História Fate - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Através De Seus Olhos, Deficiência Visual, Depressão, Isolamento Social
Visualizações 16
Palavras 1.795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente eu amei essa foto do Yeol... Mas enfim, vamos pro capítulo dooooiss kkk..

Capítulo 2 - "Novata"


Fanfic / Fanfiction Fate - Capítulo 2 - "Novata"

Novata


Pela manhã levantei e me arrumei lentamente para o meu primeiro dia de aula. Era tudo tão diferente de Phoenix, tive dificuldades para dormir a noite, por conta da chuva e do barulho do vento. Meu pai havia deixado meu quarto intocado desde que estive aqui pela última vez. As cortinas eram de renda branca e delicada, e os edredons também brancos. 


Desci as escadas em passos lentos, ainda no processo de me acordar completamente. Papai estava sentado no sofá, assistindo ao noticiário quando me viu.

- Bom dia filha - saudou sorridente - Dormiu bem?

- Sim - respondi indo em direção à cozinha.

Depois de comer, papai me levou para a escola. Ainda estávamos no processo de nós acostumarmos com a presença um do outro, então novamente fomos o caminho todo até o colégio em silêncio. O estacionamento estava vazio quando cheguei, constatei que todos deveriam estar dentro da escola, devido ao frio que fazia do lado de fora.

Fui diretamente para a secretaria onde fui atendida por uma simpática senhora. Lá ela me deu meus horários e um mapa da escola para o caso de eu me perder. Fui andando até meu armário para guardar minhas coisas, meu teste de nivelamento seria às nove, então eu ainda tinha uma hora para explorar o local. Pela minha visão periférica, pude ver que um garoto estava abrindo seu armário.

- Olá, você é a novata não é? - ele era moreno, seus traços eram asiáticos, pele clarinha, bastante simpático.

Enquanto eu o encarava igual uma tonta, me perguntei o porque de um garoto tão lindo como aquele, estar falando comigo. Quer dizer, eu nunca fui uma garota que chama atenção, eu era comum. Era meio difícil eu ter algum amigo ali, comparado ao meu histórico de amizades no passado. Já seria muito se conseguisse ao menos um amigo naquela escola.

- Sou sim - falei tímida - Meu nome é Nikkie Morris.

- Park Yixing, você veio fazer o que? Teatro? - em que mundo uma pessoa como eu faria teatro, será que ele tinha problemas de visão? Eu era desastrada demais para fazer teatro.

- Não, musica. E você?

- Artes plásticas - respondeu sorrindo - Em que nível você está?

- Ainda não sei - dei de ombros indiferente - Meu teste de nivelamento é daqui à uma hora.

- Se precisar de ajuda em qualquer coisa meu irmão também faz música aqui - Só esperava que o irmão dele fosse tão simpático quanto o mesmo.

- Ok - sorri.

- Nikkie vou indo nessa - avisou apressado - Nos vemos na hora do almoço?

- Com certeza - falei rindo levemente.

Eu não sabia o motivo daquele garoto estar sendo tão gentil, mas estava extremamente feliz por ter um amigo, e por não ter que almoçar sozinha.

  
                                     ♡

Acabei ficando com a turma do nível avançado. Sr. Chris disse que eu era boa demais para ficar com os novatos. Fiquei feliz por isso, afinal o estilo eclético que herdei de minha mãe havia servido pra alguma coisa.

Eu andava de cabeça baixa no meu trajeto até o refeitório, estava ciente de todos os olhares em minha direção, e eu era tímida demais para olhar nos olhos de quem quer que fosse. Acabei esbarrando em alguém, e caí no chão assim como o garoto no qual tive o encontrão. Todos os seus livros voaram, assim como as partituras inacabadas, que flutuaram no ar por uma fração de segundo.

- Você não não me viu? - O garoto perguntou estupidamente, me deixando chocada com a forma que estava sendo tratada.

Encarei o mesmo e fiquei abismada com a beleza que o mesmo possuía. Ele era moreno e tinha pele clara. Suas orelhas eram grandes, assim como ele, aquele garoto era num todo, gigante. Tirei essa conclusão assim que nos levantamos do chão, podia jurar que ele tinha pelo menos 1,80m de altura, eu não entendi muito porque ele estava usando óculos escuros justo em Chicago, mas não liguei por demasiado, cada um com suas loucuras, pensei irônicamente.

- Não, eu não te vi - respondi irritada - Não precisa me tratar assim só porque esbarrei em você, foi sem querer.

- A próxima vez vê se olha por onde anda - falou sarcástico, saindo dali logo em seguida.

Segui meu caminho para o refeitório indignada, era impossível aquele garoto ter me tratado tão estupidamente, só porque eu esbarrei nele, e sem querer ainda por cima. 


Comprei  um  refri e umas balas e dei uma olhada naquele grande refeitório. Estava considerando a ideia de me sentar sozinha em uma mesa isolada, quando avistei Yixing acenando pra mim. Aliviada por não ficar sozinha logo em meu primeiro dia, fui andando apressadamente até a mesa do mesmo, durante o trajeto até lá, recebi vários olhares de diversos outros alunos. Quando cheguei vi que Yixing não estava sozinho, juntamente com ele havia mais dois meninos.

- Nikkie - ele disse sorridente - Estes são Baekhyun e Yifan, mas você pode chamá -lo de Kris.

- Oi - disse com um sorriso pequeno, me sentando logo em seguida.

Abri minha garrafa de refri enquanto dava uma olhada pelo refeitório. Percebi que várias pessoas estavam olhando pra nós, recebíamos todo o tipo de expressão, desde admiração até inveja.

