História Felicidade - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 2.336
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse capítulo saiu mais tarde e não teve muita coisa pq eu tava sem criatividade, desculpa... ;-;

Capítulo 4 - Minha família.


- QUÊ?

Ela falou mesmo aquilo? Ela quer mesmo que eu durma na casa dela?

- Não grite assim, idiota!

- como você espera que eu reaja a uma coisa dessas?

- apenas responda, você quer ou não?

Eu não fazia ideia do que responder, quer dizer, depois do que aconteceu, a Sarah me pedir algo assim...

- eerrr... E-eu não sei... Quer dizer... O que eu devia responder...?

- não pense muito nisso, só... Só responda...

Eu não queria dizer que não, mas se eu respondesse sim, o que poderia acontecer?

- a-acontece que... Sabe... Não é muito cedo pra isso...?

- isso o que?

- sabe, nós só estamos namorando so a dois dias... Não seria estranho já fazermos isso...?

- isso o que Niko? Pare de fazer suspense!

- e meio perigoso né...?

De repente, a Sarah me dá um tapa na cara, eu caio no chão e ela continua me batendo (Dessa vez doeu).

- ai, p-para Sarah, porque você tá assim?

- SEU IDIOTA! EU NAO TAVA FALANDO DE NADA DISSO, EU SO QUERIA QUE VOCÊ DORMISSE AQUI, IMBECIL!

- quê? Sério? Desculpa, desculpa, eu só entendi errado, para de me bater!

Então a Sarah para de me bater e me ajuda a levantar, ela ainda está com uma cara meio envergonhada, então eu tento meio que fugir daquele assunto.

- b-bem você tava falando do que mesmo? (Puta jeito de mudar de assunto hein)

- e-eu tinha te convidado pra dormir aqui em casa...

- eerrr... Sobre isso... Eu tenho que falar com as minhas mães sobre isso...

- suas mães...?

- s-sim, você vai entender assim que chegamos na minha casa...

Então eu e a Sarah vamos andando até a minha casa, no caminho nos ficamos um pouco em silêncio, aquilo tava deixando tudo mais estranho do que já era, daí eu resolvo falar alguma coisa, pelo menos pra acabar com aquele silêncio que já tava me deixando maluco.

- então Sarah, como são os seus pais?

- há? Os meus pais... Eles são chatos...

- como assim chatos?

- chatos porquê nunca estão em casa, sempre que a minha mãe chega, já tá se preparando pra sair de novo, já o meu pai, até que me dá atenção, mas também nunca para em casa...

Cara, eu só falo merda né? Eu tinha que tocar no único assunto que deixa a Sarah triste...

- aí caramba, eu sinto muito, eu não sabia que voc...

- tudo bem Niko... Eles são a minha família... Eu ainda amo eles...

Ouvindo aquilo, eu achei que nada mesmo podia deixar a Sarah pra baixo de verdade, pra ela tudo sempre tinha um lado feliz.

- ei Niko, como é a sua família?

- b-bem, eu... Não sei explicar, sabe.

- como não sabe explicar?

- e-eu te disse, você vai entender assim que chegamos lá...

Foi uma péssima ideia tentar conversar.

Nós dois continuamos andando até a minha casa, quando chegamos lá, eu tenho um mau pressentimento, como se eu já soubesse que o que ia acontecer lá dentro ia me deixar envergonhado.

- e aqui, Niko?

- s-sim, eu moro aqui...

- hum... Sua casa é bem maior que a minha, né?

- um pouco...

Nós dois ficamos calados só olhando a casa, então eu vou pra dentro, a Sarah começa a me seguir e eu paro ela na frente da porta.

- Sarah, fica esperando aqui, eu vou falar com... Com a minha mãe...

- como assim? Eu quero conhecer a sua família!

- eerrr... Acho melhor não, pode acontecer... Sabe... Alguma coisa estranha...

Então eu entro, fecho a porta e dou um grande suspiro, eu pelo menos tinha convencido a Sarah a não entrar na minha casa, agora só faltava convencer a minha mãe a me deixar ir passar a noite na casa da Sarah...

Pov's Sarah on

Caramba, por que o Niko não quer me deixar entrar? será que ele tem vergonha da mãe tratar ele como uma criança? Mas isso ia ser tão fofo.

Eu tinha que entrar de qualquer jeito, mas eu acho que se eu entrasse, o Niko iria ficar furioso de novo, igual a ontem, então é melhor ficar lá fora mesmo.

Alguns segundos depois do Niko entrar, eu ouço a voz de uma criança, uma garotinha gritando alguma coisa, então ao coloco o ouvido na porta e tento ouvir o que é.

- bem vindo de volta mano! por que chegou tarde?

Uma menina tinha chamado o Niko de mano! O Niko tem uma irmãzinha e não me contou? Era disso que ele tinha vergonha?

