História Family - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 903
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


[...] Eu estava um caco, me sentindo tóxica quando você chegou e o meu mundo mudou, drasticamente, assim consequentemente roubando o meu coração [...]

Capítulo 1 - Just One Day


Fanfic / Fanfiction Family - Capítulo 1 - Just One Day

Confesso que me surpreendi, com tudo, tudo mesmo, nunca havia te visto assim e mexeu muito comigo talvez por isso eu tenha resolvido parar de ser tão teimosa, não sei ao certo...

 

Tive Medo

 

É, eu tive muito, muito mesmo... Era como se você tivesse voltado a ser uma criança, chorando e perguntando o que havia feito de errado, me senti inútil, mais do que de costume e fiquei com raiva, sim, raiva, não pouca mas muita, você nunca foi assim e agora, eu só percebi o quanto você também era humana por causa do passo em falso que ele deu.

Foi como se não existisse mais robô algum, como se nunca tivesse existido nenhum robô e nem nada do tipo, e eu fiquei chocada sim, chocada tanto com as lágrimas que escorriam de sua face quando do sentimento que eu sentia naquele exato momento... Eu fui da terra pro inferno em apenas alguns segundos mas sabe, eu não pediria pra você agir diferente, eu não queria que o tivesse sido. Caso o fosse, eu jamais iria ver que dentro de você existe também um ser humano, eu já disse tanta merda, já fiz tanta besteria que tô cansada de mim mesma, e agora, eu tenho que consertar mais uma delas, a última eu espero eu realmente espero que seja a última. Porque se não for, eu não sei o que vou fazer.

 

Parece Triste

 

Totalmente, eu não quero pena ou então piedade, eu quero ser eu mesma e dane-se se eu fizer algo do qual eu me arrependa depois, como eu fiz a pouco tempo, dane-se totalmente, ao menos eu aprendi algo, eu conheci mais uma parte do podre mundo no qual vivo, no qual nasci e estou crescendo. Eu quero, eu acho que agora é pra valer, por mais que eu me irrite com ele as vezes, mas deste você gosta, você aprova e eu era cega, eu achei que tinha acabado com tudo de uma vez por todas e eu fico muito feliz por não ter acabado, mas talvez eu seja tóxica e eu tenho medo de magoa-lo ou feri-lo... Porque na maioria das vezes eu não sei como consertar as merdas que faço, eu sonho e sonho, mas nenhum deles se torna a merda da realidade, e eu queria, queria muito mesmo que todos parassem de me tratar como criança ao menos uma vez, ao menos um dia... Queria que tudo fosse belo e vasto, viver em um enorme espaço onde não existisse um buraco negro, onde eu não fosse a droga de um buraco negro...

É, eu sou meio louquinha e paranoica mas e dai? Eu odeio isso as vezes mas parece que é o certo ser assim, por mais que eu me ferre comigo mesma, internamente, eu vou ser assim e pronto. Talvez eu use drogas, talvez eu continue fumando e talvez eu beba até cair, mas até eu passar por isso não vou desistir de porra nenhuma e de nada até eu ter a certeza com a minha própria alma e o meu próprio espírito.

 

......................

 

As vezes eu recordo daquele dia, onde você me perguntava o que fez de errado, se eu pudesse, se eu pudesse chorar junto à você eu diria que o seu erro foi em me ter, em deixar eu nascer... Mas ali alguém precisava ser forte, e não podia ser uma criança de seis anos, não podia ser... Ali teve que ser eu, e eu consegui, por mais que eu ache que estava errada, eu consegui e até agora eu tenho me sentido perdida, mais do que o normal e uma tristeza enorme tem me preenchido, sinceramente tenho medo que a depressão esteja querendo voltar, que ela esteja me ameaçando de novo, e falando assim até parece uma pessoa...

Mas quando o vazio se espalha de uma forma tão rápida e devastadora que nem eu mesma consigo controlar, o que mais eu posso fazer se não me fechar e ser grossa e babaca com todo mundo? Talvez assim eu dê um jeito de fazer isso parar de vez, mas coisa que acho impossível, é que no fundo todos sabem que as pessoas mais pensativas são as que mais tem problemas internos consigo mesmas e eu não deixo de ser assim, por mais que eu queria mudar, por mais que eu tente não dá, pra mim é impossível e nem nada nem ninguém vai conseguir me fazer mudar a força, não importa quantos remédios eu tome, quantas vezes eu me corte, nada vai adiantar porque isso já está preso à mim, já está impregnado dentro de mim...

Eu tenho um lado ruim, eu tenho um lado obscuro e isso está fora do meu alcance e eu odeio quando você tenta resolver isso com igreja, eu realmente odeio tanto que por isso eu nem digo mais que estou mal, que estou com problemas... Porém uma hora passa. Eu espero...

 

 

"E enquanto isso não acontece,

Eu voltei a te encontrar,

E eu quero outra vez,

Estar mais um pouco,

Naquele nosso beijo,

Porque foi calmo,

Foi mágico, e

Não pretendo troca-lo por nada,

E o próximo recorde é nosso,

Durante 60 horas, ai

Você respira em mim, e eu

Em você,

Porque sem você, eu não tenho ar o suficiente,

Com você, eu deixo de ser tóxica, por causa

Do amor que você me dá."

 

Só assim pra ficar feliz, lembrando de você. Sz


Notas Finais


Espero que tenham se identificado em alguma parte, porque não foi nada mais do que sentimento e sensações estranhamente bizarras...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...