História Favorite Color - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Saga
Visualizações 5
Palavras 667
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Como aconteceu?


"Tem como atender minha ligações e responder???!!!"

Era a quarta mensagem que Anne me enviava e a última que decidi ler

Tudo parecia muito estranho, eu estava estranha e por mais que meu amor pela Anne seja único... Não conseguia ficar perto dela e eu não faço a mínima ideia do porque

Sua presença me fazia querer mata-la, e seu toque frio que eu nunca liguei me dava repulsa. Não dava para entender o que estava de errado comigo mas espero que seja algo passageiro

-Filha? Chegamos-A voz da minha mãe me fez correr para a escada

Eles tinham avisado que estavam chegando e isso me fez ficar a tarde todas esperando esse momento

-Mãe-disse vendo a mesma abrir um sorriso assim que me viu-Que saudade

-Seu pai também existe-Corri ao seu encontro dando um forte abraço no mesmo-Parece que você cresceu filha-Suas brincadeiras não paravam

-Que engraçado, como foi a viagem?-perguntei ajudando a subir com as malas

-Tudo deu certo querida, podemos conversar depois? Seus pais precisam de um sono-Só concordei com a cabeça e fui para a sala

Era sempre assim, não sei porque tinha esperanças de mudar, tenho certeza que eles já tem viagens marcadas

Ouvi meu celular tocando e fui até o mesmo com raiva

-Já disse que não quero falar com você-Falei quase jogando o celular longe

-É assim que você atende o seu namorado?

-Josh?-Perguntei olhando a tela para ter certeza se era ele

-Acho que precisamos conversar, sei que sai brigados mas não quero que ficamos assim-Sua voz estava baixa e triste

-Quando você volta?

-Semana que vem. Olha, desculpa tá? Eu não queria ter feito aquela cena patética na frente de todo mundo e mesmo eu estando errado... Não tive coragem de atender suas ligações

-Já tinha te desculpado, não tem problema ok? Você ligou

-Sim, semana que vem eu te recompenso por isso-Sua voz estava cheia de malícia

-Nada disso querido, você não está merecendo e espero que você aproveite suas férias e pense muito em mim...

-Eu já penso muito em você

-Nua!

Desliguei o celular rindo do que eu tinha acabado de falar, estava parecendo a Anne

Subi para pegar meu casaco e fui da umas voltas na praça, não queria ficar em casa e meus pais não iram acorda tão cedo

-Oi gracinha-Olhei para o lado vendo o amigo da Anne-Tem uma loira tentando falar com você que nem doida

-Não sou gracinha e da Anne cuido eu-Falei passando pelo mesmo

-Nuss, ela fala tanto de você, em como é adorável, fofa, meiga...Não parece nada disso-Sua voz estava carregada de sarcasmos

-Só sou assim com quem merece-O olhei para ver se ele entendia que não estava afim de papo

-Você é engraçada, os humanos na verdade são engraçados-Não entendi o que ele quis dizer mas não quis dar assunto e nem entender-Para que tanta pressa? Você deveria me agradecer por salvar sua vida humana

-Salvar minha vida? Qual o seu problema garoto?-Tinha que pensar no que fazer, ficar em uma rua deserta com um maluco não era o que eu queria

-Sua amiga não é tão sincera com você sabe, sobre o acidente, sobre o estilo de vida dela, sobre seus sentimentos em relação a você-A cada palavra sua ele chegava mais perto-Amigas? Deveria conhecer melhor suas amizades pobre Melissa

-Não sei do que você está falando mas vai embora por favor

-Ela sabe ser educada gente, sempre é você. Toda hora é de você que ela está falando, sabe, eu estou lá e não sou um humano idiota

-Deixe ela em paz agora- A voz que eu tanto eu conhecia me chamou atenção e eu não podia acreditar em quem estava na minha frente

-Olha só isso, família de caçadores, Anne não sabe onde se meteu-Ele me puxou para perto e colou sua mão no meu pescoço-Se me matar ela morre junto gracinha

Minha mãe tinha uma arma apontada para nós e em seus olhos podia ver a sede de sangue, quem é a minha família?

Ela atirou para cima chamando a nossa atenção e correu na minha direção, a única coisa que senti foi meu corpo sendo lançado para longe



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...