História Fear Of Loving - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Pain, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasuke, Yaoi
Visualizações 27
Palavras 2.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Incompatíveis


 O celular tocando no meio da noite era uma coisa que Sasuke preferia passar a noite sem ter, mas parecia que era um desejo só dele, já que quem estava ligando não parecia se importar, ele tinha ignorado a chamada três vezes porem não parava de tocar e sabendo que era ele sabia que não pararia de chamar tão cedo.

- Sakura.

- Bom dia pra você também amorzinho – falou a rosada sorrindo cheia de sarcasmo.

- Sakura por que você não deixou para ligar mais tarde? - Sasuke olhou para o relógio – não acredito! é três horas e vinte minutos da madrugada, você não podia esperar até de manhã?

- Podia mas não quis- disse com a voz cheia de raiva – por que você não me ligou ainda? Ou você não se preocupa com sua mulher? – Sakura gritou.

- Sakura eu tentei te ligar mais cedo, você não atendeu – disse o moreno com um suspiro cansado.

- Ligou apenas uma vez, muita preocupação da sua parte.

- sim Sakura, eu queria saber se já tinha chegado e se estava bem, como você não atendeu achei que poderia estar ocupada e resolvi esperar até que você pudesse falar.

- pois agora eu posso, por que você está reclamando?

- O que você quer? Tenho certeza que você não está querendo conversar.

- pois eu quero sim! Você viu o Naruto hoje?

- Sim, fui na casa dele.

- já transaram? Como foi? Você gostou?

- não, e eu não vou gostar, eu sou hétero.

- tanto faz, o que você foi fazer lá?

Sasuke não estava gostando nada deste interrogatório, odiava ter que tomar cuidado com cada coisa que falava para não gerar um ataque de raiva na Haruno tirando o fato que ela estava muito calma, normalmente esse era um mal presságio para uma briga.

- fui levar o contrato do pagamento.

- Então agora você vai realizar o seu grande sonho de ser pai em? Espero que você esteja feliz, já que arrumei alguém para substituir a esposa infértil que você tem.

- Sakura, quantas vezes vou ter que dizer e repetir: eu não me importo com isso, eu nunca te cobrei um filho.

- Ah Sasuke você pode mentir para que você quiser, menos para mim, eu vi você com seu sobrinho, eu sei que você queria ter seu próprio filho e eu não posso te dar isso.

- mas tem outras formas, como a que estamos tentando agora, e crianças em orfanatos prontos para receber uma nova família! – Sasuke não aguentava mais falar deste assunto sempre era o mesmo roteiro.

- Mas não seria o mesmo, tenho certeza que você me trocaria por outra pessoa que pudesse te dar um filho com o precioso sangue Uchiha.

- Sakura eu realmente não entendo de onde você tira estas ideias, eu não sou esse tipo de pessoa, eu sou reservado, quieto no meu canto, você sai o tempo todo em viagens como essa e eu nunca reclamei, nunca te cobrei sequer uma explicação.

- exatamente, você nunca me cobrou, como acha que eu me sinto!?

- você quer que eu sinta ciúmes de você?

- Não seu idiota- Sakura grita e Sasuke tira o telefone do ouvido de tão alterada que a voz dela nesta altura já estava- eu não sei, eu quero que você sinta alguma coisa em relação a mim.

- Sakura eu gosto de você!

-  Claro que gosta Sasuke - diz com a voz normal outra vez-  Todo mundo gosta de mim, só que você não gosta de mim como mulher, tem cinco meses que nós não vamos para cama e você não sente a menor falta, você é indiferente a mim.

   Sasuke sabia que era verdade, por isso ficou em silencio enquanto a voz de Sakura ei ficando distante e ele focava nos seus pensamentos.

   Sasuke nunca sentiu vontade de ir todo dia para a cama com alguém, sempre foi muito controlado, nem na adolescência não teve problema como os garotos da sua . Sempre teve várias mulheres querendo sair com ele, porem ele nunca se interessava.

