1. Spirit Fanfics >
  2. Famous >
  3. 1x04 Balão de Água

História Famous - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 5 - 1x04 Balão de Água


Yoongi sempre me passou uma paz e calma que ninguém nunca conseguiu transmitir da mesma forma e eu percebi isso desde o momento em que meus braços rodearam seu corpo magro e pálido. Agora deitado em minha cama e com ele deitado ao meu lado da mesma forma que fazíamos quando éramos criança, eu sinto uma felicidade sem igual.

Quando voltamos da estação foi uma festa por parte de meus avós, eles sempre o amaram. Vovó fez questão de perguntar se ele estava bem, mas não falou sobre o que realmente queria falar. Acho que ela percebeu que ele não queria tocar no assunto, assim como eu também percebi.

O jantar seguiu de forma calma e tranquila com meus avós perguntando como era a vida dele em Seoul e se era realmente agitada como a televisão mostrava. Ele nos disse que mora em um bairro calmo e que só sente a agitação quando precisa sair de casa, o que está evitando fazer, disse sendo bastante enfático na última parte.

Depois do jantar, nós insistimos para que ele ficasse conosco e bem, minha vó é bastante persuasiva quando quer e não deu chances para que ele negasse.

Yoongi entrou no banheiro primeiro que eu saindo minutos depois com os cabelos úmidos e suas roupas de dormir, uma calça moletom cinza e uma camisa branca, enquanto eu vestia meu conjunto de seda azul marinho.

Eu não havia entendido a princípio o porquê ele estar sentado na ponta da cama quando eu entrei no quarto, parecendo desconfortável. Então eu percebi. Com as notícias que saíram ao seu respeito ele tinha medo que eu me sentisse desconfortável ao deitar ao seu lado, por isso ele esperou todo o tempo em que estive no banheiro.

— Você quer conversar? — Perguntei quando sentei ao seu lado na cama.

Ele respirou fundo e encolheu um pouco os ombros ao falar:

— Você viu as notícias. — Não foi uma pergunta, então apenas assenti. — Não te incomoda?

— O fato de você ser gay? — Perguntei incrédulo. — Isso nunca iria me incomodar.

— Eu sou bissexual, na verdade. — Disse dando de ombros e olhou para mim. — O que eu quero dizer é que você não se incomoda em eu dormir com você?

Ri descrente com sua pergunta.

— Não é como se nunca tivéssemos dormido juntos, hyung. — Disse e ele riu fraco com minha resposta. — O que estou tentando dizer é que não importa se você namora homens ou mulheres, sua sexualidade só diz respeito a você e isso não muda nada em nossa amizade. Entendeu?

Ele assentiu levemente com a cabeça e se jogou no lado esquerdo da cama sorrindo, fazendo-me sorrir também.

— Que bom que acha isso, porque eu estou realmente cansado.

Não demorou para que ele pegasse no sono e o mesmo aconteceu comigo.

***

Permaneci meio desnorteado com meus avós e Yoongi cantando parabéns para mim enquanto entravam em meu quarto até sair do meu estado de sonolência e recordar que dia é hoje.

É meu aniversário.

Sorri levantando da cama e coçando os olhos, sendo puxado para um abraço por minha vó que me apertou e fungou em meu ombro quase chorando enquanto resmungava que eu havia crescido rápido demais para seu gosto. Depois veio meu avô que apertou meus ombros e bagunçou meu cabelo que já não estava tão arrumado assim e por fim veio Yoongi perguntando o que eu queria fazer. Eu sabia exatamente o que eu queria.

— Vamos fazer exatamente igual quando éramos crianças. — Falei e ele me olhou desacreditado. 

Nós tínhamos uma tradição que começou no meu aniversário de nove anos, o primeiro aniversário que não passei ao lado de meu pai que a cada dia viajava mais a trabalho. Yoongi percebeu o quão cabisbaixo eu estava, então sugeriu que fizéssemos algo diferente naquele ano.

Apesar de meu aniversário cair em uma época fria, Yoongi encheu balões de água e nós iniciamos uma guerra que resultou em água para todo lado e nós resfriados na semana seguinte, mas isso não impediu que fizéssemos isso no ano seguinte e no próximo e assim se tornou uma tradição que foi quebrada quando fui embora.

Mas nada impede que façamos isso novamente agora que estou de volta.

Yoongi ainda não estava acreditando quando eu praticamente o obriguei a sair comigo para comprar bexigas para nossa guerra de balão de água, ele me chamou de infantil falando que nenhum de nós tinha idade para fazer esse tipo de coisa, mas eu não poderia está me importando menos com o que ele falava.

Ele desceu da caminhonete ainda resmungando o quanto estava frio e que provavelmente ficaríamos doentes, mas nunca negando a sua participação. Ele cobria seu cabelo chamativo com um chapéu que ia até um pouco abaixo de seu nariz junto a uma máscara preta, mal se podia ver um pedaço de pele em seu rosto e se ele passasse ao meu lado eu nunca saberia que é ele por baixo de tudo aquilo.

Caminhamos pelo centro da cidade até uma loja que vendesse balões e logo encontramos uma de artigos de festas, entramos e não demorou para sairmos de lá com sacos de bexigas de todas as cores possíveis. Eu estava animado e nem ao menos percebi quando Yoongi parou de andar ao meu lado, mas virei para trás e o vi parado olhando para o outro lado da avenida em que estávamos.

— Hyung, o que está olhando?

— Nada. Vamos embora.

Não entendi o que aconteceu, porém olhei mais uma vez para onde ele olhava e não vi nada demais, além do prédio da companhia de dança. Dei de ombros e o segui de volta até o carro. O caminho foi em completo silêncio e escutei algumas vezes ele suspirar como se algo o incomodasse. Resolvi não puxar assunto, se ele precisa de tempo para pensar é isso que darei a ele.

