História .far from everyone; chanlix - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Lee Felix
Tags Bang Chan, Chan, Chanlix, Chris, Felix, Skz, Stray Kids
Visualizações 184
Palavras 1.630
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olha eu aqui de novokk,
com vergonha de um plot
yEEEET

Capítulo 1 - ;.bang chan and lee felix it's the same as: sex


Fanfic / Fanfiction .far from everyone; chanlix - Capítulo 1 - ;.bang chan and lee felix it's the same as: sex

onde lee felix, um cantor que explodiu no ano de 2019 com suas músicas naquela maravilhosa e grave voz, só queria um tempo para descansar e por isso decide entrar em hiatus. quis ir para uma fazenda afastada ao qual ele possuía sem que ninguém soubesse, e a única pessoa que foi junto para lhe fazer companhia era christopher bang, ou bang chan, como você preferir chamar, seu mordomo.

— Bang, você virá comigo. — O Lee decretou, mesmo que todos os outros empregados que possuía já soubessem quem o mesmo preferia para ficar sozinho consigo e lhe fazer companhia.

— Sim sr. Lee. 

O Bang sempre acatava as ordens do mais novo, não só por ele ser seu patrão. Era até meio engraçado de ver Chris, um homem forte e de porte maior que o outro, sempre acatando suas ordens de cabeça baixa, era quase como um cachorrinho. Por estes e outros motivos, ele foi escolhido por Felix.

Sempre se deram bem, eram como dois amigos, quer dizer, se com amigo você quiser dizer mordomo. Mas, mesmo olhando por esse lado, os dois se davam super bem, e sem passar por cima dos limites de relacionamento entre patrão e empregado em momento algum de suas vidas, que são praticamente conjuntas.

— Partimos amanhã de manhã, arrume suas malas. — Foi a última coisa que Felix falou antes de subir a enorme e deslumbrante escadaria, que levava até o segundo andar da casa, com passos firmes, igual a todas as vezes que o Bang parava para prestar atenção nos passos do outro.

— Sim senhor. — Dito isso, o de cabelos pretos foi arrumar suas malas, mesmo que não soubesse quanto tempo o Lee pretendia passar naquela fazenda que nem por ele era conhecida.

~

Já era de manhã e Chris colocava as malas nos bancos de trás do carro luxuoso que mais parecia aqueles de corridas ilegais. Afinal, não era todo mundo que possuía um Koenigsegg Agera R de cor violeta. Por ser de estilo esportivo e ter uma alta velocidade este era o preferido de Felix, que mantinha uma pequena coleção de carros em sua casa, e alguns estavam até mesmo na fazenda ao qual eles iriam. O Bang abriu a porta para que o de cabelos cor de fogo entrasse e em seguida, após dar uma pequena volta para chegar ao banco do motorista, entrou e então colocou o cinto. Ligou o carro tão cobiçado pelos colecionadores e seguiu a viagem, talvez longa, que tinham pela frente.

Enquanto tinham uma pequena conversa, que era mais informal do que as outras tantas que já tiveram, Christopher percebeu que o Lee havia parado de falar, quando olhou para o lado, em um momento seguro é claro, nunca iria arriscar de bater aquele carro que custava mais que sua vida, e viu que o outro tinha dormido. Por ter uma rotina pesada e cansativa, com sessões de fotos para cá e shows para lá, era compreensível que o mesmo estivesse esgotado, apesar de terem tido uma noite de sono antes de seguirem estrada. 

O mais velho sorriu vendo como Felix dormia de forma serena, poderia ser considerado um louco se dissesse que a expressão calma e ao mesmo tempo séria de seu patrão o deixava lindo? Talvez. Por isso sempre guardava esses pensamentos para si.

Depois de duas horas, faltando apenas menos de trinta minutos para chegarem, já se encontravam em uma "estrada de chão" que fazia um pouco de barulho sobre as rodas caras, mesmo que não houvessem predras, o simples fato de não ser o asfalto comum já fazia estalos na embreagem. Com isso, o mais baixo acordou, um pouco desnorteado e com a voz mais rouca e grave do que o normal, fazendo com que o Bang se questionasse se achava fofo ou sentia tesão. 

— Já chegamos? — E com aquela voz, o Lee pergunta parecendo uma criança com cordas vocais muito bem formadas.

— Ainda não sr. Lee, apenas mais vinte minutos. 

— Não precisa me chamar de senhor, pode ser apenas Felix. Você vai passar esse tempo todo comigo me fazendo companhia, não quero que fique me tratando formalmente. — O Lee diz de maneira séria, mas logo soltando um sorriso de lado em direção ao outro.

— Ok então, Felix. — Poderia não admitir agora, mas estava extremamente felix com aquilo.


~


Já com as malas desfeitas, Chris saiu para a área da piscina se espreguiçando e então decidiu se sentar em uma das cadeiras que alí estavam. Não sabia onde Felix estava, mas suspeitava de que este estivesse dormindo após desfazer suas malas e colocar tudo em seu devido lugar.

