História Feline, the wild woman - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Helena Bonham Carter, Johnny Depp
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção Cientifica, Helena Bonham Carter, Investigação, Johnny Depp, Lucy Liu, Mutantes, Policial, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe a demora!
Kkkkkk

Capítulo 24 - Crescendo como mercenária


Fanfic / Fanfiction Feline, the wild woman - Capítulo 24 - Crescendo como mercenária

Keiko respirou fundo, se preparando emocionalmente para continuar a história.

-Então, eu corri mais rápido que pude, até que cheguei em um ponto de ônibus.

*Flashback On *

A menina se escorou no banco do ponto de ônibus, cansada de tanto correr e emocionalmente exausta.

Somente quando anoiteceu, o ônibus chegou!

A menina praticamente se arrastou até a porta do ônibus, mas foi parada pelo motorista:

-Dinheiro?-Perguntou o homem de bigodes

-Não tenho nada!-Ela respondeu, sem forças

-Então desce!

-Por favor...Não tenho dinheiro, preciso sair daqui!

O homem a encarou:

-Está bem, entre logo!

Keiko deu um sorriso fraco, em agradecimento, e entrou no ônibus e achou um lugar no fundo para sentar-se,e sem conseguir dormir,seguiu viagem!

...

Keiko nunca havia ido à cidade,essa era a primeira vez!

O ônibus abriu a porta,ela desceu,as luzes daquele lugar à fascinavam. Era tão diferente do interior que ela morava.

Havia muitos comércios ali, muitas pessoas passando na rua, conversando e fazendo compras, mesmo sendo noite.

Era tudo iluminado, com predios altos, e diferente do que ela estava acostumada.

Das muitas lojas , uma em especial, lhe chamou a atenção. Uma confeitaria, de paredes pintadas de rosa claro. A vitrine exibia doces de diferentes tamanhos e formas, tão lindos, tão coloridos e apetitosos.

O estômago de Keiko roncou de fome, e ela desejou ter um daqueles doces.

Ela parou em frente à vitrine e pôs suas mãos no vidro, encarando aquelas delícias.

-Ei menina, saia já daí! Esta sujando meu vidro com essas suas mãos imundas!-Disse uma mulher de cabelo pintados de roxo.

Keiko olhou pra ela com cara de vítima...Sua melhor cara de vítima.

-Quer um doce?-Perguntou a mulher

Keiko assentiu

-Tem dinheiro?

Keiko negou.

A mulher suspirou, em seguida entrou na loja, pegou um de seus doces mais simples e deu para a menina.

-Obrigada!-Disse Keiko, com a boca cheia, comendo o doce rapidamente.

Saindo da loja, ela perambulou pela cidade, passou por vários lugares até que todos foram para suas casas, e as ruas ficaram desertas.

Havia apenas uma senhora, de roupas velhas, juntando papéis e garrafas das latas de lixo.

-Senhora?-Keiko se aproximou

-Sim?-Disse a velha, sorrindo, mostrando sua gengiva sem dentes.

-Tem algum lugar que eu possa passar a noite? Não tenho dinheiro,estou longe de casa, não tenho nada!-A voz dela estava embargada

-Pode vir comigo, e dormir na minha casa!

Keiko seguiu a senhora por um longo caminho. Eram ruas e mais ruas que elas adentravam e a beleza da cidade foi ficando para trás, agora dava lugar à casas pobres e ruas não tão bonitas.

No final da rua, havia uma casa pequena,pintada de amarelo.

A velhinha bateu na porta e um rapaz abriu.

-Vó? Chegou tarde!-Ele beijou o rosto da avó

-Trouxe uma menina pra passar a noite!-Disse ela

-Passar a noite? Nem pensar! Já tem gente demais nessa casa.

-Ela não tem ninguém! É sozinha!

-Não tem como!

Avó e neto começaram uma discussão.

Para evitar mais transtornos,Keiko se afastou!

Ela caminhou até uma rua mais distante, onde viu algumas pessoas sentadas na calçada.

Ela também sentou lá! Seria o lugar em que ela dormiria!

*Flashback Off*

-Então,você passou a viver na rua?-Feline perguntou

-Sim! No dia seguinte, a mesma senhora me procurou,disse que não conseguiu convencer o neto a me deixar ficar,mas ela queria me ajudar...Me deu cobertores e a partir desse dia, passou a me levar comida, em troca,eu ajudava ela no trabalho com o lixo reciclável. Era assim que eu ia vivendo,todas as noites eu chorava pensando em Chyio e na minha mãe...Era tudo tão triste. Até que um dia, minha salvadora apareceu... O nome dela era Akemi!