Eu tinha que conhecer ela, por sorte o Niko não trancou a porta, então eu abro só um pouquinho a porta e vejo ele, ajoelhado, falando com uma garotinha, ela parecia bem alegre falando com ele, ela não tirava o sorriso do rosto, eles eram com certeza irmãos! (Apesar do humor deles ser totalmente oposto)

Então eu abro totalmente a porta, assim que os dois me veem, cada um faz uma cara diferente, o Niko fica todo vermelho e de boca aberta, já a irmã dele teve uma reação totalmente diferente, ela olhou pra mim, deu um sorriso enorme, se virou pro Niko e começou a dar pulinhos e bater palmas.

- maninho, essa não é aquela garota do wallpaper do seu celular?

- e-ei, não é verdade!

- Niko? Você tem uma foto minha no celular?

- e-e-e-eu já disse que não é verdade!

Já deu pra perceber do que o Niko tinha tanta vergonha! Aquela irmã dele não sabia ficar calada mesmo, (não muito diferente de mim)

Mas ela era tão fofinha, não dava pra não gostar dela.

Então, eu ouço vir de mais dentro da casa uma voz um pouco mais adulta, era uma voz feminina muito bonita.

- Niko e Ellie, que barulho e esse?

(Ellie e a irmã mais nova do Niko)

- mamãããããe, o Niko tem uma namorada!!!

- E-Ellie, não saia gritando essas coisas por aí!

A irmã do Niko começa a correr na minha direção, ela pula em cima de mim e me dá um abraço bem apertado, ela olha pra cima sem se descolar de mim ainda com aquele sorriso enorme e o rosto um pouco vermelho, então eu me abaixo e abraço ela também, eu olho pro Niko sem soltar a irmã dele, ele tá fazendo cara de confuso e tá muito avermelhado.

Então a irmã do Niko me solta e olha pra mim.

- você é mesmo a namorada do Niko?

- sim... Eu acho que sim...

(Eu desvio o olhar e forço um sorriso)

- e-ei Sarah, eu já falei, não sai contando isso pra todo mundo.

(Niko fala surrando)

- eu não entendi mano, você é tão estranho e solitário que eu pensei que no dia em que conseguisse uma namorada, iria ficar se exibindo...

Que bela irmã o Niko tem hein...

Então, no corredor aparece uma mulher alta, usando um avental e com um prato molhado na mão.

- ei Ellie, eu estava lavando os pratos e usando os fones de ouvido, eu não ouvi uma palavra do que você disse, dá pra repetir?

- mãe, mãe, mãe, essa é a namorada do Niko, olha, olha!!!

- n-namorada...?

(A moça fala com uma voz de surpresa e olhando pra mim com uma cara de confusa)

- sim, meu nome é Sarah, eu estou namorando com o Niko, você é a irmã mais velha dele né? Qual seu nome?

- irmã? Não, eu sou a mãe dele, ele só tem uma irmã, a Ellie, que você já conheceu... Aliás, meu nome é Cassy.

- ah sim, a senhora é a mãe dele, desculpa confundir.

- tudo bem, isso acontece o tempo todo mesmo.

Então a mãe do Niko, entrega o prato que estava segurando para a irmã mais nova do Niko (Ellie) e começa a chamar uma pessoa.

- eeeii Mary, venha conhecer a namorada do nosso filho!

Ele chamou uma mulher chamada Mary (e se referiu ao Niko como "nosso filho") e na mesma hora, uma outra voz feminina um pouco mais desafinada respondeu:

- COMO E QUE E???

Então uma moça usando roupas de ginástica e com o cabelo estilo rabo de cavalo vem correndo, ela já chega no corredor com um sorriso muito grande e elforico. Ela se vira para a Cassy, (mãe do Niko)

E pergunta:

- essa garota???

A mãe do Niko acena com a cabeça e novamente as duas voltam a olhar pra mim, a moça mais baixa (Mary) vem correndo na minha direção, se ajoelha e me segura pelos ombros.

- meu deus, ela é um anjo.

- e-ei Mary, não venha falando essas coisas estranhas. (O Niko fala com o rosto todo vermelho)

- tudo bem Niko. foi muito legal da sua parte, qual seu nome

- eu sou Mary, sou a mãe do Niko!

- Espera, as duas são as mães do Niko?

- sim, por que? Ele não te contou?

- então as duas são... Sabe... Lésbicas?

- sim... Por que? Algum problema?

(Mary fala estalando os dedos da mão e com a voz meio ameaçadora)

- n-n-não, problema nenhum, e-eu só tô meio surpresa, acontece que o Niko não me contou nada disso.

Então as três (Mary, Cassy e Ellie) viram pro Niko é Cassy fala com um tom de desaprovação:

- sério Niko? Você escondeu isso dela?

- e-eu não escondi nada! Eu só... Eerr... (Niko fala com um tom de nervosismo é desviando o olhar)

- o Niko não escondeu nada gente!

Todas olham pra mim, mas ainda pareciam não ter acreditado.

