História Família da Atividade - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Roberta é o começo de TD.As primeiras histórias surgem através dela e após ser expulsa do grupo de patinação por motivos que elas não aceita,ela planejara voltar para atormentar a vida de Rodrigo.

Capítulo 1 - Quando a Oportunidade Chamar (Roberta)



É complicado quando você acaba o ensino médio,toda descoladinha,com uma banda de sem noções,que até tem uma certa faminha sabe?E com os mesmos problemas de relacionamento de sempre um com os outros.A gente é assim,nos odiamos,nós pegamos,nós amamos,brigamos o tempo todo mas não dá pra separar,sempre agente tá um perto do outro,mesmo que não quer nem olhar na cara um do outro.As vezes até chego a pensar na gente como uma família,daquelas bem disfuncionais sabe?Que até da certo de mas de uma  forma estranha? Então.Tipo isso.

Quando eu vim pro Brasil junto com a Bruna,minha irmã,-aquela furo olho dada-,achei que poderia ter uma vida tranquila sabe?Só curtindo?Mas que ilusão a minha.So me trouxe mais problemas cabulosos,e outros até bem gostosinhos sabe?!...MAAAS,como eu sou uma pessoa curta e objetiva vou resumir minha parte da história já que fui expulsa do grupinho de falso(ingratos!),e vamos a parte que interessa.Essa é minha história:

Quando cheguei no colégio de cara, claro né,dei a sorte grande-(foi o que achei na época)- de encontrar um gato e agente sempre ficou mas nunca admitia um relacionamento serio.Ele era um galinha,e a bunita da minha irma,aquela branquela ridícula, dava em cima dele o tempo todo na cara dura na minha frente.Nem tentava desfarsar,e ele beijava ela,ficava com outras,era baladeiros demais e me deixava sempre na mão.

Desde que eu o conheci eu me apaixonei,pra dizer a verdade foi o minha primeira paixonite,e por mais que ele me traísse sempre e eu me sentia a pessoa mais usada e infeliz do mundo toda vez que isso acontecia,eu voltava pra ele e eu sempre me entregava por inteiro cada vez mais.

Vou admitir,ele me persuadida muito bem,é bom de lábia o cabloco,e de labios, e de corpo,e o sexo era de enlouquecer e eu simplesmente nunca conseguia terminar com ele.Nem ele cmg.A gente era meio que um vício um do outro,não dava pra parar mesmo que a gente já tivesse cansado de se magoar,e da gente mesmo sabe?Mas era inevitável.Eu sou.E o Max também.

Mas meu verdadeiro amor mesmo foi o Rodrigo.Ele chegou quebrando TD sabe?Foi graças a ele que a turma consegui a  casa de patinação e que a turma se uniu mais.A gente se amou demas.Tanto que eu o traí com o Max e mesmo assim ele me amou,se casou cmg depois de eu ter infernizando a vida dele pra voltar pra mim.Mas se tem uma coisa que ele era igualzinho a mim era nunca aceitar traição.Que ironia né?

Mas sim,eu sabia que o que rolava com ele era de verdade e ele TB.Porra,TD mundo morava na mesma casa e o Max tava lá me tentando e eu não resisti.Ai...eu sou encontrolavel quando se trata de um cara gostoso e que eu quero.Nao daa!

Mas eu sei que eu marquei ele.Marquei todos eles.Eu era como a estrela da casa,as atenções,os sentimentos TD me envolvia e dava pra sentir o gostinho do quão bom era poder ser quem eu era sem ter limites.E isso foi bom.Eu me descubri com eles,cresci com eles,eles podem até dizer que não,como sempre dizem,mas eu sou o mal incoveniente mais querido daquela casa.

E pode esperar, porquê  eu ainda vou causar MT na vida daqueles sem noção do meu coração.Pode continuar meu amor.Voce pode até pensar que já deu pra mim essa historinha e que não vai ter mais espaço pra minha luz aqui meu bem,mas quando a oportunidade chamar meu amor,eu tô de volta.

Eu sou o começo disso, deles,e vou até o final.

Pode esperar Diguinho.







Notas Finais


O relato de Roberta sobre o que sente é só para o ter uma ideia de como é a personagem,já que no capítulo seguinte,a história se volta para o presente vivido da Família da Atividade.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...