História Fantasma - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Angst, Aways With Sope, Aws, Pansexualidade, Sope
Visualizações 20
Palavras 548
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Mistério, Shonen-Ai, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Necrofilia, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ATENÇÃO: Este capítulo aborda tema como necrofilia, Pansexualidade, morte, Terror e Horror, Angst e homofobia. Caso se sinta ofendido ou simplesmente não goste de nenhum desses temas, sugiro que não leia. Se gostar, boa leitura.

Capítulo 1 - Único.


Fanfic / Fanfiction Fantasma - Capítulo 1 - Único.

     Entrou discretamente dentro de seu apartamento, querendo que a porta não fizesse nenhum grunhido para não acordar Hoseok. 
      Pendurou seu casaco mordendo os lábios pelo pequeno barulho feito pela neve que acabou caindo do mesmo, retirou seu par de tênis ‘converse’ e jogou sua bolsa pelo sofá. Passava-se das duas da manhã do dia quinze de janeiro de 1995; uma sexta-feira. YoonGi tratou de caminhar até o banheiro e lavar seu rosto, passando um algodão com o líquido laranja e ardente conhecido como “merthiolate” por alguns arranhões em sua bochecha e ombros, por um segundo imaginou seu namorado aparecer na porta do banheiro perguntando-lhe onde teria se metido depois do trabalho por demorar tanto, ou chamando-o para dormir até tarde do outro dia, que era um sábado, mesmo que tivesse que trabalhar.
    Negou, mesmo sabendo que era apenas uma ilusão de seu cérebro do relacionamento perfeito que queria ter: um namorado atencioso que não ligava apenas para si mesmo. Jogou o pedacinho de algodão do lixeiro ali presente e nem se importou em tirar a roupa suja de neve, poeira e sangue, jogando-se na cama ao lado de seu companheiro, o qual nem se mecheu. 
     
         Rolou de um lado a outro ainda tentando dormir. Min YoonGi suava frio, em sua mente ecoava as frases ditas por homofóbicos que encontrou a poucos metros de seu apartamento; “putinhasexual” e “vem cá já que quer tanto transar, putinha” eram umas das coisas que o mesmo ouvira. 
    Caiu finalmente no sono, abraçado com o corpo gélido de Jung Hoseok que mantinha-se sobre um lado da cama. Suspirou cansado ao ouvir, segundos depois de cochilar, o som de seu alarme diário. 
   Então fez o que fazia todo dia: levantou, arrumou seu lado da cama, tomou um demorado e gelado banho mesmo que estivessem no inverno, escovou os dentes enquanto se vestia e saiu de casa rumo a editora de seus livros.
     YoonGi escrevia sobre temas diversos e seus livros, em grande maioria, abordam pansexualidade e maneiras de suicídio; claro, livros de suspense e horror. Por tais motivos, nunca os recomendou aos filhos de YoonJi, sua Irmã, e nem ao próprio namorado. Mas já se atreveu a deixá-lo ler um rascunho de seu trabalho mais recente. 


    "—Posso mesmo ler? — Perguntou Hoseok com os papéis em mãos, fazendo YoonGi assentir e sair da sala em rumo ao quarto do casal. 
    Enquanto o Jung lia a história ainda não concluída, o Min podia sentir de longe o seu desprezo e medo. Sabia que para não perder seu grande amor, teria que arriscar-se. 
    Como o mais novo não trabalhava, não tinha família em Daegu e nem ainda estudava, entrou a deixa perfeita, ninguém notaria seu desaparecimento.
  — YoonGi? E-eu terminei de ler. — Andou pelo corredor segurando a última página. — É um suspense legal! Por que nunca me mostrou suas obras? 
    E ouviu-se um pequeno estrondo, viu-se corpo de Hoseok cair e o papel amassar e com medo sentiu-se YoonGi, que havia dado um tiro no globo ocular de seu amado."


      E quando voltou do trabalho, sofreu a mesma homofobia e finalmente notou que a Alma de Hoseok poderia ter voltado para o assombrar porém estava sendo ao contrário. Min YoonGi estava sendo o fantasma que não deixava o corpo de Jung Hoseok apodrecer e sua alma descansar.

 


Notas Finais


Oneshot feita para inscrição no projeto AWS*.

*: Aways With Sope


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...