História Fangirl - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Colegial, Jungkook
Visualizações 262
Palavras 1.970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


bati meu record de postagem rápida, palmas para mim

Capítulo 5 - Jeon JungKook, also know as: Regina George


Estão lembrados de quando disse que aquele acordo não daria certo? Bem…

— Nossa, JungKook! Que babaca!

— Ah! Por favor né, Catharina. Nem você é tonta o suficiente pra ver que aquela menina queria claramente chamar a atenção!

— Calma, você me chamou de quê?

— Ah, pronto, vai mudar de assunto agora!

— E lá vamos nós de novo. — Yoongi disse revirando os olhos e enfiando uma bolinha de queijo mini de uma vez na boca.

O filme que eu havia escolhido para vermos se chamava “A Mentira”, ele fala sobre uma menina chamada Olive que é estimulada pela melhor amiga popular a contar detalhes de seu fim de semana que tinha sido um completo tédio. E Olive, que era uma adolescente certinha, inventou de apimentar um pouco os detalhes contando uma pequena mentira sobre a perda da virgindade dela. Nisso a fofoqueira da escola ouve a conversa e resolve espalhar para todo o campus, e a Olive acaba famosa do nada, e pelas razões erradas. O filme é muito bom, todos gostaram e até que estava legal, até JungKook dizer que a garota havia feito aquilo para chamar a atenção. Eu obviamente não fiquei calada, o que resultou nessa discussão.

— Vocês realmente sempre tem que discutir quando estão juntos? — Casey perguntou.

— A culpa é do JungKook! Ele tá agindo feito um babaca!

— E você tá agindo feito uma tonta! — JungKook disse para mim.

— E vocês dois estão agindo feito crianças. — Jimin disse segurando um riso. Esse aí adora uma briga, não é possível.

— Cala a boca! — Eu e JungKook dissemos em uníssono.

— A culpa não é minha se você não vê que ela tava agindo que nem puta! — JungKook disse e todos o olharam surpresos, isso foi baixo até pra ele.

— Como é que é? Você tem noção do que tá falando? — Ele pensou por um momento e torceu o nariz em uma careta.

— Nossa, como isso soou machista.

— Ah, jura? Além de babaca é machista!

— E você? Além de inconveniente é tonta!

— JungKook!

— Você que começou. — Respondeu calmamente pegando uma coxinha mini.

— A gente combinou que não tocaria mais nesse assunto. — Disse entredentes.

— Por que eu não tocaria nesse assunto agora que eu sei que eu estava certo? Você me seguiu, eu tô certo!

— Você seguiu ele? — Liz perguntou.

— Gente, não dá pra ter paz com vocês perto. — Hoseok concluiu começando a se irritar.

— Não! — Dissemos em uníssono novamente.

— Porque ele não sabe cumprir acordos!

— E ela não sabe respeitar a privacidade dos outros!

— Então talvez eu devesse não aceitar seu pedido de desculpas!

— Calma, ele te pediu desculpa? — Yoongi perguntou surpreso e estranhando o amigo.

— Mas você já aceitou!

— Como vocês se desculpam e não contam pra gente? — Jimin perguntou indignado.

— Okay, então… — Parei e pensei por um tempo. — Foda-se, retiro tudo o quê eu disse sobre aceitar!

— Okay, então eu também retiro meu pedido de desculpas!

— Ótimo!

— Ótimo! — Ele respondeu e isso parecia ter sido a gota d’água para nossos amigos, já que Hoseok, que dificilmente se irrita, explodiu, e disse que ficaríamos nós dois no quarto sozinhos e só sairíamos quando fossemos amigos. Ele e os outros saíram, e trancaram a porta. Por fora. Com a única chave que tinha. Droga, nós nunca vamos sair daqui.

 

                                                                                                   °°°

 

Sentei em minha cama e liguei a tevê, disposta a ficar a noite de boca fechada a não ser para comer os salgados. Vi a mão de JungKook tentando pegar uma bolinha de queijo da bandeja em cima das minhas pernas, dei um tapa em sua mão.

— Ei!

— Eu comprei, é meu, se fossemos amigos eu dividiria, mas você é babaca demais. — Sorri forçado.

— Ótimo, não queria mesmo.

