História Feeling This - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Blink 182
Visualizações 4
Palavras 1.763
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei.. esse cap ta fraquinho mas é porque eu fiz ele na pressa. SORRY!
o próximo eu prometo caprichar ♥

espero que gostem...

Capítulo 10 - Jealous


Tom POV

- Qual é o seu problema Jennifer ? - Perguntei nervoso assim que entrei no quarto. A garota me olhava com desdém e sorria.

- O que foi ? - Ela perguntou confusa.

- O que foi ? O que você pensa que tá fazendo aqui Jennifer? - Eu queria pegar ela pelo braço e fazer ela voltar do inferno de onde ela veio.

- Vim fazer as pazes - Deu ombros - Eu sinto sua falta Tom - Jennifer se levantou e se aproximou passando os braços pelo meu pescoço.

- Eu gosto de você - Ela sussurrou e tentou me beijar.

- Não - Empurrei ela - Você não gosta de mim - Gritei.

- Qual é Tom ? Não me diga que você e a garota que saiu daqui estão juntos ? 

- É claro que estamos - Segurei os cabelos em nervosismo - O que eu e você tínhamos já acabou a tempos - Ela negou com a cabeça e começou a chorar.

- Eu ainda te amo Thomas - Ela disse me fazendo rir.

- Deveria ter pensado nisso antes de sair com o Adam - Disse.

- Eu não fiz aquilo por que eu quis ta legal ? Eu estava chateada com você e aí ele apareceu e aconteceu.

- Você transou com ele - Gritei e a garota encolheu os ombros - Você nunca gostou de mim.

- Quer saber foi ótimo transar com o Adam e ele é muito maior que você se quer saber - Ela limpou as lágrimas e riu - Mas eu acredito que depois disse tudo aqui a gatinha não vai mais querer olhar na sua cara - Ela se deitando na cama.

- Qual é o seu problema? - Perguntei

- Eu achei que eu podia ter você de volta Tom - Ela deu ombros e virou pro lado dormindo em seguida.

Soquei a porta com força e xinguei todos os palavrões conhecidos pela sociedade.

Não consegui dormir durante toda a noite e os raios de sol entrando pela janela começaram a me encomodar. 

Me levantei e tomei um banho gelado, fiquei longos minutos debaixo d'água pensando em como ter a baixinha de volta.

Sai do banho e me troquei saindo do quarto em seguida, subi até o quarto dela e bati na porta. Depois de alguns minutos ela abriu a porta emburrada.

- O que você quer Tom ? - Perguntou rude.

- Quero conversar - Disse.

- Eu não quero conversar - Ela disse escorando na porta - Eu tô com sono e além do mais não quero falar com você.

- Qual é me escuta pelo menos - Pedi e ela assentiu revirando os olhos.

- Pode começar - Ela disse.

- Nem sei por onde começar - Disse coçando a cabeça.

- Que tal me contar a parte que ainda tem uma noiva ? - Perguntou brava.

- Ela não é minha noiva - Disse - Não estamos mais juntos a meses.

- Me conta o por que de vocês dois terminarem - Ela pediu e se sentou no chão na porta do quarto. Me sentei ao seu lado e respirei fundo.

- Nós terminamos por que ela dormiu com outro enquanto eu estava na estrada com o caras - Disse - E acredite fiquei tão assustado quanto você quando ela apareceu na porta do quarto ontem.

- Ela ainda está aí ? - Perguntou.

- Ela ainda está dormindo - Disse e ela riu.

- O que ela realmente veio fazer aqui ? - Dei ombros.

- Ela é maluca - Rimos - Me desculpa - A olhei.

- Não sei Tom - Ela abraçou as pernas e encolheu os ombros.

Ficamos em silêncio por longos minutos e ela voltou para o quarto me deixando sozinho no corredor. 

Voltei para o meu quarto e me joguei na cama onde Jennifer ainda dormia tranquila e fiquei até de tarde.

- Levanta bixinha vamos sair - Mark entrou no quarto com Travis - O que isso ai faz aí ? - Apontou para Jennifer nervoso

- Longa história - Resmunguei.

A garota se remexeu e acordou olhando para Mark.

- Bom dia Hoppus - Disse se espreguiçando e se levantou indo para o banheiro.

- Começa - Mark cruzou os braços.

- Ela chegou aqui ontem com essa historia de noivado e a Tori saiu daqui feito um furacão nervosa - Disse me sentando na cama.

- Não acredito que essa coisa vai ficar com a gente? - Travis reclamou - Ela é um pé no saco cara.

- Tá esquece isso e vamos dar uma volta - Mark disse.

- Não tô afim podem ir - Voltei a me deitar.

- E vai deixar sua garota sozinha nessa San Diego cheia de caras mais bonitos ? - Mark perguntou.

- Ela não é mais minha garota - encarei os dois.

Jennifer saiu do banheiro ja pronta e me olhou esperando por algo.

- Ela é sim - Travis revirou os olhos - Agora levanta e vamos sair.

- Vamos para onde ? - Ela perguntou 

- Você não vai a lugar nenhum - Mark disse - Já causou problemas de mais.

- Não tenho culpa de nada - Deu ombros.