  Quando conheceu Sakura, foi diferente, ela era uma pessoa muito bonita e sedutora, e diferente das outras ele a desejava, logo ele decidiu que era uma pessoa que poderia passar o resto de sua vida; o único problema é que quando mais o tempo passava mais o desejo sumia e mais distante um do outro eles ficavam; depois de dois anos de namoro quando finalmente foram morar junto foi que notaram a grande barreira que havia entre eles, antes de mudar para mesma casa, passar um mês sem fazer sexo era natural, os dois estava longe, trabalhava o dia inteiro e então só acontecia quando estava perto um do outro, mas quando começaram a dormi na mesma cama Sasuke notou que não tinha nenhum interesse em ter sexo com Sakura, e por isso evitava sempre que podia, com o passar dos mês, as pausas já não era tão pequenas mais.

  Tinha dois ano que eles estava casados, ele percebeu que esse casamento já não estava fazendo bem para nenhum dos dois, por isso tinha feito planos para pedir o divórcio para Sakura, porem ao chegar em casa encontrou a rosada chorando em cima da cama, quando ela se acalmou para contar o que houve Sasuke ficou surpreso ao descobrir que a esposa tinha um problema no útero que impedia de gerar uma criança, então resolveu deixar o pedido de divórcio para depois.

   O pedido foi adiado outra vez quando o ela foi até seu escritório dizendo ter uma ideia muito boa, ia pedir seu amigo para lhe gerar o seu filho, no começo ele foi contra, porem quando a rosada começou a chorar dizendo que ele não respeitava a sua dor, ele deixou para lá. Sempre quis ter um filho então não seria sacrifício nenhum tentar.

- Sasuke! Sasuke, você está me ouvindo? – o moreno se assuntou com a voz da mulher, estava tão perdido em pensamentos que esqueceu que estava no telefone com ela.

- O que você disse?

- você está vendo? Você não me escuta. Estou te aconselhando a apresa o passo, senão eu vou ser obrigada a contar ao Naruto que você é frigido e ele que vai ter que tomar a iniciativa.

  Sasuke sabia que Sakura não hesitaria em cumprir a ameaça, e talvez ele fosse um pouco orgulhoso demais para permitir que Naruto soubesse sobre o seu pequeno problema.

- Por favor, não se preocupe com isso, eu vou fazer assim que ele assinar o contrato.

- bom, ver se aprende alguma coisa.

    O telefone foi desligado antes que pudesse responder, quando viu o tempo que tinha passado no celular bufou era muita cara de pau dela ligar para ele no meio da noite, resolveu dormir outra vez afinal ainda estava escuro.

   Talvez enquanto ele estava deitado tenha pensado apena um pouco no seu encontro com o loiro, mas é só talvez.

(...)

   Naquela manhã ao chegar no escritório Sasuke se dirigiu para a sala do seu irmão, precisava desabafa com alguém e Itachi sempre era a melhor opção.

   Itachi era cinco anos mais velho que Sasuke e sempre foi muito protetor com o mesmo, desde de criança ele insistia que ele era o responsável pelo irmão. Independentemente do que Sasuke ou os outros tinha a dizer sobre o assunto. Com o tempo Sasuke se acostumou, era bom saber que alguém sempre estaria ali por ele, mesmo que ele não fosse admitir isso em voz alta.

  O escritório de Itachi era decorado como o seu, mas se reparasse bem, poderia ver pequenos toques pessoais do mesmo no local, como uma fotografia de Itachi e Deidara quando se conheceram sobre a mesa, nas paredes fotografias de Deidara com Ichiro em todo canto. Sasuke amava a família do seu irmão mas não podia negar que as vezes sentia ciúmes e ficava triste por não ter conseguido formar a sua com Sakura.

- Bom dia Itachi!

- Bom dia Sasuke! – disse Itachi com um grande sorriso - Vem aqui, deixa eu te mostrar o vídeo do Ichiro falando papai!

  Sasuke foi para perto do irmão para ver o vídeo, pode ver o sorriso orgulhoso do seu irmão e se sentiu feliz, se tivesse sorte em breve teria o seu próprio pequeno.

