1. Spirit Fanfics >
  2. Feel Special - SaiDa >
  3. Chillax

História Feel Special - SaiDa - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Ei! Qualquer erro peço desculpa, eu sempre reviso antes e depois de postar, mas hoje estou com uma enorme dor de cabeça.
Agradeço do fundo do meu coração a quem estiver a ler esta fic e a apoiar, também agradeço críticas construtivas e opiniões. Estou tentando escrever uma história boa para vos entreter e espero estar a conseguir.
É isso, boa leitura <3

Capítulo 12 - Chillax


Fanfic / Fanfiction Feel Special - SaiDa - Capítulo 12 - Chillax

Passaram duas semanas desde que Chaeyoung criou o grupo e durante este tempo as nove garotas conheceram-se melhor, planearam as suas mini férias juntas e hoje irão para Busan.

           

Dahyun’s pov on

Estou tão ansiosa, finalmente os meus exames acabaram e as férias de verão começaram. São 4 da manhã e estou com a minha mala já pronta esperando a Jeongyeon chegar pois ela vai dar boleia a mim, à Momo e à Nayeon até à estação. A Sana levará a Chae, a Mina, a Jihyo e a Tzuyu.

Decidimos ir no trem da KTX porque é uma opção de viagem direta em alta velocidade, não exigindo mudanças de trem. Ele faz um número limitado de paragens programadas ao longo do caminho e é o modo de transporte mais conveniente entre as cidades, conhecido pelo seu tempo de viagem curto e comodidades confortáveis. Comprámos antecipadamente os bilhetes online então só precisamos chegar a tempo do trem que parte às 5:15, vamos apanhar o primeiro do dia para aproveitarmos ao máximo estas férias.

Depois de cerca de 15 minutos esperando, alguém bate à porta e quando a abro encontro um zombie, quer dizer uma Momo cheia de sono e com olheiras enormes.

- Tinha de acontecer um apocalipse logo hoje? Esperei tanto por estas férias…

- Bom dia Dah, fiz direta hoje. Não ria da minha cara, sei que estou péssima.

- Bom dia Momoring! Estava a brincar, porque não ligou? Assim eu tinha descido.

- Vim ajudar com a mala, vamos logo que a Jeong está com medo de perdermos o trem. – a japonesa pega a minha mala que estava na entrada e começa a descer as escadas do prédio. Pego a minha bolsa, tranco a porta do apartamento e rapidamente desço as escadas. 

- Bom dia! – digo animada entrando no banco de trás deixando a porta aberta para Momo entrar assim que guardar a minha mala no porta malas.

- Bom dia, Dahyun. – cumprimenta Jeongyeon que estava ao volante – Dormiu bem? A Momo está acabada e a Nayeon está rabugenta.

- Oi Dah e eu não estou rabugenta. – diz Nayeon se virando para trás.

- Dormi bem, demorei um pouco a pregar olho por conta da minha animação, mas assim que adormeci só acordei com o despertador. – Momo entra no carro fechando a porta e colocando o sinto de segurança, faço o mesmo e envio uma mensagem a Chae dizendo que vamos sair do meu prédio agora.

- Boa, vamos então. – Jeongyeon dá partida, poucos minutos depois Momo adormece no meu ombro e Nayeon contra o vidro do carro então eu e Jeongyeon ficamos em silêncio para não as acordar.

Demoramos meia hora a chegar à estação principal da cidade e quando Jeongyeon estaciona o carro, retiro o sinto de segurança e abano o ombro de Momo gentilmente.

- Acorda Momoring, já estamos na estação.

- Só mais cinco minutos. – pede a japonesa e eu rio.

- Vamos deixar elas dormir mais um pouco, as outras ainda não chegaram. – diz Jeongyeon olhando para Nayeon.

- Ok. – durante as últimas semanas fizemos algumas videochamadas no grupo para não sermos completamente desconhecidas, mas eu não tinha reparado no quão bonita é Jeongyeon e no quão fofa Nayeon é com os seus dentinhos de coelho.

Passaram 20 minutos e as outras ainda não chegaram, faltam apenas 10 minutos para a viagem de trem e Jeongyeon está a ficar stressada.

