História Férias de Verão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Haechan, Mark
Tags Férias, Fluffy, Haechan, Mark, Markchan, Markhyuck, Nct
Visualizações 134
Palavras 603
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - ;início das férias


Fanfic / Fanfiction Férias de Verão - Capítulo 1 - ;início das férias

O garoto se aquecia com os raios de sol daquela manhã de verão que entravam pela janela do quarto. Na cama, deitado de bruços e distraído com as mensagens em seu celular, só percebeu a presença do mais velho quando o mesmo pulou em cima de si.

“Hyuckie, animado com o primeiro dia de férias?” – Donghyuck não entendia como alguém conseguia alcançar aquele nível de euforia tão cedo, já que ele tinha preguiça até de levantar para fechar a cortina entreaberta – a culpada por estar acordado aquele horário, num dia sem aulas.

“Eu estaria mais animado se ainda estivesse dormindo.”

“Mas olha esse sol, podemos fazer qualquer coisa lá fora.”

“Mark, o primeiro dia de férias é justamente pra você descansar do semestre sofrido no colégio. O máximo que eu vou fazer hoje é cozinha, banheiro, cama; não estrague meus planos.” – Bufou e se cobriu com o edredom, se arrependendo de imediato pelo calor, o chutando para fora da cama. Sem em momento algum mudar de posição.

“Ok, então vou te fazer companhia. Meus pais foram trabalhar, não quero ficar sozinho lá em casa.”

“Só fica quietinho, que vou tentar dormir de novo. Se quiser, pode deitar aqui do lado.” – Abriu espaço para que o outro pudesse deitar e colocou suas mãos em baixo do travesseiro, fechando assim seus olhos.

Mark se sentou ao lado do melhor amigo e passou a observar as costas nuas do menino. Ele possuía diversas pintinhas espalhadas por ali e devido ao tom da pele do mais novo, parecia o céu numa noite estrelada. Riu com essa ideia. Toda vez que se encontravam, notava um detalhe diferente e fazia questão de anotar cada um deles em sua mente – e em seu diário também – eram essas preciosas sutilezas, vistas por ele, que tornavam o amigo tão belo.

“Tá rindo do quê? Assim não dá pra dormir.” – Donghyuck resmungou com o rosto mergulhado no travesseiro.

“Nada não.” – Permaneceu sorrindo, pulando da cama quando pensou em algo perfeito para se fazer naquele momento. – “Eu tive uma ideia, fica aí que eu já volto!”

“Como se eu fosse mesmo levantar.” – Estalou a língua no céu da boca.

Enquanto isso, Mark revirava a escrivaninha em busca de uma caneta, o que encontrou sem muita dificuldade voltando a se sentar na cama. Neste momento Donghyuck abriu minimamente os olhos, se deparando com seu amigo sorrindo, com uma caneta na mão, olhando para suas costas.

“O que pensa que vai fazer?”

“Suas pintas formam muitas constelações.”

“E?”

“E eu vou marcar elas, depois tiro uma foto pra você ver.”

“Eu ‘to com tanto sono que nem vou discutir, faz o que quiser só me deixa dormir.”

Essas palavras fizeram os olhos de Mark brilhar. Ele assentiu e passou a trabalhar nas costas do mais novo. Donghyuck não reclamou em momento algum, pelo contrário, estava dormindo tão profundamente que um filete de saliva chegou a humedecer seu travesseiro.

Ao concluir sua obra-prima, o garoto tirou seu celular do bolso e registou aquele lindo “céu”. Depois ficou sutilmente retraçando as constelações com a ponta dos dedos. Ao chegar próximo da nuca, notou que os pequenos pelinhos do local ficaram arrepiados, então parou no mesmo instante.

“Mark” – O dorminhoco disse manhoso, com a voz rouca por causa do sono. – “Continua!”

Novamente o menino sorriu, voltando a traçar linhas imaginárias com seus dedos. E pensou que talvez não fosse de todo ruim se o amigo quisesse passar o dia todo dormindo, pois assim poderia ficar passeando por aquela pele macia, observando cada bela pintinha bem de perto.

E sem dúvida alguma, aquelas férias de verão seriam ótimas para ambos!


Notas Finais


;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...