História Fan Universe - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Michael, Miguel, Personagens Originais, Sam Winchester
Tags Castiel, Dean Winchester, Destiel, Jack, Lucifer, Michael, Michifer, Miguel, Sam Winchester, Supernatural
Visualizações 39
Palavras 3.570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey guys como estão? Hj eu tenho um bônus pra vocês 2 capítulos seguidos, siiiim seguidos!

Esse primeiro foi feito pelo Lirte e o próximo está sendo revisado para já ser postado, por quê? Pq tenho uma surpresa e to ansiosa pra ver a reação de vocês kkkk

Para esclarecer...esse capítulo como poderão ver é o que aconteceu na semana que Allis e Jack passaram fora.

Boa leitura!

Capítulo 16 - Capítulo 15 - Você é o meu caçador


Após a briga entre Samuel e Gabriel por Allis, dentro da cozinha, - que felizmente terminou em um meio termo para o trio – todos que sobraram, se dirigiram para os seus devidos quartos com a intenção de descansar do dia exaustivo, devido a vinda do arcanjo mais novo e as tensões que ele causou. Allis se encontrava no quarto, contendo seus gemidos sôfregos no travesseiro; Sam afogava suas mágoas na bebida; Jack e Lukas aproveitavam a noite para dormir agarradinhos na cama do Nephilim; Gabriel após fuçar na dispensa a procura de algum doce, se pôs a deitar em sua cama sem mais demora; Michifer faziam saliências em algum canto escuro de bunker e quanto a Dean e Cas, eles tentavam ter um bom momento a sós.

O casal se encontrava dentro do quarto do Winchester mais baixo, com uma bela e romântica iluminação a base - apenas - de velas. Ambos estavam de roupa íntima, mais especificamente, Dean usava uma regata branca, e boxer preta, enquanto Cas trajava apenas um shortinho azul. Ambos estavam sentados no colchão, trocando carícias leves e selinhos demorados, tudo isso a pedido do anjo de olhos azuis.

- Obrigado Dean... – o moreno dizia entre os afagos e beijinhos leves em seu pescoço - ...por ir mais devagar.

- Faço tudo por você, meu anjo – o loiro dizia com a voz um tanto rouca, enquanto se continha fortemente para não lamber aquela pele macia e quente.

- O quarto está muito bonito... – o menor dizia sorrindo fraco ao sentir arrepios com os inícios de chupões que recebia.

- Queria deixar romântico pra nós... – cessou os beijos e encarou os lindos olhos azuis – gostou mesmo?

- Sim! – sorriu abertamente e acariciou os cabelos claros do seu amado – você está mudando mesmo! Estou muito feliz!

O caçador mostrou os dentes em contentamento e avançou contra os lábios de Castiel, beijando e lambendo toda a extensão dos lábios rosados. O anjo entendeu e abriu sua boca, permitindo a exploração do interior pela língua do namorado. Os gemidos não foram mais contidos e o loiro deitou o corpo do amado em sua cama cuidadosamente. O maior apertava umas das mãos de Cas enquanto o enchia de beijos, transmitindo confiança a ele. Institivamente, Dean ergueu as pernas do menor, e em seguida se pôs entre elas, sem receber protesto vindo do mesmo.

- Deeean... – o moreno gemeu arrastado quando a língua do Winchester mais velho desceu do queixo até o seu tórax, provocando uma quentura em sua face.

- Tem algo pra dizer, meu amor? – o maior prosseguia com as lambidas, ao mesmo tempo que sorria lascivo ao outro.

- N-Não p-para... – o anjo não soube como arranjou coragem para dizer aquelas palavras, mas quando percebeu, os dentes do caçador se puseram a trabalhar, mordendo pedacinho por pedacinho do seu peitoral torneado – ahhh...

O maior assegurava que o amado não se mexesse ao segurar seus pulsos contra o colchão, e acabava por gemer sempre que seguia com suas provocações no mamilo do anjo, lambendo a aréola e chupando o bico. Dean repetiu o processo com os dois mamilos várias vezes até se encontrar visivelmente duro e grudento dentro de sua cueca, assim como Castiel, que tinha o short molhado aonde deveria se localizar a sua glande. O maior retirou sua regata e a arremessou para longe, colando tórax com tórax ao se deitar em cima do anjo, o beijando cheio de desejo.

- Ahhwww... – o moreno desvencilhou o beijo em busca de ar, para posteriormente gemer manhosamente ao apertar a cintura do amado com suas coxas.

- Casss... – o maior mexia o quadril repetidamente, simulando uma penetração enquanto roçava os pênis de ambos - ohhhww...

