História Family - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 33
Palavras 2.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Introducing Us


Sydney, Australia 
10 de Agosto de 2015 

Melissa POV's
Eu estava  em um profundo sono, bom e calmo, o único que tive em meses, quando um feixe de luz, um pequeno feixe de luz, bateu diretamente em meus olhos me fazendo cobrir o rosto pela claridade, era pequena mas ainda sim incômoda. Esfreguei os olhos e afastei a coberta rosa pink que meu pai trouxe da china a dois anos atrás. Passei os olhos pelo lado direito do quarto vendo uma camiseta azul-marinha jogada no chão do meu quarto. Mas espera, eu não tenho uma camiseta azul-marinha, muito menos um tênis preto e verde escuro da Nike.

Olhei para o lado tendo a visão de um Peter Altman descoberto e seminu vestindo apenas uma cueca preta, a mesma de sempre. Caralho, PETER FUCKING ALTMAN, a Ariel vai me matar! 

Acontece que o babaca do Peter e eu temos uma história, um pouco desagradável que eu não gostaria de relatar nesse momento, mais para frente quem sabe ? O importante é eu tirar esse cavalo manco de dentro da minha casa, hoje é o primeiro dia de aula na bosta de internato em que eu estudo e com certeza Ariel virá aqui para irmos juntas, se ela ver Peter não sei nem do que ela é capaz de fazer.

- Peter, acorda garoto.- falei sacudindo-o para tentar desperta-lo.- Acorda seu saco de adubo.
- Ai garota, tu tá ficando louca é ? Para de me empurrar, afinal de contas quem é vo...MELISSA ? CARALHO MELISSA, QUE QUE EU TÔ FAZENDO AQUI ?- ele perguntou levantando rapidamente ficando desesperado por estar de cueca.
- Ah, eu liguei pra você ontem por que eu tava com saudade e queria te dar!
- Sério ? 
- NÃO, RIDÍCULO!- falei revirando os olhos.- Eu não faço a menor ideia do que você tá fazendo aqui ou o que a gente fez ontem mas são 6:47 am, as aulas começam daqui uma hora e treze minutos, então eu te indico a sumir daqui antes que minha mãe te veja.

Ele assentiu a cabeça e saiu catando as roupas dele que estavam jogadas pelo chão do meu quarto. Quando eu abri a porta eu vi Ariel subindo as escadas com as malas na mão e a sua mochila verde-agua nas costas, graças a Deus ela estava olhando para trás falando com minha mãe! Bati a porta e empurrei Peter para trás.

- Pela casa do vizinho, vai!- disse abrindo minha varanda, no final do terraço havia uma passagem para a casa do vizinho. 
- Cê tá loca ? Eu vou morrer se pular dessa altura!- ele disse indignado.
- Bom, se Ariel te ver aqui você vai morrer de qualquer jeito, então é você quem escolhe.- coloquei as mãos na cintura.
- Tchau pra você.- disse irônico, pulando a abertura do terraço e caindo em cima do carrinho de bebê do filho dos vizinhos. Idiota. 

Fechei a porta da varanda e olhei para trás vendo minha melhor amiga entrar. Ariel era linda, ruiva, alta, com seu sorriso sempre estampado no rosto, não havia quem não se apaixonasse por ela. 

- Oi palhaça.- falei levantando minhas calças que estavam quase caindo.
- Oi amiga.- disse jogando as malas no chão, perto da porta do meu closet onde por obséquio, estava minha mala aberta completamente vazia.- Melissa Diana Evans, você não fez a porra da mala ? 
- Eu vou chutar que não.- dei um sorrisinho de mala.
- Mas você é uma inútil mesmo, falta uma hora pra gente ir, e são vinte minutos daqui até lá, Melissa, você sabe disso! 
- Desculpa amiga, eu sei, é que eu não tive tempo, me desculpa, olha eu vou fazer rapidinho.- eu disse pegando a mala.
- Vai tomar seu banho, eu faço sua mala.- ela disse estendendo o braço.
- Eu te amo!- eu falei entregando a bendita mala.
- Eu também te amo!
 
Corri para o meu banheiro para tomar banho, já deixando minha roupa de ida separada.

Blair POV's 

Não é que eu não tenha gostado da casa, mas ela é muito grande, eu me perco aqui. Saí do que eu achei que seria a cozinha trombando com meu irmão. 

