História Família Incestuosa de Hinata - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga
Tags Bbw, Boruhana, Boruhima, Boruhina, Boruto, Filha, Filho, Futanari, Gravidez, Hanabi, Himawari, Hinata, Incesto, Irmã, Irmão, Mãe, Scat, Sobrinho, Tia
Visualizações 238
Palavras 1.219
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Creio que escrevi esse capítulo muito rápido e cheguei à conclusão que faço as coisas mais rápido com o pau nas calças, só que a criatividade vem mais fácil com ele fora, então chego a simples conclusão que sou um punheteiro fudido... Boa leitura!

Capítulo 13 - Exibicionismo Demais


 20h00, Fora de Casa:

Boruto saiu de casa nu usando apenas uma máscara de carnaval, logo após foi seguido pela tia e irmã, que trouxeram a mãe à força, com todas nas mesmas vestimentas que o garoto, Hinata dizia:


Hinata: Não, isso não! Essas máscaras não cobrem nada!

Hanabi: Deixa de frescura, mana, a intenção é deixar quase tudo de fora.

Himawari: Vamos mãe! Eu já estou muito molhada com isso!

Boruto: Não estão conseguindo tirá-la? Deixa que eu ajudo.


Boruto se aproximou da mãe e ficou de costas, em seguida, colocou o pênis dela entre as nádegas e começou a masturbá-la, dizendo:


Boruto: Vamos, mamãe, se formos assim até um lugar com gente, eu te deixo me sodomizar na frente delas.

Hinata: Pera, fazer amor com você na frente de alguém?

Boruto: Sim! Isso mesmo! Com você segurando minhas pernas enquanto eu me masturbo olhando para elas!

Hinata: Nossa... Isso é...


Hinata ficou imaginando com tanta força que, em seguida, teve uma ereção, após isso, ela viu a família olhando na direção dela com malícia, o que a fez desistir e aceitar:


Hinata: Tudo bem, vamos fazer isso.


Hinata começou a seguir Boruto como as outras, logo após, chegaram numa espécie de praça, que apesar da hora, estava bem movimentada, o quarteto se escondeu atrás de uma árvore do local para discutir:


Boruto: Certo, como vocês farão?

Himawari: Eu vou cagar em frente às pessoas!

Hanabi: Eu vou me masturbar num banco!

Hinata: E-eu não sei...

Boruto: Não se preocupe, mãe. Eu planejei ficar com você.

Hinata: Oh! Então, eu posso...

Boruto: Sim! Podemos nos separar agora, nos encontramos todos em casa.


Himawari e Hanabi se separaram da mãe e filho, que se encostou na árvore com as nádegas em destaque para Hinata, que se excitou novamente ao ouvir:


Boruto: Vamos lá, mamãe, meu cuzinho implora por sua pica.

Hinata: Ok, filho, eu vou fazer com cuidado, certo?

Boruto: Não, precisa, eu não me importo se for fazer com força.

Hinata: Tem certeza? Se me deixar provavelmente não dará para me segurar.

Boruto: Vai com tudo, mãe!


Hinata se aproximou e esfregou a glande perto do ânus do filho para que pudesse estabilizar o pênis na reta do buraco de Boruto, para então, atravessar o esfíncter do garoto tirando gemidos proposital e exageradamente altos dele:


Boruto: Ah! Mãe... Isso... Isso... Me enraba em praça pública... Vai!

Hinata: Você está chamando atenção demais!

Boruto: E não é isso o que... Ugh... Queremos?

Hinata: Hum, é verdade...


Hinata segurou os braços do filho e saiu com ele de trás da árvore, ficando num lugar que as pessoas passavam, conforme a mãe estocava no ânus e Boruto gemia, atenção era chamada, formando um círculo de curiosos ao redor dos dois amantes, que combinavam entre si:


Boruto: Mãe... Me... Me levanta no seu colo... Ah... Eu quero me exibir para esse povo...

Hinata: Certo... Filhinho...


Boruto agarrou as costas da mãe sem sair muito da posição, apenas ficando em paralelo com o corpo de Hinata, que pegou o filho pelas pernas e o levantou segurando na parte de trás articulação dos joelhos, o garoto, estando em um ponto onde a exposição do pênis era grande, passou a se masturbar na frente do “público”, que, mesmo horrorizado, não parava de olhar, em seguida, os amantes viraram os rostos para se beijarem de língua.

Himawari localizava-se em um canto escuro perto de um banheiro químico, quando uma mulher saiu do mesmo, a garota aproveitou e chamou:


Himawari: Ei... Você pode... Ugh... Me ajudar?

