1. Spirit Fanfics >
  2. Fantasma >
  3. Em terra firme

História Fantasma - Capítulo 47


Escrita por: , Moon_Angel_ e mannikka


Notas do Autor


Amore cheguei @Jared eu mesma quem estava com saudades?
Aqui vamos nos seguindo com nossos lindos herois saindo do barco e seguindo para a ultima parte da jornada rumo ao castelo Park.
Muidas emoçoes ainda pela frente.

Capítulo 47 - Em terra firme


Jack subiu e deu um abraço no amigo.

— Que bom que está bem, e Mark?

— Acabou de descer do outro lado — sorriu de canto — acho que está fugindo de você.

— Não sou você, para ele fugir de mim. — Riu e já foi para outra borda, descendo a lateral.

Jack ergueu o lobo novamente nos ombros o animal estava mais pesado a lama acumulada no pelo teve de fazer um esforço maior para descer agarrado nas cordas ao lado da embarcação.

Os pés afundaram no lodo e quase ele e o Soo caíram, não era fácil encontrar o caminho de pedras naquela água turva. Olhou para frente eram alguns metros até a margem.

— Só mais um pouco — falou e o lobo deu um rosnado baixo, ele também não estava tão con-fortável sendo carregado.

***

Jimin mantinha a mão firme a do Hoseok enquanto a outra apoiava o pequeno agarrado ao seu pescoço, estava difícil encontrar o caminho mesmo tendo o fantasma o guiando, pisou em falso e quase caiu.

— Jimin — Hoseok o ajudou a recuperar o equilíbrio — Está bem?

— Estou sim Hoseok — disse baixinho, tinha ficado com vergonha por estar segurando a mão do mais velho e ao mesmo tempo por ter quase caído pela talvez decima vez, suas pernas esta-vam cansadas pelo esforço em cruzar o pântano.

— Estamos chegando — Jung falou com um meio sorriso confortador.

Era verdade ali estava a outra margem era como uma pequena praia sem areia só com uma vegetação rasteira, o alivio nas pernas quando saiu completamente da água e sentou no chão.

O soldado estava atento a vegetação densa que se iniciava a alguns metros as arvores frondo-sas com folhas amarelas indicando a chegada do outono e o vento frio que sobrava comprou eles teriam que andar mais rápido para chegar no castelo antes que o inverno os alcançasse e com ele a neve.

— Atchim! — Jimin espirou cobrindo o rosto com a manga da blusa.

— Saúde — Tae disse sentando ao lado do Park.

Ele estava igual ao outro adolescente molhado e cheio de lama, Jungkook caminhou um pouco além indo para perto do Min que observava as árvores.

— Obrigado Taehy — Jimin deu um pequeno sorriso antes de espirar mais uma vez.  

— Vamos voltar — Hoseok chamou o Jeon — Jimin e Taehy fiquem aqui com o Min.

O beta assentiu de onde estava, ele mantinha atenção em qualquer movimento que viesse da floresta.

O alfa apesar de ferido ainda era mais resistente que os ômegas e bem Hoseok não ia deixar o Park que estava claramente exausto voltar na água para buscar as demais crianças. Os dois se-guiram o caminho encontrando com Mark que trazia um garotinho no colo.

Jungkook ajudou o médico a subir e esse já caminhava direto para perto do Park que estava sentado no chão.

— Oi — disse sentando ao lado dos adolescentes — colo ele está?

— YonJae está só um pouco assustado — Jimin falou tentando afastar o pequeno de si.     

Mark sorriu e acariciou os cabelos do pequeno, eles tinham ficado muito assustados quando a criança caiu no rio.

O som pesado soou quando Jack saiu da agua e pisou nos pequenos pedregulhos que tinha entre a vegetação rasteira, o beta soltou o folego bancado pelo esforço de carregar o lobo. 

— Chegamos — se inclinou levemente para frente o canino desceu no seu ombro.

Soo saltou e seguiu direto para Jimin e Yonjae.