- Desculpa, Shawn, eu tô mais desastrada do que nunca.- falei batendo a mão na testa.
- Relaxa, eu sei, tá difícil pra mim também, não queria ter vindo pra cá, eu gostava tanto de Nova York, mudar pra esse fim de mundo foi a pior decisão.- ele disse revirando os olhos.
- Concordo.- uma voz falou do topo da escada, quando olhei, vi Lilo descendo, sem nenhum cuidado, a escadaria de nossa casa. Lilo é nossa irmã mais nova, a caçula da casa, uma garota irritante que eu não consigo viver sem.- Bom dia meus queridos irmãos.- ela disse toda animada.
- Nem começa, são 7:00 am, ninguém te merece a essa hora com esse humor.- resmunguei entrando na cozinha, sendo seguida pelos dois.- Bom dia Olga.- disse para nossa empregada que estava perto do armário fazendo torradas com mel, meu café da manhã preferido. 
- Bom dia meus amores, animação total, cidade nova, escola nova, amizades novas, tudo novo.- ela disse colocando duas torradas em meu prato. Olga trabalho com minha família a 20 anos, chegou antes mesmo de meu irmão nascer. 
- Será que da pra ter uma vida nova ?- perguntei tomando meu suco de pêssego.
- O nosso destino, é a gente que faz.- ela disse colocando frutas na mesa, sorri para ela e comecei a comer meu café. 
- Bom dia meninos, saímos em 15 minutos. Bom dia, Olga! Meu café ?- meu pai disse entrando na cozinha, deu um beijo na cabeça de cada um de nós três, pegou seu jornal e se sentou na ponta da mesa, como sempre. 

E então minha mãe entrou na cozinha, Rebecca King, a melhor advogada de New York City. Minha mãe é sem duvida a mãe mais bonita do mundo, é aquele tipo de mãe que faz tudo pelos filhos, eu a amo mais do que a mim mesma. Parei de tomar meu café e fiquei observando-a, saia justa mas comprida, salto preto, blusa branca. Eu quero ser exatamente como ela quando crescer.

- Bom dia, meu amor.- ela disse percebendo que eu estava admirando-a.
- Bom dia, mamãe.- me deu um beijo na bochecha e em seguida em meus irmãos. 
- Bom dia, Olga.- disse se aproximando de Olga, e então as duas começaram a conversar baixinho.
- Vamos crianças ? Vocês não vão querer chegar atrasados em seu primeiro dia de aula, não é ?- meu pai disse levantando-se da mesa e então o seguimos. 
- Pai, você tem que parar de nos chamar de criança, quer dizer, eu tenho 16 anos eu sou quase um homem.- Shawn disse olhando indignado para o meu pai.
- Ô garoto, você fala que faz a barba mas toda vez se corta com gilete por que você não tem porcaria de barba nenhuma.- Lilo disse fazendo a mim e ao meu pai rir. 

Dei um abraço apertado em Olga, já que não a veria durante seis meses, depois abracei minha mãe sentindo seu perfume forte. 

- Primeira coisa, é uma escola extremamente cara onde eu e seu pai estamos gastando uma fortuna, então eu quero ver esforço vindo dos três, entenderam ? Eu vou para Hong Kong amanhã pra tratar de uma caso criminal lá mas eu volto no fim de semana, se precisarem me liguem.- ela disse pegando seu iogurte diet dentro da geladeira.- Segundo, sem namoro, quero foco nos estudos.
- Ah mãe!- Shawn disse.
- Cria vergonha na cara, garoto.- falei fazendo todos no recinto rir.
- E por ultimo mas não menos importante, boa sorte, meus filhos, e nunca esqueçam, não importa o que acontecer, eu vou sempre amar vocês.- ela disse nos abraçando.
- Também amamos você.- dissemos em coro os três. 

Sophie POV's 

- MÃAAAAAE, SÃO 7:18 am, VAMBORA!- gritei agarrando a minha mala dourada com branco.
- Calma, Soph. Para de gritar por que as suas irmãs estão dormindo!- minha mãe disse descendo as escadas com a chave do carro na mão.
- TCHAU ROSE!- eu disse me despedindo da minha empregada. Minha mãe me beliscou no braço.- Ai mãe!
- Já falei para não gritar.- ela disse saindo porta a fora.

Assim que entramos no carro ela arrancou com ele. Minha mãe era o tipo de mãe que não tem nem um pingo de paciência, mas é a melhor mãe do mundo! Minha mãe é a delegada de Sydney, respeitada por onde passa, admirada por onde passa. Eu a respeito e a amo muito, a pesar de às vezes ela ser meio brava, principalmente em relação à namoro, ela é louca por mim e pelas minhas irmãs.
 
Megan, Lisa e até mesmo Summer, que é filha somente do meu pai. Somos 4, inseparáveis. Summer é mais velha e faz faculdade em Melbourne, mas todo fim de semana ela vem nos ver, Megan tem 5 anos e está naquela fase de que tudo quer saber e Lisa tem 1 aninho apenas, puxa parece que foi ontem que elas nasceram, o tempo está passando tão rápido! 

Infelizmente eu terei que ir para a Anchor Beach, aquela escola é um cu. Eu tenho uma amiga e ela só não é mais falsa que eu por que ninguém é. A única coisa que eu queria é pelo menos uma amiga de verdade pra quem eu possa dividir experiências, eu ando muito sozinha ultimamente. Eu só queria uma amiga.