— Ótimo, porque eu não ia dar. — Comi umas das bolinhas o provocando, ele bufou e entrou no banheiro. Ficou uma meia hora lá, eu estava assistindo tevê, mas confesso que me senti um pouco preocupada, até vê-lo sair com a expressão suavizada. Ele me olhou, não disse nada, apenas se direcionou para minha sacada, sentando em um pufe e olhando para a rua. Preferi não dizer nada também, apenas deixei e continuei com o que fazia antes.

Mais meia hora se passou e eu vi que Hoseok havia falado sério, eu já estava com sono e não poderia dormir com esse imbecil aqui. Eu preciso resolver as coisas com ele, e se não vai ser ele a dar o primeiro passo, serei eu.

Me levantei indo até a sacada, sentei no pufe ao seu lado.

— Me desculpa. — Ele me olhou surpreso. — Era sua opinião sobre o filme, eu deveria tê-la respeitado mesmo que eu não concordasse com ela. Foi assim que fui educada. Então, me desculpa. — Ele pensou, e então olhou para mim.

— Eu também lhe devo desculpas. Nós combinamos que esqueceríamos o assunto e eu ainda assim voltei nele. — Pela primeira vez eu senti sinceridade de verdade em sua voz, o olhei e sorri, ele me retribuiu. — Mas você ainda é tonta.

— Ei! — Ri. — Sabe quem eu vejo quando olho pra você?

— Um cara lindo, inteligente, lindo, gostoso, lindo, eu já disse lindo?

— Convencido também, né — Ri e voltei a falar. — Eu vejo a Regina George versão masculina.

— Nossa, Tremblay, nada a ver. — Ele gargalhou.

— Tudo a ver, Jeon! Popular, bonito, convencido, se acha dono de tudo, é você todinho! — Eu estava rindo mas parei ao ver JungKook me olhar atônito. — Quê? Que eu fiz?

— Me acha bonito mesmo? — Vi outro tipo de sorriso brotar em seus lábios.

— Ah, cara, é que assim, isso é uma coisa que nem tem como negar. — Dei de ombros.

— Ah, é? — Ele se aproximou, estranhei e recuei o empurrando de leve. Ele tossiu e coçou a nuca. — Então você me acha parecido com a Regina George?

— Sempre que vejo você andando na escola fico imaginando: “Aquele é Jeon JungKook, o mal em figura de gente. Ele parece um garotinho traiçoeiro ou descarado, mas na verdade ele é muito, muito mais do que isso” — Quando terminei JungKook estava rolando no pufe de tanto rir.

— As pessoas me enxergam assim? Credo. — Continuou rindo e eu ri junto dele. Ouvi o som da porta sendo destrancada, nos entreolhamos. — Amigos? — Perguntou estendendo a mão.

— Colegas.

— A gente se atura. — Ele disse por fim, dando de ombros e sorrindo. Concordei e apertei sua mão.

Descemos e vimos todos nos esperando na sala, menos Casey que já havia ido embora. JungKook ia dormir na casa de Yoongi, então iria junto dele. Meu amigo me deu um beijo na testa e saiu esperando JungKook, que parecia meio perdido, estiquei minha mão para um aperto de mãos apenas, mas ele avançou em minha direção para um abraço. Vi que ele ficou um pouco sem graça e recuou, esticando sua mão em minha direção, mas nisso eu já havia ido em sua direção para abraçá-lo, ah, que confusão. Puxei a mão dele e o abracei, e durante o abraço descobri dois novos vícios: os braços de JungKook e o perfume de JungKook. Nos soltamos e ele fez menção de sair, mas antes de o fazer, virou novamente.

— É… amanhã nós temos jogo. — Disse parecendo animado.

— Eu tô sabendo. — Sorri.

— Você vai?

— Eu sempre tô lá, mas você tá sempre ocupado olhando as líderes de torcida ou as loiras bonitinhas e populares que ficam te mandando beijinhos e caindo aos seus pés na arquibancada. — Soltei tudo e sorri.

— Ah, me desculpa. — Riu, sem graça de novo. — Prometo prestar atenção em você também.

— Credo, isso saiu meloso, a gente só se atura lembra? — Brinquei rindo, por mais que eu realmente quisesse que ele me visse lá.

— Verdade. — Riu também, mas ainda assim disse que me veria lá, fingi descaso mas estava extremamente feliz por dentro. Ele foi embora com Yoongi e só então eu vi Jimin no banco de trás do carro de Taehyung, vendo tudo. Fui até lá e ele terminou de baixar o vidro.

