História Family Is Power - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Os 13 Porquês (13 Reasons Why), Shadowhunters, Teen Wolf, The Originals
Personagens Aiden, Alex Standall, Alexander "Alec" Lightwood, Allison Argent, Breaden, Brett Talbot, Bryce Walker, Chris Argent, Clary Fairchild (Clary Fray), Claudia Stilinski, Clay Jensen, Cora Hale, Corey Bryant, Danny Mahealani, Davina Claire, Derek Hale, Elijah Mikaelson, Erica Reyes, Ethan, Freya Mikaelson, Gerard Argent, Hannah Baker, Hayden Romero, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Isaac Lahey, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Jessica Davis, Jordan Parrish, Justin Foley, Kate Argent, Ken Yukimura, Kira Yukimura, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Laura Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Magnus Bane, Malia Tate, Marcellus "Marcel" Gerard, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Natalie Martin, Noshiko Yukimura, Peter Hale, Rafael McCall, Raphael Santiago, Rebekah Mikaelson, Scott McCall, Simon Lewis, Stiles Stilinski, Talia Hale, Theo Raeken, Thierry Vanchure, Tony Padilla, Tyler Down, Vernon Boyd, Victória Argent, Zach Dempsey
Tags Elijah Mikaelson, Hayley, Hope Mikaelson, Jimon, Kol Mikaelson, Magnus Bane, Magnus Mikaelson, Malec, Niklaus Mikaelson, Pack's Scott Mccall, Rebekah Mikaelson, Scisaac, Sterek, Zalex
Visualizações 43
Palavras 1.654
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo três


Enquanto isso, na casa dos McCall, um certo queixo torto estava inquieto. Depois de muitas tentativas, seu cabelo ficou como o desejado, olhava o relógio a cada cinco minutos.

Até que ouviu o barulho da campainha, se olhou no espelho mais uma vez e depois desceu as escadas, nem sabia porque de se arrumar tanto.

-Oi Zac!

-Oi 'Mascott

-Entra- O queixo torto deu espaço para o loiro entrar

-Com licença

-Fica a vontade

-Eu trouxe o seu presente

-Sério?

-Sim, não é uma coisa grande, é só uma inspiração.

-Deixe eu ver

-Olhe- Ele entregou um desenho para o moreno. O desenho era um menino, com os cabelos pretos, um queixo torto, pele morena e ao fundo um céu azul, o desenho não ocupava o papel inteiro. O desenho era tão bem desenhado, tão bem pintado, tão realista. Era uma fanart no papel, Scott ficou tão encantado, Isaac havia o desenhado.

-Isaac, que desenho incrível, você que fez?

-Uhum, a tia de Magnus, Rebekah, ela sempre me dá ferramentas de pintura e desenho no meu aniversário, ela me colocou em um curso de desenho, porque ela disse que eu tenho muito potencial, eu amei, eu ainda tô no curso na verdade. E não é só quando é meu aniversário que ela me dá essas coisas, é sempre que acaba. De alguma forma ela sempre sabe quando acaba, não sei como.

-Uau! Isaac você é um artista!

-Ah, eu não acho isso.

-Mais eu acho. Isaac?

-Uhum?

-Você sabe né, falta dois anos pra sairmos da escola, você já sabe a faculdade que você vai fazer?

-Eu tava pensando em arte visual.

-Acho a sua cara. Vamos fazer alguma coisa?

-Tipo?

-Ahn, vamos tomar um sorvete?

-Só se for agora



Enquanto isso, no loft de Derek. Stiles fazia seu dever, não estava entendendo nada, e do seu lado, um lobo rabugento estava mexendo no seu laptop.

Stiles fazia caretas, Derek olhou uma vez, depois voltou a olhar novo laptop e depois olhou denovo, e denovo, mais uma vez, novamente e até que não se aguentou e suspirou alto.

-O que foi Stiles? Porque essas caretas?

-Ahn, SourWolf? Você entende alguma coisa de história? Tipo, não estou te chamando de nerd ou de burro, não, jamais, preso pela minha vida, sabe, você não tem cara de que se interessa por história, mais também não tem cara de que não sabe de nada, longe disso, ninguém olha pra você e se pergunta sobre sua educação, pelo menos eu acho que não, já pensou sobre isso? Sabe, você já olhou pra alguém, e pensou no que ela estaria pensando sobre você? Porque eu nunca, só agora eu parei pra pensar, vai que a pe.....

