1. Spirit Fanfics >
  2. Fator Comum >
  3. Rivais de longa data

História Fator Comum - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


oi amores 🥺🥺🥺🥺 vcs me perdoam? sei q andei sumida demais mas namoral ta tdo mto doido por aq djdjsk eu realmente n tive tempo p absolutamente nd, qm dirá escrever algo decente 🥺🥺🥺🥺

MAS RECAPITULANDO AQUI

jeonghan jogou contra seungcheol e ganhou 🥳🥳🥳🥳 ihuuul

dps do jogo seungcheol e soonyoung se beijaram no banheiro do vestiário 😱😱😱😱

e jeonghan pegou eles no ato 😣😣😣😣

lembraram? ok então bora p história 🤪🤪🤪🤪

Capítulo 11 - Rivais de longa data


JEONGHAN POV

 Senti uma pontada forte e ardida no peito enquanto prensava minhas mãos contra a boca, em uma tentativa falha de abafar meu choro. Assim, as lágrimas caíram involuntariamente de meus olhos, sem que eu ao menos notasse.

 — Tá olhando o que?! — Soonyoung perguntou, se levantando de imediato — Vaza daqui!

 — Calma, Soonyoung... — Seungcheol segurou os braços do garoto ao seu lado, sem tirar o olhar assustado de mim — J-Jeonghan...

 — D-Desculpa! Eu... E-Eu não queria atrapalhar vocês!

 — Mas atrapalhou! — Soonyoung gritou.

 — Soony! — Seungcheol o puxou novamente pelo braço, o repreendendo.

 Assim que o mesmo se levantou, saí correndo por puro impulso pra fora do vestiário, sentindo o peitoral doer e uma indisposição sem igual, por provavelmente, ter prendido a respiração mais tempo do que eu deveria.

 Seokmin estava a minha espera na cantina já vazia do Clube, e assim que o vi, joguei-me em seus braços, o abraçando fortemente enquanto escondia meu rosto em seu pescoço.

 — Hannie?! — Seokmin perguntou assustado, tentando me afastar minimamente de seu corpo — Você tá chorando?! O que aconteceu?!

 Balancei a cabeça negativamente e o apertei com mais força, fazendo com que o mesmo me abraçasse de volta na mesma intensidade.

 — Ok... Tudo bem... Calma... — Ele me consolou, passando uma das mãos delicadamente em meus fios de cabelo.

 — Tsc...

 O estalar familiar da língua nos dentes chamou minha atenção, fazendo com que eu virasse imediatamente, constatando que não estávamos mais sozinhos, e assim, encarei o chão, desconfortável, não conseguindo fitar o olhar mortífero de Seungcheol a minha frente.

 — Tá olhando o que?! — Seokmin bradou irritado, quebrando o silêncio do ambiente.

 — Oh... Me desculpe... Não queria atrapalhar... — Seungcheol ironizou com gestos.

 — Mas atrapalhou. — Seokmin rebateu.

 — Arg... Vamos, Soonyoung!

 Seungcheol segurou uma das mãos do garoto atrás de si, e seguiu em direção à saída do Clube, sem ao menos olhar pra trás.

 — Ok... — Seokmin suspirou, repousando as mãos em meus ombros — Agora, você pode me explicar o que tá acontecendo?

 Assenti devagar, caminhando em passos lentos enquanto passava a mão no rosto, na tentativa de seca-lo após choro.

 — Não aconteceu nada... — Respondi, ainda de cabeça baixa — Eu… Só vi o Seungcheol e o Soonyoung… S-Se beijando... No vestiário... Só isso. Nada demais.

 — Uau... — Seokmin assobiou, surpreso — Não esperava por essa — Riu — Quer dizer... Esperava, mas não tanto.

 — Sério?! Eu jamais imaginaria que eles-

 — To falando de você, Hannie.

 — C-Como assim? — O encarei pasmo.

 — Não esperava que você fosse se afetar tanto com isso.

 — E-Eu não me afetei... — Desviei o olhar.

 — Jeonghan...

 — T-Talvez um pouco... Mas... Ah... Eu não sei explicar, Seok... — Inspirei fundo, puxando o tecido de minha blusa — Me senti péssimo...

 — Imagino... Por que será, hein?! — Ele me fitou com um olhar sarcástico.

 — E-Eu não sei... Talvez porque quando éramos mais novos... E-Eu provavelmente sentia algo a mais pelo Seungcheol... Algo que na verdade, eu nem sabia o que era... Só fui entender agora, depois de muito conversar com vocês... E... Não que eu tenha me declarado ou coisa do tipo, mas... Lembro dele ter me dito na época, que jamais ficaria com um menino... Então... Quando o vi beijando aquele tal de Soonyoung... E-Eu... Sei lá... Tantas coisas se passaram na minha cabeça...

 — Entendo, entendo... Mas... E hoje, Hannie? O que você sente por ele?

 Parei de andar no mesmo instante e encarei Seokmin ao meu lado, que sorria vitorioso.

 — Q-Que pergunta ridícula é essa?! Eu não sinto absolutamente nada! Nem amigos nós somos mais! — Gritei, irritado.

 — Calma... — Seokmin riu — Foi só uma pergunta, estressadinho!

