1. Spirit Fanfics >
  2. Femboy >
  3. Culpa

História Femboy - Capítulo 49


Escrita por: e tsukiaa


Notas do Autor


Roi escrevi agr esse cap. Tão incrível, amanhã a noite vou começar a sangrar e agr to com cólica pqp. Quero comer doce mas n posso *resmungo* alguém me mataaaa

Cap um pouquinho n sei, eu to me lembrando do byul(love Is an illusion) quando falo do Diego kkkkk

Boa leitura ❤❤ amo vcs

Capítulo 49 - Culpa


Novamente almoçando, dessa vez to conseguindo comer mais só porque ontem não comi nada. Nós pedimos Spoleto no ifood e agora estamos esperando o motoboy chegar. 


Eu no sofá bem pleno deitado de bruço mexendo minhas pernas no ar. Uau. O Diego sentado no cercadinho dele enquanto mexe nos bichinhos dele, como a lon lon (lontra) e meu elefante rosa. Será que a personalidade vai ser parecida com a minha? 


Ele só me olha e estica o braço. Pra que? Por que? Ele não deve estar me chamando né? Acho que não, nem acho que ele goste de mim. Se eu não consigo ficar perto dele imagina ele comigo! 


A campainha toca e Rodrigo vai atender já com o dinheiro na mão. Vou passando os canais até achar algo legal, acho um canal passando Phineas e Pherb(n lembro o nome foi mal) e deixo nele.


Um tempo depois a porta fecha e o controle não está mais na minha mão e na minha frente ta o saiko. 


— Coloca no jornal

— Que? Por que? É chato

— Sei lá acho que vai passar algo importe 


Ele põe e me ajuda a levantar e ir pra mesa. Me sento de uma maneira melhor e coloco uma boa quantidade de macarrão no meu prato. 


— Hoje um menino chamado Noah Martins(???) foi encontrado enforcado morto em sua provável casa. Junto a ele tinha uma carta dizendo "Querido ycaro, sei que esta ouvindo isso, você me fez fazer isso. Eu sempre te amei, mas você recusou e olha o que fez, você matou uma pessoa".... 


Deixei meu prato cair. Rapidamente desligou a TV e correu pro meu lado. 


— E-Eu m-matei a-alguém. 

— Você não matou. 

— Matei! 

— Você não matou! 

— Eu posso matar mais alguém! Eu não quero matar ninguém! Não posso matar! E se fizer algo com o nosso filho?! Ele é uma das pessoas que você mais ama! 

— Você não vai fazer nada com ele. Calma. — me abraçou forte

— Sai! Não quero fazer nada com você! — dou socos fracos — Fica longe de mim — começo a chorar baixinho 

— Nunca 


Me sinto se levantado e me vejo em suas costas. Começou a andar e pra não cair me agarrei nele. Me deitou no sofá e ficou em cima de mim com seus braços me prendendo, apenas abraço sua cintura com minhas pernas e seu pescoço com meus braços. 


Fecho os olhos e tento me acalmar. 


Notas Finais


To com 218 seguidores só seguindo pessoa q segue de volta uauu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...