1. Spirit Fanfics >
  2. Fanfic Taeyong "My Psycho" >
  3. "PORQUE???..."

História Fanfic Taeyong "My Psycho" - Capítulo 3


Escrita por: Dark_Clouds_NEOCITY

Notas do Autor


Gente, eu adicionei o Terror Noturno na S/N porque eu tenho, Ok?

Boa Leitura...♡♡♡

Capítulo 3 - "PORQUE???..."


Fanfic / Fanfiction Fanfic Taeyong "My Psycho" - Capítulo 3 - "PORQUE???..."


Fico de joelhos no chão e começo a chorar desesperada. Doyoung vem até mim e se agacha, me dando um abraço apertado. 

- Tá tudo bem, maninha...Passou, passou...- Diz Doyoung me confortando. 

- D-doyoung..- Falo gaguejando, pois estava confusa.

- Diga, neném. - Fala Doyoung baixo.

- Eu tô com m-medo! - Falo baixo.

- Medo de que??? Maninha. - Fala Doyoung separando o abraço e depois me olhando. Ele segura minha mão e eu começo a falar. 

- De ele sair da prisão e depois vim atrás da gente. - Digo soluçando.

- ... - Doyoung não responde, mas 1 minuto depois ele começou a falar. - ...Olha, isso não vai acontecer, neném. Eu não vou deixar ele fazer nenhum mal com você. Te amo, minha nenê. - Fala Doyoung dando um beijo em minha testa. 

- Também te amo, Dodo. - Digo dando um selinho na bochecha do mesmo que fica corada em seguida. 

- Agora vamos dormir, mocinha. - Fala Doyoung me levantando, subi para o meu quarto e ele para o dele. 

- BOA NOITE!!! - Grita Doyoung do quarto dele, pra eu escutar, e eu o respondo. 

Deito em minha cama e durmo depois de pensar no que aconteceu hoje, eu pego no sono. Hoje o dia foi longo...

           Doyoung POVS (01:34)

Eu estava lá, dormindo tranquilamente, até que ouço barulho de passos e uma voz feminina, era da S/N!!! Tenho certeza que ela estava sonambula.

Saio do meu quarto e vejo S/N descendo as escadas enquanto falava algo que era impossível escutar.

Desco as escadas e pego S/N pelo braço. A levando até o quarto dela. A deito na cama e deito ao lado dela. 

- Shiiii...- Sussurro cobrindo ela, pois está noite estava fazendo mais frio que o normal. 

Faço cafuné nela que acaba dormindo, a abraço e pego no sono. 

                     (03:46)

Acordo com chutes e tapas em minha costela e quando abro os olhos...S/N estava gritando e se debatendo na cama enquanto dormia, isso era Terror Noturno.  A abraço e começo a dizer:

- Shiu, calma...- tiro os fios de cabelo que estavam grudados na testa dela, por conta do suor...Depois de uns minutos, eu durmo novamente.

                        (06:30)

                     S/N POVS

Acordo com a luz do sol refletindo em meu rosto. Levanto da cama e entro no banheiro, fazendo minhas higienes. Visto meu uniforme e faço um simples rabo de cavalo em meu cabelo.

Desco as escadas e em seguida eu entro na cozinha. Até que eu vejo Doyoung tomando café em um estado horrível!!! Ele estava com o cabelo bagunçado, olheiras, e a boca ressecada e o uniforme mal vestido.

- Oque aconteceu, Dodo??? - pergunto arregalando os olhos. 

- Você deu muito trabalho...- Fala Doyoung, em um tom de voz cansado.

- E-eu tive Terror Noturno...??? - Pergunto e ele afirma com a cabeça. - Vem cá...

Pego ele na mão e vou a sala, depois ele se senta no sofá. Pego uma escova e um creme e com muita dificuldade desembaraço o cabelo dele. 

Pego a Manteiga de Cacau de Doyoung e passo nos lábios do mesmo. Pego uma base e passo embaixo dos olhos de Doyoung e em seguida corretivo. Ajeito o uniforme de Doyoung ele se levanta. 

- Muito obrigado, neném. - fala Doyoung com uma voz cansada e em seguida me dá um beijo na testa, que significa respeito, carinho e amor. 

A gente sai de casa e em seguida fomos até a faculdade. Entramos na faculdade e todos estavam conversando, como sempre, né?

Vou direto pra a minha sala e quando entro, estava só uns 4 alunos e...Taeyong. Ele lança o olhar em mim mas eu não dou atenção.

Os alunos vão chegando aos poucos, até que o Professor chega. Kun, o professor de história. 

- Bom dia...- diz em um tom sério. Não sei porque ele estava assim. Depois da aula vou conversar com ele sobre isso...

- Bom dia, Professor Kun. - Diz todo mundo com voz de sono. 

O professor Kun começa a escrever no quadro negro. Depois dele escrever um textão no quadro, ele começa a falar...

- O conhecimento...- Começa explicar sobre a matéria. 

Eu nunca fui com a cara do Prof. Kun. Ele é muito convencido! Tinha um dia que ele chamou um aluna de burro!!! Burro é o Prof. Kun, que usa um livro que tem as respostas. 