O ser celestial ousou rebolar, aumentando a fricção e deixando o ato mais delicioso. O loiro sorriu safado para o amado, que retribuiu o sorriso, ainda sim em um teor menos insinuante. Como vingança, o maior intensificou a provocação, acelerando a fricção e às vezes, avançando com vontade, como se estivesse fodendo Castiel com força. Os olhos azuis rolaram, e a boca carnuda do esquilo foi parar do maxilar do namorado, chupando e lambendo por lá. As mãos do caçador se dirigiram para cabeleira do moreno e então o Winchester passou a beija-lo com amor.

- D-Dean...está muito bom... – o menor arranhava as costas nuas do amado com suas unhas - ...mas eu n-não e-estou pronto ainda...e-eu quero que façamos devagar...

- Ok... – o maior assentiu com a cabeça e então foi desacelerando as esfregadas com seu pênis, roçando bem de leve e beijando os lábios rosados.

Os sons de prazer intenso ficavam mais constantes, e ambos curtiam muito esses graves sons vindos da boca deles mesmos. O loiro estava mais duro do que nunca, as mãos do anjo apertavam seus dois mamilos e ele só pôde se entregar ao orgasmo quando seu mastro acabou escapando da boxer e terminou roçando no períneo coberto de Cas, o levando a loucura com o simples toque do tecido em sua extensão roliça. Os jatos grossos dispararam e sujaram todo o short e abdômen do anjo, que não demorou para gozar também após a masturbação surpresa proposta por Dean. O sêmen do anjo subiu altas alturas até perder a potência e cair na face do mesmo, onde foi beijada e saboreada pelo caçador.

- É doce... – o loiro dizia em um fio de voz enquanto arranjava fôlego para absorver cada resquício do esperma de Castiel despejado na face do mesmo – você é doce...

Os corpos musculosos, suados e ofegantes passaram a se esfregar, e o casal já ia compartilhando sabores em uma intensa batalha de línguas. As mãos do maior foram espertas e retiraram as peças de roupas remanescentes, as deslizando pelas pernas dos dois. A dupla se encontrava totalmente nua, sem conter os gemidos e arfadas grossas que insistiam em nunca cessar. Quando o oxigênio se esgotou, os dois ficaram de lado na cama e agora apenas se abraçavam, no momento, ofegando seriamente, tentando recuperar o ar perdido. Quando o esquilo se deu conta, o namorado já dormia abraçado a si, ressonando tranquilamente, por isso, ele depositou um selinho no topo dos cabelos negros e então se pôs a descansar.

- Dorminhoco...

(...)

Três dias já haviam se passado depois da partida de Allis e Jack para o outro universo. Todos sabiam que demoraria um certo tempo para que o loiro de olhos cristalinos pudesse recuperar suas energias e daí então, voltar ao mundo deles, no entanto, os ânimos acabavam não permanecendo sobre controle: Lúcifer passou a cuidar exaustivamente de Raji, em um meio de poder se lembrar da morena ausente, causando um incomodo em Miguel, que ficava sozinho às vezes; Lukas se aproximou um pouco de Gabriel em busca de doces e chocolate para assim conter a ansiedade de ver sua amiga e namorado de volta, resultando em um forte laço de amizade com o arcanjo brincalhão; Sam ficava sozinho, ocupando a mente com livros, pesquisa de casos ou qualquer outra coisa que o ajudasse a afastar seus pensamentos da Lis. E Castiel e Dean? Bom, digo apenas que eles estavam aproveitando muito bem o tempo de paz e calmaria.

Dentro da dispensa da cozinha, Dean agarrava e apertava as nádegas do anjo moreno com propriedade, tomando sua boca para si, esfregando sua língua na dele. O menor já estava mais soltinho, permitindo toques mais ousados e obscenidades. O maior virou o corpo do outro contra a prateleira de provisões, beijando sua nuca com sensibilidade e carinho, na mesma hora que retirava o cinto de Cas com pressa. Quando o metal da fivela atingiu o piso, as calças sociais do menor foram abaixadas e o rosto do caçador encontrou-se socado entre as nádegas fofas do moreno. A língua de Dean trabalhava no orifício do namorado, lambendo e chupando tudo o que alcançava.

- A-Amor...oohww – os olhos azuis se mantinham fechados com força, diferente da boca rosada, que estava entre aberta, possibilitando que sons grossos de prazer escapassem por ela.

- Hummm... – o maior grunhia abafado em satisfação, pois ainda chupava o ânus de Castiel.

