História Feedback - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Tags Jaemin, Nct Dream, Renjun, Renjun!centric, Renmin
Visualizações 45
Palavras 1.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi !
Eu sei que não deveria atrasar TANTO se estava postando de 3 em 3 dias, mas eu tenho motivos
Comecei a trabalhar e a fazer curso, então sobra 0 tempos de escrever e postar capítulos, então peço desculpas pelo atraso e, infelizmente, terei que atualizar uma vez na semana e tentar terminar a história nos fds >:
Desculpem mesmo!!!! Mas aqui está o capítulo, espero que gostem <3

Capítulo 6 - Amigo ou cupido?


Queria mentir e dizer que sim, conseguiu dormir tranquilamente e de consciência limpa após ir para casa.

Mas aquilo era uma grande mentira.

O chinês não conseguiu parar de pensar no acontecido na churrascaria. A cena de Jaemin totalmente bêbado falando que queria o ajudar e que gostava de si não saia de sua cabeça.

O que diabos ele queria dizer com aquilo? Que estava chateado por que foi grosso e não aceita sua ajuda? Ou que ele quer lhe ajudar porque gostou muito dele? Mas por que caralhos Jaemin gostou de si? Fizera um total de zero coisas para isso acontecer.

Quando levantou pela manhã, tinha uma dor de cabeça daquelas por ter dormido mal. E para piorar, tinha prometido a Donghyuck que iriam ir ao shopping comer e depois iriam ao cinema.

Belo dia para morrer.

Depois de tomar café da manhã, tomar um bom e longo banho quente, estava se sentindo um pouco melhor. Apesar das olheiras profundas pela péssima noite de sono.

Como era final de semana, poderia usar algo mais casual, por isso escolheu um jeans mais colado, uma blusa simples e um grande moletom. Havia amanhecido chovendo.

Não demorou muito para que Donghyuck estivesse em sua casa e assim puderam sair para irem ao shopping.

Foram de uber, então não demoraram a chegar. Logo estavam engatados numa conversa aleatória sobre alienígenas e vida em outros planetas, teorizando enquanto davam uma volta até começarem a decidirem o que iriam comer. Renjun queria KFC e Donghyuck, Burguer King. Então tiraram ímpar ou par e o coreano ganhou, comemorando com sua dancinha da vitória.

E lá estavam os dois sentados no BK com seus lanches, até que o Lee se lembrou sobre a confraternização de ontem, resolvendo entrar no assunto.

 

- E como foi lá ontem? Estranhei não me mandar mensagem assim que chegou. – comentou, dando outra grande mordida em seu lanche.

 

Renjun paralisou no mesmo momento, coisa que não passou despercebida pelo maior, que conhecia o amigo muito bem. Disfarçando seu nervosismo palpável, o garoto tomou um longe gole de sua Coca, só então respondendo.

 

- Foi normal. Alguns superiores foram conosco, aí todos conversaram, comemos e eles foram embora. – disse da forma mais simples, tentando não aprofundar o assunto.

 

- E só? Não parece muito divertido... – tentou arrancar mais informações, dessa vez encarando o menor. – E depois que eles foram embora? Vocês também foram?

 

- Não, os meninos foram beber soju, mas ‘cê sabe que eu não bebo porque sabe que não sei beber bem. – explicou, dando outra mordida em seu lanche, mastigando com calma. – Eles ficaram muito loucos e eu lindo e pleno observando. – disse ainda de boca cheia, lembrando-se das piadas sujas e de todos palavrões em inglês de Mark.

 

O Lee riu fraco, imaginando como foi. As festas de sua faculdade também eram cheias de jovens enchendo a cara e ele ficava sempre vendo tudo, no seu canto com seu refrigerante. Por isso indo a apenas duas festas já tinha visto cada absurdo que era melhor nem serem ditos em voz alta.

 

- E o cara lá? Qual o nome dele mesmo? – jogou a isca, sabendo que o Huang ainda estava escondendo algo de si.

 

Não era normal Renjun ir a algum lugar e não lhe contar as coisas assim que chegou. Ainda mais pela cara de derrota do amigo, que estava com olheiras enormes, provavelmente algo aconteceu e atrapalhou seu sono ou ele chegou tão tarde que dormiu pouco. Mas sendo um ou outro, algo tinha rolado e ele iria descobrir.

 

- Jaemin... – murmurou meio sem ânimo, desviando o olhar ao que o coreano tocou no assunto.

 

Bingo.

 

- Ele também estava bêbado? – questionou, tentando não rir por ter pegado o amigo no pulo.

 

- Sim, muito. Minha roupa ficou cheirando a beb–

 

E então calou a boca ao ver que tinha falado demais, arrancando uma risada do maior.

 

- Você ficou com ele? – foi direto ao ponto.

 

Os olhos do chinês se arregalaram, logo negando várias vezes com a cabeça, não sabendo de onde Donghyuck havia tirado tamanho absurdo. Quanto mais desesperado Renjun ficava, mais o mais novo ria, divertindo-se com a cena.

