1. Spirit Fanfics >
  2. Felinos Apaixonados . >
  3. Conversa.

História Felinos Apaixonados . - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Nossaaaa kkkkk

Mais um capítulo . Tô bem animada kkkkkk
Esse é um capítulo pequeno, então me perdoem .

Boa leitura 💜

Capítulo 19 - Conversa.


Fanfic / Fanfiction Felinos Apaixonados . - Capítulo 19 - Conversa.

O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser .

Mario Quintana 

_____________________________________

Kenma estava sem apoio no momento . Queria estar conversando com o Oikawa . Queria parar de pensar em Kuroo,  mas tendo ele na sua vista não ajudava . Queria ter coragem para ir falar com ele e resolver tudo. Estava com saudades de ter o moreno enchendo o seu saco . Ver aquele sorriso direcionado a si logo de manhãzinha . Seus pensamentos foram cortados ao chegar uma mensagem em seu celular . 

Mensagens On

Oikawa :

Yey!

Deve estar sentindo minha falta né ?

Kenma :

Eu não acredito que vou falar isso .

Queria tanto você aqui !

Estou quase surtando !

Oikawa:

Olha , não importa o que acontecer... serei um ombro para você chorar !

Você tem que falar com ele!

Kenma :

Tem razão .

Se desculpar não deve ser tão difícil né?

Oikawa:

Sempre tenho .

Não é .

Mas se confessar sim !

Kenma :

Não vou me confessar !

Oikawa:

Se acontecer alguma coisa  , não exite em me ligar . 

Irei te buscar na hora . 

Kenma :

Obrigado .

Oikawa :

Respira fundo e vai que é tua , amiga !

Kenma :

Não me chama assim !

Oikawa

Beijos Kira ♡

Adorei o jogo hoje !

Mesmo que eu tenha perdido .

Kenma :

Nem sei como vencemos ;-; 

Mensagens Off 


Apesar de tudo , Kenma errou alguns levantamentos que eram direcionados a Kuroo que por sua vez errava na hora de cortar. As vezes a defesa ficava cheia de buracos. Mesmo assim venceram. Podiam sentir o clima entre os dois . Sabiam que Kuroo não tomaria a iniciativa pois estava cheio de ciúmes - não que tivessem percebido - e muito irritado. A última opção era Kenma. Fechou os olhos e respirou fundo.Tirou coragem de algum lugar :

- Kuroo ...- Chamou baixinho puxando a barra da blusa do maior que conversava com Inouka de costas para si . O moreno parou de conversar e olhou para quem o chamava. Apesar de saber perfeitamente só pelo tom de voz queria confirmar se não estava errado .

- Sim? - Falou seco , o que causou um certo avoroso no estômago do pequeno . Estava cada vez mais inseguro . 

- P-podemos c-conversar? - Se xingou mentalmente por gaguejar . Estava nervoso demais e com vergonha demais . Sentia o coração na garganta e provavelmente  estava corado.

- Agora você quer conversar !?- Perguntou irritado .- Passou dias me evitando e fungindo de mim como se tivesse devendo , para depois chegar todo manso pedindo para conversar? - Kuroo estava com raiva e tinha motivos , mas também estava cego de ciúmes . Kenma também tinha motivos para fazer o que fez, mas não é como se Kuroo soubesse .

Ao verem a tentativa de Kenma e a irritação de Kuroo perceberam que precisavam deixá-los a sós . O time foi em direção ao vestiário. Apenas os dois um de frente para o outro . Kenma não sabia se ficava feliz por não ter ninguém ali ou se ficava desesperado por não ter ninguém ali .

- Como eu começo isso ...- Murmurou baixinho .- Sinto que vou devolver meu café da manhã...

- Vamos , estou esperando . - Kuroo diz um pouco mais calmo. Era difícil ficar irritado ao ver aquela "coisinha" fofa segurando a barra da sua camisa com o rosto corado. Kuroo não é de ferro .

- Eu queria pedir desculpa por te evitar esses dias . - Kenma começa .- Eu estava precisando pensar , estava acontecendo tanta coisa e...e...Desculpa .

- Bom ... Vejo que não sentiu minha falta.- Ao ouvir isso Kenma arregalou os olhos. Isso era mentira ! Se pudesse morrer de saudade já estaria a 7 palmos de baixo da terra . - Já fui até substituido .

- Que !?- Kenma aumentou o tom de voz.- Do que você tá falando ?

- Do Oikawa . - Kuroo diz sem esconder a raiva ao falar tal nome . Kenma quase riu e quando menos percebeu , as palavras saíram da sua boca .

- Nunca eu conseguiria substituí-lo , sendo que meu maior medo é te perder .- Kenma diz e ambos ficaram surpresos. Nunca fora de dizer seus sentimentos assim . Precisava parar ou não iria conseguir se controlar !

- O-oque ? Isso é sério? - Kuroo pergunta envergonhado mas não teve resposta .- Kenma , porque esse tempo todo você ficou de cabeça abaixada? - Kuroo perguntou curioso . Kenma mesmo com vergonha ou com raiva , nunca abaixava a cabeça . O pequeno apenas balançou a cabeça negativamente . - Ei , olha para mim ?