As mãos do Winchester separaram as nádegas fartas do menor violentamente, garantindo o espaço que necessitava para movimentar a língua com mais liberdade, a circulando em volta das pregas com gana. O anjo era coberto por arrepios, gemendo incessantemente enquanto apertava os dedos nas barras de metal da prateleira onde se apoiava. O caçador não conseguia mais conter seu tesão, por isso, enquanto prosseguia com as lambidas, soltou sua braguilha e daí passou a masturbar o seu falo grosso, sempre o esfregando freneticamente quando presenciava o buraquinho de Castiel piscar para si. Mais algumas chupadas violentas se seguiram até que Dean se levantou e passou a roçar o seu membro no espaço entre as bandas de Cas, o fazendo revirar os olhos intensamente em deleite.

- Tá gostando, anjo? – lambia o pescoço do menor, sussurrando em seu ouvido sensualmente – quer transar? Acho que não vou aguentar mais...por favor, diz que sim!

- S-Sim... – o moreno prensava seu peito contra a prateleira, empinando a bunda minimamente, possibilitando o sexo do caçador esfregar melhor – eu estou p-pronto...vai...

O loiro balançou a cabeça freneticamente, sem deixar de abrir um largo sorriso de satisfação ao avançar a glande inchada contra o orifício apertado, causando uma maravilhosa corrente elétrica de prazer por todo o corpo de Cas. O casal gemeu grosso em sincronia com o ocorrido. No momento que o loiro iria avançar o seu membro mais fundo, passos são ouvidos no lado de fora, passos esses que vão ficando cada vez mais altos, dando a entender que alguém se aproximava, por isso, o loiro fecha o zíper de seu jeans ao mesmo tempo que Castiel erguia sua calça social mas sem conseguir por seu cinto novamente no lugar. A porta se abre e quem surge por ela é Sam, junto de Gabe. Os dois adentram o apertado local e dão de cara com Castiel e Dean abraçados, o alce franze o cenho enquanto que o loirinho exibe um sorriso malicioso.

- Ah meu Deus, espero que vocês não tenham feito mais nada além de beijos aí dentro! – o moreno massageava as têmporas em estresse.

- Não enche bitch! – o loiro apertou a cintura do amado em um sinal disfarçado de apreensão – o que vocês vieram fazer aqui dentro?

- Eu vim fazer o que qualquer ser humano normal faz quando se entra em uma dispensa – apontou a estante onde a pouco, o anjo moreno se agarrava com o namorado – ou seja, pegar suprimentos para cozinhar!

O Winchester mais velho deixou o irmão pegar as coisas enquanto encarava o arcanjo loiro com uma feição interrogativa.

- Ah, eu vim aqui atrás de doces mesmo! – o menor sorriu largo e então se teleportou para o fundo da dispensa, passando a procurar o que queria.

- Acho que melhor acharmos outro lugar... – o caçador sussurrou ao amado e então olhou para o irmão e para o loirinho ao fundo, que no momento pulava de alegria abraçado a um pote de vidro cheio de pirulitos – aqui tá meio cheio...

- Concordo! – o anjo sorriu doce, e recebeu um selinho.

No segundo seguinte, o casal corria para longe dali com as mãos dadas.

(...)

Á cinco dias Jack e Allis partiram, e até o momento presente, nada de muito interessante havia acontecido no bunker, quer dizer, sem contar o dia em que Gabriel e Lukas brigaram por um pirulito, ambos pareciam duas criancinhas, e a disputa só se encerrou quando a bola do doce atingiu o chão e Raji a pegou com a boca, em seguida, fugindo desesperada, posteriormente sendo perseguida pelos dois. Agora, Castiel conversava com Lukas na biblioteca, ambos liam livros e falavam sobre o conteúdo de cada literatura que tinham em mãos, a conversa seguia normal até que Dean surge no local e abraça o pescoço de Cas por trás, beijando sua nuca carinhosamente.

- O que estão fazendo? – o loiro se senta ao lado do namorado, pegando a mão do menor e acariciando.

- O Cas tá me ensinando um pouco de enoquiano por esse livro – o garoto mostra a capa para o caçador, que mal havia prestado atenção, pois estava encarando incessantemente o anjo ao seu lado – você me ouviu? Ei! Dean!

- Hein?! – o Winchester escapa do seu transe e fita o moreno de olhos castanhos um tanto exasperado do outro lado da mesa – disse alguma coisa?

- Ai esquece... – Lukas se levanta e pega o livro dele e o de Castiel também, se dirigindo para as estantes aos sussurros – você tá ocupando demais comendo o Castiel com os olhos mesmo...

- O que disse? – o loiro abaixa as sobrancelhas e encara Enkeli.

