aquele que você quis tanto me mostra?

Disse chorando, entregando aliança a ele.

- Oh Jade, o que ele fez? Não chora não.

Ele segurou na minha mão.

- Eu vi quem era ele, parabéns a você, como deixou seu filho chegar naquele nivel? Não tem vergonha não? 

Engoli encarando ele puta da vida. 

- De um jeito ou de outro, aquele ali meu filho, iria aparecer, apenas te mostrei ele de um compromisso grande. 

Ele disse olhando para alianças. 

- Diga seu filho, o qual eu conheço, não me procurar nunca mais, que ele vaia pra puta que pariu onde o senhor crio esse mostro. 

Disse dando as costas pra ele e sai sem rumo algum. 

- ONDE VOCÊ VAI? VOCÊ VAI VOLTAR COMO? PARA JADE, EU TE DEIXO EM CASA VEM MENINA!!!! 

Gritou Alexander no meio da rua. 

- NÃO!!! SOME DA MINHA VIDA FAMILIA DALLAS, NÃO QUERO NADA QUE ME VENHA DE VOCÊS SEUS FiLHOS DA PUTA.

Gritei mostrando o dedo e sai sem rumo. 

(.....) 

Estava no aeroporto, já era de manhã seguinte, passei madrugada arrumando as coisas, meu pai mandou minha passagem de volta. 

Estava sentada no banco, tomando meu café, meus olhos ardia tanto, todas as vezes que piscava, realmente estava no pior estado da minha vida. 

Meu celular começo apitar, peguei ele e vejo que era mensagem!!       

Cameron Dallas - Amor? Onde você está? 

Cameron Dallas - A? O porque suas coisas estão aqui no hotel? Cadê você? 

Cameron Dallas - Porra atende esse phone

Cameron Dallas - Jade??? 

Cameron Dallas - O que aconteceu ontem? 

Cameron Dallas - Transamos? 

Cameron Dallas - Já são 7 da manhã, estou preocupado. 

Cameron Dallas - CADÊ VOCÊ? PORQUE MEU PAI ENTREGOU SUA ALIANÇA? 

Cameron Dallas - Espero que conversamos quando chegar em LA. 

Cameron Dallas - Porra sua vadia. 

Bloqueio a tela, não estou afim de ficar vendo essas merdas, meu voo chamou e eu seguir até o portão de embarque. 

(......) 

Cameron Dallas P.O.V. 

Cheguei em casa, vejo que na sala tinha malas, vejo a Lorena com Alexis guardado tudo o que era da Jade. 

- Assalto essas horas? 

Disse sem entender. 

- Moleque, não estou afim de ouvir sua voz seu desgraçado. 

Disse Lorena toda marrenta. 

- Sua amiga termina comigo do nada, eu sou o desgraçado da história? Me poupe maconheira. 

Disse me sentando no sofá e elas me olho brava. 

- Cameron, você tem noção do que você fez? Sabe eu já vi muito o badboy que você foi, mas era época da escola, agora você faz isso, acha lindo? Tem noção do que é dizer pra alguém que te ama, você quer ser esse badboy pra sempre? 

Alexis disse me encarando, realmente não estava entendendo isso. 

- Para, eu não estou estendendo, meu pai me tirou da balada, eu tomei remédio pra sai da minha brisa, vejo as coisas da Jade jogada na cama, junto com alianças dela e eu não sei nada. 

Disse passado a mão no cabelo. 

- Você apenas se transformo o mostro, aquele que a Kaya ama, aquele que todos que te conhece ja sabia, mas ela não, você xingou ela, disse que nunca ia ter um filho com ela, dizer que vai estragar o corpo dela, baseados e sexos violentos sempre, xingar ela a ponto de dizer que ela é um lixo foi longe até pra você Dallas.

Disse Lorena me olhando.   

- QUE? Eu não fiz isso. 

Gritei olhando pra elas. 

- Aceita, fez é perdeu meu filho. 

Disse meu pai entrando na minha casa. 

- CULPA SUA SEU DESGRAÇADO!!! 

Gritei indo pra cima e soquei a cara dele. 

- CAMERON!!!!

As meninas gritou assustada. 

- Tudo bem meninas, pode ir, eu me resolvo com meu filho. 

Disse ele limpando o sangue da boca. 

As meninas pegaram as coisas saiu, meu pai fechou a porta, virei de costas pra ele, ele segurou no meu ombro, virei pra ele e recebo um soco no olho. Me solto dele e chuto sua barriga e ele soca meu estômago e volto a socar a cara dele e ele socando mais meu corpo. 

