1. Spirit Fanfics >
  2. Femboy >
  3. Ta me matando.

História Femboy - Capítulo 13


Escrita por: e tsukiaa


Notas do Autor


Hello bro's and sis's, ent eu escrevi esse cap em visão total de saiko. Vai passar bastante tempo aqui.

Tava escutando uma música enquanto escrevia e vou recomenda-la a vcs.

505 - arctic monkeys

Essa música é mó foda.
Boa leitura 🍫🍫

Capítulo 13 - Ta me matando.


Saiko on (no mesmo dia do cap anterior) 


Estava indo pra escola, o vento gélido batia na minha cara e... EU NÃO ENTENDO PORQUE FALO COMO SE ESTIVESSE ALGUÉM ESCUTANDO!! Enfim. O vento gelado bate na minha cara, porra ta frio! Pelo menos é só meu nariz que ta vermelho. 


Vejo ycaro saindo da padaria com sua irmã e o André – acho que esse é o nome dele –, eles pareciam estar comendo chipa. Por algum motivo eu fiquei me sentindo desconfortável com isso. Eu não deveria me sentir assim. 


Apresso o passo e vou quase correndo pra minha sala. Me sento bruscamente na cadeira do fundo e encosto minha cabeça na mesa. Acho que chamei atenção até demais. 


— Migo? Ta bem? — a voz de skii preenche meus ouvidos

— Não. Acho que não. — respondo virando meu rosto pra ela 

— Quer me contar alguma coisa? — chega perto de mim e deita no meu ombro

— Eu me sinto estranho perto de alguém

— Quem? 

— Do ycaro

— Como você se sente? 

— As vezes parece que vou desmaiar e meu coração acelera. E hoje me senti meio desconfortável quando ele tava com o amigo dele. 

— Você gosta dele. Você pensa muito nele? 

— As vezes — ela se levanta e se agacha na minha frente

— Você está fodidamente apaixonado por ele. 

— C-Como? — estou corado. Que raiva, por que eu to assim? 

— Eu me sinto assim com a Ingrid, e minha mãe falou q era assim que alguém está apaixonado. 


Encarei ela e a abracei. Eu não queria me apegar a ele, eu não deveria me apegar a ele. Eu sabia que iria acontecer isso mas não tão cedo, isso tudo foi em um mês! 


Soltei ela e esperei o recreio chegar. 



⋆ ˚。⋆୨୧˚ ˚୨୧⋆。˚ ⋆



E novamente o vento agredia meu rosto. Estou no terraço e isso me deixa mais calmo. Sempre fico aqui quando brigo com alguém ou quando preciso pensar, e é esse o caso.


Fico encostado no para-peito e olhando as pessoas lá embaixo. Até que vejo uma cabeleira loira com um menino com quase sua altura. Olho melhor e a pessoa se vira... 










Era uma menina do grupinho das patricinhas do segundo ano, e estava com seu namorado. 


Que alívio! Pensei que fosse ele. 



Um dia depois


Meu Deus! Ele começou a falar com mais pessoas! 


Outro dia depois


Ele ta começando a lanchar com muitas pessoas e isso me assusta. 


Dois dias depois 


Ele ta falando demais com um cara. To muito incomodado com isso. 


Três dias depois


É oficial. Ver o ycaro com aquele garoto ta me matando. Eles parecem tão próximos que acho que são até um casal. 


Eu queria ta ali. No lugar do garoto desconhecido. Me sinto na necessidade de falar algo. O garoto coloca a mão na coxa do meu ycaro. Isso mesmo! MEU! Vou até lá e cutuco o loiro. 


— Ah oi saiko — ele pareceu triste ao falar meu apelido

— Oi. Preciso falar com você — ele o olhou o outro garoto

— Eu to ocupado — volta seu olhar pra mim. Não digo nada, apenas o puxo pra um canto afastado. Acho que ele ficou bravo — Ei! Me solta! Ta machucando! 


Prendo ele na parede e olho em seus olhos. Eles pareciam sem brilho, também sinto os meus assim. Tenho que dizer algo... É, é isso. 


— Yca- — paro de falar ao ver ele com olhos molhados 


Notas Finais


Oq será que ele vai falar? Diquinha: será inspirada em uma música muito boa, eu gosto muito, é do Cazuza e da bebel(descubram se quiser)

Vc gostariam de uma playlist de música pra essa fic? Seria no Spotify 👉👈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...