História Fear - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Dean Winchester, Personagens Originais, Sam Winchester
Tags Dean, Medo, Sam, Supernatural
Visualizações 13
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olááááá todo mundo! Voltei com mais um capítulo de Fear! Espero muito que vocês gosteeeeemmm!

Capítulo 3 - Some tears and crazy people


Fanfic / Fanfiction Fear - Capítulo 3 - Some tears and crazy people

Os Winchester entraram no Impala 67. Sam, que estava com o celular rastreando o de Nicole, falava o caminho para Dean. O loiro corria feito louco.

POV Dean

Eu estava com medo, muito medo, mas segui, por ela.

"A esquerda" Sammy disse.

Eu entrei a esquerda, e um pouco depois, sinto uma sensação estranha. Um tipo de raiva, não sei. Eu estava com raiva de Sam. A sensação passou, e eu 9continuei dirigindo.

"Dean. É aqui." Meu irmão falou, apontando para um grande casarão.

É hora de salvar minha namorada.

POV Nicole

Acordei com uma dor na cabeça, aquele viado do caralho havia me batido do lado esquerdo da cabeça. Abri meus olhos, e vi que estava em uma cela.

"Mas que porra?" Falei.

Levantei do chão, e fui até as barrad de ferro, que barravam a saída/entrada. Tentei chutá-las, sem muito sucesso, apenas dores no pé.

"Merda!" Falei.

"Tome cuidado, você não vai querer quebrar o pé, não é?" Ouvi alguém falando. Essa pessoa se aproximava, e eu já sabia de quem era essa voz.

"Sam?!" Falei, indo até as barras novamente.

"Tão burra." Ele apareceu perto das grades. "Você sabe, não é? Eu controlo esse deus, eu mandei ele te matar. Mas você preferiu o meu colo ao invés do do seu namorado!" Ele riu.

"Sammy?" Falei, sentindo uma lágrima descendo em meu rosto.

"Você sabe que ele não te ama, né? Não de verdade." Eu estava confusa, e ele riu mais ainda da minha cara. "Você é tão idiota! Nós só nos aproximamos de você, porque você é uma bomba ambulante! Eu não queria ter que limpar a sua bagunça depois." Eu já estava chorando descontroladamente.

"Sam? Por que?" Falei.

"Você pode até esconder esse seu poder, mas você é perigosa para o mundo, Nicole." Disse, ignorando minha pergunta. "Você é uma aberração!" Gritou ele.

Sam riu mais, e simplesmente saiu andando. O que havia acontecido com ele? O que estava acontecendo com o meu melhor amigo??

Pouco tempo depois, vejo Dean aparecer nas barras.

"Dean? Dean!" Falo, indo para perto dele. "Dean, o que houve com Sam? Ele me machucou tanto!" Falei, chorando.

"Ele estava sendo verdadeiro, querida! Tudo o que meu irmão disse, é verdade. Linda, você realmente acha que alguém como eu, iria namorar alguém como você? Ha, por favor. Você é tão estúpida, sempre pisando na bola, você matou tantos! Por que não morre? Seria melhor para todos!" Isso me machucou tanto! Eu desabei a chorar.

De repente, uma mulher surgida do além brotou, e começou a se pegar com Dean. Eu já estava quebrada, meu coração partido. Foi aí que lembrei. Tive uma luz, em meio a toda aquela escuridão.

A desgraça que estava fazendo isso era um deus, o deus do medo. Tudo aquilo estava na minha mente, o desgraçado mexeu comigo.

Eu fechei os olhos e comecei a dizer:

"Nada disso é real, nada disso é real..." repeti mais 3 vezes, e abri os olhos. Ninguém. Estava vazio.

Suspirei aliviada, depois, apoiei meus cotovelos em meus joelhos e chorei mais. Aquilo era de matar.

POV Sam

Dean estava estranho desde que chegamos aqui, tipo, muito estranho. Ele entrou primeiro, e eu fui atrás.

"Nicole?" Perguntei, em um tom não tão alto. "Está aí?"

Quando falei isso, escutei um barulho. Empunhei minha arma e fui ver o que era. Tomei um susto quando vi Dean saindo da sala em que ouvi o barulho.

"Você me assustou." Falei, dando uma risada fraca. Dean não riu, o que eu achei estranho. Ele sempre ria, por mais besta que fossem as coisas. Ao invés disso, veio para cima de mim.

"Cara! O que foi?" Perguntei, confuso.

"Não finja que se importa com ela, Samuel! Você está sempre tentando tirá-la de mim, mas nunca a amou do jeito que eu a amo!" Dean explodiu.

"O que? Dean! Eu não gosto de Nicole! Não desse jeito!" Falei, tentando acalmar os nervos.

"Você não me engana, sei que quer pegá-la, por isso veio salvá-la! Mas hoje não, irmão!" Dean exclamou, me dando um soco. Eu apaguei logo em seguida.

POV Nicole

Ouvi barulho de briga, fiquei curiosa. Realmente estava acontecendo? O que quer que fosse, eu queria descobrir.

Olhei para aquelas barras e falei:

"Caralho. Como que eu vou sair dessa porra?!" Gritei. Parei para refletir um pouco.

 O Sam, que não era o Sam, estava certo. Eu era um perigo para todos, por isso nunca mais usei meus poderes. Mas, meus meninos precisavam de mim, eu teria que usá-los. 

Me concentrei. Toda a raiva que eu estava sentindo do deus fdp, tudo, eu concentrei em meu poder. Apontei as mãos para as barras de ferro, e na hora um clarão iluminou aquele porão escuro, e aquele portão estava do outro lado da parede. Admito, eu sou poderosa. 

"Deus burro, onde já se viu? Cela que não é aprova de feitiços? Eu hein." Falei, subindo a escada. 

Eu estava sem armas, então teria que usar meus poderes, o que me deixou um tanto animada, mas com receio também. 

Cheguei em uma sala, e vi Sam caído no chão, inconsistente e com o nariz sangrando. Me adiantei e coloquei minha mão em seu braço. Sam era real, e eu dei um sorriso de canto.

"Hey! Sam! Acorda! O que houve?" Tentei acordá-lo por um certo tempo. Ele abriu os olhos, mas antes que eu pudesse dizer 'oi', ele gritou: 

"Atrás de você!" Antes de eu me virar, Dean colocou a adaga em meu pescoço, e falou perto de meu ouvido: 

"Eu sei o que você e Sam estão fazendo. Você não tem sido uma boa namorada, não? Sem problemas, matarei você e ele, e aí poderam ficar juntos." Ele disse. Em um momento, consegui ficar de frente para Dean, peguei a adaga, e o fiz colocar as mãos em meus ombros. 

"Dean, amor, nada disso está realmente acontecendo! Baby, olhe nos meus olhos!" Falei, Dean olhou. "Ok, agora se acalme, issoo, muito bem. Agora, feche os olhos e repita comigo: 

Nada disso é real" 

"Nada disso é real" Dean respondeu. Falei com ele mais 4 vezes. Dean havia voltado ao normal. Eu o beijei, e ele me abraçou, demorei em seus braços. Depois, abracei Sam, também. 

"Que lindo! O trio parada dura juntos novamente!" Falou, a voz de um homem. "Estou louco para matá-los!"


Notas Finais


Xesuis, morri de leves aqui :')
Meu povo, amanhã sai conclusão da história! Último cap :')

Quem quer ver o viado do Phobos morto?
Um beijo da loka e...
FUI!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...