História Fears - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa, Stranger Things
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Edward "Eddie" Kaspbrak, Georgie Denbrough, Henry Bowers, Michael "Mike" Hanlon, Pennywise - o Palhaço Dançarino ("A Coisa"), Personagens Originais, Richard "Richie" Tozier, Stanley "Stan" Uris, William "Bill" Denbrough
Visualizações 18
Palavras 1.550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Chapter four


🎈Capítulo 4🎈

Já era noite em Derry e enquanto alguns moradores da cidade dormiam outros perambulavam pela casa sem sono com era o caso de Morgan. Sem seu pai por perto devido a uma viagem de última hora por culpa do trabalho e seu irmão em qualquer lugar da cidade, a garota estava literalmente sozinha, ainda sim gostava quando isso acontecia era melhor do ouvir as brigas contantes que seu pai e seu irmão tinha, a imaturidade de Jake era o principal motivo das discussões.

Morgan caminhou calmante até a cozinha, lá ela preparou um sanduíche. Sem sono e com fome, já havia virado rotina e durante aquele horário da madrugada ela tinha que preparar alguma coisa para comer ou passaria a noite acordada em vão. Assim que terminou seu sanduíche, esperou alguns minutos na sala onde achou que olhar qualquer programa que passasse naquele horário na televisão fosse ajudá-la a ter sono mais rápido. Infelizmente Isso não aconteceu. A ruiva subiu de volta para seu quarto, arrastando seus pés no assoalho completamente sem vontade de andar os poucos metros do corredor até seu quarto.

Quando chegou ao cômodo onde deveria estar dormindo, Morgan encontrou sua janela aberta até a metade mas aquilo não lhe assustou principalmente quando viu o garoto entrar por ali.

-Sério? Isso é o que você acha que é Romeu e Julieta?- Morgan cruzou seus braços encarando seu amigo com uma sobrancelha erguida

- Eu nem sei quem eles são, Morgan - Richie falou fechando a janela atrás de si

A garota não pode deixar de rir, mas parou logo em seguida quando percebeu qual seria o motivo que o levou até sua casa naquele horário. Nem precisava perguntar, era comum que isso acontecesse.

-Quer dormir aqui? - Perguntou vendo o seu rosto se iluminar

-Seu pai? - Richie pergunto de volta. Provavelmente se o pai de Morgan o visse o expulsaria a tiros

-Viajando.

-Seu irmão?

-Acho que está com alguma vadia na rua - Morgan deu de ombros ao responder

-Então você está sozinha? - Richie a encarou com um sorriso malicioso

-Vai dormir no chão, Richard - A ruiva apontou para o tapete ao lado da cama em que o garoto já estava deitado

O mesmo riu mas aceitou sem protestar. Aliás ele nunca protestou por algo que ela havia dito, Morgan era como se fosse a parte séria dele. Suas piadas e comentários as vezes inoportunos eram sempre segurados por um olhar que a garota desse a ele. Mesmo que as vezes comentasse algo sugestivo a ela que fizesse os outros pensar coisas impróprias, os dois sempre souberam o que queriam. Uma amizade que não se abalou mesmo com rumores espalhados, tanto um quanto o outro já haviam percebido que entre eles haveria algo mais. Eram crianças mas não era bobos a ponto de não notarem algo tão evidente.

Morgan ajudou Richie a arrumar uma cama improvisada no chão com cobertores e travesseiros que pegou no quarto de seus pais.

- Posso perguntar uma coisa? - A garota encarou o moreno com uma expressão engraçada após a pergunta dele

- Você nunca questionou antes de fazer alguma pergunta - Morgan riu suavemente -Faça a pergunta, Richie

-O que aconteceu com a sua mãe? - Tozier indagou calmante

A pergunta pegou Morgan de surpresa. Já havia feito três anos da morte de sua mãe e em nenhum momento Morgan se achou preparada em falar sobre isso com seus melhores amigos. Richie sabia disso, aliás todos sabiam e nenhum deles fez a pergunta que Morgan se recusava a responder até segundos atrás.

-Eles estavam brigando - Morgan começou, se referindo aos seus pais - Jake estava comigo no quarto e nós ouvimos o barulho do carro, achamos que era nosso pai que estava indo embora mas então ele apareceu no quarto - Pausou para dar um suspiro com a lembrança do dia- Ele nos disse que ela havia ido embora por que estava ficando louca

Richie escutava tudo sentado em frente a garota na cama. Era o momento exato para que ele não fizesse nenhuma piada.

- Jake começou a gritar com ele, jogando todo a culpa em cima do nosso pai - Morgan continuou - Eu corri para fora, a mãe do Bill estava olhando tudo o que acontecia mas eu não fui em direção a ela como eu sempre fazia quando meus pais brigavam. Ao invés disso, eu sentei na entrada de casa e esperei minha mãe chegar - A ruiva sorriu amarelo lembrando da cena - Do meu lado tinha um balão vermelho, eu achei que fosse minha mãe. Mas não era.

