História Falta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Visualizações 333
Palavras 1.641
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Personagens e universo Naruto não me pertencem.
Imagem tirada do Google.

Fic feita com carinho pra quem, como eu, simplesmente ama esse casal.

Capítulo 1 - Vou até você.


Fanfic / Fanfiction Falta - Capítulo 1 - Vou até você.

O relógio marca 8 horas em uma manhã de sábado.

Suspiro com pesar ao sentir o vazio no lado dele na cama. Fazem algumas semanas que Sasuke quase não para em casa entre viagens de urgência e reuniõs. Está próximo de fechar um contrato sobre uma mina ao sul do país.

Tem horário para sair, mas não pra voltar. Sinto-me constantemente preocupada com seu bem estar. Sou psicóloga além de o conhecer muito bem, sei o quanto a empresa exige.

Levanto de forma preguiçosa, atravesso o quarto entrando no banheiro apoio as mãos na pia e pelo espelho vejo o reflexo da minha aliança na mão esquerda. O sorriso é inevitável, afinal, quantos hoje em dia encontram o amor?

Faço minha higiene matinal e volto a me jogar em nossa cama. Olho para o teto de nosso quarto e recordo-me da última vez em que fizemos o jantar juntos ou quando fizemos amor pela última vez. Parece que já se passou uma eternidade. 

"Seu corpo acima do meu. Sua mão direita segurando minha cocha deixando-me completamente exposta somente para ele enquanto sua mão esquerda entrelaçava nossos dedos ao lado da minha cabeça."

Sinto meu corpo esquentar. Não me contenho em levar minhas mãos aos meus seios, aperto gentilmente massageando. Dirijo minha mão ao meu sexo e me acaricio. Me recordo daqueles olhos Ônix vidrados em mim, queimando-me, desejando-me. 

"Sasuke mete com força enquanto sua boca me beija com vontade." 

-Ah,Sa-su-ke...

"-Sakura!   -gruniu meu nome se derramando em mim."

Deixo que minha respiração se normalize e acabado rindo de mim. Ele não  faz idéia da falta que faz, ou talvez faça...

Ergo meu corpo e um papel no criado mudo chama minha atenção, logo reconheço a caligrafia e não contenho meu sorriso.

"Você é a luz nos meus dias escuros, Sakura Uchiha.

S.U."

Irei visitar alguém. 

O relógio marca 19:36 na noite do mesmo sábado.

Estaciono meu R8 em frente ao enorme prédio, entrego as chaves para o manobrista tendo certeza que nenhum dos seguranças postos à entrada iriam deter-me.

À passos firmes subo as escadas do hall pegando meu celular, logo disco a sequência de números já tão conhecidos por mim.

-Onde você está?   -pergunto mesmo já sabendo a resposta.

-Ainda no escritório Sakura.   

Aperto os botões que me levariam ao trigésimo e último andar. 

-Estou com saudades meu amor...   -digo sugestiva.

-Sabe que também sinto sua falta, daqui a poucas horas estarei em casa.   -o conheço o bastante pra saber que ele está sorrindo de canto, ele sabe o quanto isso me excita. 

-Mas antes, Sr. Uchiha, me diga o que vê à sua frente?   -o elevador chega ao destino, saio e encontro um amplo espaço pouco iluminado e completamente vazio, não deveria ter mais ninguém aqui pela hora.  

-Sakura...   -diz impaciente.

-Vamos, por favor!   

Me dirijo à grande porta de madeira. Estou usando uma cinta liga preta, com scarpin christian louboutin também preto, e um sobre tudo scarlet.

-Vejo meu notebook, pilhas de documentos e papéis. 

Então, entro em seu escritório sem bater, e vejo o homem que fode comigo sem ao menos me tocar. Estava lindo, sentado em sua cadeira,com os cotovelos apoiados na mesa de vidro. Quando entro em seu campo de visão o vejo encostar em sua cadeira afrouxando a gravata a tirando em seguida. Seu olhar me consome.