— Ele está bem — Jimin disse baixou, o garotinho se encolheu um pouco em seus braços com a aproximação do lobo.

— Tudo bem, ele é amigo, te tirou da água. — A pequena mãozinha se esticou tocando o pelo o lobo que estava sujo e cheio de lama quase seca, apertou com os dedinhos.

Jimin deu um pequeno sorriso o pequeno ômega em seus braços estava menos assustado.

 

Jackson viu o loiro com uma criancinha nas costas também. Parou ao lado deles.

— Então esse é nosso filho? — O loiro sorriu, queria dar um grito, mas não podia ali

— Quieto, não vai acordar ele.

— Não vou — deu um selar no beta — senti sua falta.

— Eu também… não tem ideia quanto. Precisa ajudar eles, estamos com um ferido no barco.

— Tá bem. — Sorriu de canto e voltou caminhando em direção ao rio.

***

Sehun ajudou Luhan a descer do barco e em seguida o rosado recebeu um selar rápido do loiro.

— Como está?

— Estou bem — deu um sorrisinho.

Lay que estava no barco com uma das crianças para entregar ao rosado.

— Xiao aqui — o garoto foi descido com o máximo de cuidado pelo alfa e Sehun pegou ele passando em seguida para Luh.

— Estou indo — o rosado seguiu pelo caminho com cuidado.

— Aqui Sehun — Lay já passava outra criança.

Jackson retornou pela água cruzou com Luhan e seguiu para o barco ainda tinha o Kai para ajudar afinal o beta mais jovem estava ferido e fraco pela perda de sangue.

— Lay — chamou o chinês — Me passa o garotão. — Fez piada.

— Vamos kai é sua vez — Lay ajudou o moreno a descer e esse foi apoiado pelo outro beta.

Jin que ainda estava no barco assistia tudo com atenção, Lay distribuindo seus alunos para os demais que os carregavam direto para a margem.

— Professor — o chinês chamou — Me passe uma delas.

Seok passou o pequeno omega para o chinês.

— Suho — o alfa sorriu ao entregar o pequeno — Está bem?

O moreno assentiu e devolveu o sorriso seguindo para a margem.

Jungkook e Namjoon aguardavam pelas próximas crianças, o beta olhou para o jovem ele esta-va diferente parecia menos selvagens e os olhos tinha um tom castanho ganhando espaço substituindo o vermelho (do lobo).

Namjoon pegou o garoto mais velho, o beta que o tempo todo protegia o pequeno ômega que estava gora com Suho. 

— Jeon segure — a menininha foi entregue para o alfa.

— Sua vez Jin — Hoseok estava esperando e ajudou o professor.

Os dois últimos alunos estavam seguros nos braços do professor do Hoseok caminhando pelo lodo direto para a margem.

Lay seguiu os dois carregando alguns suprimentos que pegou no barco.

***

Suga estava impaciente algo na floresta a sua frente o estava deixando tenso.

— Vamos logo — falou quando Sehun e Lay se aproximaram dele. — Jungkook e eu patrulhávamos essa parte da floresta tem um grupo armado aqui.

Os dois alfas se entre olharam, eles com certeza seriam um alvo enorme.

— Vamos deixar uma criança com um ômega — Sehun disse olhando para o grupo — E vamos tentar andar mais rápido.

— São nove crianças — Lay comentou olhando os pequenos sentados ao lado do professor e dos adolescentes. — E são apenas seis ômegas.

Hoseok tinha seguido para a floresta com Jackson para checar o perímetro. O beta chinês parou e fez sinal para o outro.

— Ali — ele disse.

Os dois seguiram cuidadosos, um corpo estava pendurado em uma arvore pelo pescoço e no chão logo abaixo dele dois corpos já em estado avançado de putrefação.

— Vamos tirar ele dai — Hoseok falou já se preparando para subir na árvore.

O fantasma tinha feito muitas covas para desconhecidos desde o início da infecção.

— Não — Jack segurou pelo braço — não podemos demorar.

O mais velho olhou para a direção do rio.

— Temos que levar as crianças.