-Stiles- Derek o interrompeu- Qual é a dúvida?

-História, estão perguntando sobre mitologias, ok, ok, isso é ironia eu não saber, mais é uns tals de Cavaleiros Fantasmas, conhece?

-Uhum, quer ajuda?

-Por favor

O maior tirou o laptop do colo e deixou de lado no sofá.

-Vem aqui- Bateu as mãos no sofá, um sinal para o garoto ir.

O menor pegou seu caderno e sentou do lado do maior, Derek colocou o braço em volta do menor e o mesmo corou.

-Bom, vou te contar a história. Posso começar?

-A hora que quiser.

E lá se foi Derek contar a história pro garoto, o mesmo prestava atenção em cada palavra, era um pouco difícil para um garoto de tem TDAH, mais até que estava dando certo.

(...)

Enquanto isso, na casa dos Mikaelson, Elijah e Magnus se preparavam pra ir para New Orleans.

-Ainda não entendi o que vamos fazer em New Orleans.- Magnus perguntou seguindo o pai para a garagem

-Achar Klaus 

-Oi?

-Oi

-Como assim achar Klaus?

-Ir lá, achar Klaus e pronto. Eu ainda acho que você deve ficar.

-Naah, amanhã é sábado, não vamos demorar muito, né?!

-Depende, estamos falando de Klaus, nunca temos certeza sobre Klaus. Mais se for domingo e não acharmos ele, você volta.

-Você realmente acha que vou te deixar sozinho naquela cidade?

-Magnus, eu tenho mais de 300 anos, bem mais, eu sei me cuidar, você só tem 15 anos.

-E? Eu não confio no Klaus, não importa a idade que você tenha. Ele é traíra, vai enfiar uma adaga no seu peito e vai deixar você dormir até ele decidir te acordar de volta.

-Talvez sim, talvez não. 

-Não quero que você vá com seus talvez 

-E eu não quero ficar e me arrepender por não ter o procurado, agora se você quer vir comigo pare de reclamar e entre no carro.

(...)

Enquanto isso na casa dos Standalls. No segundo andar, Alex estava se arrumando pra ir com sua tia no mercado. Até receber uma mensagem de Malia.

Mensagem on 

Malia do Bairro: O Lexa 

Eu: Fala Malia do Bairro

Malia do bairro: Bora dar um rolê

Eu: Só se for agora, tava rezando pra Deus pra não me deixar ir no mercado com minha tia.

Malia do Bairro: Me encontra no parque pra gente ir tomar um açaí.

Eu: Tô saindo.

Malia do Bairro: Eu também.

Mensagem off

Depois que Malia e Alex se conheceram viraram melhores amigos, se consideram até irmãos, sempre se ajudam em qualquer situação e sempre saíem juntos.

Ambos tem uma história trágica deixada pra trás, ambos perderam os pais.

-Tia, Malia me pediu pra acompanhá-la para ir numa biblioteca.- O loiro falou descendo as escadas.

-Biblioteca? 

-Sim, precisamos achar um livro sobre algumas mitologias.

-Ok, não volte tarde.

-Até cinco da manhã eu estou de volta.- Brincou o loiro

-Vou te mostrar as cinco da manhã.

Alex foi até o local onde foi combinado, Malia estava num banco esperando o loiro.

-Hey Malia!

-Hey Lexa, bem?

-Ahn, mais ou menos.

-O que aconteceu?

-Sabe, o último bimestre eu faltei muito e minha tia disse que se eu começar a faltar de novo ela me manda pra casa de minha mãe novamente.

-Mais você não pode voltar, e eu?

-Mais eu só vou se começar a faltar de novo.

-Mais ela sabe o motivo de você faltar, não sabe?

-Sim, mais ela sempre diz "Salve a cidade depois, por enquanto você só tem 15 anos e tem que estudar, a cidade pode esperar".

-Ela não entende.

-Ela tem medo.

-Medo?

-Sim, ela não quer que eu me envolva no sobrenatural, muito menos Newt.

-Porque?

-Vou te contar e você tem que guardar segredo. Promete?

-Prometo.