- Chegamos, meu amor.- minha mãe disse estacionando o carro em uma vaga dentro do estacionamento. 

Minha escola é bonita para caramba, ela pode ser um inferno, mas é a escola mais bonita de Sydney, e a mais cara também. Anchor Beach Intern School. Um internato que fica na beira da praia, isso é maravilhoso. Seria perfeito se as pessoas não fossem podres. Por falar em pessoas podres.

- Olá Collins, como foram suas férias ?- Pamela disse se aproximando com seu chiclete, mastigando igual uma vaca, que ela é!
-  Bom dia, Pamela! Foram ótimas, e as suas ? 
- Maravilhosas, fez muitas amizades ?- disse rindo junto com suas amigas, Kate e Hannah, igualmente estúpidas.
- Fiz, claro. Você abortou muito ?- eu disse provocando-a. Ela cerrou os olhos me encarando e saiu batendo o pé, ridícula.
- Você está bem filha ?- minha mãe perguntou segurando minha mochila rosa. 
- Sim, mamãe.- eu a abracei como nunca, mais 6 meses longe dela e da minha família, que grande bosta.- Eu te amo.
- Eu também te amo, meu amor. Bons estudos.- disse me beijando a bochecha. Eu vi ela entrar no carro e ir embora, mais seis meses sem vê-la, ela não sabe o quanto isso me dói, sermos separadas. 

Me virei e fiquei observando as grandes janelas de vidro que mostravam o interior da escola. Olhei de canto de olho para a direita e vi duas garotas e um garoto descendo de uma ranger rover. Eles parecem ser irmãos, se não forem são clones, nunca os vi por aqui eles devem ser novatos. De repente me veio uma enorme vontade de ir falar com eles. Me aproximei uns 4 passos e reparei no rosto da garota mais alta, ela me era familiar. Então percebi que aqueles eram Blair, Shawn e Lilo King! Éramos melhores amigos antes de eu me mudar de New York, caramba! Blair me olhou de rabo de olho, acho que percebeu que eu estava observando-a, tratei logo de sair dali, com certeza eles nem se lembrariam de mim. Adentrei o colégio estando não preparada para mais seis meses de pura tortura.

Ariel POV's   
 
- Caramba, Melissa, você é muito enrolada. Não podemos chegar atrasadas eu prometi à minha mãe que não chegaria atrasada.- eu disse já nervosa esperando Melissa calçar os seus tênis.
- Ô garota, não começa a me apressar não, por que se não eu vou te jogar longe daqui, você sabe que eu sou enrolada, pra que veio então ?- ela disse colocando a mão na cintura.
- Só vamos, merda.- eu disse abrindo a porta vendo o padrasto de Melissa colocar as malas dentro da Mercedes prata dele.- Tá vendo, até o Paul tá pronto e você não.
- Cala a boca, Ariel! MÃE, TÔ INDO!
- Já filha ? Ah meu Deus, vou sentir tanta saudade.- a mãe de Melissa disse descendo as escadas. Elas se abraçaram e logo tia Rachel me deu um abraço e um beijo na bochecha.- Tchau meninas, bom semestre. 
- Tchau.- disse acenando.
- Tchau mamãe, eu te amo.- Mel disse abraçando sua mãe novamente. 

Logo entramos no carro e lá estávamos nós duas, a caminho de Anchor Beach. Eu nem me despedi da minha família direito, só da minha mãe. Meu pai já havia ido para o escritório e meu irmão, Eric, estava dormindo. Minha mãe está grávida, e será uma menina eu ainda estou lutando para ela não se chamar Melody. Aparentemente minha mãe tem uma fixação por Little Mermaid, quem pode culpa-lá? Ariel também é minha princesa preferida.

- Amiga, tomara que eu consiga me encontrar com o Gabe à noite.- Melissa disse se referindo a um ficante dela.- Se a Cornwell não nos pegar! Bem que você poderia se encontrar com o David também.- ela disse levantando ambas as sobrancelhas.
- Eu não vou ficar com esse garoto, eu tenho uma nova regra para mim mesma, sem garotos. Eu não vou ficar com ninguém o ano todo.
- Ah claro, e meu nome é Susana.- ela disse rindo.
- Não teve graça, ridícula. Eu tô falando sério Melissa! Eu não vou ficar com garoto nenhum.- eu disse indignada por ela não dar créditos a mim.
- Tudo bem, se você diz.- Melissa disse desbloqueando o celular e mandando snap para Sammy, nosso amigo que também estuda na Anchor.
- Chegamos, garotas.- Paul disse estacionando o carro do lado de fora do estacionamento. Desci do carro segurando a minha mochila enquanto Paul estendia a mão para entregar minha mala preta de couro que comprei na Itália. 

Melissa se despediu de Paul que entrou no carro e rapidamente foi embora. Nós demos as mãos e entramos em Anchor Beach para começar um novo semestre. Mal sabíamos nós que aquele semestre ia mudar tudo em nossas vidas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...