- eu só não perguntei nada sobre a família dele, então eu só tô sabendo agora. (Mentira)

Todas se acalmam um pouco mais e o Niko olha pra mim com uma cara de confuso, eu mando um sorriso é pisco um olho pra ele, ele desvia o olhar e vem na minha direção, nós ficamos lado a lado e o Niko fala ainda com uma voz meio nervosa:

- b-bem, nós viemos aqui pra pedir uma coisa, a gente queria...

- eu Sarah, você não quer jantar aqui? Já tá ficando tarde né?

(Mary fala interrompendo o Niko)

- ei Mary, presta atenção a gente queria pedir pra...

- essa não é uma má ideia Mary.

(Cassy fala interrompendo de novo)

- ei, Me deixem falar...!

- por favor Sarah, fica pra jantar aqui, eu tenho que te mostrar a nossa casa.

( Ellie também interrompe)

Então a Ellie começa a me empurrar pelas costas, (quase agarrando a minha bunda) ela vai me empurrando até a sala de jantar.

- MÃÃÃÃÃEEEE, trás logo o jantar, não deixa a Sarah esperando!

O Niko aparece atrás da Ellie e dá um tapa de leve na nuca dela. Ele meio que apareceu do nada... Talvez pelo fato de ele ser tão calado eu não tenha visto ele chegar...

- fala baixo, retardada.

A Mary aparece atrás do Niko e também dá um tapa nele.

- não chame a sua irmã de retardada, senta logo na mesa, sua mãe já tá trazendo a comida.

Pov's Niko on

Eu me sento do lado da Sarah pra tentar ficar longe da idiota da minha irmã, mas ela acaba sentando de frente para a Sarah... Que bosta...

A minha mãe (Cassy) vem com duas bandejas, uma com dois pratos e uma com três.

Mas na verdade todo esse tratamento especial e por causa da Sarah, por que se não fosse por ela estar lá, do jeito que é a memória da minha mãe, ela nem avisaria que o jantar estava pronto.

A Cassy coloca os pratos na mesa, se senta e fica encarando a Sarah, quando eu percebo, todas estão olhando pra ela, o clima ficou meio estranho, até a Sarah percebeu, então ela tenta puxar assunto:

- então senhora Cassy, o Niko não me disse no que você trabalha...

Ela tinha que falar justamente no único assunto que ia deixar a minha mãe depressiva pelo resto do dia, né?

- há, sim, eu sou cantora...

(Cassy fala com um tom meio convencido)

- sério? Niko, por que não me disse?

Então a Cassy se senta um pouco curvada, deixa o cabelo cair na frente dos olhos e apoia a cabeça em uma das mãos.

- acontece que... Que eu não sou famosa, sabe...

A Mary tenta consolar ela, mas como eu disse, isso ia deixar ela depressiva pro resto do dia.

Nós todos jantamos e ficamos "conversando" (o conversando tá entre aspas por que o Niko quase não falou nada).

- então Niko, não vai pedir pra elas?

- pedir o que...? (A Mary fala meio que com um tom sarcástico)

- como assim? Por que eu tenho que pedir?

- ué, e a sua família, você que tem que falar sobre isso.

A Sarah tava querendo me fazer de trouxa né?

- b-bem, e que... A Sarah e eu... A gente veio... Sabe... Pedir uma coisa, mas vocês não me deixaram falar antes...

- arrrg, fala logo Niko, o que e?

(Ellie fala com um tom impaciente)

- sabe... Nada de mais, e só que... Eu pensei em passar essa noite na casa dela...

Na mesma hora que eu termino de falar, todas olham pra mim com cara de idiota, até a Cassy que tava na depressão dela, parou pra olhar.

- sério Niko!? (Ellie fala ficando de pé na cadeira)

- sim, e sério, se senta sua retardada.

- ei filho, não tente mudar de assunto tá bom. fala aí Sarah, e sério mesmo? (Cassy fala com um olhar provocante, quase sensual)

- sim! Eu convidei ele pra dormir na em casa, ele quase desmaiou!

- e-ei Sarah, eu já falei, foi só anemia!

- você mente muito mal Niko. (Mary fala colocando os pés na mesa)

- e-ei respondam logo e parem de ficar tirando sarro de mim!

- certo, então tá bom filho, já que você parece tão ansioso...

(Mary fala com voz sarcástica)

- e-e-eu não tô ansioso coisa nenhuma...

- bem, acho que tudo bem né? Desde que não aconteça nada de mais, você pode passar a noite com a Sarah... (Mary fala ainda com o tom sarcástico)

- o que cê quer dizer com "nada de mais"? (Eu falo batendo as mãos na mesa)

No fim nós acabamos só terminando o jantar e "conversando" até dar a hora da Sarah voltar pra casa e eu... Ter que ir com ela.

Na saída da minha casa a Sarah acaba me zoando mais uma vez:

- ei Niko, eu sou a menina do seu wallpaper e?

- tssh, c-calada, vamos logo, tá ficando tarde.


Notas Finais


Bem, nos próximos capítulos vai ter mais coisas, eu prometo ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...