-Newt é filho de um cara chamado Deadpool, ele era um cara normal, ele fazia parte de uma tropa que roubava de impérios até povos miseráveis, o homem que comandava a tropa dizia que Deadpool era um ótimo soldado, mais falava demais, até que um dia ele pegou Deadpool e fez um experimento, custurou a boca do Deadpool, raspou a cabeça dele, e desligou todos os sentimentos, ele virou uma máquina, uma máquina de matar, só destinado a fazer coisas que seu chefe mandava. Até que um dia, ele escapou de seu chefe e foi pras ruas, tão perdido quanto cego em tiroteio, até que viu a mãe de Newt sozinha na rua, ele abusou da mãe de Newt, e uma semana depois a minha tia descobriu que estava grávida. 

-Quer dizer que Newt é...

-Newt é fruto de um abuso.

-E ele?

-Depois que pegou uma idade, começou a treinar as espadas que nem seu pai, não porque queria ser igual a ele, mais pra poder vingar sua mãe. E dois anos depois, eu comecei também.

-Wow!

-Por isso não quer que Newt e eu me envolva.

-Ela é forte

-Sim ela é, mais voltando sobre o assunto da escola, não posso faltar, não estou com a mínima vontade de voltar pra minha cidade.

-Eu não sei muito bem a história. Porque não quer voltar?

-Lá, minha melhor amiga se matou, depois disso eu me envolvi com o namorado dela, ela dizia que era pra eu ser feliz, e eu era tão apaixonado no garoto, éramos tão apaixonados. Mais daí ele me traiu, e no mesmo dia minha casa foi invadida por uma mulher com armas, uma terrorista, ela cobrou a cara para não indentifica-la, e quando ela chegou atirando meu pai me escondeu, e pegou a arma dele e foi de frente com ela. Ele acabou morrendo, e minha mãe com um tiro no ombro, depois disso minha mãe começou a namorar um cara pé no saco e eu decidi vir pra cá morar com Newt e minha tia.

-Ai que clima pesado, vem vamos tomar sorvete

(...)

Enquanto isso no loft, Derek já havia ensinado ao menor tudo sobre a caçada. 

-Derek, já vou indo, obrigado pela ajuda!

-Stiles- O maior não sabe porque chamou o garoto mais teve uma ideia pra não deixá-lo ir embora- Vamos no cinema?

-Claro!

-Que filme? Eu deixo você escolher

-Tem certeza? Não vai se arrepender?

-Tenho certeza que vou me arrepender mais pelo menos vou sair desse loft, vamos, qual filme?

-Batman Vs Superman

-Tinha que ser

-Vamos logo, não seja um lobo azedo.

-Ok, ok

(...)

Isaac já voltava pra casa, ele odiava voltar pra lá, seu pai sempre chegava bêbado e o batia e nessa noite não seria diferente.

Quando chegou seu pai começou a gritar com ele, e jogou um copo na direção do loiro. O loiro apanhou pouco porque conseguiu fugir, e seu abrigo foi a casa de Magnus, mesmo sabendo que o melhor amigo não estaria lá, porém Rebekah estaria, Rebekah era sua mãe de coração, sempre cuidou do garoto como um filho.

Ao chegar na casa dos Mikaelson, tocou a campainha e logo a loira abriu, quando Rebekah viu o estado do seu garoto tratou de cuidar dele. Passando remédios nos lugares feridos.

-Eu já te disse que você tem que vir morar aqui- Rebekah disse passando as mãos no cabelo do garoto

-Não posso deixá-lo sozinho

-Eu que não posso te deixar sozinho com aquele homem.

-Podemos conversar isso amanhã? Eu estou morrendo de sono.

-Claro meu amor, vá dormir no seu quarto. 

-Boa noite Bekah.

-Boa noite meu amor.

Na casa dos Mikaelson tinha um quarto só para Isaac, já que o mesmo sempre corria pra lá quando seu pai o batia, Rebekah sempre quis adotar o garoto, e deixou o quarto para que um dia seu sonho pudesse ser realizado.




Já de manhã na casa dos Mikaelson, Rebekah já estava acordada e aflita, pois recebeu uma notícia não muito agradável, pelo menos não seria para Isaac.

Quando o loiro desceu e viu a mulher no sofá achou estranho.

-O que aconteceu Bekah?

-Isaac, seu pai sofreu um acidente, ele não resistiu........















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...