1. Spirit Fanfics >
  2. Farinha, ovos, leite e açúcar >
  3. Cookies

História Farinha, ovos, leite e açúcar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então, enquanto eu revirava meus arquivos, eu achei algumas drabbles lá de 2019/2018 e pensei:
"Bem, bora pôr a cara a tapa né, covarde?"
E cá estou eu, prontíssima para socos com essa drabble bizarra, mas fofa.
Boa leitura s2

Capítulo 1 - Cookies


– Eu te amo.

O chefe parou de analisar o resultado final do seu trabalho mais recente. O relógio fez um tic tac, dois, três. Suavizou a expressão surpresa e olhou para o dono da voz ingênua e apenas sorriu. O cozinheiro tinha traços de farinha nas maçãs do rosto e olhos tão doces quanto as tortas de chocolate que ele tinha acabado de tirar do forno.

Jungkook sentiu que seu coração teria disparado (se ele tivesse algum).

– Isso foi bem gentil da sua parte. – Taehyung dedicou segundos preciosos para manter contato visual com o garoto, revelando ternura nas íris. Jungkook sentiu sua garganta secar, mesmo que ele nunca ingerisse qualquer tipo de líquido.

Tum tum.

Tum tum.

(mas ele não tem nenhum).

Depois de um tempo que considerou ser o suficiente, o confeiteiro voltou a se concentrar nos seus doces.

Apesar da delicadeza que acompanhara cada sílaba, Jungkook não se sentiu satisfeito com a resposta que obteve. Tão recheada de sentimentos ternos, todavia faltando aqueles que ele mais desejava.

Insistiu, teimoso:

– Hyung.

– Hm?

Jungkook se aproximou e Taehyung mal notou a movimentação, a atenção totalmente dedicada em inspecionar o doce assado com um palitinho de madeira. Os dedos corados do moreno se ergueram até a pele macia do confeiteiro, e tornou o queixo dele em sua direção. 

O toque era moroso, mas o atrito entre sua mão, feita de massa de biscoito, e o queixo do outro fez com que alguns poucos farelos caíssem ao chão.

Os olhos do Kim acompanharam os pedaços do seu Jungkook se separando dele.

Mas o menino-biscoito não se importou. Seus olhos eram devotos aos do cozinheiro.

– Eu te amo, com tudo o que tenho.

Taehyung suspirou, largando os palitinhos sobre o balcão.

– Farinha? Ovos? Leite? Açúcar? – Balançou a cabeça. – Sentimentos, Cookie, não podem ser feitos com ingredientes que estão em qualquer cozinha. – Apesar das palavras sinceras, Taehyung as fazia soar como elogios. Fonemas ditos como mel, mas amargos como gengibre.

Jungkook não deixou que a rejeição o machucasse, porque então teria que odiar o que ele era. E, apesar de todas as limitações que lhe trazia – como não poder andar sob a chuva, ou então ter que sempre se manter longe de formigas –, ele tinha motivos duradouros para agradecer todos os segundos por ter sido feito. Porque tudo o que ele era foi resultado das mãos macias de Taehyung e do seu conhecimento extraordinário em culinária.

Como poderia se odiar, se assim odiaria o trabalho do seu criador?

Jungkook olhou para os lábios pálidos do outro, e quis beijá-lo. Era uma pena que isso o desintegraria.

– Me entristece que esteja se esquecendo do seu ingrediente secreto. – Seus olhos se desviaram para as tortinhas quentes que deixavam o ar com um cheiro delicioso de cacau. Eram belas, claro, mas não foi por isso que mirou sua atenção. Suas bochechas estariam vermelhas se possuísse um sistema circulatório.

Taehyung abriu a boca, um aperto sufocando o seu coração.

– Oh.

O confeiteiro era perfeccionista e, portanto, sempre sabia a medida certa de manteiga e nunca enchia mais um copo de leite se não precisasse. Mas não havia como dosar amor em colheres de sopa.

E era justo que o seu projeto mais trabalhado e querido não soubesse o que fazer com o tanto que recebeu de si.

Muito mais do que farinha, ovos, leite e açúcar.

Nada menos do que toda a sua paixão.


Notas Finais


Ai meu diabetes.

Espero que tenham gostado, apesar de ser meio (completamente) wtf
Comam muitas bolachas e não saiam de casa, anjinhos (๑^ ^๑)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...