- Mas o que essas garotas estão a fazer que não atendem as minhas ligações? – fala a mais velha.

- Não se- olha elas ali! – aponto para o carro de Sana que entrava agora no estacionamento.

Sem exitar Jeongyeon liga o carro e buzina que nem louca para Momo e Nayeon acordarem e Sana nos notar e estacionar ao nosso lado.

- MAS QUE MERDA PENSA QUE ESTÁ FAZENDO – grita Nayeon com a mão no peito, deve-se ter assustado.

- Acordando você e pelos vistos funcionou. – Jeongyeon sorri e desliga novamente o carro – Vão pegar as malas.

- Momoring acordaaaaa – não entendo como ela não se assustou também.

- Preciso de um beijo para acordar. – Momo faz biquinho com os lábios e eu abro a porta do carro saindo do mesmo e deixando-a cair no banco – Precisa ser assim?

- Não faça birra e venha ou perderemos o trem. – pego a minha mala e Momo faz o mesmo após sair do carro.

- Corram meninas! – grita Jihyo correndo para a estação.

- Está calada que a culpa foi sua por nos atrasarmos! – grita Chae indo atrás dela.

- Bom dia meninas. – fala Mina educadamente.

- Não temos tempo para bons dias, vamos! – diz Jeongyeon puxando Nayeon e Mina as segue. Momo pega a minha mão e também sai disparada, olho para trás e vejo Sana e Tzuyu tirando as suas malas do carro.

- É melhor corrermos também. – ouço Tzuyu dizer e Sana concordar.

Depois de uma corrida pela estação milagrosamente conseguimos chegar a tempo e já estamos acomodadas nos assentos do trem. Estou ao pé da janela com Momo ao meu lado, Mina e Chaeyoung à nossa frente, do outro lado do corredor Sana e Tzuyu, à frente delas Nayeon e Jeongyeon e Jihyo atrás com uma mulher qualquer. Como temos 417 km pela frente e Momo já adormeceu no meu ombro, coloco os fones de ouvido e fico ouvindo música intercalando o meu olhar entre a paisagem e Sana que parecia divertir-se muito com Tzuyu.

Ela tem estado estranha nas últimas semanas, só me respondia às mensagens horas depois de eu as enviar e de forma curta e sempre dizia que estava ocupada. A Chae disse que provavelmente ela teve de trabalhar mais para conseguir tirar estas férias e eu espero que seja mesmo isso.

Vejo Tzuyu mexer os seus lábios enquanto olha para mim, presumo que esteja a falar comigo e tiro os fones de um dos meus ouvidos.

- O quê? Não estava a ouvir.

- Perguntei se há algum problema, você estava olhando para nós. – diz a garota apontando para ela própria e Sana, devo ter ficado tempo demais olhando naquela direção.

- N-Não, estava apenas perdida nos meus pensamentos. Desculpe – coço a nuca com a mão direita meio sem jeito.

- Tudo bem. – fala a taiwanesa se virando novamente para a japonesa que também me olhava e quando os nossos olhares se cruzam ela rapidamente desvia a sua atenção para a garota ao seu lado.

Volto a colocar os fones de ouvido, mudo para música clássica e fecho os olhos, vou tentar dormir um pouco porque apesar de ter dormido bem não foi o suficiente.

Quebra de tempo

Acordo com dor no pescoço, odeio ter de dormir sentada, olho para o lado e o assento está vazio. Eu ainda tinha os fones nos meus ouvidos então tiro-os e me levanto, cutuco a cabeça de Chaeyoung e ela olha para trás.

- Finalmente acordou, tirei umas lindas fotos suas de boca aberta. – ignoro o que a minha melhor amiga disse.

- Onde está a Momo?

- Aqui. – fala a japonesa sentando-se no seu assento – Fui ao banheiro, tem fome? – Chae desiste de falar comigo e volta a fazer carinho no cabelo de Mina que estava deitada no seu colo.

- Sim, você tem algo para comer? – sento-me novamente.

- Só isto. – ela abre a sua mochila tirando um pacote de bolachas e me entregando.

