1. Spirit Fanfics >
  2. Femboy >
  3. Carinho

História Femboy - Capítulo 20


Escrita por: e tsukiaa


Notas do Autor


Mdsss meu primeiro lemon 🍋💚 kkkk deve ta uma merda bem bosta. Aproveitei q chegou a 50 favoritos e pensei em fazer o lemon, aliás obrigada :33 e como tmb é cap 20 eu pensei em mostrar uma foto minha q tirei já faz um tempinho.

Hj eu fiquei cantando Pablo Vittar com minha mamis, aquela, vai passar mal viro sua mente com meu corpo sensual. Legal né? :·)
Acho q ficou meio longo né? Bom aproveitem pq é difícil pra mim kkk

Boa leitura 🍪✨

Capítulo 20 - Carinho


Fanfic / Fanfiction Femboy - Capítulo 20 - Carinho

🍋💚💛


Estamos chegando da escola, já passou uma semana no ocorrido do hospital. Acredito que ela e a Fran já estou melhor, voltando a se falar mais mas não como antes, ainda é meio pouco comprado antes. Só quero ver um beijo delas, um beijo não selinho, aquele beijo legal sabe? Mas isso não será possível no memento 😔. 


Bom como sempre eu estou indo pra casa do Rodrigo com ele, quer dizer, nós vamos no shopping fazer umas compras segundo ele. Então só estamos indo pra casa dele pra nos trocarmos. 


Chegando no shopping, comemos e meio que passeamos. Até que depois de um tempo ele me levou pra um... Sex shop?! (N sei se ta certo, faz tempo q n leio fic assim) To passado (〇o〇;). Ele me olha e sorri.


— Pode pegar o que quiser

— Mas... Como assim? Do nada me leva até aqui? 

— É que meus pais vão chegar amanhã e eu queria aproveitar, se não quiser não precisa. 

— N-Não, tudo bem. Eu tento procurar algo 

— Ok. Eu também vou procurar uma coisa — ele vai até algum lugar 


Vou andando por aqui. Eu to bem confuso e envergonhado aqui, a maioria aqui é mulher e algumas me olham estranho. 


— Querido, precisa de ajuda? — uma atendente aparece do meu lado

— Acho que preciso sim. Bom, vai ser a minha primeira vez com meu namorado e ele falou pra eu escolher alguma coisa. Mas eu to meio confuso. 

— Entendi — deu um sorriso amigável — você é o passivo? 

— Ehh sim.? — acho que soou mais como uma pergunta 

— Ok, vem comigo


Apenas sigo a moça, no início eu fiquei com mais medo. Até ver algumas algemas fofinhas, acho que fiquei um pouco mais calmo, continuamos andando e chegamos em uma parte cheia de chicotes, aquelas coleirinha, corda e outras coisas, voltei a soar frio. Chegamos em uma outra parte, dessa vez com roupas. 


— Olha, as mais comuns são essas, estudante japonesa, gatinho... Qual quer? 

— Eu... Você pode escolher? Eu ainda não consigo, é meio vergonhoso pra mim

— Ok. Eu escolho, você experimenta, me mostra e se quiser compra. — assinto e vejo ela olhar as roupas — Aqui, essa de coelhinho e essa bem fofinha. Ali são os provadores. — aponta pra onde tem cabines e cortinas 

— Você me espera né? 

— Sim


Entro na cabine e deixo as roupas no banquinho que tinha lá. Tiro minhas roupas, coloco primeiro a rosinha, era só uma roupa de estudante rosa bebê, eu gostei dessa. Não é tanto tanto, é bonitinha. Abro a cortina é ela ainda estava ali, e quando me viu me olhou de cima a baixo. Droga! Que vergonha! >///<


— Nossa, ta lindo. Eu acho que ele vai gostar, a outra ele também possa gostar. É um pouco mais... Ousada? Bom, depende do seu ponto de vista. Se quiser ajuda pode me chamar que eu ajudo. 


Volto e tiro a roupa de novo. Não gosto muito de experimentar por causa disso, tenho que me trocar toda hora. Pego a outra roupa, meu Deus! Hoje eu morro de vergonha, não é possível! Coloco a roupa, é um short curto, bem curto mesmo, metade de uma camisa social sem as mangas(?) com a parte da gravata, uma grava borboleta, suspensórios, e só. Não tem como eu ficar assim na frente do Rodrigo sem sentir vergonha. 


Saio do provador e ela me olha espantada, céus como estou nervoso. 


— Como.? Poucas pessoas ficam realmente boas nessa roupas mas você... Ta muito gostoso! Se eu fosse homem comia. Ele vai amar! — ela me abraçou e deu pulinhos de alegria, eu só acompanhei ela sem entender — Essa vai ser de brinde por ser a primeira vez de vocês! 