- Nada, eu não disse nada! – o moreno sorri espertinho, enquanto se afasta do casal – vou deixar vocês sozinhos.

O moreno solta algumas risadinhas e então desaparece pelos corredores. O casal se olha e posteriormente dá de ombros. O maior se levanta da cadeira, levando o namorado junto. Seguindo, Dean encurrala Cas entre ele e quina da mesa, o colocando sentado nela antes começar a beija-lo intensamente.

- Finalmente a sós... – o Winchester sussurra ofegante na orelha do amado, antes de morder seu lóbulo e lamber a orelha.

- Amor...eu sei que gosta de um certo “perigo”, mas aqui não é o local mais apropriado para fazermos sexo... – o moreno de sobretudo acariciava o queixo do loiro, recebendo rápidos selinhos em sua palma.

- Relaxa, ninguém vai... – antes que o caçador terminasse a frase, ambos ouvem um grito.

- RAJI NÃO!! – Dean e Castiel conheciam muito bem a voz daquele berro.

Segundos depois, a vira-lata de Allis surge, o animal sobe as escadas e então passa correndo pela biblioteca, sendo seguida com os olhos pelo casal. Logo em seguida, Lúcifer, Gabriel e Lukas se revelam, o trio sai do seu esconderijo e imediatamente caem ao pé da escada, sendo encarados hostilmente pelo anjo e pelo caçador.

- Foi o Lukas! – Lúci se levanta em desespero e aponta para o moreno arreganhado no chão.

- É O QUÊ? – o arcanjo mais novo se levanta também e ajuda o rapaz moreno a fazer o mesmo – quando cheguei em vocês e falei que Destiel ia transar, você senhor Lúcifer... – apontou para o maior - ...foi o primeiro a sair do quarto em disparada!!

- É verdade! – o loiro com um pirulito na boca concordou com Lukas, recebendo um olhar de descontentamento acompanhado dos ameaçadores olhos vermelhos do irmão mais velho.

Dean e Castiel não cessaram a fitada hostil para com o trio, que começou a se sentir desconfortável.

- Bom, então a gente já tá de sa... – antes que Lúcifer terminasse a sua linha de raciocínio, a mão de Miguel agarra e puxa a orelha do arcanjo, o fazendo soltar resmungos chorosos.

- Nos desculpe! – o arcanjo moreno se desculpa, sorri sem graça e por fim, arrasta o namorado para longe dali, ouvindo suas reclamações. Luh e Gabe ainda permaneciam parados no mesmo lugar assistindo a cena constrangedora.

- Luh, você viu a Raji? – Gabriel questiona para o moreno menor.

- Sabe que eu não vi, menino?! Tá afim de procurar?

- Nem precisa perguntar!

O rapaz concorda e corre imediatamente para longe, sendo seguido pelo loirinho, que não vai embora até conseguir tirar uma foto de Destiel com o celular. Quando todos se foram, Cas e Dean se encaram e acabam por gargalhar juntos.

- O que eu te disse, Dean?

- Beleza, você tava certo! – o loiro é recompensado com um selinho na bochecha – pensando aqui...acho que já sei o lugar que podemos transar!

O ser celestial franze o cenho e o Winchester sorri maliciosamente.

(...)

Na garagem do bunker, dentro do Impala, Castiel se encontrava pelado e sentado na virilha do namorado, rebolando a suas nádegas contra o membro de Dean, que se encontrava ainda encoberto pela cueca. O anjo se apoiava nos bancos enquanto acelerava os movimentos da fricção deixando ambos os mastros duros em expectativa. A mão do Winchester agarra o inquieto pênis do anjo e usa seu suor para esfrega-lo com facilidade, ganhando em troca os gemidos grossos de satisfação do seu amado. O maior puxa o corpo do menor para perto de si, e então quando Cas termina sentado no tórax do esquilo, o loiro passa a chupa-lo com voracidade.

- Ahhhhh... – as mãos do moreno acariciavam os fios dourados enquanto sentia a boca do namorado chupando e apertando o seu pau – D-Dean...céus...

As mãos do Winchester foram parar nas nádegas do outro, apertando a carne fofa das bandas dele enquanto o chupava com fome. Quando o membro do caçador ficou ereto e foi capaz de erguer o tecido verde da roupa íntima, o anjo se encarregou de se virar e daí passar lamber o membro do namorado, ficando em um posição que possibilitava que o loiro saboreasse o seu ânus, logo, o anjo chupava o pênis de Dean ao mesmo tempo que o caçador lambia o seu buraquinho. O carro balançava toda vez que o menor subia e descia sua boca pela extensão do esquilo, acabou por auxiliar a língua do mesmo, a fazendo deslizar provocativamente pelo seu períneo.

