História Férias - Hayes Grier - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack & Jack, Nash Grier, Sam "Wilk" Wilkinson, Shawn Mendes
Personagens Hayes Grier, Personagens Originais
Tags Hayes Grier
Visualizações 66
Palavras 1.496
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aviso!
Hot
Desculpa os erros gramaticais
E desculpa o hot bosta, esse é o meu primeiro.

Capítulo 29 - Capítulo 29


P.O.V.Válerie Smith

Já é segunda de manhã, exatamente 08:30 dá manhã. Estou extremamente nervosa com essa cirurgia, como isso foi aparecer de uma hora para outra?

A moça me chamou para a sala de cirurgia, vesti um roupão e começamos. O cirurgião passou a anestesia e passou um filme na minha cabeça

Todos os momentos que estava com Hayes, o sorriso dele, o toque dele, quando o conheci, e no momento que percebi que ele é o homen da minha vida. 

"Eu nunca amei alguém como amei ele". É uma frase clichê, mas é a verdade, por isso que todos falam

Nunca imaginei amar alguém tão fortemente. Sentir isso, se entregar. É uma coisa que eu nunca senti. Nem com Igor. Eu simplesmente achei o pai dos meus futuros filhos. Meu daddy. Meu amor. Meu tudo.

De repente o médico confirmou que já tinha acabado. Cirurgia concluída. Sucesso.

Nunca senti um alívio tão grande na minha vida. Eu sei, sou muito dramática, mas quando trata da sua própria vida que está em jogo. É complicado.

[...]

Vou ficar nessa cama até liberarem, que bosta. Mas olhando pelo lado bom, Hayes está aqui. Ele foi muito atencioso essa semana, me tratou como uma verdadeira rainha, ele sabia que eu estava nervosa, e simplesmente me apoiou. Devo recompensar o mesmo. Se é que vocês me entendem

O médico disse que era para eu ficar em casa, ou seja, essa semana me afastou da escola. Sienna estava muito preocupada comigo, me mandava mensagem a cada 5 em 5 segundos

Mas continuando...

Hayes estava dormindo na poltrona do lado da maca. Nem percebi mas estava olhando o mesmo, ele cochilava tranquilamente. Meu Deus, eu tenho tanta sorte

[...]

Eu e Hayes estamos saíndo do hospital,  ele segurava minha mão e ficava fazendo graças, ria que nem uma retardada

Entramos no carro, e ele deu a partida. O caminho estava estranho. Ué

Válerie - Benjamin, para onde estamos indo? Era para ter dobrado na rua anterior

Hayes - estou te levando para um encontro

Válerie - como assim? Do nada, eu nem estou com roupa adequada

Hayes - relaxa, é um local que eu descobri, e achei especial

Válerie - e a roupa?

Hayes - você está linda.

Sorri e olhei para a janela. Alguns minutos e já tínhamos chegado nesse tal local.

Hayes - fica aqui - o mesmo falou antes de sair do carro, e obedeci ele. Ele veio na minha direção e abriu a porta do carro, me dando a mão

Válerie - sério? - ri fraco e sai do carro

Hayes - sério - ficamos na frente um do outro e o mesmo me roubou um selinho

Válerie - para - ri envergonhada e o mesmo passou um de seus braços no meu pescoço, logo soltando uma gargalhada

Andamos e vi uma praia lá para frente. Nunca tinha vindo aqui. Chegamos mais para frente, e tinha uma mesa, com velas. Era um jantar

O sol se pondo, só ajudou, a todo ficar mais lindo. Meu Deus, Benjamin Grier o que você está fazendo comigo?

P.O.V.Hayes Grier

Observava Válerie que estava com os olhos brilhando, o por do sol só ajudou a tudo ficar mais bonito. Preparei essa surpresa para ela, pelo simples fato de que eu quero pedir ela em namoro. Eu estou tão nervoso

Válerie é o amor da minha vida, eu estou tão apaixonado por ela, ela é tão importante. 

 "Nunca senti algo como sinto pela Válerie" essa frase é tão clichê, mas é a verdade, por isso que todos falam

Nos meus 23 anos de vida, nunca conheci alguém tão importante quanto ela. Apesar de ela ser mais nova 5 anos. 

Idade é só um número isso não importa!! 

Continuando...

Pedi para a mesma se sentar na cadeira, e assim fez. 

Válerie - por que isso tudo? - travei

Hayes - Válerie eu... É... Hm... - meu Deus, sera que eu falo? E se ela recusar? 

Válerie - você.... - me incentivou

Hayes - só achei que você precisava desse jantar, após a cirurgia e tal.. nessa semana eu vi que você estava nervosa, e só quero te tranquilizar, aliás, esse é o motivo de está com você. Te tranquilizar. Te fazer feliz. Eu tenho sorte por ter você. Sabe... Você é tão linda, olhar para você me faz senti como estivesse na minha adolescência novamente. Sei lá... Eu me arrepio, eu fico nervoso, e principalmente, fico feliz. Costumo pensar, que você nasceu para mim, e eu para você, somos o casal perfeito. Você também acredita nisso? - ela assentiu e sorriu. Meu Deus, que sorriso - eu amo seu sorriso - falei sem pensar - eu te amo

Válerie - o que eu sinto por você vale mais que um eu te amo! - sorri

Me aproximei da mesma, e perguntei se ela queria mesmo comer, ela negou dizendo que não estava com fome. Puxei a mesma para uma cabana que tinha e beijei-a

Sei que o motivo de ter trazido ela aqui, era pedi a mesma em namoro, mas eu travei. E agora estamos aqui. Na cabana de uma praia, se pegando loucamente. Sou tão tapado!

