1. Spirit Fanfics >
  2. Férias dos caçadores de demônios. >
  3. "Ah cala boca e apenas come o bolo, seu perdedor!"

História Férias dos caçadores de demônios. - Capítulo 18


Escrita por: e Plantinha01


Notas do Autor


Oi gostaria e avisar que antes de ler esse capítulo, que o capítulo irá focar nas luas superiores. E que também vou escrever mais 4 capítulos focando neles também.

Espero que tenha uma boa leitura e abraços.

Capítulo 18 - "Ah cala boca e apenas come o bolo, seu perdedor!"


Na casa de Muzan e as luas superiores:

Todo mundo já havia acordado e Kokushibo era o único que estava dormindo. Mas seu sono é interrompido quando ouve a voz calma de Muzan o chamando.

— Kokushibo, acorda.

— Ah Muzan-sama...? Mas por que o senhor me acordou? Ainda é muito cedo. — Disse Kokushibo ainda sonolento.

Kokushibo olha de cima a baixo Muzan.

— Espera aí... Muzan-sama, por que o senhor está assim? — Quando Kokushibo deu conta, Muzan havia virado uma mulher.

— oh, vejo que você já acordou... — Disse Muzan.

— Muzan-sama, o senhor virou uma mulher?! — Indagou Kokushibo quase gritando.

— Sim. — Respondeu Muzan.

— Mas por que? — Indagou Kokushibo.

— Bem... Eu fiz o kekkijutsu errado e agora virei uma mulher. Para sempre. — Disse Muzan para o espanto de Kokushibo.

"Meu deus do céu, o Muzan-sama quando vira mulher fica uma beldade, não que ele não seja lindo. Ele é, mas quando ele vira mulher... Não existe tamanha beleza!" Pensou Kokushibo. Por um momento Muzan ficou corado e Kokushibo percebeu isso.

Nesse momento Kokushibo se lembrou que Muzan podia ler mentes... É pelos vistos ele está ferrado.

— Você... Me acha uma beldade? — perguntou Muzan ainda corado.

— Ah me desculpa Muzan, eu não voltou a pensar mais no senhor prometo! — Se desculpou Kokushibo ajoelhado.

— Tá tudo bem, vamos apenas descer.

Quando Kokushibo e Muzan descem e vão até a cozinha vem que está acontecendo uma briga entre Douma e Akaza, devido ao fato de Douma ter comido o Danone de Akaza.

— Poxa Akaza Senpai, estava com fome... Me desculpa, tá? — disse Douma triste e realmente arrependido.

— Fome? Fome é o caralho! Tem um montão de coisas na geladeira, porque tu não comeu?! — Perguntou Akaza PUTO.

— Eu te comprarei outro hoje Akaza Senpai!

— Você tá ligado que hoje é domingo né? SEU ANIMAL! Agora irei te fazer sentir a verdadeira dor... — Disse Akaza com uma voz assustadora.

Akaza saca uma espada e começa correr atrás de Douma.

— SOCORRO! DAKI ME AJUDA AQUI POR FAVOR! — Implorou Douma desesperado e correndo pela sua "vida."

— Por que eu haveria de te ajudar? — Disse Daki não muito afim de ajudar seu "amigo."

— Por que fui eu que adotei você e o Gyuutarou, já esqueceu disso Daki? Agora me ajuda por favor! — Implorou mais uma vez Douma.

— Hamm... Já esqueceu que eu virei uma puta por tua causa? — Disse Daki mais uma vez não muito afim de ajudar Douma.

— Você já esqueceu que você virou uma puta por livre e espontânea vontade? Você tá ficando velha mesmo! — Disse Douma e por algum motivo isso deixou Daki furiosa.

— Você tá me chamando de velha, é isso que eu tô ouvindo? — Indagou Daki furiosa.

— Não Daki eu apenas esto-

— Ei Akaza, posso me juntar a você? — perguntou Daki com um olhar assassino no rosto.

— BELEZA, PODE VIR! — Autorizou Akaza.

E assim Daki se junta a Akaza na perseguição a Douma.

Gyuutarou que acabou de chegar na cozinha assistindo toda cena:

— Douma, porque esses dois estão te perseguindo? — Indagou Gyuutarou curioso.

— Eu comi o Danone do Akaza e chamei a Daki de velha, agora eles estão me perseguindo! — Disse Douma e isso também por algum motivo, deixou Gyuutarou furioso.

— Tu chamou minha irmãzinha de velha?! — Gyuutarou saca sua foice. — Tá afim de morrer né Douma?

— Por favor, você também não....

— Daki e Akaza, posso me Juntar a vocês? — Perguntou Gyuutarou com um olhar assassino no rosto.

— Pode vir! — autorizaram Daki e Akaza.

E assim mais um se junta nessa perseguição sem fim, mas para sorte de Douma, Muzan e Kokushibo estavam lá assistindo toda a cena, e decidiram intervir.