- CAS! – o loiro arregalou os olhos e urrou quando o seu amado passou a chupar a cabecinha e também espremer o seu falo grosso, incitando uma grande onda de calor sobre si, aumentando o seu tesão ainda mais.

- DEANNNN! – o moreno sentiu uma forte sucção contra o seu ânus, alargando suas pregas e o endurecendo mais ainda.

O Winchester riu lascivo pela vingança bem-sucedida e então voltou a beijar e lamber as pregas com propriedade, ensandecendo o ser angelical em segundos, que prosseguiu com o boquete, gemendo manhosamente sempre que a língua do loiro adentrava em seu canal anal. Sem qualquer aviso, o maior inseriu dois dedos contra o orifício de Castiel, que arfou sem controle ao experimentar dos dígitos escorregando para dentro devido a saliva de Dean. Minutos depois, a extensão falangeada do esquilo ia e voltava, alargando o canal cada vez mais, excitando ambos para o que veria em seguida.

- Castiel...ahhhh... – a mão do seu anjo o masturbava ferozmente - ...v-você tá...pronto?

- Sim, Dean...eu...estou... – o moreno mal pronunciava as palavras direito, devido o fato que o prazer estava tomando a sua mente aos poucos – entra em mim...eu quero...por favor...

- Ok... – saboreou uma última lambida nas pregas aos retirar os dígitos – deita aqui...

Seguindo o pedido do caçador, Cas deitou no assento de couro, tomando o lugar do namorado, que ficou de joelhos entre as pernas dele. O moreno relaxou a comando do outro e então segurou suas pernas contra o abdômen, deixando o caminho livre para que o maior pudesse colocar o seu comprimento em posição para então o penetrar. Sem mais delongas, o ato da invasão se iniciou, e a cada centímetro que adentrava, o anjo necessitava puxar uma grande quantidade de ar, para então expirar com calma. Para abafar a dor, o maior deitou sobre o namorado, o beijando com paixão, e então prosseguia com a penetração lentamente.

- Dean... – o moreno chamou pelo maior, o fazendo prestar total atenção em si e parar o que fazia – eu te amo...

O loiro corou imensamente e então retribuiu com um longo beijo molhado, recebendo carinhos na nuca e também no braço. O casal apenas cortou o contato das bocas pois o ar acabou, eles se separaram ofegantes e uniram suas testas suadas.

- Eu...te amo..também... – o caçador respondia extremamente ofegante – eu te amo demais!

Após terminar de falar, o maior avançou com tudo, fazendo o menor ver estrelas quando a glande adentrou seu canal e terminou tocando violentamente sua glândula de prazer.

- D-D-Dean... – o caçador não parava de estoca-lo e o anjo apenas estremecia sem conseguir falar, sentindo sua próstata ser atingida várias vezes, e em todas as vezes com extrema intensidade – a-amorrr...

- Deus, Cas! – o loiro revirou os olhos ao sentir o ânus do amado se tornando mais apertado de como quando começou – você é...tão apertadinho...delícia...eu te...amo tanto...

Os movimentos já eram violentos, repetitivos e intermináveis. O moreno não conseguia evitar berrar de prazer e se abrir mais. O loiro se curvou para beijar o namorado, pondo as pernas dele em cima de seu ombro, o menor o abraçou desesperado, mordendo seu ombro para segurar os gemidos, e mesmo assim, grunhidos manhosos teimaram em escapar por sua garganta. Os corpos suados pingavam, e Dean já se sentia mole, por isso, beijou Castiel com todo o resto de força e fôlego que possuía, acelerando as invasões por alguns minutos até entupir o anjo com o seu leite, fazendo o mesmo chegar ao êxtase logo em seguida.

- CASSSS... – os olhos verdes arregalam e então, o caçador se deita sobre o peito do anjo, recebendo afagos em seu cabelo enquanto ambos recuperavam o oxigênio perdido – você é um anjo...meu anjo...

- E você é o meu caçador! – o moreno sorriu ao loiro cansado e lhe beijou a testa cheio de amor.

O loiro sorriu largo e deitou sua cabeça no tórax do ser celestial para poder relaxar, entretanto, alguns minutos depois, o Winchester mais velho acabou adormecendo, respirando calmamente enquanto abraçava o peitoral do seu amado. O moreno sorriu com a cena e cobriu seus corpos com o sobretudo bege, se deixando também adormecer pouco depois com um sorriso leve estampado na face.

Quem é o dorminhoco agora, hein?  


Notas Finais


Essa é a primeira parte mores! Esperamos que tenham gostado!

Logo logo sai o outro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...