 

- Tá louco?! Claro que não! – negou meio alto, chamando a atenção de algumas pessoas a sua volta, em seguida se envergonhando por ter dito tão alto. – Não, não foi isso que aconteceu.

 

- Então?

 

O menor pensou bem se deveria dizer a verdade ou então inventar alguma desculpa esfarrapada. Mas cedo ou tarde, Donghyuck descobriria a verdade, então não tinha para onde fugir.

 

- Ele tinha bebido muito, então disse coisas sem sentido para mim. Foi só isso. – encurtou a história para ver se o amigo aceitava tal.

 

- O que ele disse?

 

É, não tinha para onde fugir.

 

- Que ele queria me ajudar, mas eu não aceitava. – disse a verdade, vendo o coreano lhe encarar, como se esperasse o resto. – E que eu não gosto dele, mas ele gosta de mim.

 

O Lee voltou a rir, endireitando-se em sua cadeira, assumindo uma pose mais séria em seguida, fingindo ser um psicólogo.

 

- E você disse o quê?

 

- Eu fui embora.

 

- Cara, tu poderia ter feito tantas coisas... – disse, ainda com sua pose séria. – Poderia ter dito que não odeia ele, por exemplo.

 

O Huang suspirou, querendo muito dizer a Donghyuck que sim, odiava Jaemin, mas sabia que isso era mentira, não era bem por ali. O Na o irritava, mas não chegava a odiá-lo, era algo mais... Nem sabia explicar.

Diante do silêncio do menor, o coreano prosseguiu.

 

- ‘Cê tem o grupo da empresa, certo? Tem foto dele? – perguntou por curiosidade.

 

- Para que quer ver foto dele? – arqueou a sobrancelha, não entendendo onde o maior queria chegar.

 

- Ué, para ver se é bonito. Assim, sabe... Por curiosidade. – deu um riso arteiro, dando de ombros enquanto esperava a boa vontade do Huang de mostrar logo. – Anda logo. Ou vai dizer que ele é muito feio? Ou estranho?

 

Por uma fração de segundos, quase deixou escapar um grande não, que, na realidade, Jaemin era bem atraente. Mas pensando direito, nunca falaria isso em voz alta, ainda mais para Donghyuck, que adorava lhe arranjar mil e um pretendentes, que nunca deram certo.

O chinês pegou seu celular, abrindo seu kakaotalk e abriu o grupo do estágio, vendo que estavam mais quietos hoje, provavelmente de ressaca. Procurou o contato de Jaemin, achando-o e clicou para abrir a foto, vendo que era uma foto dele sorrindo. Como sempre sorrindo.

Entregou o aparelho para o maior, que assim que viu a foto e foi vendo as fotos anteriores, voltou a rir, chegando a arregalar os olhos ao ver que pedaço de carne seu amigo estava dispensando tão facilmente.

 

- Ya, Huang Renjun! Você é muito burro! – exasperou, pegando o celular e o virando para o menor, apontando uma foto onde o Na estava mais sério, mas todo arrumado, provavelmente em algum evento. – É dessa delícia que tu anda reclamando? Abre os olhos! Esse aí tu tem é que enfiar a língua na boca dele primeiro e depois pensar no quanto ele te irrita.

 

O chinês se engasgou com sua Coca, sujando a mesa e um pouco de sua roupa, assustando-se com as palavras do amigo. Donghyuck tinha uma boca muito suja às vezes, às vezes tipo quase sempre. Mas nunca se acostumaria com a maneira que ele falava, ainda mais quando se tratava de boys.

 

- Você está louco. Sob efeito de alguma droga, Lee Donghyuck. – argumentou, limpando seu casaco que havia sujado de refrigerante. – Se achou ele tão lindo, beija ele você! – esbravejou, já irritado com o assunto.

 

- Quem me dera. – o coreano sorriu com segundas intenções, ainda passando as fotos de Jaemin no celular.

 

Renjun logo puxou seu celular de volta, tirando-o das mãos do Lee, que estava quase babando nas fotos. Nem queria imaginar que tipo de pensamentos sujos Donghyuck tinha. Ainda mais que tipo de pensamentos ele estava tendo com Jaemin.

Logo o assunto mudou e ambos terminaram de comer. Como a sessão começaria em meia hora, apressaram-se para ir para o cinema comprar os ingressos e alguns doces para comer durante o filme.

Foram rápidos e como era um dos horários mais cedo, não havia muitas pessoas por ali. Então em poucos minutos estavam sentadinhos em suas poltronas, com variados doces em seus colos junto de um copão de Coca-Cola ao lado.

Tudo estava bem, a sala ainda estava iluminada porque quase ninguém havia chegado ainda. Até que Donghyuck avistou alguém. E a sorte de Renjun só podia estar brincando com sua cara.

 

- Ei, aquele não é o tal do Jaemin? – questionou, chamando atenção do chinês, que logo olhou na direção que o maior apontou.

 

Renjun só queria sumir dali ao confirmar que sim.

Jaemin estava ali.


Notas Finais


Até semana que vem ~;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...