— Você está certo — seu uma última olhada para o alfa pendurado.

Os dois retornaram para o grupo, que estava pronto para iniciar a caminhada. A crianças foram divididas, Jimin ficou com o pequeno YonJae Soo estava bem ao seu lado, Luhan manteve o garotinho que desceu do barco, até mesmo Taehyung estava agora responsável de um dos pe-quenos.  

Hoseok ia na frente atento ao caminho fez o possível para que ninguém visse os corpos, não era uma cena que queria que as crianças vissem.

***

Kyung voltou a forma humana, vestiu a roupa que tinha deixado com Jimin. E seguiu para perto das crianças mais precisamente para perto do Park.

— Como ele está?

— Ele tá cansado — Jimin disse olhando para o ômega moreno — é ruim mesmo ele estado no colo.

Soo acariciou os fios escuros do cabelo do Jae, ele estava sonolento no colo do adolescente.

— Tio lobo? — YonJae perguntou baixinho, Do concordou com a cabeça — Obrigado.

— Posso… quer vir no meu colo? — Ele se moveu molinho, e o moreno o pegou ligeiro o abraçando contra o corpo. 

Park levantou dando espaço para os dois.

— Vamos acampar aqui — Sehun informou e foi alivio para os ômegas que estavam cansados.

Era a primeira pausa após quase cinco horas de caminhada pela mata fechada, os pequenos dormiam.

Jin improvisou com os casacos dele e dos outros uma cama coletiva e deitou seus alunos. 

Namjoon sentou ao lado dele, o beta tinha estado afastado, em parte pela dificuldade com a ferida na perna não queria o professor preocupado com nada além das crianças.

— O que aconteceu com sua perna? — Jin perguntou em um fio de voz — sei que está machucado.

— Nada grave — o beta respondeu com um pequeno sorriso — vou estar bem assim que chegarmos ao castelo.

— Me promete — Jin disse baixinho — que vai estar bem.

— Prometo — sorriu largo o professor encostou a cabeça em seu ombro.

A tarde deu lugar a noite, escura e fria uma leve chuva começou a cair, ia ser difícil se o clima mudasse.

….

 

Mark fazia um ponto o melhor que podia do braço do fantasma, a luz da lanterna não era boa, mas tinha conseguido tirar a bala o que já ajudava.

— Pronto, não vai poder forçar por um tempo, mas vai melhorar.

— Obrigado Mark.  — Kai disse e o loiro se levantou, já se afastando, vendo se todos estavam bem. KyungSoo veio até o castanho

— Tentaram te matar então? — Sorriu de canto

— Quase conseguiram. E você está bem?

— Sim. — Sentou ao seu lado 

— O pequeno está bem? Mark me disse.

— Ah…. — Sorriu torto — Mark gosta de falar neh. Sim, ele está dormindo um pouco.

Soo apontou para perto de uma arvore grande, Jimin sentado e o garotinho em seu colo o loiro o tinha coberto com a jaqueta.

— Jimin — Hoseok sentou ao lado dele a chuva estava ficando mais forte, e eles tinham se escondido o melhor que conseguiram em baixo das arvores grandes.

— Hoseok — deu um sorrisinho levantando um pouco o rosto para tentar ver o do beta, estava escuro e como não podiam fazer fogo nem nada assim foi difícil reconhecer as formas do rosto alheio — Estamos longe?

Jung levou a mão e afastou a mexa molhada do cabelo claro do mais novo, um gesto carinhoso que fez distraído.

— Jungkook disse que mais um dia ou dois, vai depender do tempo e de quanto conseguimos andar.

Jimin manteve o olhar no do beta, o que conseguiu já que Hoseok se aproximou de si.

—Tente dormir um pouco — Jung falou se afastando e ficando em pé — Vou estar de vigia.

— Hm, ok — disse meio perdido pelo outro ter se afastado de repente.

O loiro se acomodou contra a arvore e tentou cochilar, os outros estavam tentando fazer o mesmo.


Notas Finais


Bjus no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...