História Família Incestuosa de Hinata - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga
Tags Bbw, Boruhana, Boruhima, Boruhina, Boruto, Filha, Filho, Futanari, Gravidez, Hanabi, Himawari, Hinata, Incesto, Irmã, Irmão, Mãe, Scat, Sobrinho, Tia
Visualizações 208
Palavras 1.319
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Toda despedida é triste e dramática para alguém, e quem disse que uma fanfic com scat não pode ter um pouco de drama? Então... Boa leitura!

Capítulo 14 - Despedidas Demais


Dia seguinte, 7h00, Quarto da Hinata:

Os quatro estavam deitados de conchinha na mesma cama, mas com um penetrando o outro: Boruto tinha o pênis sujo de excrementos por dormir com o mesmo dentro da mãe, que, durante o sono, explorava o interior da vagina da irmã, que sonhava enquanto o membro tocava a próstata da sobrinha, única passiva no ato, que acordou por conta da vibração do celular, escondido na fenda entre as pernas da garota, que checou as notificações e identificou uma mensagem mandada pelo pai dela, assustada, Himawari acordou Hinata:


Himawari: Ô, mãe! Mãe!

Hinata: O que foi menina? Por que atrapalhou os meus sonhos? Eu estava tendo um sonho tão bom, eu fazia amor com sua tia enquanto cagava no pau do seu irmão... Olha! Era verdade!

Himawari: É que o papai acabou de me mandar uma mensagem dizendo que vai chegar amanhã de viagem!

Hinata: O quê? Ah, não! Hanabi, filho, acordem!

Hanabi: Hum... O que foi?

Boruto: Já é hora do café?

Hinata: Não, é algo importante, o seu pai vai voltar amanhã!

Boruto: Ah, não, o que vamos fazer? Eu não quero ter que deixar a casa limpa para sempre e não poder mais comer sua merda nas refeições!

Hinata: E o que você acha que eu possa fazer?

Himawari: Ah, acho que dá para viver transando escondido dele, mas isso vai limitar muito o que podemos fazer.

Boruto: Que droga, só porque eu tinha imaginado várias coisas para fazermos! Justo quando a gente virou exibicionistas.

Hanabi: Olha, na verdade, eu não achei tão legal assim, só me masturbar na praça me satisfez tanto.

Himawari: E ninguém queria me ver cagando e comendo.

Hinata: A gente só chamou atenção de pessoas por ser sexo, além de ninguém comentar nada.

Boruto: Realmente, eu queria muito ouvir alguém dizer: “aquele menino está comendo a mãe”, “ele está se masturbando para a mãe cagando” ou até mesmo “a mãe dele tem um pinto e está comendo ele”.

Himawari: Tá, mas o problema não é esse, e sim que nós não poderemos vamos fazer coisas assim nunca mais.


Hinata, Himawari e Boruto ficaram de cabeça baixa, formaram um círculo, passaram a masturbar um ao outro e a tentar um beijo triplo a fim de se consolarem, Hanabi aquilo triste e de pênis duro, mas então se lembrou de algo:


Hanabi: Gente! Eu tenho uma solução!


Hinata se desvencilhou do beijo triplo e perguntou esperançosa enquanto Boruto se deitava para Himawari sentar com a vagina no pênis dele:


Hinata: Sério? Que solução é?

Hanabi: É simples, antes mesmo de pensar em vir aqui para transar com o Boruto, eu tinha uma intenção.

Hinata: Qual?

Hanabi: Eu vim avisar que eu comprei uma casa nova na praia e mostrar onde fica caso vocês quisessem ir para lá, mas agora eu tive outra ideia.

Hinata: Não me diga que...

Hanabi: Sim, eu quero levar todos vocês para morar lá! Assim poderemos fazer qualquer coisa, já que estaremos isolados do mundo e de todos!

Boruto: Pera... Vamos nos mudar sem o papai? Eba!

Himawari: Isso... Isso... Vamos transar o dia inteiro lá!

Hinata: Irmã, eu te amo!


Hinata e Hanabi se beijaram enquanto apalpavam a bunda uma da outra, em seguida, a mãe se agachou sobre a face de Boruto e perguntou:


Hinata: Vai querer um pouco de chocolate no café da manhã antes de arrumarmos tudo para irmos embora?

Boruto: Sim!

Hinata: Certo, Himawari, mama no pênis da mamãe!

Himawari: É claro!


Hinata sentou com o ânus na boca do filho e a filha se inclinou para chupar o pênis da mãe enquanto estava sobre o do irmão, Hanabi viu aquilo e tentou participar do ato, deitando nas costas da sobrinha com as nádegas apontadas para a cara da irmã e com a boca abaixo do ânus de Himawari, o qual passou a ser lambido e invadido pela língua da tia até alcançar a próstata, fazendo a sobrinha gemer:


Himawari: Uh... Ugh... Ugh... Hum... Hum...