*Flashback On *

Keiko, de 13 anos, acabara o serviço com os recicláveis,e voltava para sua rua.

Ela sentou-se no chão,e sua mente lhe levou até uma época passada, quando vivia com sua mãe e era feliz.

Com essas lembranças não pode evitar de chorar!

-Algum problema, menina?-Disse uma voz feminina

Keiko olhou para ela,a mulher de alta,de cabelos negros com mexas azuis,aparentava 30 anos!

-Não é nada!-Keiko respondeu

-Anda! Me fala!

-Eu estou sozinha! Minha irmã foi morta e minha mãe está presa injustamente! Não tenho família, nem casa,nem esperança! Acha pouco?-Disse a menina irritada.

-Bem..Não é pouca tragédia! Tá afim de ir comigo até minha casa?

Keiko não respondeu,mas levantou e seguiu a mulher até em casa.

*Flashback Off *

-E então, ela me levou pra casa,tomei banho e comi! Ela me emprestou suas roupas e me deixou confortável! Por algum tempo vivemos em harmonia.

Após algum tempo, contei toda a minha história, ela não disse nada! Novamente me senti negligenciada...Até aquela noite que tudo mudou...!

*Flashback On *

Eram 02:00 horas da madrugada, quando Akemi bateu na porta do quarto de Keiko.

-Vem comigo!-Ela disse

Keiko esfregou os olhos, sonolenta,e seguiu a mulher.

Akemi a levou até uma porta no fim do corredor, a porta que estava sempre trancada.

Ela pegou a chave pendurada no pescoço e abriu a porta.

Os olhos de Keiko brilharam: Pendurada nas paredes havia diversos tipos de espadas, punhais, e armas de fogo! Keiko sorriu,maravilhada!

-São suas?-Keiko perguntou

-Sim, todas elas!

-O que você faz com ela?

Akemi puxou um distintivo:

-Agente do governo!

Keiko sorriu: Nunca havia conhecido um agente!

-Keiko,você deseja vingança?-Perguntou

-Vingança? De um dos bandidos que entrou em minha casa? Por que apenas um está vivo...

-Sim!

-É tudo o que eu mais desejo!

-Ódio e rancor não são sentimentos nobres,mas depois de tudo o que você sofreu, merece ter um momento de glória!

-Então?

-Seu treino começa amanhã!

....

A partir daquele dia Akemi treinou Keiko.

Luta corporal,espadas,e todo tipo de defesa.

Keiko não se deu bem com armas de fogo, porém, teve sucesso absoluto com espadas e punhais.

Depois de um ano de treinamento, ela estava pronta!

-Escolhe uma espada!-Disse Akemi

-Qualquer uma?

-Sim, pode escolher!

Akemi caminhou até uma espada katana:

-É essa!-Ela sorriu

*Flashback Off *

-E você conseguiu se vingar do homem?-Feline questionou

-Sim, com a ajuda de Akemi consegui localizar o bandido e pude sentir a minha espada entrando em sua carne...! Depois disso,minha fama de "vingadora" se espalhou e comecei a receber encomendas de mortes! Eram pessoas horríveis as que eu matava e aos poucos, eu não sentia mais remorso. Eles pagavam bem, e assim começou minha carreira de caçadorade recompensas!

No ano seguinte, quando eu tinha 15 anos, minha mãe saiu da cadeia e eu pude ir embora com ela! Saímos do Japão, e nos mudamos pra cá!

-A Akemi? E a senhora que lhe ajudava no trabalho com os recicláveis? Você as viu novamente?

-A senhora, eu soube que morreu a um tempo, e Akemi...Ah, Akemi está bem, ainda trabalha como agente! Esse pingente ela me deu pra nunca mais esquece-la!-Disse,mostrando seu colar.

-É lindo!-Disse Feline

-Bom....Acho que é melhor eu ir!

-Obrigada por confiar em mim pra contar essa história!

-Estamos juntas nessa! Nesse novo caminho até sermos pessoas melhores!-Keiko sorriu

Ela saiu.

Feline ficou parada. Ainda impactada com a história!

Ao que parecia,não era somente ela que já sofreu demais.


Notas Finais


Então é isso.
Espero que tenham gostado do cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...