— Rápida hein, Cath.

— Calado, ele só perguntou se eu ia no jogo. Provavelmente pra se mostrar lá.

— Sei… — Fez cara de malicia e eu lhe dei um tapa leve na testa. — Eu ia perguntar que horas posso passar na sua casa sábado.

— Sábado…? — Perguntei pronunciando cada sílaba devagar e com um ponto de interrogação no rosto.

— A festa do Logan. Sabe que vai ser sábado né? — Pensei por um momento e então tive um leve surto. Eu não tenho roupa!

— Caramba, Jimin, amanhã mesmo você vai no centro comigo pra comprar roupa porque eu tô sem pra ir.

— Como tá sem? Seu closet tá lotadaço.

— Eu já usei todas. — Deixei os ombros caírem me lamentando. E só então reparei no que Jimin falou. — Você mexeu no meu closet?

— Ai, desculpa, mas ele tava lá, eu olhei pra ele, ele olhou pra mim, e eu não aguentei. — Confessou e eu ri. — Mas voltando, eu tenho jogo amanhã.

— A gente vai depois da comemoração da vitória de vocês.

— Possível vitória, nosso time não tá confiante.

— Pois tratem de ficar, vocês sempre foram os melhores daqui. — Tentei animá-lo, mas não adiantou muita coisa, ele me deu um sorriso fraco e disse que estava combinado. Tae ainda precisava levar Liz em casa, então eu não poderia ficar aqui prendendo eles. Nos despedimos e eles foram, voltei para dentro, estava sozinha novamente. Meu celular vibrou e eu baixei a barra de notificação.

260 mensagens de 6 conversas ° 2 min

Preciso sair de alguns grupos, eles estão acabando com a memória do meu celular. Entrei no aplicativo de mensagens e na primeira conversa que apareceu.

Papai fada ícone

Estamos indo pra casa daqui a pouco, certo?

Beijos, meu amorzinho

Cath

Daqui a pouco?

Olha a hora

Quase meia noite!

Já era hora de nenê tá na caminha >:c

Papai fada ícone

KKKKKKKK

Juro que não vamos demorar

Cath

Não jura o que não pode cumprir

É feio

Fui brincar e acabei ficando mal de verdade, eles nunca param em casa.

Papai fada ícone

Não posso ficar falando com você, filha

Amanhã acho que estaremos em casa, aí nós conversamos, okay?

Cath

Amanhã eu vou pra uma festa com o Jimin, esqueceu?

Enfim, não vou te atrapalhar aí

Boa noite, papai <3

Papai fada ícone

Jimin é?

Vamos conversar sobre isso também

Boa noite, meu amor <3

Sai da conversa com meu pai e vi um número desconhecido. Ai, que preguiça de ser grossa com a pessoa que me mandou mensagem sem me conhecer, revirei os olhos subindo para meu quarto. Entrei na conversa do Yoongi.

Yoon meu revoltado

> —————————— 00:50

Ouça tudo e tire suas próprias conclusões

Boa noite

Dei play, era cinquenta segundos de áudio em que o JungKook contava como foi o tempo em que ficamos trancados no quarto, depois ele começou a dizer umas esquisitices como “o perfume dela é bom”, “ela é bonita”, “acho que eu tô louco”, “cara, me passa o número dela?”. No momento que eu ouvi ele pedindo meu número, lembrei do número desconhecido que me mandou mensagem, sai rápido da conversa e olhei a foto de perfil. Era ele mesmo, a foto era uma selfie em que ele estava em um avião, aparentemente. O cabelo dele estava um castanho médio, ele usava um boné preto e uma camisa da mesma cor, estava com o rosto apoiado na mão fechada, usava uma máscara branca e até mesmo o machucadinho avermelhado em seu pulso parecia deixar ele bonito. Mas a única coisa que eu consegui reparar foi em como a boca dele era levemente vermelha e em seus lábios muito bem desenhados. Ele estava lindo, e eu não sei como não percebi ser ele quando vi o número. Entrei na conversa depois de salvar o número dele.

Jeon ReginaKook

Talvez eu me arrependa disso

Quase certeza que eu vou

Mas okay sigo firme e esperando que eu não me arrependa tanto

Você quer ir pra festa do Logan comigo?

 

                                                                                            °°°


Notas Finais


tirem suas próprias conclusões do relacionamento ioiô/amor e ódio deles
beijinhos ~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...