1. Spirit Fanfics >
  2. Felina de fogo >
  3. Vamos dançar!

História Felina de fogo - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo saindo fresquinho do forno!

Capítulo 17 - Vamos dançar!


Pov Nicoly

Eu fiquei espantada quando o Gui perdeu o controle sob o sua bola de ar, ela cresceu demais, eu achei que já era pra gente!

Aí chega um cara totalmente desconhecido e faz ele sumir? É muita coisa pra processar.

Só sei que ele estava olhando pra gente como se estivesse de bom humor e aquilo não tivesse sido nada.

- Ei Eddie! Quem te deu a permissão de entrar na minha casa?- A vovó parecia irritada? Isso sim é raro!

- Eu soube que estava treinando uns jovens, eu não podia deixar vc acabar com eles!- Hahahahah, parece que ele é um cara divertido.

- Eu não estava acabando com eles.- Ele deu um sorriso duvidoso e chegou perto do Gui.

Pov Guilherme

Ele veio pra perto de mim e cochichou no meu ouvido.

- Ela estava?- Ri com essa atitude.

- Só um pouco.- Respondi de volta.

- Ei Guilherme! De que lado vc está?

- Eu não sei.- Ouvi ela suspirar e depois de um tempo deu um sorriso.

- Ok... Se acha que pode treiná-los melhor do que eu, fique a vontade. Mas só lembrando crianças, temos no máximo 4 dias antes que ele mate a Paula, querem mesmo perder tempo?

Senti os outros se remecherem no lugar. E Peter foi o primeiro a falar.

- Você tem razão! Não temos tempo, por isso precisamos de toda a ajuda possível!

- Isso mesmo!- Nicoly apoiou.- Precisamos dos dois!

Os supostos treinadores se olharam e deram um sorriso cúmplice. 

- Ok pessoal, vamos dançar!

- O que?- Por essa ninguém esperava.

- Isso mesmo, todos em seus lugares!

Ele pegou um rádio e tocou um ritmo que eu não reconheci.

- Façam exatamente oq eu fizer.

Começamos a imitar seus passos, mas ninguém conseguiu fazer totalmente igual.

- Sabem porque não conseguem fazer igual?

- Porque não temos talento pra dança?- Brenda dessa vez fez todos rirem.

- Porque cada um tem o seu ritmo, descubram isso e poderão derrotar até mesmo a Betty.

- Isso é impossível!- A vovó Angen entrou na conversa, ela parecia contrariada.- Eu estava ensinando a mesma coisa! Cada um tem seu jeito de usar seus dons, eles mostraram isso quando destruíram aquelas colunas. Vc continua o mesmo brincalhão de sempre, não entende nada!

- Isso é porque eu tenho a metade da sua idade!

- OQUÊ! Como ousa!

Eles ficaram discutindo, e nós ficamos parados olhando.

Mas parece que a Nicoly se cansou.

- Se não vão treinar agente, eu pelo menos vou treinar sozinha!- Ela disse e foi para um canto mais afastado e começou a fazer uma série de exercícios.

Acompanhamos ela um pouco depois. E quando já estávamos exaustos, ouvimos a voz da vovó Angen.

- Por hoje já chega, vcs precisam de um descanso. Subam, irei fazer algo pra comer, chamarei quando estiver pronto.

Todos nós obedecemos sem reclamar, será que todo dia vai ser assim?

Eu preciso me concentrar mais, não dá pra sair criando redemoinhos por aí! Mais tarde eu treino mais um pouco.

Mas agora temos que descansar. MA aproximei da Gabi, ela estava tão cansada quanto eu.

- Está cansada?

- Bastante, eu queria muito poder ser forte que nem vcs.

- Acha que sou forte?

- Mesmo que não fosse, eu ainda gosto de você.- Ela disse, me deu um selinho e foi para o seu quarto. Isso foi um insulto ou um elogio? Vou levar com a segunda opção.

Entrei no meu quarto. Eu estava fedendo! Tomei meu segundo banho e desci. 

Toda a galera já estava sentada em volta da mesa. Me sentei com eles e esperei pela comida.

- Está pronto!- Ela colocou sobre a mesa.- Tharam!

Ela agora estava com a aparência da vovó que eu sempre conheci, eu sinceramente prefiro ela assim.

Comemos e fomos todos para cima.

Entrei no meu quarto, deitei na cama e fiquei mexendo no celular, esperando todos irem dormir. Até que as luzes se apagaram.

Esperei mais um pouco e depois abri a porta devagar e desci as escadas como um ninja.

Saí para o quintal e senti o ar fresco em meu rosto. Essa sensação durou pouco, pois ouvi um barulho em um dos fundos, era o lugar mais escondido do quintal, quem estaria lá a essa hora?

Cheguei sorrateiramente mais perto, e fiquei espiando de uma boa distância.

Era a... Nicoly? Ela estava dando uma série de socos e chutes em um tronco, o coitado já estava todo marcado. Ela está se esforçando tanto assim?

Quando eu ia me revelar para ela, eu vi o Peter saindo do outro lado. Resolvi ficar no meu canto.

Ele começou a conversar com ela. É, não vou poder treinar, pelo menos não aqui. Não quero atrapalhar o treino dela, muito menos o casal.

Voltei do mesmo jeito que saí. Entrei e deitei na cama, hoje não é mesmo meu dia!

Pov Peter

Fazia um tempo que ela estava ali, será que não se cansava? Tanta determinação, por isso eu gosto dessa garota! Ela é incrível.

Eu já estava observando ela a um tempo, não aguentei mais e fui em sua direção.

- Achei que deveria estar na cama.

- Estamos no mesmo barco, o que vc tá fazendo aqui?

Me aproximei dela, eu estava com saudade do seu beijo.

- No momento, conversando com uma garota muito linda, que insiste em resistir a minha beleza.

Ouvi sua doce risada, sorri pra ela, que retribuiu.

- Você é muito convencido não?- Ela também se aproximou, estavamos com os narizes quase colados um no outro.

- Só com quem eu gosto.

Eu acabei com a distância entre nossas bocas. Segurei em sua cintura e ela passou os braços ao redor do meu pescoço.

Pedi passagem e ela cedeu. Nos separamos devido a falta de ar, mas logo continuamos de onde tínhamos parado.

- O que vcs estão fazendo aqui fora?


Continua...



Notas Finais


Tá um pouquinho curto, mas espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...