- Ele simplesmente virou para mim quando eu cheguei ontem de viajem e começou a me chamar de papai, foi tão lindo!

- estou feliz por você irmão! Ele está cada dia mais esperto.

- sim, e sente falta do tio.

- eu sei, também sinto muita saudade dele. Falando em criança eu tenho algo sobre isso para te contar.

- O que? Não me diga que a Sakura está gravida!

- Não, a Sakura descobriu que não pode ter filhos e decidiu chamar um amigo para ser nossa barriga de aluguel. – desabafou tudo de uma vez.

- um amigo? Homem?

- sim Itachi, um homem, ele é um compatível assim como o Deidara, é só isso que você ouviu?

- sinto muito pela Sakura, mas você não gosta de homem, e um compatível não engravida através de inseminação.

- eu já sei isso Itachi, mas eu quero tentar... sei lá, eu fecho os olhos e penso na Sakura.

-primeiro: você não tem tesão pela Sakura. Segundo: você nunca vai confundir um corpo feminino com um masculino e terceiro: você não tem muita disposição para fazer sexo.

- Eu sei - disse um pouco rude, podia ser seu irmão mas não gostava de falar desse assunto com ninguém - pensei de tomar um estimulante.

- E você vai tomar um toda vez que forem tentar? Você vai ter um ataque cardíaco. É muito mais difícil um compatível engravidar vocês vão ter que transar várias vezes, eu o Deidara gastamos meses transando várias vezes por dia. Foi uma loucura. - falou sorriso safado.

- Não sei a graça disso, sexo não é isso tudo que vocês dizem por ai. – Sasuke nunca entendeu a obsessão de sexo que as pessoas tinha, sexo era apenas uma forma de liberar tensões do corpo na maioria das vezes ineficaz até mesmo para isso.

- Ah irmãozinho! Quando você achar a pessoa certa você vai entender. - Sasuke resolveu deixar para lá, não ia ficar discutindo aquele assunto outra vez, estava cansado daquela conversa.

Vendo que Sasuke ficou calado Itachi voltou a falar:

- Então você conhece o cara, ou é mais um daqueles amigos estranho da Sakura?

- Não conheço ele não, ontem foi a segunda vez que vi ele. Porém por incrível que pareça ele não parece com os amigos loucos da Sakura, ele parece uma pessoa uma pessoa normal, empresário, tem um bom apartamento, cozinha bem...

- Uau, nunca vi você descrever alguém com tantas palavras.

- Sei lá, ele tem muito presença, ele conversa alto e gesticulando e sorrir muito,  não tem com não reparar.

- Você parece gostar dele.

Sasuke deu de ombro, não tinha uma opinião formada ainda.

- ele tem alguma rede social? Quero vê-lo.

- não sei, mas eu tenho uma foto – disse Sasuke tirando o celular e entregando para Itachi

- Nossa ele é quente! Se eu já não tivesse meu loiro favorito eu ia adorar fazer um bebê nele – falou rindo da cara emburrada do seu irmão – e ele fez você tirar uma foto, esse cara parece ser incrível!

- Eu só fiquei achando ruim dizer a ele que não gosto de tirar foto, ele tinha cozinhado e estava animado.

- Sasuke, você nunca achou ruim mandar as pessoas se foderem quando tentava fazer você fazer algo que não queria.

  Sasuke sabia que era verdade por isso não falou mais nada. Depois disso ficaram um tempo conversando. Quando saiu da sala de Itachi, Sasuke se sentiu melhor, seu irmão sempre o ajudava quando precisava conversar, ele era a única pessoa com quem ele conseguia falar sobre seus problemas, ele nunca poderia agradecer o suficiente seu por irmão por isso.

Quando sentou na sua mesa para começar mais um projeto, deu um pequeno sorriso, se tudo desse certo logo ele teria um pequenino em seus braços.

 


Notas Finais


Olá românticos!
Esta é a primeira fanfic que eu estou escrevendo, me falem o que vocês estão achando.
bjinhos da Rana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...