História Férias - Hayes Grier and Nash Grier -PARADA- - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack & Jack, Nash Grier, Sam "Wilk" Wilkinson, Shawn Mendes
Personagens Hayes Grier, Nash Grier, Personagens Originais
Tags Hayes Grier, Nash Grier
Visualizações 42
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Saúde!


P.O.V.Igor Rodrigues

Válerie estava subindo as escadas, e nos trocamos olhares, digamos que.. fiquei um pouco aborrecido pelo meu eu do passado que foi tão burro por não ter escolhido essa mulher! 

Eu queria voltar no tempo, quando ela ainda gostava de mim, só para eu poder tê-la. 

Ia descer as escadas quando Válerie pareceu está tonta, ela já tinha virado de costas e de repente quase caiu, a sorte dela eu está ali. E sorte minha ela cair em meus braços, não daquele cara, que eu nem sei o nome!

Segurei sua cintura e perguntei - você está bem? 

Válerie - n-não - e apagou de vez

Não sabia o que fazer, apenas peguei a mesma no colo, e desci as escadas, fui até o portão da escola, e quando o porteiro viu que ela estava no meu braço estranhou, mas logo abriu o portão e pude sair, indo em direção ao meu carro

Coloquei Válerie no banco de trás, e senti alguma coisa vibrar, era o celular da mesma, era de um tal de "daddy". Será que é o pai dela? 

Sentei no banco de motorista ( sim, eu tenho carteira), ainda com seus celular nas mãos, liguei o carro e sai da escola

A estrada é longa até um hospital próximo. Então, resolvi ligar para o "pai" da Válerie, com muita dificuldade descobrir a senha dela. E que senha!

" Grier "

Como eu soube? No celular dela, na tela de bloqueio tem uma mensagenzinha " Este celular pertence a Válerie Smith futura Grier 💙 ". Eu so liguei os pontos.

Diria que está mensagem está errada, devia ser " Este celular pertence a Válerie Smith futura Rodrigues ". Com certeza Grier é o sobrenome daquele cara

Igor seu idota! 

Pensei e percebi que já tinha chegado no hospital. Tá, nem foi tão longe assim. Respirei fundo e vi Válerie pelo retrovisor, ela estava pálida e eu me desesperei. Saí do carro o mais rápido que pude, peguei a mesma no colo e entrei

Igor - moça! Moça! Emergência! - disse quase gritando e a moça que devia uma enfermeira, pegou uma maca e coloquei Válerie lá

Fomos até um quarto do hospital, e a moça trancou a porta.

Fiquei esperando na sala de espera, e lembrei que ainda não tinha ligado para o pai de Válerie

* Ligação on *

1 toque - e atendeu. Eficiente, pensei

Daddy, vulgo Hayes - Oi, amor, não devia está em sala? - nesse momento estranhei o pai da Válerie chamar ela de "amor"

Válerie, vulgo Igor - alô? É o pai da Válerie?

Daddy, vulgo Hayes - não, é o... - pensou um pouco - bom.. 

Igor - enfim.. seja lá quem for você, estou ligando para avisar que se você for da família de Válerie, ela esta agora em coma, por sei lá o que.. e estou cuidando dela

Daddy, vulgo Hayes - QUEM É VOCÊ?? - ele gritou e eu me assustei - VOCÊ É O IDIOTA, BABACA, QUE QUEBROU O CORAÇÃO DA MINHA GAROTA, AQUELE TAL DE IGOR?

Igor - sim, sou eu.. e você deve ser o idiota, babaca que roubou meu lugar, pode me dizer seu nome?

Daddy, vulgo Hayes - MEU NOME É HAYES, E JA ESTOU INDO PARA O HOSPITAL, SE VOCE TOCAR UM DEDO NELA VOCÊ VAI VER! - continuou gritando e eu revirei os olhos

Igor - você sabe, pelo menos que hospital estarmos? 

Hayes - não... Mas você vai falar!

Igor - eu? - ri - não, eu não! Descobre sozinho daddy - desliguei na sua cara

* Ligação off *

Logo que desliguei, fiquei tenso.

Onde será que ela conheceu esse cara?

 Eu fui tão burro, preciso da Válerie de volta!

Vou reconquistar ela.

E NINGUÉM vai tirar ela de mim!

[...]

P.O.V.Válerie Smith

Acordei meio tonta e abri os olhos lentamente, eu não reconheci o local logo de cara, mas depois de analisar bem, estava em um quarto. E de hospital

Só agora que vim reparar que tinha uma moça anotadando algumas coisas em um caderno

Válerie - ola? - tentei ser amigável - pode me dizer onde estou?