Depois dele dar a aula dele, o sinal toca. Peguei meu Toddynho e sai da sala, me sentando no banco. Estranho, não vi Lisa e nem Rosé hoje. Tomo um susto quando a voz da Diretora Seo-yeon ecoa na escola por conta do microfone. 

- Queridos alunos, apartir de hoje iremos liberar vocês mais cedo. Como antes vocês saiam ás 13:30, agoram você vão sair ao 11:00. Uma aluna chamada LALISA MANOBAN foi escontrada esfaqueada ao lado da escola, lamentamos pela morte da LALISA, ela era uma menina de ouro...Cuidado! - Quando ela falou isso, meus olhos emcheram de lágrimas.

Saio correndo em direcão e eu me tranco dentro do mesmo. Deslizo na porta deslizando, me sentando no chão. 

- NÃO LISA!!! PORQUE??? - Grito chorando em desespero. 

Saio do chão e me retiro do banheiro, indo para o pátio, me sentando na grama. Tomo um susto quando escuto a voz do Prof. Kun. 

- Por isso que eu estava abatido, S/N. Eu fiquei triste pela morte da Lisa, ela era uma menina talentosa e cheia de sonho, tinha muita vida pela frente e essa tragédia acontece...

-  Se eu souber quem fez isso com minha amiga eu faço a vida da pessoa um inferno! - Falo com raiva fazendo uma lágrima solitária derramar em minha bochecha. 

- Não é assim que as coisas funcionam, S/N. Isso infelizmente faz parte da vida...Essa é a realidade! Pessoas se prostituindo, matando inocentes, se drogando, maltratando animais...- Diz Kun bem baixo. 

- Mas é difícil, Prof. Kun. Eu vivi junto com Lisa desde a minha infância! Ela era como uma irmã para mim. - digo chorando em desespero. 

- Temos que ter calma, S/N. - Se senta na grama e me abraça me consolando. - Vai ficar tudo bem. 

              Quebra de Tempo... 

O sinal toca e eu vou pra a sala. Entro e vejo os alunos conversando. Me acomodo na cadeira e em seguida o Kun chega. Estava assistindo a aula até que uma bolinha de papel me atinge. 

"Me encontra na saída, no fundo da escola. Bjus...

Ass: Não interessa...♡"

Guardo o papel em meu bolso e volto a minha atenção na aula. O professor Kun continuava escrevendo no quadro...

                      ×♡(...)♡×

Depois de um tempo o sinal toca e eu saio da sala, indo para o fundo. Logo encontro: Jessi, Hwasa, Hyuna, Irene e...Seulgui??? 

- Olha oque temos aqui...uma pobre e nojenta. - Diz Seulgui e as meninas começam a rir.

- Presta atenção...- digo apontando o dedo pra elas. - Eu não vim aqui pra perder meu precioso tempo olhando pra a cara feia de vocês! Então vamos lá! Oque querem??? - Digo em um tom firme.

- Isso! - Hwasa me dá uma rasteira e eu caio no chão. 

Jessi se senta em minha barriga e pega meu cabelo, batendo minha cabeça no chão diversas vezes. Hyuna me dá um chute na barriga fazendo Jessi sair de cima de mim e eu botar tudo pra fora no chão. 

- Inútil. - Fala Seulgui e elas saem como se nada tivesse acontecendo. Olho pro lado e vejo Taeyong escorado na parede me observando, ele queria rir??? Depois disso minha vista escuresse. 

                       ×♡(...)♡×

Acordo na cama do meu quarto e vejo Doyoung segurando em minha mão. Eu estava sentindo muita dor no corpo. 

- S/N, você acordou! - Diz Doyoung dando aquele sorriso lindo que eu amo. 

- Oque aconteceu? -pergunto com uma voz fraca e o sorriso dele some. 

- Eu encontrei você jogada no chão da escola com ematomas pelo corpo e uma poça de sangue e vômito do lado. 

- Ah...- digo fraca. 

- Toma. - Fala Doyoung me dando uma colher de sopa. 

Depois de comer a sopa, Doyoung me dá um "Boa noite, nenê!" E eu com muita dificuldade durmo.

                       ×♡(...)♡×

Abro os olhos e quando olho para o lado vejo uma criatura preta com um formato estranho. Ela sobe em cima de mim e fica no meu peito, tento gritar e não consigo, até pra se mexer eu não conseguia. 

Tento me defender mas eu não conseguia me mexer. Com uma grande força eu consigo empurrar a criatura de cima de mim e eu começo a gritar. 

                DOYOUNG POVS

Acordo com berros de S/N  e eu dou um pulo da cama e vou ao quarto dela. Ela estava sentada na cama gritando, vou até ela e começo a falar...

- S/N, calma. Agora me diz oque aconteceu! - Digo desesperado.

- E-eu vi uma c-criatura preta em cima de mim. Eu tentava me mexer e não conseguia, até que eu consegui tirar ela se cima de mim e começei a gritar para te chamar! 

- Calma! Isso é Paralizia do Sono. - A coloco de lado e começo a fazer cafuné nos fios de cabelo dela. Ela dorme e em seguida eu também.





 













Notas Finais


Coitado do doyoung, né gente???
Não tem uma noite de sono.

Coitada da S/N também...

Tinua???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...