História Férias - Hayes Grier - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack & Jack, Nash Grier, Sam "Wilk" Wilkinson, Shawn Mendes
Personagens Hayes Grier, Personagens Originais
Tags Hayes Grier
Visualizações 63
Palavras 889
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa os erros gramaticais, esse tá pequeno, mas vai ter mais

Capítulo 25 - Capítulo 25


P.O.V.Válerie Smith

Válerie - Muito Obrigada Igor, não sei o que seria sem você - disse entrando na sala e vendo o mesmo tenso, olhando para o nada

Igor - tudo por você - ri envergonhada

Hayes - se você fizesse tudo por ela, era você que estaria no meu lugar

Igor - eu era uma criança Hayes

Válerie - ok neh, passado é passado. Você está com a Eduarda e eu estou com Hayes - vi pelo canto de olho Hayes soltar um sorriso

Igor - Qual é eu nem gosto mais da Eduarda! - franzi o cenho - se você me dar mais uma chance, eu prometo te fazer a mulher mais feliz do mundo 

Hayes - qual seu problema?? - aumentou seu tom de voz

Válerie - ok neh, vamos indo embora, e obrigada novamente Igor - falei tentando mudar de assunto, e puxando os braços de Hayes, para fora do hospital

Hayes - isso ainda não acabou, você escutou? - escutei Hayes sussurrar para Igor,  e o mesmo deu uma gargalhada, mas fingi que não ouvi,  Patético.

Saímos do hospital e fomos em direção ao carro de Hayes, entramos em silêncio e permanecemos assim a alguns minutos. Até que o mesmo resolve se pronunciar

Hayes - você ainda não me disse o que estava fazendo com ele

Válerie - bom... Estava na sala de aula, estava tudo indo bem, até que comecei a sentir algumas dorzinhas, e me deu vontade de vomitar, eu fui no banheiro joguei tudo que era para jogar, resolvi ir para a direção, para poder ir para casa só que quando eu ia subindo as escadas, Igor estava vindo na direção oposta e quando cheguei no último degrau, desmaiei no seus braços - falei apressada e quando terminei tentei recuperar o fôlego

Hayes - bom saber que ele gosta de você - batia os dedos no volante

Válerie - isso é loucura...

Hayes - como assim? - se virou para mim

Válerie - a única coisa que me interessa é gostar de você - ele sorriu e se virou para frente voltando a dirigir

Sorri também, e o resto do caminho foi em silêncio, só que um silêncio agradável.

Hayes - você vai para a casa ou...

Válerie - olha Hayes, não quero ser ingrata mas, eu preciso ir para casa.. estou meio enjoada ainda

Hayes - tudo bem, eu cuido de você - olhei para ele e deixei um sorriso bobo escapar - quer dizer... Se você quiser - me encarou

Válerie - seria um prazer...

Passou uns minutos e chegamos na minha casa. Descemos do carro, e caminhei até a porta, de repente Hayes me pegou no colo e tocou a campainha

Válerie - Hayes seu louco!!

Hayes - hoje você vai ser minha paciente - mamãe abriu a porta desesperada

Mãe - meu Deus Válerie!! Estava começando a ficar preocupada com você

Válerie - eu estou bem mãe, não se preocupe - falei tentando passar calma para a mesma

Mãe - Olá Hayes - Hayes sorriu como resposta - estou muito feliz por saber que realmente se importa com minha filha

Hayes - sua filha se tornou um vício para mim, Sra.Smith - mamãe sorriu, e eu fiquei lhe observando

Mãe - entrem - deu espaço para entrarmos, Hayes pediu licença e logo me levou para o meu quarto

Ele abriu a porta, e me colocou na cama. Ia me levantar para tirar meu tênis, mas o mesmo me brigou

Hayes - pode se deitar, senhora Grier! - obedeci o mesmo e ri

O mesmo tirou meus tênis e mandou eu ir tomar meu banho. Assim fiz, fui direto para o banheiro e tomei um banho rápido. Terminei, me enxuguei e saí do banheiro

Hayes via uma roupa para mim, no guarda-roupa. E sentei na cama, observando o mesmo

Hayes - você ainda tem meu moletom? - tirou o moletom do guarda roupa e me mostrou

Válerie - guardei com carinho - sorri fofa

Logo tirou uns shorts de moletom, e mandou eu vesti, assim fiz. Não me importei eu se trocar na frente dele, aliás, ele já viu meu corpo mesmo

Deitei na cama novamente, e suspirei. Hayes logo se deitou junto comigo e ficamos se encarando.

Hayes - você sabe que eu te amo, neh?

Válerie - você sabe que eu te amo, neh? - devolvi a pergunta

Hayes - olha, eu não quero te perder para aquele babaca, por favor, Válerie me prometa uma coisa - assenti e pedi para que ele continuasse - ele vai querer te ter de volta em suas mãos, mas ele não te ama como eu te amo. Não te beija como eu te beijo. Não te abraça como eu te abraça. E não passa essa tranquilidade como eu te passo. Por favor me faça ser apenas seu, não quebre o meu coração. Você foi a única pessoa que eu já amei. E não quero me arrepender

Válerie - eu nunca te deixar. Nunca vou ter essa coragem - subi em seu colo - e você tem razão. Ele não me ama como você me ama. Ele não me beija como você me beija - beijei-o - não me abraça como você me abraça - dei um selinho nele - não me passa essa tranquilidade que você me passa. Não é importante como você é para mim. Não é nada. Apenas o meu passado. Eu te amo, e sinto que quero você para sempre ao meu lado.

Sorrimos e se beijamos. Quando terminamos o beijo deitei ao seu lado, e adormecemos


Notas Finais


Maratona?

(1/?)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...