- CHEGA CAMERON!!!!! 

- Como você fez isso? Porque fez isso comigo? Porra pai, você me odeia tanto a ponto de fazer eu perder a menina que eu amo? Como você consegue ser ruim e frio assim? Eu amo tanto ela e perdi por sua culpa, ta feliz? Gina e a Sierra deve ta super feliz né.  

- Meu filho eu te amo, mas esse era o único jeito de você percebe que aquele Cameron, ia aparecer sempre, você precisa se cuidar, tirar isso de você, antes que faça ela mal, dito e feito. 

- Aquela menina, ela é minha mulher, eu atravesso o oceano, eu vou qualquer lugar do mundo pelo sorriso dela, de todas as vadias que eu peguei, ela foi a única mulher, ela se ajoelhava nas madrugadas e me abraçava quando estava mal, todos os machucados que o senhor fez em mim, quem limpava o sangue era ela, de todas as lagrimas que eu derrubei, era ela que estava comigo, no mal e bons momentos e senhor me fez perder ela. 

- Não Cameron, foi você mesmo que perdeu ela, você não tem que jogar isso na minha cara, você tem que se olhar no espelho e dizer que você pensa, se aquela menina te ama de verdade, ela pode até perdoa traição mas um homem que não assume o que é, duvido muito meu filho. 

Ele saiu, me sentei no sofá e olhei pra Tv onde via me reflexos, meu rosto inchado, meus olhos roxos e a boca com sangue e uma dor de cabeça, mas nada comparado a dor no coração. 

(.....)  Dia Seguinte (.....) 

Jade Lange P.O.V. 

Estava em algum restaurante com Caique, usava calça jeans preta, camiseta branca de uma banda dos anos 90 e óculos escuro. 

Caique estava todo social, tentando me fazer sorrir, mas a real minha mente estava tão longe, que nem eu sabia se estava viva ou apenas existindo. 

- Sorri um pouco, nem tocou na sua salada Jade, tem que reagir meu amor. 

- Não estou com fome Caique. 

- Você não comeu nada a 2 dias, des que você saiu de Viegas, apenas almoçou antes de tudo. 

- Pra que comer? Não estou afim, quero é dormir isso sim. 

- Você está passando muito tempo dentro daquele quarto, precisa respirar um pouco de ar querida. 

- Quero embora, sabe sinto falta do ar poluído de São Paulo, quero as praias e falar minha verdadeira língua. 

- Quer voltar para o Brasil? 

- Caíque, mil vezes sofrendo ouvindo Zé Neto e Cristiano do que ficar em LA pra me lembrar do Cameron.

- Você é a pessoa mais burra do mundo, todos os corno que estão sofrendo, preferem sofrer em Los Angeles do que no Brasil.  

- Não, quero uma cerveja e cantar um pouco de sofrencia e volta para meu quarto. 

- E isso? Te trouxe em um puta restaurante de rico, você quer cerveja e cantar sofrencia no carro? 

- Sim, é perdi muito meu amigo? 

- Oh menina besta, vou pagar a conta e compra uma cerveja para você, vamos pra casa cantando. 

(.....) 

- CORAÇÃO RECEITO, 8 em 8 horas uma dose anti amor, já tomei, funcionou eu sou paciente, coração é meu doutor. 

Cantou Caique me olhando.

- Ps: já ganhei alta, não sinto mais sua falta!!! 

Disse segurando o choro e o caique me olho mudando a música. 

- AGORA, que me dei por total, apostei nesse amor, não medi consequenciais, você vem me dizer que amor acabou? Paciência. Como consolação você disse pra mim, vai passar. 

Ele disse segurando na minha mão e eu chorei muito. 

- Doeu, como eu nunca pensei chorar por amor, chorei, quantas vezes sozinha seu nome no quarto gritei, não ta sendo fácil a dura missão de tentar te esquecer, não sei, onde foi que eu errei.....

Não conseguir terminar a música, fiquei engolindo aquele tapa na cara daquela música e fui pra minha casa. Assim que cheguei vejo uma Ferrari preta em frente a casa dos meus pais.

Entrei em casa e dou de cara com Cameron me encarando, ele estava todo machucado seu rosto, ver aquilo partiu meu coração.  

- Precisamos Conversar Jade. 


Notas Finais


E muito desaforo ele aparecer Ne Girls???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...