Com isso em mente, não achou nada de mal em dar um mergulho naquela psicina gigante, que se você estrasse não conseguiria tocar o chão com os pés, e então tirou sua camisa e bermuda, saltando lá para dentro, mergulhando até o fundo e voltando a superfície, dando de cara com Felix parado na borda o encarando apenas com sua boxer preta. Logo este também saltou para dentro, repetindo a ação do outro australiano. 

— Quer dizer que você teve a mesma ideia que eu? — O mais novo perguntou. 

— Espero que não tenha se irritado com isso.

— É claro que não. Me trate como seu amigo, bro, assim como eu estou fazendo contigo, não quero que aja como se fosse meu funcionário. — O Lee falava enquanto nadava naquela imensidão. 

— Eu farei isso, bro. 


~


Tinham passado a tarde alí, conversando e se distraindo. Até que uma certa tensão sexual começou a pairar, pois o Lee estava perigosamente perto do mais alto, praticamente colado ao seu corpo, e roçando suas partes íntimas uma na outra. 

O olhar de Felix desceu dos olhos do Bang para sua boca vermelhinha e carnuda. Por seguir seus impulsos que agora o dominavam, agarrou a cintura do outro e o beijou com fervor, pedindo passagem que logo foi consedida. Ambas as línguas disputavam a cavidade um do outro, explorando cada canto. Felix sugou a língua de Chris e mordiscou seu lábio inferior o puxando entre os dentes, fazendo o último citado gemer em aprovação. 

Em algum momento daqueles toques sensuais, Christopher sentiu suas costas se chocarem com a borda da piscina mas nem por isso findou aquela proximidade. Sempre desejou seu chefe, sempre quis o mais baixo lhe tocando como estava fazendo, então não seria ele quem iria parar as ações deste.

Vendo a boca inchada e ainda mais vermelho de Chan, Felix desceu seus lábios para o pescoço do mesmo, enquanto simulava estocadas entre as pernas do mais alto, fazendo com que suas ereções recém formadas se tocassem e causassem espasmos no corpo de ambos. 

O Lee deixou o pescoço do outro totalmente marcado para então erguê-lo, fazendo com que se sentasse na borda. Logo subindo junto e deitando o mais velho para passar suas ágeis mãos naquele corpo em forma e com vários músculos. Subiu em cima de seu corpo e desceu sua mão de forma lenta e torturosa até o pênis do Bang que ainda era coberto pela cueca, ao qual logo foi arrancada para que o Lee desse início a uma masturbação rápida no caralho duro e inchado que implorava por atenção.

Quando as expressões do outro ficavam mais intensas, Felix parava os movimentos, impedindo que o ápice chegasse para Chan. Fez isso uma... duas... três vezes e se cansou de apenas brincar com seu submisso. Chupou os próprios dedos e penetrou um destes na entrada de Chris, que sentiu um enorme desconforto. Por já imaginar que essa era sua primeira vez como passivo, o Lee prometeu ir com calma. 

— Já vai passar bebê. — Sussurrou com a voz no seu tom mais grave, dando um beijo nos lábios do Bang em seguida. 

Penetrou o segundo dedo e Christopher gemeu alto e de maneira satisfeita, mas logo rebolando nos dedos do Lee, fazendo com que este penetrasse o terceiro, indo fundo e forte naquele buraquinho. 

— Está pronto? — Felix perguntou após arrancar sua boxer, libertando o pênis grande e ereto. Passou a perna do outro australiano por cima de seu ombro, pronto para lhe penetrar, mas teve uma mão forte agarrando seu braço.

— M-Me deixa sentar em você? — Perguntou de forma clara e direta, recebendo um grunhido rouco em confirmação.

Felix se sentou no chão, enquanto Chan se sentava em seu colo com uma perna de cada lado seu, sentando gostoso em seu pau pulsante. Ambos gemeram alto e o Bang começou a subir e descer no caralho de Felix, gemendo palavras desconexas.

— Se eu soubesse que você sentava tão gostoso teria te pegado antes. — O Lee ofegou, quando seu pênis entrou inteiro dentro do outro e com tudo, acertando o pontinho doce do Bang, que jogou a cabeça para trás e fechou os olhos.

Rebolou e quicou diversas vezes no mesmo local, atingindo aquele lugar várias e várias vezes, fazendo seu corpo estremecer. Ambos já sentiam o orgasmo próximo e sabiam que não demoraria muito para se desmancharem espalhando suas porras um no outro.

Felix segurou seu quadril deixando a marca de seus dedos alí, investimento com seu pau dentro do outro de forma rápida e agressiva. Soltou uma das mãos e passou a masturbar o membro esquecido do outro, que não demorou a se desmanchar liberando sua porra no abdômen definido do mais novo e gemendo de prazer, quase que em um grito rouco.

O Lee continuou a penetrar a entrada maltratada atingindo sua próstata diversas vezes, até sentir seu líquido grosso saindo em jatos fortes dentro deste, fazendo com que ambos desabassem naquele chão frio, tendo Chan por cima de Felix, ambos tentando regular sua respiração.

— Tá afim de uma segunda rodada? 

 




Notas Finais


aussie aussie aussie
oi oi oi
~
espero que tenham gostado...
tô saindo de fininho e com uma máscara pra ninguém me reconhecer...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...