Os dois permaneceram em silêncio após Morgan terminar de falar. A garota sentiu uma mão segurar a sua direita e ao olhar pra cima ela viu que Richie estava sem seus óculos.

-Gostei - Disse apontando para o rosto do moreno

-Sabia que não iria resistir - Brincou, seu sorriso aumentou quando ouviu a gargalhada de sua amiga

-Beep Beep Richie- Morgan repreendeu sem deixar seu sorriso desvencilhar

Richie deu um rápido beijo no rosto da amiga antes de se jogar na cama improvisada no chão. Morgan sorriu e se aconchegou em sua cama, fechando seus olhos ela deixou que o sono que parecia ter sumido tomasse conta dela.

Estava perto de amanhecer quando Morgan começou a sentir leves empurradas em seu ombro, de início ela apenas resmungou e se virou para o lado oposto se concentrando em seu sono novamente. Mas os empurrões continuaram.

-Richie, pare - Resmungou ainda de olhos fechados

Acreditava que era o garoto que havia acordado e quis irrita-la. Mas chegou um ponto em que a garota começava a se irritar, sentou em sua cama com seus cobertores no chão ao olhar para o lado viu que o garoto continuava deitado imóvel, uma baba seca ao redor de sua boca.

- Morgan? - A moça virou sua cabeça em direção a porta de onde provavelmente a voz vinha

A suavidade no tom da voz era conhecida pela mais nova, mas fazia anos que não a ouvia. Seu nome voltou a repetir pela voz suave o que a fez sair da cama e do quarto e caminhar pelo corredor, abriu a porta do quarto de Jake e notou que não havia ninguém ali. Quando voz persistiu em chama-la, Morgan percebeu que vinha do quarto de seus pais e na frente da porta havia um balão vermelho que logo estourou, o barulho assustou a garota.

Morgan caminhou lentamente até a porta e a voz continuava a chama-la. Colocando a mão na maçaneta, Morgan abriu de vagar a porta e a escuridão do quarto foi uma surpresa pra ela. Após andar mais alguns passos ela sentiu que seu pé encostou em alguma coisa, em uma fração de segundos a luz do cômodo se acendeu e Morgan pode finalmente ver no que seu pé estava encostando, era um corpo.

Com um grito alto e estridente, Morgan tentou dar alguns passos para trás mas acabou esbarrando em sua mãe que estava pendurada com uma corda ao redor de seu pescoço. Mesmo assustada com tudo o que estava vendo, Morgan ainda teve coragem de olhar ao redor a procura da porta ela viu então um objeto conhecido no chão, um óculos minuto semelhante ao que Richie usava. Naquele quarto estavam os corpos de Richie, Bill, Eddie, Stanley, Bev e Ben, a cena que a garota via era assustadora. Seus amigos mortos diante dela com aranhas que saiam de seus ouvidos e narizes.

A garota gritou cada vez mais alto enquanto tentava sair daquele cômodo, batia freneticamente nas paredes em busca de chamar atenção. Ela queria sair dali o mais rápido possível, sua única opção naquele momento era se abaixar em um canto e chorar tanto que os soluços eram altos. Logo, ela viu uma sombra se aproximando e ao olhar notou que os corpos já não estavam mais ali e o cômodo parecia limpo. No meio do quarto estava o balão vermelho, a única coisa ali além de Morgan. Ao estender sua mão para pega-lo o mesmo estourou, revelando Jake. Seu irmão estava completamente deformando, como se seu corpo estivesse em decomposição, já não era mais o jovem de pele bonita que sempre fora.

- Você quer brincar, Morgan? - Ele dizia enquanto se aproximava da garota que a medida que seu irmão chegava perto, ela se afastava - Tem um lugar onde todos podem brincar, onde iremos flutuar!

A imagem de Jake se contorceu aos poucos se transformava em uma figura de palhaço. A criatura parecia rir do quão assustada Morgan parecia.

- Richie! - Mayfield correu em direção a porta, batendo na mesma com força ao mesmo tempo que gritava por seu amigo - RICHIE! SOCORRO!

   Ela se encontrava agora ajoelhada no chão com soluços incansáveis. Ao lado dela estava Richie que tentava de alguma forma consola-la, a ruiva segurava com força a camisa havaiana que Tozier usava. Richie nunca a tinha visto dessa forma, quando acordou com seus gritos soube que o pesadelo que ela estava tendo poderia estar o pior. Morgan não falava apenas segurava com força o amigo que suspirava a todo momento que ela estava bem e segura, o que Morgan parecia não ouvir já que ela sussurra de volta sobre a coisa que ela via.


Notas Finais


Espero que gostem a até o próximo ❣🎈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...