História Fanfic Mitw "No name" - Capítulo 7


Escrita por:

Visualizações 97
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ssssss finalmenteeeeee
Desculpa a demora mais o proximo ep vou fazer no fim de semana e vou fazer sla quantos episódios para compensar e vou tentar fazer com mais palavras

Capítulo 7 - "Looking At The Stars" Parte 5


Fanfic / Fanfiction Fanfic Mitw "No name" - Capítulo 7 - "Looking At The Stars" Parte 5


Esses são Batista,Jv, Felps e Caue(Baixa), essas são Coelha e Moonkase. -Ele diz apresentando eles.

Ok não temos tempo para apresentações temos que achar o Tarik, achei um buraco na copa da arvore tem um rastro de sangue por lá,acho bom irmos para lá. -Eu digo

Ok - Todos dizem em conjunto.

Fasso sinal para que eles me sigam, nos entramos no buraco da arvore e vemos uma caverna que havia outra árvore... Digamos que era uma arvore incomum, era azul fluorescente e com flores amarelhas parecidas com estrelas, também havia um rio e um lago (A nascente do rio era o pequeno lago), o rio estava de uma cor avermelhada... DA COR DE SANGUE.

Eu corro desesperado até o lago e vejo Tarik, ele estava morto? Ele estava na beira do lago com marcas de arranhadas ou cortes que fizeram o lago ficar da cor do sangue, pois os cortes/arranhadas estavam abertos.

Eu o pego no colo para levar-lo até a escola mais noto que ele tinha agua na boca. Droga ele estava se afogando, eu o coloco no chão novamente e começo a masagear seu peito (massagem cardíaca ) e fazer respiração boca-boca, é isso mesmo eu fiz respiração boca-boca nesse idiota. Seus labios eram macios... NO QUE EU ESTOU PENSANDO, VOLTA A REALIDADE MIKE, eu me recompondo e volto a fazer o processo  (1,2,3 massagem e boca-boca) até ver ele começar a tossir

Ufa ele ta vivo- Diz Cellbit e Felps em conjunto e percebo Felps corar... hehehe ai tem coisa, eu lanço um olhar malicioso para Felps e o mesmo fica mais corado ainda se é possivel.

Eu carrego Tarik até o internato o levando para enfermaria.

**Q.D.T.**

Vou até a infermaria para buscar Tarik ja que o mesmo estava acordado e ja se sentia melhor, nos fomos para o quarto em silêncio, nos adentramos e Tarik cai tentando subir na cama (Pelo machucado/corte que Tarik fez na perna ele teve que usar muleta para se acostumar novamente), eu corro em sua direção o pegando no colo e colocando ele na cama, o mesmo fica envergonhado e cora, Ele fica tão fofo corado,MIKEEEE PARA DE SER IDIOTA, eu volto a realidade com Tarik me chamando.

Mike?

Sim?- Eu pergunto

Podemos voltar naquele lugar onde me encontrou? Lá é bem bonito gosto de olhar para as estrelas de lá - Ele diz

Você esta maluco, você quase morreu lá e quer voltar, você só pode estar brincando - Eu digo o questionando.

Por favor eu quero muito voltar lá, aquele lugar me trouxe lembranças. -Ele diz cabisbaixo e eu noto seus olhos se enchendo de lágrimas mas sem derramar-las.

Ok mais você vai ter que ficar de cama amanhã O DIA INTEIRO- Eu digo e ele bufa mais logo aceita a proposta.

Nos saimo do internato e fomos em direção a floresta e logo chegando a aquela bendita árvore 

Eu tive que carregar Tarik de cavalinho pois ele não conseguia descer o caminho íngreme da caverna até aquele lugar com a árvore.

Quando chegamos no local desejado eu desço Tarik de minhas costas o encostando na árvore azul, só agora que percebi que ele carregava  uma bolsa.

Oque é isso? -Eu o pergunto curioso

Eu resolvi trazer umas coisinhas pra cá, gostei daqui, me faz lembrar d..

Ele ia dizer algo mais suas lágrimas começaram a escorrer pelo seu rosto, então ele não disse oque aquele lugar o fez lembrar.

Ele colocou na arvore uma lambarina com uma vela e a acendeu, e tambem trouxe umas almofadas e um tecido e umas coisas para nos comermos junto de algo para beber.

Kkkkkk puta que pariu kkkkk oque mais tem nessa bolsa sem fundo? -Eu digo em meio a rizadas

Kkkkkkkk um pequeno quadro. -Ele diz me fazendo me perguntar que quadro era

Qual? Eu pergunto ja não me aguentando de curiosidade.

Ele me mostra um quadro dividido em duas fotos, uma dele e de sua mãe e a outra de... Nos dois, eu fico corado quando vejo a foto, era nos dois, ele estava me dando um beijo na bochecha pois eu estava triste por perder meu jogo favorito. Quando percebo uma lagrima tinha caido no vidro da fotografia, fazendo com que Tarik me desse um beijo na bochecha como no da foto.

Tarik? -Eu digo

Me chama de Pac,não gosto do meu nome. -Ele diz

Ok então Pac, por que quando te encontrei você estava cheio de cortes ou arranhões? E por que voce estava afogado?-Eu pergunto olhando para o mesmo lago aonde eu havia o encontrado.

Eu ia inventar uma historia mais não quero mentir pra você,  os arranhõessão dos garotos que me batiam na antiga escola, e os cortes que estavam abertos... eu meio que os fiz e o por que de eu estar afogado eu vi alguem no reflexo da agua e queria estar junto a ela ("Ela" ele está se referindo a pessoa).

Então os cortes você que fez, mas porque voce se corta? Quem você viu no reflexo? Porque você  se afogou? Como assim?-Eu pergunto ja com raiva

Deixa pra lá depois conversamos sobre isso, vamos relaxar hoje, por favor...

Ele diz olhando para o lago, eu apenas acenti com a cabeça.

Ele olhava para o lago e dizia...

Sabe Mike, tem coisas inesplicáveis,  como sentimentos e lembranças, quem garente que realmente são boas ou ruins, como garantimos que não estamos fazendo mal a outras pessoas? Eu penso como seria fácil se não existisse sentimentos, seria bem melhor não? 

Ficamos olhando as estrelas até amanhecer e voltamos ao internato.







Notas Finais


Pfv me desculpem pela demora
Sabe como é
Escola, semana de provas, aulas de inglês e treino de vôlei 😒 fzr oq né, nada a fazer.
Mais finalmente postei


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...