No final do dia a sala de casa estava decorada com balões, faixas e confetes com uma mesa com doces e o bolo de frutas que tanto amo. Tirei uma foto e mandei no grupo Kim Line e para Irene, eles não demoraram a responder com emojis tristes falando o quanto queriam está comigo em meu aniversário. Virei-me para Yoongi sentado no sofá devorando mais um pedaço da torta de maça que vovó havia feito, aproveitei e tirei mais uma foto. Ele mastigava um pedaço e consequentemente suas bochechas ficavam mais gordinhas, o que ao meu ver é extremamente fofo.

Essa foto iria para meu grupo com Lisa e Jimin, a enviei com a legenda: "Meu amigo já está aqui, só faltam vocês." Lisa foi a primeira a responder dizendo que não demoraria a chegar e Jimin apenas visualizou. Larguei o celular em cima da mesa e sentei ao seu lado no sofá.

— Meus amigos já estão vindo.

— Ainda não sei o que acontece para você fazer amizade tão rápido.

— O que posso fazer se sou naturalmente irresistível? — Disse o dando uma leve cotovelada quando ele depositou o prato vazio na mesinha.

Yoongi ia me responder provavelmente algo extremamente sarcástico, porém o grito de Lisa me chamando do lado de fora o impediu. Ele olhou para mim assustado e eu apenas dei de ombros e corri até a porta. Abri dando de cara com ela que me abraçou e me entregou uma caixinha com meu presente, mesmo eu tendo falado que não era necessário.

— Feliz aniversário! — Ela disse e eu a puxei para dentro. — Eu trouxe as roupas mais leves que você pediu, mas não entendo o porquê já que está frio.

— Faremos uma brincadeira assim que o Jimin chegar.

— Sobre isso... Ele não vai poder vim.

— Por que? — Perguntei cabisbaixo.

— Surgiu um problema pessoal. Ele não me deu muitos detalhes. — Parece que nem ela sabe muito bem o que aconteceu.

Deixei o assunto para depois colocando uma nota mental para mandar uma mensagem par Jimin mais tarde. Apresentei Lisa para Yoongi e vice-versa e Lisa o ficou encarando e depois virou para mim, mas aí arregalou os olhos. Tudo isso em menos de dois segundos.

— Oh. Meu. Deus. — Ela exclamou de repente se virando para Yoongi novamente. — Já sei quem você é! Cara... Eu amo suas músicas, são fodas. Desculpa o linguajar. Mas sério, você é muito talentoso. E você não deve se preocupar com o que estão falando sobre a sua sexualidade, sabe? — Yoongi olhou para ela com a boca aberta sem saber o que falar, nem eu sabia o que falar, mas Lisa com certeza tinha muito o que falar, pois continuou: — Na verdade, você devia falar sobre isso nas suas músicas. Expor logo de uma vez. Nunca vi ninguém expressar sentimentos tão bem em palavras quanto você, as letras dos seus raps me fazem chorar.

Então ela parou de repente e olhou para nós dois. Suas bochechas começaram a ganhar um tom rosado e ela abaixou a cabeça envergonhada como se percebesse o que estava fazendo. Mas então aconteceu o que eu nunca pensei que aconteceria. Yoongi começou a rir, a gargalhar na verdade. E ele riu por bons segundos até parar e enxugar as lagrimas no canto dos olhos.

— Lisa, não é? — Ele perguntou e ela assentiu. — Obrigada. — Disse sincero. — Você está certa, eu não devo me esconder e não devo esconder minha sexualidade e a melhor forma de fazer isso é através da música, porque é isso que eu sei fazer. E eu faço muito bem. Obrigada mesmo.

Lisa ficou em choque o que ele disse, mas sorriu logo depois.

— Bom... Já que todo mundo já se conhece. Vamos a brincadeira.

Yoongi murchou na hora e Lisa ficou sem entender.

— Acho melhor você trocar de roupa. — Foi Yoongi quem disse.

Tanto ele quanto eu já estávamos vestidos apropriadamente para a guerra de balões d'água, com bermuda e camisa. Lisa não demorou a voltar vestida com um short de pano folgado e uma cropped sem mangas.

A essa altura Lisa já sabia o que faríamos e pareceu empolgada com a ideia, surpreendendo Yoongi que já se encolhia com frio. Cada um pegou um balde com vários balões e nos espalhamos pelo quintal formando um triângulo imaginário.

Criamos aquele clima de tensão para saber quem seria o primeiro a atacar e eu apostava que seria Lisa, mas qual foi a minha surpresa quando um balão acertou em cheio a minha cara com a mira perfeita de Yoongi. Olhei incrédulo para ele enquanto Lisa gargalhava e meu primeiro balão foi arremessado para ele, Lisa mirou nele e depois em mim. A partir desse momento eu não sabia mais em jogava e nem quem acertava, mas eu estava rindo e correndo atrás deles.

Felicidade é como balões cheios de água, percebi isso agora enquanto corro pelo quintal fugindo de Lisa e Yoongi que se juntaram contra mim. A cada balão que era estourado contra minha pele me molhando inteiro uma nova onda de felicidade surgia dentro de mim.

Felicidade é assim, como um balão cheio de água. Chega de repente e te molha por inteiro, mas depois você pode se enxugar e estar pronto para outro balão de água.

E eu estou pronto para qualquer balão de água, mas definitivamente eu não estou pronto para o tsunami Jennie Kim. 


Notas Finais


Então... gostaram? Me contem suas opiniões, eu amo saber o que pensam.

Beijos e se cuidem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...