 — Idiota! — Bati em seu braço, passando a mão no nariz, almejando esconder a coloração de minhas bochechas.

 Na verdade, era difícil digerir a ideia de não significar absolutamente mais nada pra Seungcheol, visto que já havíamos passado por tantas coisas juntos; mas, em um determinado momento de nossas vidas, decidimos seguir caminhos diferentes, e obviamente nossa separação não ocorreu da melhor maneira possível, fazendo com que nos dias atuais, não passássemos de rivais de longa data.

 Se existisse algum tipo de sentimento, nem recíproco ele seria, então, ao meu ver, não faria nem sentido ficar remoendo aquela sensação frustrante dentro de mim; pelo menos, era o que eu pensava e era o que eu queria, mas mal sabia eu, que nem tudo aconteceria conforme eu planejava.

 

 

 

 Após o término do primeiro turno do Campeonato, dadas as nossas férias, eu me encontrava estirado na cama de meu quarto como sempre, depois de muito recusar diversos convites a saídas dos meninos de meu time.

 Não era como se eu estivesse no fundo do poço — eu acho — mas desde o ocorrido com Seungcheol e Soonyoung, eu me sentia mais desanimado que o normal... Afinal, desde quando eles estavam juntos? Seungcheol gostava dele? Eles namoravam? Seriam eles como Minghao e Mingyu? As infinitas perguntas — sem respostas — insistiam em vagar por minha mente todo santo dia, tirando completamente minha paz de espírito.

 Me atormentava estar tão preocupado com a vida amorosa de Seungcheol, ainda mais por saber que no fundo, ela não me dizia a respeito, o que inevitavelmente só fazia com que eu ficasse ainda mais irritado.

 Levantei-me aos suspiros, e sentei-me com as pernas cruzadas, repousando meus cotovelos na mesma enquanto apoiava meu queixo nas mãos. Fechei os olhos e respirei fundo, já sentindo as lágrimas se acumularem no canto de minhas pálpebras e o coração pesar por conta de meus pensamentos anteriores, sensação essa, que já havia se tornado rotina durante aquela semana de férias.

 Fui interrompido de minhas lamúrias assim que Seokmin abriu a porta de meu quarto, de maneira totalmente afobada, fazendo com que o barulho estrondoso se espalhasse pelo cômodo.

 — Jeonghan! — Exclamou ele, eufórico.

 — Meu Deus! Que susto, porra! O que você tá fazendo aqui?!

 Sem me responder, ele se jogou ao meu lado, apontando pra tela de seu celular em mãos.

 — Fomos convocados pra Seleção de Seul, Jeonghan! Eu, você e Wonwoo!

 Arregalei os olhos e o abracei no mesmo instante, fazendo com que o mesmo me erguesse da cama aos pulos, por tamanha animação.

 Não que eu estivesse surpreso, visto que nos Estados Unidos, eu era convocado todo ano, mas ao saber que havia sido selecionado entre os melhores da cidade junto de meus amigos, fui contagiado de imediato pela sua alegria espontânea de sempre.

 — E-Eu não to acreditando ainda... — Ele se jogou em minha cama e suspirou, emocionado — Eu sabia que você seria convocado... Aliás... Todos sabiam! Mas... Eu e o Wonwoo?! Caramba, cara! Isso é surreal!
Sentei-me ao seu lado e sorri alegremente, me sentindo renovado só por estar em sua companhia.

 — Fico feliz por vocês! Parabéns, Seok... Você jogou muito no primeiro turno! Mereceu!

 — Ah... Eu fico honrado de escutar isso de alguém que admiro tanto... Se hoje nosso time é o que é, devemos a você! Nosso levantador imbatível!

 — Que nada... Não é pra tanto... — Ri sem graça, desviando o olhar — Mas e então... Como funciona a Seleção por aqui?

 — Bom, pelo o que eu li no site da federação, treinaremos apenas duas semanas juntos e em seguida, viajaremos pra uma cidade vizinha, onde acontecerá o Campeonato Nacional.

 — Espera... Vamos treinar só por duas semana com pessoas de outros times?! Isso é muito pouco! Precisamos de tempo pra nos adaptar...

 Seokmin se ergueu lentamente, acomodando-se ao meu lado.

 — Era sobre isso que eu queria conversar com você.

 O encarei confuso vendo seu semblante sorridente se esvair aos poucos do rosto.

 — Como você sabe, atletas de todos os times de Seul foram convocados pra Seleção... Aliás, quase todos.

 — Prossiga... — Cruzei os braços, apreensivo.

 — Três jogadores do Goyang: Nós. Três jogadores do Nalgae, quatro jogadores do Jayeon e... Dois jogadores do Seungri.

 Estremeci no mesmo instante em que escutara a última palavra dita por ele, e balancei a cabeça negativamente, torcendo pra que os nomes que surgiram em minha mente não fossem ditos.

 — Não me diga que...

 — Seungcheol e Soonyoung jogarão com a gente na Seleção.

   

| Continua |
 


Notas Finais


juro q n vou demorar p postar o próximo cap 🥺🥺🥺🥺 tem alguém ainda acompanhando a fic por aí? 🥺🥺🥺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...