História Farewell - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Universidade drama amor
Visualizações 8
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Primeiro capítulo!!!

Capítulo 3 - Mágoa


Fanfic / Fanfiction Farewell - Capítulo 3 - Mágoa

Connor me fez sentir como nenhuma outra pessoa faça. Ele me magoou, me fez feliz e me fez ter sensações que sequer conhecia...

No começo, éramos apenas dois jovens da universidade querendo diversão um com o outro. Eu jurei a mim mesma que aquilo não passaria de uma diversão, e que mantendo nossa promessa; quando algum de nós se apaixonar por outra pessoa, tudo acaba. E carambola, eu me apaixonei!

Não por outra pessoa, mas sim por Connor Hugh. O cara do qual é um bad boy NATO, pega e não se apega. E eu, como uma verdadeira tola, me apaixonei; deixando todo esse amor de lado, não queria perder o que tinha com ele, mas foi isso que piorou tudo!

A cada dia, eu me apaixonava mais; a cada dia, eu queria estar com ele, eu sentia sua falta e quando cometi a burrada de “expressar meus sentimentos”; acabou acontecendo o que tanto evitei...

- Faz dois anos que ele se foi, por que não levanta e vamos sair um pouco? – Blair, minha colega de quarto/ melhor amiga. Sempre me apoiou e sabe de mim mais do que eu mesma.

- Dá pra parar de falar como se ele estivesse morto? Eu estou com dor de cabeça – me enrolo no lençol cobrindo o rosto

- Declan está vindo aí, não quero que ele pense que eu vivo num chiqueiro de quarto... – ela disse

- E não é verdade? – pergunto rindo e ela me joga uma almofada no rosto

- Ele simplesmente não precisa saber disso... E quando eu voltar, espero que esteja mais disposta, precisamos conversar... – ela diz sorrindo

- Eu não vou num encontro as cegas! – exclamo pondo o rosto no aconchegante travesseiro

- Ah, como você sabia? – faz bico totalmente emburrada

- Há meses você só fala nisso – reviro os olhos

- Não revire os olhos para mim mocinha, agora se levante e vá direto para o banheiro, temos aula! – ela diz autoritária

- Sim mamãe, estou indo – brinco e ela ri

       ‘’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’

Já disse que odeio a universidade? Não muda nada do colegial, só as matérias que se tornam uma só. Fora isso, serão sempre as mesmas pessoas hipócritas e ignorantes de sempre, no meu consentimento.

- Bom dia amor – Declan fala para Blair ao se aproximar da mesa – Oi Sava!

Declan e eu somos amigos desde que entrei na universidade e ele entrou pro time dos bobocas do basquete. Sua beleza é realmente chamativa, sua pele escura e seus olhos verde-claro, fazem qualquer garota morrer de amores.

Não que Blair não seja bonita, pelo contrário. Suas sardas extremamente vistas em sua pele branca e seu cabelo ruivo com seus olhos cinzas são de uma beleza incomparável. Juntos, Declan e Blair formam o casal mais lindo que já vi.

Acabo de comer e me levanto.

- Preciso ir, vou até a biblioteca ajudar a Sra. Marci! – digo para o casal

- Antes eu preciso te contar algo... – Declan me olha e parece hesitante – O...

- Amor! Deixe isso pra lá, ela não vai querer saber... – ela fala extremamente ameaçadora para Declan. Aí tem coisa...

- Não vou querer saber o que? –

- O... – Declan é novamente interrompido

- O Adam Peterson vai dar uma festa amanhã a noite, achei que poderíamos ir juntas... – ela me olha risonha

- Ainda bem que já sabe minha resposta... – digo e saio

        ‘’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’

Sra. Marci, é extremamente irritante. Assim como todos nesse lugar! Cada coisa que faço, ela simplesmente diz estar errado e me corrige. E eu sei o motivo disso...

Ela acha que sou culpada por Connor não querer levar a filha dela ao baile no ano retrasado. Puff, e eu lá tenho culpa da filha dela ser extremamente esquisita?

Ponho os livros na prateleira, tentando ficar ao máximo longe daqueles olhos julgadores da Sra. Marci, quando alguém esbarra em mim derrubando todos os livros. Ah, não! Mais um motivo pra ela me julgar...

- Presta a atenção, moedinha de troca! – reconheço essa voz em qualquer lugar...

Me viro e lá está ele, extremamente baixo e irritante. Jim Prescott, o idiota baixo e julgador de toda a University Mound French. Sobre o apelido? Ah, ganhei assim que toda a universidade descobriu que Connor havia me abandonado. “Moeda de troca”, “marionete” etc.

- Não cansa de me infernizar?

- Je ne me fatigue jamais – diz tentando sotaque francês.

- Dá pra me deixar em paz, e vai fazer o que faz de melhor...

Ele me olha confuso.

- Fofocar sobre a vida das outras pessoas, sem se importar se a informação é verdadeira! – digo irritada

- Ah – exclama debochado – E isso não é por causa do Connor, não é? – diz e passa por mim, indo finalmente embora.

Odeio essas pessoas, porque, olhar pra elas me lembra ele. Todas as brincadeiras e idiotices que já falamos sobre cada um juntos, as vezes em que ele me defendeu.

Tudo! Todas essas pessoas, me trazem malditas lembranças da qual eu realmente não quero lembrar e que me fazem sentir-me uma idiota!

E nesse momento, por incrível que pareça... Tudo que eu queria, era que Connor me abraçasse mais uma vez!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...