— An? Eu vou me vestir de volta 


Volto pra lá novamente e me troco novamente, dessa vez pra minha roupa normal. Saio de lá segurando as roupas meio dobradinhas, e quando saio de lá me deparo com o Rodrigo me olhando. Será que ele viu?! >///<


— Qual escolheu? 

— E-

— Não fala! — a moça que me atendeu me interrompeu — Você só vai descobrir lá — colocou seu braço envolta dos meus ombros — E você trate de usar a última que provou, lembra ela é brinde pra você — sussurrou no meu ouvido 

— Ok — sussurro de volta


Fomos até o caixa que tinha lá e ele pagou tudo. Eu ainda to com vergonha, eu vou fazer "aquilo" pela primeira vez e vai ser com saiko! Eu to muito nervoso com isso, bom eu sei que hoje ele vai jogar, e~ ... Pera o que? 


Sinto minha mão ser segurada e aquecida, bem que minha mão tava gelada. Eu sei que era o Rodrigo então só deixei e olhei pra ele com uma sorriso fofo. 



⋇⋆✦⋆⋇ 



Ele trancou a porta de casa e pediu pra eu ir tomar banho e depois me vestir. Fui no banheiro do quarto dele mesmo e peguei a roupa. 


Comecei a me despir e entrei na banheira que tinha ali. A água tava quentinha, tão gostoso(。>‿‿<。). Termino o banho, me seco e visto a roupa. Me olho no espelho. 


É tão estranho, tipo, é meio desconfortável mas não deixa de ser bonito né? Abro o porta e o olhar do saiko é direcionado a mim, ele ficou me olhando mas voltou a olhar sua tela quando percebeu que quase morreu. Me sento na cama e abraço meus joelhos, é vergonhoso demais! >.< 


Ele fechou o jogo e veio até mim e me abraçou de lado. 


— Você tá lindo. Quer mesmo fazer isso? 

— Eu quero. Mas tenho medo do que pode acontecer ou sei lá 


Ele me puxa pro seu colo. Meu Deus acho que virei um tomate!! Ele levantou e pegou uma... Algema?! De novo vejo isso hoje! Ele prende minhas mãos, meu Deus to suando frio de novo. 


(Mds to com meu vergonha de escrever aaaa) 


— Fica de quatro (EU VO MORRER) — obedeço ele, e coloca um dedo ali, tipo, doeu. Que desconforto. Depois ele coloca mais um, gente isso dói muito jesuuus. Já to até chorando. 

— I-Isso d-dói — abaixo minha cabeça continuo a chorar baixinho

— Calma, já vai para de doer — ele continuou ali, agora que ta começando a parar, mas demora esse negócio de parar de doer

— Ahn — será que ele ouviu? Ai, com certeza ele ouviu! Que vergonha! (Eu to junto) 


Ele tirou os dedos e eu meio que gemi manhoso? Corpo o que você está fazendo?! Ele pegou minhas mãos e passou pela sua cabeça, deixando em sua nuca. 


— Se doer muito pode puxar ta? Não tem problema. — colocou as mãos no meu quadril 

— Parece que vou cair! — eu to desesperado! 


Ele colocou "aquela coisa" em mim. Eu gritei. E como não gritar?! Parece que eu to rasgando no meio! Isso dói mais que os dedos com muito certeza. Puxo minhas mãos bem forte, ele da beijinhos no meu pescoço que faz cócegas e a dor parou um pouco e ele começou a se movimentar. Não vou mentir, isso é bom, muito bom até mas ainda dói e machuca. 


Um tempinho passou e eu não sentia mais dor, só prazer e não paro de gemer. Corpo, por que? Cordas vocais, por que? Ele também gemia, só que rouco. Eu não entendo, sempre quando os semes de história gemem é só rouco, nada mais >:3. Ele ia rápido e eu to com os olhos revirados, tipo ahegao? 


Sinto algo me preencher. Amanhã eu vou estar com a voz rouca isso eu tenho total certeza. Que sensação boa, que bom que ele não viu meu rosto porque eu estou tão vermelho que até os tomates iriam me confundir com um deles. 


Nos deitamos e quando eu percebi que parou minha vermelhidão eu me virei pra ele e o beijei, depois dormimos abraçados. 



⋇⋆✦⋆⋇ 



Autora on 


Os dois adultos chegaram em casa mais cedo do que esperavam. E aproveitaram isso pra poderem jantar com seu filho. A mulher arrumou um jantar bonito e chique. O homem foi chamar seu filho. Foi até a porta do menino e não ouviu nada vindo de dentro. 


Quando abriu a porta seu sorriso desapareceu. Só não queria que fosse isso. Seguiu até a cama, retirou o cobertor e uma raiva o tomou. 


— QUE PORRA É ESSA?! — os meninos acordaram assustados e ycaro se cobriu ao ver um cara lhe encarando com uma raiva mortal. 


Notas Finais


AAAAAAAAAA que vergonha, eu sei q ta merda ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...