- Obrigada, falta muito para chegarmos? – abro o pacote e como uma bolacha.

- Alguns minutos. – Momo aproxima-se de mim e sussurra – Sempre quer fazer ciúmes à Sana?

Olho para a garota mencionada que estava dormindo encostada a Tzuyu e fico com raiva. Queria ser eu naquele lugar então sem pensar muito afirmo com a cabeça.

- Tenho vários planos para isso, vai ficar sabendo rapidinho o que quer.

- Devo ficar com medo desses planos? – pergunto receosa.

- Claro que não, Dah. Não farei nada que você não queira.

Ouve-se o anúncio de que estamos chegando a Busan e pela janela confirmo que era verdade. Foram quase 3 horas de viagem, mas que valerão muito apena. Que a diversão nos espere!

Dahyun’s pov off

 

Tzuyu acorda Sana e Chaeyoung acorda Mina que eram as únicas ainda a dormir, assim que chegam à estação, as garotas pegam as suas malas e saem do trem antes verificando se não esqueceram nada.

 

Sana’s pov on

Momo está sempre agarrada a Dahyun, parece que Mina disse mesmo a verdade e elas voltaram. Isso está a incomodar-me…mas porquê? Eu deveria ficar feliz por elas estarem bem, abano a minha cabeça tentando tirar aqueles pensamentos de mim.

- Quantas vezes tenho de pedir desculpa? Atrasei-me, acontece a toda a gente. – fala Jihyo talvez pela milésima vez, mas a primeira que ouvi.

- A sua sorte foi termos chegado a tempo senão você não estaria mais viva Park. – diz Jeongyeon com uma cara assustadora.

- A Jih sempre foi assim, não podemos fazer nada. – tento amenizar a situação.

- Já estamos aqui, o que isso importa? – diz Nayeon.

- O que se passa, Dah? – pergunta Chaeyoung e olho para a coreana preocupada.

- Estou com uma dor no pescoço, não devo ter dormido na melhor posição. – explica Dahyun.

- Não se preocupe, à noite faço uma massagem no seu pescoço. – Momo pisca para a coreana e olha na minha direção, reviro os olhos. Que raiva que essa garota me dá!

- Pedimos dois táxis para ir até a casa de férias da minha família? – pergunta Mina.

- Claro, só um não dá para as nove. – fala Nayeon.

- A Minari sabe disso coelha, cuidado com a forma que fala com a minha namorada. – diz Chae.

- Calminha anã, ninguém falou mal aqui. – Nayeon defende-se.

- Estão fazendo o quê?! Os motoristas estão à espera. – Tzuyu balançava o braço para chamar a nossa atenção, quando foi que ela chamou os táxis?

- Chaeyoung, Nayeon e Jeongyeon venham num dos táxis comigo. Vou enviar a Sana o endereço e o resto vai com ela. – Mina entrega a sua mala ao motorista que a guarda no porta malas.

- Mas vai faltar um lugar…estes táxis só têm 4 lugares livres cada e nós somos 9. – por uns segundos fiquei confusa com o que Dahyun disse, o meu forte não é matemática.

- Você pode ir no meu colo, a viagem não deve ser longa. – sugere Momo.

- Problema resolvido, entrem nos táxis crianças. – Jihyo deixa a sua mala com o outro motorista e entra no táxi.

Ao início o taxista reclamou pela Dahyun estar no colo de Momo, mas entendeu que não valia apena chamar outro táxi só por uma pessoa então depois de muita discussão seguiu o trajeto para chegar ao endereço que Mina me tinha enviado. Durante o caminho eu olhava pelo reflexo na tela do meu celular Momo sussurrando alguma coisa no ouvido de Dahyun e ouvi os seus risinhos, aquilo era tão irritante que cheguei a rezar para que acabasse rapidamente. Felizmente não demorou muito tempo até o táxi parar, pago a viajem uma vez que eu estava ao lado do taxista, pegamos as nossas malas e vamos ter com as outras garotas que também já tinham chegado.

- Você é rica? – pergunta Nayeon fascinada.