-E agora Sasuke, o que você vê?   -pergunto com um sorriso sacana. 


~~~~


Esses lábios pintados de vermelho me  deixam  de joelhos por essa  mulher.

Minha mulher. 

-Por que não vem até aqui?   -a vejo sorrir e morder o lábio inferior, sei que ela está com tanto tesão quanto eu. 

Ela anda até mim como uma felina que observa sua caça. Um passo após o outro, olhos vidrados aos meus. Sakura tira o sobre tudo revelando um lingerie rendado preto. No momento que a roupa toca o chão, levo a mão inconscientemente ao meu pênis massageando por cima da calça.

Então ela para em minha frente deixando apenas a mesa entre nós. Fecha meu notebook, abre espaço e sem quebrar o contato visual começa a engatinhar sobre a mesa vindo em minha direção. Desce e se senta  em meu colo, de frente pra mim, com uma perna de cada lado do meu corpo. 

-Sente mesmo minha falta amor? Estou aqui agora, o que vai fazer?     -diz manhosa e passa os dentes em meu queixo. Seguro seu rosto e passo meus lábios levemente sobre os seus.

-Eu vou te fazer gritar, Sakura.     -sussurro.

Tomo seus lábios, um beijo rude mas carregado de saudade. Sinto suas mãos se emaranhando em meu cabelo enquanto enquanto me corresponde a altura. Minhas mãos se encarregam de passear por seu corpo, deliro com ela rebolando em cima do meu pau.

Sensualidade pura.  

Aperto sua bunda com força, sem interromper o beijo levanto e a trago comigo a segurando pelas cochas fartas. Sakura está sentada em cima da mesa com as pernas ao redor do meu quadril.

Maldita falta de ar!

Foco em seu pescoço alvo. Retiro seus cabelos róseos dali e passo a língua lentamente começando em seu ombro e seguindo até o lóbulo de sua orelha. Pressiono nossos sexos ainda cobertos pelas roupas

-Gostosa, estou duro como pedra pedra por você. Sente?

O cheiro da pele dela me tira a sanidade. A faço descer da mesa e a viro de costas para mim. Debruçada sobre a mesa empinando ainda mais a bunda em minha direção. 

Perfeita.

Puxo seu cabelo me deitando sobre o corpo abaixo do meu. Com a mão livre faço um carinho e aperto a carne da bunda de Sakura.

-O que te trouxe aqui?  -sussurro em seu ouvido.

-Hoje eu gozei por você mas não com você.

Com dois dedos acaricío sua boceta por cima da renda. Ponho sua calcinha pro lado e sem qualquer empecilho sinto sua carne quente e receptiva.

-Ah, isso...

-Tão molhada...    -chupo meus dedos lambuzados pela lubrificação dela apreciando seu gosto.

A vejo morder o lábio em expectativa. Então espalmo minha mão na bunda de Sakura deixando uma marca avermelhada. Duas, três vezes me deliciando com o gemido prazeroso que escapou de sua boca.

Sakura se vira pra mim e começa a abrir minha camisa social, a cada botão aberto, um beijo. Então a desliza pelos meus ombros espalhando  arranhões e beijos por todo o meu tronco. Suas mãos ágeis abrem o cós da minha calça a tirando, deixando-me apenas com a box preta. 

Tomo seus lábios e a ouço suspirar. Suas unhas já atravessam minhas costas de uma forma extremamente prazerosa. Minhas mãos vão para o fecho de seu sutiã e logo estão  apertando e massageando seus seios. Distribuo mordidas em sua boca, queixo, colo e por fim tomo um de seus seios com a boca, chupando devagar e mordiscando, enquanto massageio o outro com a mão, arrancando gemidos roucos da minha Rosada. 

Sinto suas unhas em minhas costas quando rasgo sua calcinha e desço minhas mãos pelo seu corpo, massageando e apertando suas coxas, subindo para sua intimidade, acariciando seu clitóris.

-Tão minha...   -meu pau lateja.

A encosto na mesa e a penetro com um dedo sentindo a carne do local começando a estocar com calma.

-Sasuke...   -recebo seu olhar sôfrego. Sakura está completamente entregue. Então  interrompo os movimentos e depósito um selinho em seus lábios, recebendo um olhar de reprovação. Desço beijando sua barriga, logo fico cara a cara com sua boceta.

Expectativa.

Sakura morde com força os lábios quando eu finalmente passo a língua em seu clitóris, chupando e lambendo com vontade. Pede por mais. Como ela pode ser tão safada? Introduzo um dedo em sua vagina e estoco no mesmo ritmo da minha língua.

Suas mãos agarram meu cabelo forçando minha cabeça contra sua intimidade, a vejo arquear o corpo jogando a cabeça pra trás, e então ela goza na minha boca chamando por mim.

A beijo fazendo com que ela sinta seu gosto, e, cacete! Ela é uma delícia. Suas mãos voltam para mim, acariciando por cima da cueca.

A essa altura já não sei onde estão seus saltos.

Sakura me despe e começa a me masturbar, praticamente babando, simplesmente não conseguindo desviar o olhar.

-Porra Sakura, você quer chupar o meu pau?   -me fita com as bochechas coradas. Porém, havia mais tesão do que vergonha naquele olhar. 

-Quero...     -como num sussurro.

Minha Rosada se ajoelha ainda me tocando, mira meus olhos e lambe a cabeça do meu pênis fazendo-me tremer. Apoio-me na mesa atrás dela quando a sinto me engolir. Mamando com maestria. 

-Caralho, minha esposa ama mamar meu pau, não é? 

Ela enfia tudo, é possível sentir sua garganta me envolver. 

-Não quero gozar na sua boca. 

-Me deixa brincar...

Ajoelho e vou me deitando sobre ela enquanto a beijo.

-Vai ter tempo de sobra pra brincar com ele, agora eu vou amar você, Sakura.    -acaricio a boceta da minha esposa e a sinto pronta pra mim. 

-Sasuke, por favor...

Eu também não aguentaria muito mais. Atendendo ao seu pedido, me posiciono entre suas pernas e a penetro devagar. Espero ela se acostumar ao meu tamanho. 

-Tão apertada, não tem noção de como é gostosa, Sakura. 

A sinto rebolar contra mim, e esse é o sinal. Começo a estocar de forma lenta, sentindo suas mãos acariciarando meu corpo. Enterro meu rosto na curva do seu pescoço, aumentando a velocidade.

-hmm... fundo!

Seus lábios se formaram em um perfeito "O" quando que vou mais fundo e mais forte, do jeito que eu sei que ela gosta.

O meu trabalho é fazê-la gozar.

Seus gritos, gemidos e feições só me excitam mais, assim como suas unhas que a essa altura rasgam minha pele. 

Seu olhar prende o meu, como sempre  quando nos amamos. Ônix vs Esmeraldas. Quero que ela sinta como me deixa duro por ela. Aumento a velocidade, descontrolado, sentindo suas paredes vaginais apertando meu pau.

-Goza pra mim, Sra. Uchiha. 

Sakura me beija, um beijo desconexo, mas delicioso, gozando logo em seguida. 

-Sasuk... ah! 

Amo quando ela grita meu nome, não me aguentei, explodi dentro dela. Rosnando seu nome pra que ela soubesse que era única pra mim. 


Notas Finais


Já posso morrer de vergonha?
É minha primeira fic e espero não esteja tão ruim.
Por favor, peguem leve. :)

Essa história contém referências à história da Line Chan - Sede de Paixão (One Shot)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...