Moça - ah, Olá! Vejo que você acordou - deixou seu caderno em cima da mesinha que tinha ali e veio na minha direção -  você está em um hospital, você passou mal, e desmaiou no colo do seu namorado - Oi? 

Válerie - namorado?

Moça - sim, o rapaz que está na sala de espera - franzi o cenho - come você se sente?

Válerie - na verdade, eu não sei... Estou um pouco cansada e estou com muito enjôo

Moça - é como o esperado..  - parou para pensar - seus exames de ultrassom vai estar saindo logo, logo... Você vai ter que ficar aqui até os mesmos ficarem prontos - assenti

Válerie - a senhora pode me dizer, o que está causando tudo isso?

Moça - estamos suspeitando de gravidez - arregalei os olhos - o que foi? É virgem? - neguei com a cabeça - me desculpa senhorita, mas é a única razão para esses enjoos, só que é um pouco estranho vim acompanhado de desmaios

Válerie - tudo bem.. só que eu acho que estou muito nova para ser mãe!

Moça - olha meu bem, você vai me prometer uma coisa... Se isso for gravidez mesmo, peço que não aborte, ame essa criança, e se o pai não quiser assumir.. sorte sua, aí você vai poder criar uma mulher ou um homem com muito amor, e no futuro, vai ser realmente uma pessoa que você vai se orgulhar

Válerie - obrigada e eu prometo! - a mulher foi até a porta

Moça - vou chamar seu namorado, ele estava bastante tenso quando você chegou, descanse - sorriu amigável e retribui o gesto

Engraçado..  não me lembro de Hayes ir na escola hoje. 

A única coisa que eu me lembro, foi de Igor me segurando pra não cair. O que....?

- olá! - Igor apareceu na porta e merda, só podia está tendo um pesadelo.

Válerie - o que você está fazendo aqui?

Igor - você não se lembra? Estava subindo as escadas e do nada desmaiou em meus braços

Válerie - sim, disso eu me lembro - a abaixei a cabeça

Igor - como está se sentindo?

Válerie - ah.. eu tô meio enjoada.. e... Com medo

Igor - medo? Medo de que?

Válerie - do que vai acontecer depois que eu sair daqui - levanta cabeça e encarei seus olhos

Sorri ao lembrar de que se eu tivesse os meus 11 anos novamente, os nossos olhares iam significar, sei lá... Amor (?)

Válerie - só está você aqui ou...? - tentei fugir dos meus pensamentos

Igor - só eu! - me cortou

- E EU!! - Hayes apareceu na porta com uma feição brava. Sorri aliviada 

Válerie - Hayes! Onde estava?

Hayes - em casa, mas poderia está aqui com você se esse panaca, tivesse me contado que hospital estava - olhei para Igor e o mesmo revirou os olhos

Válerie - Hayes, uma enfermeira disse que isso pode ser..  - engoli o seco - bom... É...

Hayes - fala logo - abri a boca para falar mas, o mesmo me cortou - espera! - olhou para Igor, que mantia seus olhos para mim - você pode se retirar? Quero conversar com minha namorada - pelo o que eu saiba eu não era sua namorada ainda

Ri e Igor saiu, mas antes me deu um " com licença "

Hayes - ok, pode dizer - travei

Vamos Válerie, não pode ser tão difícil assim! É só dizer... Que talvez seja uma futura gravidez.

Válerie - a enfermeira disse que está imprimindo o ultrassom e que estou indo muito bem, talvez seja alguma coisa que eu comi, e também pode ser stress - menti e os mesmos cerrou os olhos

Hayes - olha.. não acreditei no que você disse, mas , eu respeito se você não quiser contar... Saiba, que estou aqui com você para sempre, tá bom? - assenti - eu te amo, válerie

- com licença, senhorita seu namorado está lá for... - parou de falar quando viu Hayes - você é quem?

Hayes - me chamo Hayes Grier

Moça - você é parente dela?

Hayes - bom... Sou seu namorado

Moça - ué - sua cara ficou confusa - e o rapaz lá fora, senhorita Válerie?

Válerie - ele não é meu namorado - ri - e nem esse aqui - ri mais

Moça - enfim seus exames estão aqui, eles falam que você está com uma saúde ótima! E a ultrassom indicou que você não está grávida, aliviada?

Válerie - talvez, um pouco 

Moça - você está liberada, pode a levar para casa, e juizo vocês dois - riu e saiu da sala

[...]


Notas Finais


Desculpa os erros gramaticais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...