Hinata: Não tente falar... De boca cheia, filha...

Boruto: Eu queria estar de boca cheia com sua merda, mamãe!

Hinata: Tudo bem... Vou tentar...


Hinata levantou um pouco as nádegas da cara do filho, ficando com a boca na vagina da irmã, e passou a enfiar dois dedos no próprio ânus, já que ela sentia vontade de defecar quando introduzia algo nele, a mãe perguntou:


Hinata: É uma boa visão?

Boruto: Sim! Seria melhor com um toque de marrom.

Hinata: Fique feliz... Estou... Quase...


Hinata soltou uma longa e fedida flatulência na cara do filho, o excitando, após isso, ela tirou os dedos, sentou na boca de Boruto e cheirou a mão, dando mais excitação a ela, que gemia:


Hinata: Oh... Oh... Oh, vou cagar na... Boca do meu filho e... Mijar na boca da minha filha!


Conforme exposto pela mãe, Himawari, enquanto a chupava começou a sentir o líquido quente e amarelo enchendo dentro da boca, não tendo alternativa a não ser ingerir a urina, enquanto isso, Boruto se deleitava ao ter a sensação de uma longa e serpentina porção de excrementos descendo pela garganta enquanto roçavam na língua do menino, que agarrava as nádegas da Hinata durante a refeição coprofágica, que durou pouco menos de meio minuto, desapontando os principais envolvidos na coprofagia, só que a mãe perguntou olhando para o ânus de Hanabi:


Hinata: Filho... Você pode usar seu Kuso no Jutsu em mais de uma pessoa?


Boruto, estando de boca cheia e com as nádegas da mãe o “soterrando”, confirmou com o polegar da mão esquerda levantado, Hinata, então, pediu:


Hinata: Então... Use em nós três!


Atendendo o pedido da mãe, Boruto terminou de engolir os excrementos e disse com a voz abafada pelas nádegas de Hinata, enquanto pegava nas Himawari:


Boruto: Tajuu Kuso no Jutsu!


Boruto então usou o Kuso no Jutsu em Himawari para acelerar o processo de digestão dela e fez com que o mesmo se espalhasse para quem tivesse contato a irmã, exceto ele próprio, a garota com a boca cheia começou a espernear ao sentir algo passar pelo intestino grosso, estimulando mais o pênis de Hinata, que gemeu:


Hinata: Ah... Ah... Filha... Eu vou... Gozar!


Esperma invadiu a garganta de Himawari junto do pênis da mãe, fazendo-a engasgar e vomitar sobre o mesmo uma substância de coloração verde, em paralelo a isso, ela forçava o intestino e esfíncter para permitir a passagem das fezes para dentro da boca de Hanabi, que, deitada numa inclinação pequena, as engoliu e, sem tempo para digeri-las, passou a excretá-las um minuto depois, Hinata vendo o ânus da irmã se dilatando, estendeu a cabeça para poder ingerir os dejetos dela, que foram digeridas rapidamente para acabar terminando o circuito com excrementos saindo do orifício da mãe, no qual Boruto havia colado os lábios a fim de poder comer a matéria fecal da progenitora e amante, com quem passaria o resto da vida.


Dia seguinte, 9h00:

Naruto abriu a porta da casa e, com um sorriso estampado no rosto, gritou:


Naruto: Querida! Cheguei!


Sem ouvir respostas, o hokage procurou por toda casa, muito limpa em comparação com o tempo em que ele passou fora, até encontrar uma carta de Hinata com os dizeres a seguir:


“Querido Naruto,

Perdão se o conteúdo dessa carta lhe entristecer, eu sempre te amei e continuo te amando, mas, atualmente, percebi que não há reciprocidade nisso, os nossos filhos também sentem isso, por conta disso tudo, resolvi lhe deixar e levar Boruto e Himawari comigo, por respeito a você, não pedirei nada como pensão ou qualquer outro benefício. O tempo que passamos juntos foi algo maravilhoso, mas sinto que não conseguiremos algo do tipo, peço encarecidamente que não me procure, adeus!

Atenciosamente,

Hinata Hyuga”


Cada detalhe da carta deixava Naruto mais triste, desde a mensagem principal ou ao uso do nome de solteira de Hinata, o fazendo chorar incondicionalmente por aquela despedida, dramática para ambos.


Continua...


Notas Finais


Wow isso é triste, podemos alcançar 5 comentários? Bem, na minha opinião, eu achei isso horrivelmente triste, mas em comparação, isso foi melhor do que ela fazer tudo aquilo escondido ou até ele pegá-los assim, foi o mais certo a fazer nessa bomba relógio que eu criei... E bem, na próxima semana, incluindo domingo, teremos os capítulos finais, até lá!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...