Nem havia percebido . A todo momento Kenma apenas olhava para seus próprios pés . Também nem perceberá que ainda segurava a blusa do maior . Como olharia para aqueles olhos sem lembrar da maldita frase? Como olharia para ele sem sentir mágoa ou um pouquinho de repulsa ? Poxa ! Ele o ama e saber que Kuroo dormiu com outra pessoa já doía muito , mas saber que era alguém do ciclo de amizade dele , doía muito mais . Sentia raiva de si mesmo por não olha-lo nos olhos . Não sou assim . Ele pensava . Era fraco demais para encarar o Moreno a sua frente e isso o deixava triste .

- N-não dá! - Kenma grita um pouco alto . Um bolo estava se formando em sua garganta . Sentia falta de ver aqueles olhos cor avelã , mas sabia que no momento os olharia com decepção e não queria isso . - Eu não consigo! Eu não posso !

Bom se a montanha não vai até Maomé, vai Maomé a montanha. Kuroo queria entender o porquê do pequeno evita-lo por dias e não conseguir nem olhar para si . Sentia-se uma aberração . Colocou um joelho no chão se apoiando no próprio. O pegou pelo queixo com leveza e inclinou para ver sua expressão . Um aperto no peito veio junto com um sentimento de culpa . Os olhos marejados e mágoa no olhar . Os mesmos olhos daquele dia.

- Kenma, você estava assim no dia em que saiu correndo na chuva.- Kuroo afirmou .- O que eu fiz para te deixar triste ?

- V-você não fez nada de propósito , então deixa para lá.- Kenma se desesperou . Olhava para qualquer lugar da quadra menos para o moreno ajoelhado a sua frente .

- O que eu fiz ?- Kuroo perguntou novamente . Kenma espremeu os olhos com força e apertou o punho . A frase veio em sua mente querendo atormenta-lo . Sacudiu a cabeça tentando espantar tal frase . Abriu os olhos e encontrou uma parede totalmente branca . Como não havia visto ela antes ? Tão bonita !

- E-eu N-não quero falar sobre isso ! - Kenma afirmou com um olhar de pura raiva. Sentia triste, medo , raiva , ódio, repulsa, decepção e algo que Kuroo não conseguia indentificar . Quando foi que você se tornou tão bipolar ?

- O que foi que eu fiz Kenma ? - Não obteve resposta . Kenma desviou os olhos para outro lugar. - PORRA KENMA ! - Gritou assustando o pequeno e até os amigos que estavam se trocando no vestiário . Rezavam para que ficassem bem . Não ouviam a conversa mas estavam atentos para qualquer grito de socorro.- Porque não diz o que eu fiz!? Parou de falar comigo , não consegue nem olhar para mim , vejo mágoa nós seus olhos e eu nem sei porque! Me diz ! Me diz, oque eu fiz ? Eu tô desesperado!- Nada . Sua paciência estava se esvaindo e isso não era um bom sinal.- Aparece com um novo amigo e finge que sou invisível! E agora não consegue olhar para mim ? Fiquei invisível de novo !? OLHA PARA MIM!

- Se eu olhar apenas sentirei raiva e tristeza! - Kenma esbravejou irritado .- Eu quero apenas te pedir desculpas !

- Eu não vou aceitar sua desculpa enquanto não me dizer o motivo de você estar assim . - Kuroo diz firme .

- Assim como !? - Kenma perguntou . Kuroo não era o único que estava perdendo a paciência . Pedir para que um raio caísse em sua cabeça , era pedir muito ? Ou que um buraco no chão se abrisse? Só queria sair correndo , mas seu corpo não deixava . Suas pernas quase não se manteram em pés quando a mão de Kuroo o segurou pelo queixo . A mão que agora balançava lentamente ao lado do moreno . Queria que ela voltasse para seu rosto . Quando foi que Kuroo começou a fazer tanto efeito em si ? Tinha correr ! Iria falar demais e perderia quem mais amava no processo .

- Me olhando com decepção como se eu tivesse matado alguém!-Kuroo estava ficando mais triste .

- Talvez você tenha matado ! - Gritou tão alto que qualquer pessoa que estaria perto dali ouviria . Kuroo se assustou e Kenma abaixou o tom em um murmuro que apenas o moreno poderia ouvir .- Porque um pouco de mim morreu .

O técnico estava apreensivo, os gritos estavam cada vez mais altos e mais irritados . Se não era Kuroo que gritava , era Kenma . Todos já estavam se preparando para entrar ali e ajudarem a se acalmarem mas arregalaram os olhos ao ouvir uma voz chorosa fazendo-os impedirem de se mexer . 

Kuroo ao ouvir aquilo sentiu algo muito ruim . Oque tinha feito ? Eu o matei ? Como !? Quando!? Sentiu sua garganta fazer um nó e seus olhos arderem como nunca antes . Odiava discutir com Kenma pois sempre se sentia horrível .

- O-oque você tá dizendo !? - Kuroo perguntou com a voz embargada .- E-eu N-não estou entendendo ! M-me explica isso direito ! Eu não lembro te ter feito algo para você se sentir assim!

- E oque você sentiria ao ouvir a pessoa que você mais ama no mundo dizer que dormiu com outro ?


Notas Finais


Gente seis já comeram pizza de pão de alho ? Fiz ontem de noite . Bom para caralho ! Seriao kkkkkkk

Eu estou com esses capítulos prontos a décadas kkkkkk Vou continuar mantando vocês de ansiedade .




Spoiler:
Kenma perdeu a aposta mas mesmo assim ganhou o Playstation 4 pois Oikawa ficou com dó kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...