Mulher: O quê? Onde você está?

Himawari: Aqui atrás...


A mulher se aproximou um pouco e perguntou:


Mulher: O que você quer?

Himawari: Bem... Eu cheguei quando você estava lá dentro, mas eu não pude aguentar...

Mulher: Ai! Me desculpe, você quer papel?

Himawari: Não, é que eu tenho medo de alguém me ver fazendo... Poderia vigiar para mim?

Mulher: O quê? Isso é um pouco estranho... E nojento...

Himawari: Por favor, se alguém que me conhece me ver, estou acabada!

Mulher: Ok...


A mulher seguiu até a parte de trás do banheiro químico e encontrou Himawari de pé apoiada nele, nua, escondendo o pênis se auto-penetrando na vagina com o mesmo dobrado para dentro do buraco, e com a cara virada para o lado contrário enquanto largos excrementos saíam do ânus dela com alta vazão, a mascarada gemia:


Himawari: Uh... Que droga... Essa merda é muito grossa...

Mulher: Eu não preciso ficar olhando, preciso?

Himawari: Não... A não ser que queira...


A mulher se virou nervosa enquanto Himawari gemia a descrição do ato:


Himawari: Ugh... É muito grande para a minha bunda isso tudo... Acho que comi muito no jantar... Hum... Minha merda está tão marrom...


Durante o ato, Himawari começou a soltar gases, que incomodavam a mulher, que ficava mais nervosa com os gemidos descritivos:


Himawari: Oh... Perdão... Eu estou peidando... Ugh... Perdoe meus gases fedidos... Ah... Isso está me... Excitando!


O último gemido alto de Himawari causou confusão na mulher, que estranhou a última frase da menina, que gemeu ao fim do ato:


Himawari: Uh... Acabei... Ei! Eu poderia pedir mais uma coisa, por favor?

Mulher: O quê?

Himawari: Você poderia vigiar enquanto eu como toda a merda que eu caguei?


Hanabi estava sentada num banco se masturbando dos dois jeitos, esfregando o próprio pau e enfiando dedos na vagina, de modo que quem passasse visse que era uma hermafrodita, mas nada trouxe tanto prazer quanto quando uma mãe passou apressada com o filho e parou no assento em frente sem ver a Hyuga por estar no celular, a mesma chamou a atenção do garoto e falou baixo:


Hanabi: Ei, garoto... Está vendo esse meu membro grandão? Você tem um só que menor, certo? A sua mãe tem um buraco como esse aqui em baixo, quando você crescer, colocará o seu pinto no buraco dela, certo?


Hanabi continuou se masturbando quando a mãe do garoto a viu e gritou:

Mãe: Filho, não olhe para isso!

Hanabi: Tarde demais, seu filho já apreciou o bastante.

Mãe: Você não tem vergonha? Vamos filho, não olhe para ela!

Hanabi: Que pena, eu estava muito afim de bater para uma MILF... Quem sabe o garoto não tenha chance de até fazer mais que isso?

 

Hinata estava apoiada na árvore do início sendo penetrada no ânus pelo filho, em meio a uma multidão espantada, a mãe gemia:


Hinata: Isso, filho! Fode... Fode meu cu... Na frente dessas pessoas!

Boruto: Mãe... É muito apertado... Ah... Eu amo seu cu... Vejam pessoas... Eu estou comendo o cu da minha mãe!

Hinata: Uh... Filho... Está vindo!

Boruto: Sim... Vamos mostrar para eles mamãe!


Boruto meteu um pouco antes de tirar o pênis liberando passagem para Hinata expelir uma imensa nuvem de gases no público e começar a excretar grandes quantidades de fezes marrons e grossas enquanto o filho se masturbava em frente a multidão enquanto gemia:


Boruto: Ah! Mãe... Tô batendo uma para você cagando...

Hinata: Isso filho... Mostre para esse povo o quanto amamos merda!

Boruto: Ah... Ah... Mãe... Eu quero gozar na sua merda!

Hinata: Vai! Goza! Goza na merda da sua mãe enquanto ela caga! Ah!


Boruto aumentou a velocidade com que se masturbava até ejacular nas nádegas da mãe enquanto defecava, atingindo os excrementos que caíam, assustando ainda mais o público.


Continua...


Notas Finais


Três capítulos até o final... Triste, no próximo, eu vou tentar terminar com coisas pendentes na história e aí eu já coloco os últimos capítulos Full sexo... Até quinta!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...