Joguei a mesma contra a parede, e comecei a beijar seu pescoço, lambia, chupava e mordia o mesmo, ouvi a mesma arfar e não consegui conter meu sorriso

Virei a mesma laar minha frente, e beijei-a descendo para seu pescoço e tentando tirar sua blusa. Deitei a mesma na cama e ouvi a mesma reclamar

Válerie - na-na-ni-na-não - se virou e ficou em cima de mim - hoje quem manda sou eu - sussurou no meu ouvido e lambeu lentamente. Meu Deus, acho que gozei só em ouvi isso - me chame de Momy hoje, baby. Entendido? 

Hayes - s-sim - gaguejei e recebi um tapa da mesma

Válerie - assim não, baby - me olhava maléfica

Onde ela aprendeu isso meu Deus? Onde é que ela ficou tão safada?

Hayes - sim, Momy - sorriu vitoriosa e saiu do meu colo

Válerie - já volto - foi em direção ao banheiro - esteja pronto, meu amor - sorriu carinhosamente e entrou no banheiro

Puta merda. Duro estou

P.O.V.Válerie Smith

Hoje estou disposta a fazer de tudo para satisfaze-lo, mas também para fazer o mesmo sofrer.

No banheiro, tinha um armário que tinha só coisas obscenas, sorri ao ver aquilo, será que ele tinha planejado isso?

Tirei minha roupa e coloquei uma lingerie preta, peguei algemas, e um chicote. Ainda não estou pronta, pensei. Olhei para o banheiro dando voltas e achei uma bota preta com salto. Sorri e vesti a mesma

Abri a porta do quarto e Hayes estava sentado na cama só de cueca, mexendo no celular. 

Válerie - bom menino - comentei - mas, um menino viciado não? - se aproximei dele, e tirou o celular dele, sorrindo "fofa"

Hayes - me desculpe Momy

Válerie - não te criei assim, que tal um punição?! - deixei as algemas na mesinha do lado da cama, e estiquei o chicote

Hayes - mas Momy - tentou falar

Válerie - shhhh - coloquei meu polegar no lábio do mesmo - quientinho - joguei ele na cama

Subi em cima do mesmo, fazendo as minhas pernas ficarem entre a cintura do mesmo. Dei um chicotada do mesmo, e senti que vai ficar a marca, mas não me importei

Quando ele recebeu a segunda chicotada, ele se contorceu na cama.

Válerie - está doendo babyboy?

Hayes - não Momy - sorri

Logo meu teatro foi por água abaixo, joguei o chicote em um canto qualquer do quarto e ataquei seus lábios. 

Hayes - está na hora de mamar, Momy - ele disse depois do beijo

Válerie - sim, está baby - disse ofegante 

Ele logo tratou de tirar esse pedaço de roupa que tinha no meu corpo. E ficou por cima. Agora quem está no comando é ele. Ah, dane-se

O mesmo desceu até meus seios e começou a chupa-los, me fazendo arfar. Enquanto ele chupava meu seio direito, brincava com o do lado esquerdo

Depois ele desceu até minha intimidade com beijinhos no caminho. Tirou, ou melhor, rasgou a minha calcinha ( que fazia parte da lingerie) e começou a brincar com minha intimidade

Válerie - vamos logo - apressei o mesmo

Hayes - vamos logo com o que, Momy?

Válerie - se você der a Momy o que ela precisa, você vai ser recompensado Bae - pisquei para o mesmo e ele deu um sorriso

Sem mais, nem menos me penetrou com um dedo, fazendo eu me contorcer na cama. Logo enfiou outro, e eu gemi, ou o melhor gritei muito alto

Depois ele tirou sua cueca, e eu ajudei ele colocar a camisinha. 

Hayes - está pronta, Momy?

Válerie - sempre - sussurrei no seu ouvido

Assim o fez, me penetrou e a gente gemia muito alto, fazendo escutar o eco por todo o quarto.

Meu orgasmo ja estava vindo e senti o gozo de Hayes dentro de mim. Sorri e fiz o mesmo parar

Desci até seu membro que estava, digamos que, relaxado, até agora. De primeira coloquei apenas a cabecinha mas logo coloquei tudo que coube na minha boca

Logo o orgasmo do Hayes veio e deitamos um do lado do outro, ofegantes

Hayes - obrigada pela noite, Momy

Válerie - sempre que quiser, baby - beijei o canto da boca dele

E assim encerramos nossa noite. 


Notas Finais


(4/4)

Por hoje, eh isto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...