- Vamos logo DeLonge - Mark ignorou a garota e me puxou pelo pé para fora da cama.

- Vocês são um pé no saco - Disse e saímos do quarto. 

As meninas estavam esperando na entrada e Tori estava junto. Vestia uma calça de cintura alta apertada, uma camiseta listrada e seus tênis, ela estava linda e aquela calça deixava sua bunda incrível. Sei que não devia estar reparando nisso mas é meio que impossível.

- Vamos ? - Skye perguntou e todos assentiram.

- Bom dia gente - Jennifer disse e agarrou me braço. 

Tori e as meninas reviraram os olhos ignorando ela.

Fomos até a sorveteria e nos sentamos em uma mesa afastada. Fizemos nosso pedido e assim que chegaram o garçom entregou um papel para Tori e disse que um outro cara havia mandado. 

Tentei ao máximo me controlar mas com as piadas de Mark estava realmente difícil.

Tori POV.

Era só o que me faltava, essa garota infernizando a nossa viajem. Eu as meninas ignoramos ela o máximo possível. Fomos até a sorveteria e o garçom me entregou um bilhete assim que trouxe nosso pedido. 

- Pediram para te entregar - Ele me entregou o papel e apontou para o rapaz escorado no balcão. 

" Será que eu teria a honra de saber seu nome? " 

- Obrigado - Sorri depois de ler o bilhete e o rapaz ainda me olhava. 

- Parece que tem algum com ciúmes - Mark cantarolou me fazendo rir.

- Eu já venho - Disse me levantando.

- Você vai mesmo falar com ele ? - Tom perguntou e eu assenti. 

- Ela é livre Thomas - Jennifer disse e me olhou debochada. Continuei ignorando sua presença e andei até o rapaz e me sentei ao seu lado. 

- Você é ainda mais bonita de perto - Disse me fazendo corar.

- Obrigado - Agradeci - Sou Tori - Lhe estendi a mão e o garoto a beijou.

- Sou Matt - Sorriu - Matt Skiba.

- Muito prazer - Disse. 

Matt era lindo, tinha olhos azuis e um sorriso encantador. Mas eu ainda estava presa a olhos castanhos escuros e sorriso manhoso. Eu ainda estava presa à Tom.

- Aquele cara do seu lado é seu namorado? - Perguntou.

- Não, é só um amigo - Me mexi desconfortável na cadeira.

- Ele parece bem nervoso olhando pra cá - Ele disse rindo.

- Não de atenção à ele - Sorri sem graça.

- Tá afim de dar uma volta ? - Perguntou.

- Ao invés disso por que não se junta comigo e com o pessoal ? - Ele tombou a cabeça para a direita e sorriu.

- Pode ser - Deu ombros - Espero que seu amigo não me mate - Riu.

- Não se preocupe com ele - Pisquei e ele assentiu.

Voltamos para a mesa e Tom fuzilou o garoto ao meu lado.

- Esses são Mark, Travis e Tom - Disse e Apontei para cada um que acenaram.

- Essas aqui são Sarah e Skye - Elas sorriram - E essa é a Jennifer - Revirei os olhos - Ela é noiva do Tom.

- Pessoal esse é o Matt - Sorri para o loiro ao meu lado.

- Muito prazer - Matt disse simpático.

- Se junte mais Matt - Sarah disse de boca cheia nos fazendo rir. 

Nós sentamos na mesa ao lado pois não cabia todo na mesma. Matt era educado e sempre sorria. 

Tom nos encarava sério e Mark fazia piadas a todo momento.

- O seu amigo está me assustando - Matt sussurrou no meu ouvido. 

- Faça o mesmo que eu faço com a noiva dele - Sussurrei - apenas ignore - Sorri com a língua entre os dentes.

- Eu tô tentando mas ele vai acabar explodindo minha cabeça com a mente dele - Ele disse rindo.

- Essa é a intenção - Tom disse sarcástico.

- Seu sorvete vai derreter DeLonge - Disse rindo.

- Perdi vontade de tomar sorvete - Ele se levantou e saiu da sorveteria. 

- Droga - Bufei - Eu já venho - Disse e matt assentiu rindo.

Sai atrás de Tom e ele estava parado na calçada xingando.

- Não precisava tentar explodir a cabeça dele com a mente Tom - Perguntei

- Volta pra dentro e me deixa sozinho por favor - Ele pediu sem me olhar.

- Não se preocupe comigo - Chutou uma pedra pra longe.

- Que papelão em Thomas – Digo brava

- Disse pra você entrar – Ele me olhou

- Você não manda em mim – Retruquei.

Ele entrou me deixando sozinha do lado de fora.  Eu era quem deveria estar fazendo todo esse drama, a traída da historia sou eu, e por duas vezes ainda.

Depois que pagamos nosso lanche fomos andar pela cidade, todos juntos. Matt era engraçado e sempre me fazia rir, ele me levou ate uma loja de discos bem maneira e me mostrou os seus discos preferidos.

Tom ficou em silencio durante todo o passeio. Matt foi embora no fim da tarde e me deixou seu telefone como lembrança, uma lembrança que eu não vou usar. Eu ainda sou apaixonada pelo teimoso do DeLonge e não são um par de olhos azuis que vão mudar isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...