1. Spirit Fanfics >
  2. Feelings Are Fatal >
  3. Prologue

História Feelings Are Fatal - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


>>não é necessário ter jogado detroit become human para compreender a história!!<<
oi gente, então, me matem
eu sei que eu ainda tenho minha fanfic Knock Knock pra terminar, mas eu tive esse plot perfeito!!! não posso desperdiçar.
enfim, o universo todo dentro desse AU é de minha autoria. plágio é crime. é uma pequena, pequena introdução de tudo que está por vir. beijos, boa leitura!

Capítulo 1 - Prologue


 

9:30 PM — PARIS, FRANÇA. 2038

 

MODELO CN200

SERIAL#: 396 043 164

BIOS 7.4 REVISÃO 0632

ATUALIZANDO…

 

MEMÓRIA RECUPERADA

 

CARREGANDO OS…

INICIAÇÃO DO SISTEMA…

CHECANDO BIOCOMPONENTES OK

INICIAÇÃO DOS BIOSENSORES OK

INICIAÇÃO DA CONFIGURAÇÃO DA AI OK

 

STATUS DA MEMÓRIA…

TODOS OS SISTEMAS OK

 

INICIANDO

— Quais são as chances de dar errado?

— Você duvida muito do meu potencial, Gabriel — uma voz masculina citou, ao ver o androide abrir os olhos. — Olá CN200. Diga seu número de série e sua função.

— Oi, Max. Por que você tá falando como se eu fosse uma máquina? Aliás, meu nome é Adrien. Que diabos é um CN200?

Max sorriu.

— Oi Adrien — Max continuou — Como se sente?

—  É incerto, eu acho. Acho que me sinto como se tivesse levado um tiro e reencarnado. 

— Foi basicamente isso.

Adrien parou e analisou a área. Tudo era branco ao redor e, honestamente, era muito bizarro. Equipamentos tecnológicos que nunca sequer vira na face da terra estavam ali, encarando-o. O pior de tudo foi olhar para os próprios pés e mãos, e vera que o branco não era só presente no ambiente: seus braços e pés eram tão claros quanto o resto da sala. Aquilo foi mais assustador do que um tiro.

— Bom, você, Adrien mesmo, morreu. Conseguimos salvar a maior  parte memorial do seu cérebro, à pedido de seu pai, e transformamos os  seus neurônios em uma espécie de microchip celular. Depois de muito tempo, conseguimos, enfim, criar um microchip de verdade para inserir em um androide. 

Adrien franziu as sobrancelhas que, no momento, sequer existiam, pela falta da pele artificial. Mas pareceu entender.

— Isso é muito estranho.

— Eu imagino.

Gabriel admirava a figura do filho. Adrien parecia tão inocente naquele momento. Considerando que, pedira para removerem todas as memórias ruins - sendo a maioria dele próprio -, talvez seria um novo recomeço para ambos, especialmente depois da morte de Emilie.

— Oi, pai.

Gabriel sorriu, pela primeira vez, em muito tempo. Se aproximou de Adrien e lhe deu um abraço apertado. Adrien, sem sequer hesitar - coisa que ele não faria anteriormente - retribuiu o carinho.

Apesar de tudo, ele não sentia nada com o contato. Era estranho. Parecia errado sentir qualquer coisa.

Max observava a cena, meio atônito e meio contente. Era difícil, principalmente para ele, programar um andróide daquele que um dia foi seu colega de classe. Suspirou, e lembrou dos relatos de Adrien sobre seu pai, anteriormente. Lhe custou mais do que parecia, remover as memórias ruins.

Gabriel se afastou, não querendo mostrar tantas emoções. Adrien pareceu não ligar, e o outro se colocou perante à Max.

— Espero que ele esteja tão obediente e correto como você prometeu, sr. Kanté — Gabriel rosnou, duvidando mais uma vez da capacidade doutro.  — Você sabe as consequências, não?

— Sei, Gabriel. Abaixe suas garras. Ele está em total funcionamento — Max debochou, se aproximando do novo androide. Tocou duas vezes no lugar onde tinha um pequeno espaço e a pele artificial espalhou-se pelo corpo de plástico. Era realmente Adrien Agreste outra vez. — As pessoas vão começar a suspeitar que ele não envelhece. Devemos, talvez, planejar futuros updates para ele.

— Cada coisa em seu tempo. Por agora, ninguém pode saber o que aconteceu.

— Tem a minha palavra.

— Certo. Passar bem.

E arrastou consigo aquele que era para ser seu filho.

 


Notas Finais


vai ter muita, muita coisa pra desenvolver! eu to muito empolgada com essa história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...