História Felica-grafitando o amor - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Tags Colegial, Felica, Gune, Keyto, Romance
Visualizações 64
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vocês vão ter muita raiva da Clara nesse capitulo
Gente quero saber se Vocês querem que eu fassa um perfil bo Instagram pra Vocês falaram comigo? Digam ai😚

Capítulo 32 - Será que ela gosta de mim?


Anteriormente em Felica-grafitando amor

F: a gente pode conversar?

L: infelizmente a gente já tá conversando.

F: Lica eu juro que eu não fiz nada.

L: Felipe eu juro que eu estava disposta, ir te mandar tu tomar no...

F: OPA

L: mas antes de te ver de casal com a Clara, lá na sala eu juro que iria te escutar, mas agora acabou.

F: não foi você mesmo que falou que a gente tinha acabado.

L: não foi você que disse que nunca iria me tratar igual ao MB.

F: Hram... E o que eu fiz igual ao MB?

L: tá... Um coisa que já é muito ruim: me traiu.

F' eu já disse que eu não te trair.

L: só falta sai por aí dizendo como eu sou em 4 paredes.

F: eu não iria fazer isso.

L: a única diferença entre você e o Mb e que a gente transou - nessa hora ele olhou pra mim como se vinhesse flashes da minha primeira vez na cabeça dele, ele me emprensou na parede mas eu já tava encostada.

F: tá vendo isso significa que você confia em mim, você se entregou pra mim.

Eu juro que se a Clara não chegasse eu iria beijar ele.

L: Clara tem como você tirar o seu... - olhei pra ele que tava vem na minha frente- o que?...Ficante fixo

...........................................................................

Felipe ON

Eu soltei ela, e ela foi pro lado da Clara.

C: Felipe vamo?

F: vamo - falei desaminado

L: tchau irmãzinha- disse olhando pra Clara- tchau namoradinho da minha irmãzinha- disse olhando pra mim.

Lica entrou no seu apartamento e eu e Clara entramos no elevador. Eu e Clara não falamos nada quando chegamos no estacionamento, Clara olhou pra mim e percebeu que eu estava triste.

C: Felipe - disse me fazendo olhar pra ela - posso te falar uma coisa?

F: pode

C: sabe, não vou mentir eu gosto muito de você. E como eu gosto de você não gosto de te ver assim. Velho você esfossa tanto pra ela acredita em você

F: e porque eu gosto muito dela.

C: eu sei, mas você já pensou se a Lica não gosta mesmo de você e só ta fazendo tudo isso pra não falar a verdade.

Eu ia responder só que o Luis estava chegando

Lu: vamos?

Nós entramos no carro e seguimos.

Quando cheguei em casa fui direto pro banheiro, tomei uma ducha pra '' clarear'' a mente, me deitei só fiquei pensando no que a Clara disse. Eu podia muito bem ficar falando pra mim mesmo que a Lica gosta de mim e que tudo isso é noia da Clara, mas fazia muito sentido.

Felipe Off

---------------------------------------------&-----------

Lica On

Assim que os ''queridos'' convidados da minha mãe foram embora eu tomei banho e me deitei.

No Dia Seguinte

Eu me acordei um pouco tarde e quando peguei meu celular pra saber o que se passava no Brasil e no mundo( me sentir William Bonner) tinha umas trocentas mensagens das meninas marcando da gente se encontrar no galpão. Tomei banho e fiz minha higiene matinal, e como não gosto de tomar café da manhã( apesar de estar na hora do almoço) fui direto pro galpão.

No Galpão

Me encontrei com Tina na frente da lachonete.

T: oi - ela tava com uma de tristeza

L; você tá bem?

t: tó sim.

L: não é o que sua cara está dizendo.

T: minha vida tá num turbilhão de emoções.

L: Ixi então que dizer que não só sou eu que tó sofrendo aqui.

T: pelo visto sim.

Nós entramos na lanchonete, Keyla estava feito uma louca procurando o Tato.

K: meninas tudo bem? - disse andando de um lado pro outro.

T: com a gente... - ela olhou ora mim - tá mais ou menos.

L: mas com você parece que tá pior tá com piriri?

K: não tó procurando o Tato, tenho que falar com ele sobre um assunto.

Chega Tato e Felipe, pelo visto eles tinham acabado de treinar.

Ta: tava me procurando?

K: tava sim. Vem é urgente. - disse puxando ele. Eu puxei Tina pra uma daqueles brancos que ficam em volta do balcão.

T: Que climão. Você e o Felipe ainda não se acertaram, né?

L: ai sei lá Tina.

T: você gosta mesmo do Felipe?

L: ai Tina, claro que sim, eu amo ele. 

T: então porque você não esquece logo essa paranoia toda e volta pra ele?

L: é complicado... Sabe quando eu namorava com o Mb eu era "conhecidinha" como a corna, e tal e sinceramente eu tenho medo de ter relacionamento denovo assim

T: você tem que entender que o Mb e o Felipe são pessoas completamentes diferentes - ela disse me fazendo levantar a cabeça- olha faz um seguinte amanhã vai ter a balada dos anos 70 o Felipe vem e ai você fala com ele.





Notas Finais


Tina e 100% Felica🙌
Recadinho
Clara para de colocar miolo na cabeça de Felipe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...