- Não se preocupe - O menino que se chamava Baekhyun disse piscando - É normal eles olharem já que você está sentada com os "populares" - frizou a última palavra fazendo aspas com os dedos.

- Não somos tão populares - Kris disse indiferente - Esse pessoal acha isso só porque somos ricos, como se dinheiro pudesse comprar tudo.

Eu literalmente não sabia o que estava fazendo ali. Quando que Nikkie Morris, se sentaria com os populares ricos? Nunca! Eu era sem graça demais para estar ali, com certeza havia um engano.

- Então Nikkie - Yixing chamou- me - Como está indo até agora?

- Bom - dei de ombros - Até que está indo tudo bem, tirando a parte em que esbarrei em um garoto, muito estúpido, por sinal.

- E como ele era? - Kris perguntou curioso.

- Gigante - disse tentando me lembrar corretamente daquele lindo garoto - Não sei porque ele estava usando óculos em Chicago, mas acreditem ele estava.

- Oh! - Baekhyun exclamou baixinho.

- O que? - pergubtei atenta.

- Você acabou de conhcer Chanyeol - ele disse baixinho.

- Quem é esse?

- Meu irmão - Yixing respondeu me encarando.

Isso só podia acontecer comigo, a rainha do desastre. O que eu tinha na cabeça pra sair falando dos outros sem ao menos conhecer as pessoas? Isso mesmo, nada. Fiquei alguns minutos o encarando abismada, e com uma grande vontade de chorar, logo em meu primeiro dia eu já estava arruinando minha tentativa de fazer alguns amigos. E o que fez minha vontade de chorar crescer mais ainda foi a expressão que Yixing me encarava, ele estava sério. Eu podia até contar os minutos para os xingamentos que eu levaria, e eu sairia dali quieta é claro, eu não queria passar mais vergonha que provavelmente passaria.

- Não se preocupe - Ele falou em tom reconfortante - Chanyeol é  mesmo um idiota e estúpido.

- Me desculpe - eu disse em uma falha tentativa de me desculpar - Eu não sabia que ele é seu irmão.

- Não precisa ficar assim Nik - Baek  afagou meus cabelos - O Park é meio difícil de lidar, não te estressa por coisa boba.


............




Baek me acompanhou até minha aula de música. Eu ainda estava com minha mente no tal Chanyeol, eu queria saber por que o mesmo havia me tratado tão estupidamente. Não poderia ser eu, o problema não poderia ser só comigo.

- Eu não entendo - murmurei distraída.

- O que você não entende pequena? - por um pequeno instante fiquei boba pelo apelido carinhoso do Byun, nós mal nos conhecíamos, e ele já estava me tratando tão bem.

- O Chanyeol - disse frustrada - Porque ele me tratou tão mal? Esse é  comportamento habitual dele?

No momento em que ele iria me responder deu o sinal para a nossa próxima aula. Ele me deu um breve aceno e disse que nos encontraríamos no fim da aula. Fiquei parada por um tempo ainda no mesmo lugar, até que deu o segundo sinal e começei a correr pelos corredores. Estava feliz, eu ia conseguir chegar a tempo pra minha aula, também estava admirada comigo mesma porque, por algum milagre eu não havia caído ate aquele momento. Mas como tudo que é  bom dura pouco, esbarrei de novo em  alguém, caindo sentada no chão. Fechei os olhos orando internamente pra que não fosse o tal Chanyeol. Ao abri-los novamente, encontrei justamente ele, com a sua mão direita na cabeça.


- Ai - ele resmungou choroso - Minha cabeça.

- Por favor me desculpa - eu comecei a me defender antes que ele me xingasse ou alguma coisa do tipo - Eu estava atrasada pra aula e...

- Você de novo?! - perguntou incrédulo - Você não olha por onde anda?

- A culpa não foi somente minha - briguei indignada - Você também pode olhar por onde anda de vez em quando.

Assim que terminei de falar, uma expressão de tristeza tomou conta de sua face por trás dos óculos, e logo em seguida ele se abaixou pra pegar seus livros.

- Não sei se  percebeu mas eu sou cego - disse baixinho.

Arregalei meus olhos e abaixei-me pra ajudá-lo. Depois que todos os seus livros foram recolhidos, os entreguei para o dono.

- Obrigado - disse secamente, saindo dali logo em seguida.

Tudo bem que ele era cego, mas precisava tratar os outros assim, quer dizer, ninguém tinha culpa de sua situação, então ele poderia ter no mínimo um pouco de respeito.

- Srta. Morris - ouvi uma voz severa atrás de mim - Por quê não está na aula?

- Tive um imprevisto - disse rapidamente.

- Vá já pra aula mocinha - O diretor disse em tom de advertência.

- Sim senhor.

Novamente, corri até minha sala de aula, quando cheguei lá e o professor tinha acabado de começar a falar.

- Desculpe o atraso - disse baixo.

- Sente- se no lugar que estiver vago -  passei meus olhos por toda a sala, corando durante o ato.

Achei um lugar vago no fundo da sala e adivinhe quem seria meu parceiro? Isso mesmo, Park Chanyeol. Andei até lá rapidamente, tropeçando durante o trajeto, uma menina riu de mim por isso.

- Está ocupado - ele disse rispidamente com sua  voz grossa.

- Acredite - falei estúpida - Se tivesse outro lugar vago, com certeza eu estaria nele.

        
                                       ♡

Notas Finais


É isso, espero que tenham gostado... desculpem qualquer erro...bjoos❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...