- Esta casa não é nada comparada à mansão em que a Mina vivia no Japão. – comento indiferente.

- A casa é linda por fora, vamos ver lá dentro? – fala Tzuyu.

- Sejam bem-vindas, por favor sintam-se em casa. – diz Mina abrindo a porta principal – Os meus pais mandaram umas pessoas cuidar da casa na última semana então deve estar tudo em ordem, no jardim reservado está a piscina, neste andar é o normal, um banheiro, cozinha, sala de estar e jantar, no andar de baixo há uma sala de jogos e a garagem, há 3 quartos e 2 banheiros no andar de cima.

- Eu não esperava uma casa luxuosa assim… – Jeongyeon fica de boca aberta quando entra e as outras ficam com a mesma cara de surpresa, só eu e Jihyo que não ficamos admiradas.

- Se essa é a vossa reação a esta casa aposto que desmaiariam com a mansão no Japão, tem ginásio, uma sala de ensaios onde a Mina praticava balé, sala de cinema, jacuzzi, uma piscina e jardins bem maiores – rio.

- Podemos mesmo estar aqui? – pergunta Dahyun.

- Quanto custa isto? – Momo aponta para uma estátua – Se eu partir alguma coisa vou ter de trabalhar a vida inteira para pagar.

- Por isso devemos ter cuidado. – avisa Jihyo.

- Uau amor, a sua casa em Seul é tão diferente. Nunca imaginaria que você é rica a esse ponto. – Chae larga a sua mala no chão e abraça a cintura de Mina.

- Os meus pais têm negócios tanto na Coreia quanto no Japão que rendem muito dinheiro, mas quando mudámos de país decidimos viver numa casa mais modesta. – explica Mina – De qualquer forma, não precisam se preocupar com nada. Vamos aproveitar estes 10 dias.

- Estão a fim de fazer o quê hoje? – pergunta Nayeon.

- Praia! – declara Jihyo no mesmo segundo.

- Qualquer coisa com a Mina está bom pra mim. – ok Chae às vezes consegue ser fofa.

- E você, Sana? – pergunta Dahyun.

- Hoje eu não quero fazer nada nem pensar em nada, apenas relaxar. Praia e outras coisas serão empurradas para amanhã ou para o dia depois de amanhã, acho que só ficarei por aqui. – respondo dando de ombros, as últimas semanas foram muito cansativas. “Eu estou ocupada, estou cansada hoje” só quero queimar essas palavras da minha boca e descansar por uma semana.

- Também ficarei em casa, preciso de dormir mais algumas horas. – diz Tzuyu.

- Porque não vamos à piscina, Dah? Amanhã praia. – diz Momo passando um dos seus braços pelos ombros da mais nova.

- Boa ideia, vamos nos trocar. – elas pegam as suas malas e sobem para um dos quartos.

- Como vai ficar a distribuição dos quartos? – pergunta Chaeyoung.

- Mais tarde podemos decidir, o primeiro quarto tem duas camas de solteiro, o segundo tem uma cama de casal e outra de solteiro e o terceiro um beliche e uma cama de solteiro. Ao todo dá para 8 pessoas, mas podemos acrescentar um colchão em algum ou se alguém não se importar de dormir junto vai dar. – assegura a dona da casa.

- Certo – deixo a minha mala no canto da sala e deito-me no sofá.

- Quem quer ir à praia coloque o braço no ar! – manda Jihyo e Nayeon, Jeongyeon, Mina e Chaeyoung levantam o braço – Ótimo, vou trocar de roupa.

Pouco tempo depois as 5 garotas saem de casa, Tzuyu vai dormir num dos quartos e eu fico a olhar para o teto.

- Não vem à piscina? – pergunta Momo entrando na sala com Dahyun, ambas enroladas numa toalha.

- Já vou…

- Ok. – as duas vão para o jardim me deixando novamente sozinha.

Sanas’s pov off

 


Notas Finais


Ai esses ciúmes...
Os próximos capítulos prometem!
-
Obrigada por ler! Espero que tenha gostado..
Qualquer dúvida ou sugestão, não tenha vergonha de falar!
Até ao próximo capítulo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...