— Oh seus arrombados, por que vocês estão perseguindo o Douma? E eu não quero saber a resposta de vocês! Por isso meus camaradas, se comportem. Pois se não... — Kokushibo mostra sua Nichirin. — Irei vos fatiar...

"Todo mundo parou de perseguir Douma."

— Bem melhor assim... — Disse Kokushibo.

— Muito obrigado por me salvar Kokushibo-Dono! — Agradeceu Douma.

— De nada...

— Caramba, vocês problematizam muito. Por que não podem trabalhar juntos? Espera aí! Trabalhar juntos... Eu tenho uma ideia! — Disse Muzan.

— Que ideia é essa Muzan-sama? — Perguntou Kokushibo.

— GINCANA DE CULINÁRIA! — Gritou bem alto Muzan, com empolgação na voz.

— Culinária Muzan-sama? Isso por acaso virou master-chef? — disse Douma fazendo uma piadinha, desrespeitando totalmente Muzan. E isso deixou Kokushibo puto.

— Como você se atreve a desrespeitar o Muzan-sama? — Kokushibo saca sua Nichirin. — Você merece uma bela punição!

Kokushibo quando ia partir para cima de Douma, Muzan segura a mão do mesmo.

— Muzan-sama...? — Indagou Kokushibo confuso.

— Tá tudo bem Kokushibo, você não precisa fazer isso por mim. Aliás, a gente está de férias. — Disse sorrindo. — Enquanto a gente estiver de férias, nenhum dos meus subordinados não precisa me tratar com respeito, e isso também vale para você também Kokushibo. — Disse Muzan, e isso fez com que Kokushibo ficasse quietinho no seu lugar.

— Oh e respondendo a tua pergunta Douma, virou! — Respondeu Muzan ousadamente.

— Mas como vai funcionar isso? — Indagou Akaza.

— Fácil, escuta a minha explicação! — Muzan senta se numa cadeira. — Vou dividir vocês em dupla. E quero que façam um bolo para o café da manhã, qualquer bolo. E como o Gyuutarou, a Daki, você e o Douma estavam fazendo uma confusão na cozinha. Vocês é quem vão fazer os bolos! Douma e Akaza contra Gyuutarou e Daki.

— E se eu não quiser participar Muzan-sama? Eu sou horrível na cozinha... — Disse Akaza tentando escapar dessa competição.

— Eu já disse que o prêmio vai ser 2 litros do meu sangue? — Disse Muzan para a empolgação de Akaza.

— SANGUE DO MUZAN-SAMA?! Quero dizer, acho que posso participar.

— Certo, estão prontos minhas luas superiores?! Ah, esqueci de falar, é proibido ver na internet. Quem ver não terei nenhuma piedade! — Muzan encara eles com um olhar mortal.

— Mas espera aí, como vamos saber fazer um bolo, sem olharmos uma receita?! — Indagou Douma.

— Eu tenho alguns livros de receitas. — Muzan aponta onde estão os livros. — agora chega de perguntas e vão fazer os bolos!

Os participantes correm rápido demais até a gaveta onde estão as receitas.

— Vão também participar da gincana? — Perguntou Muzan para Nakime, Gyokko e Hantegu.

— N-não a gente está de boa! — falaram os três ao mesmo tempo.

— Tudo bem, se quiserem podem ser os jurados. Junto de eu e o Kokushibo. — Disse Muzan.

— Tudo bem então. — Disse Gyokko.






E a gincana começa!





. . .

Todos estão correndo com pressa pela cozinha pegando cada utensílio para fazer o bolo.

— Oh Daki, pode pegar o livro lá? — Indagou Gyuutarou.

— Claro irmão! — Daki vai até a mesa pegar o livro, e entrega ao seu irmão.

— Obrigado. Agora vamos começar a fazer esse bolo! — Disse Gyuutarou abrindo o livro procurando a página de bolos.

Enquanto isso no outro time:

— DOUMA PEGA ESSA MERDA AI!

— QUE MERDA AKAZA?!

— ESSA COISA QUE ESQUECI O NOME!

Douma pega forma e entrega a Akaza.

— Essa forma de bolo...?

— Isso mesmo!

— Mas pera aí, não precisa fazer a massa do bolo depois pensar no resultado com a forma?

— Eu tô nem aí Douma, o bolo é meu e faço o que eu bem entender com ele.

— Depois não vem reclamar quando esse bolo dar merd-

— COMO É QUE É DOUMA?!

— Quero dizer, espero que eu não me arrependa de fazer dupla com você!

No time do Gyuutarou e da Daki:

— Daki, onde está a caixa de papelão e o papel alumínio?

— Aqui estão, irmão!

Ela entrega as coisas para o irmão mais velho.

— Obrigado.

— O que vamos fazer agora irmão? — Indagou Daki.

— É para fazer um molde como diz a receita. A massa já está quase pronta, preciso só bater com um batedor de mão. — Gyuutarou pega o batedor já estava na bancada. — Você... Poderia fazer esse molde para mim?

— Tudo pelo meu irmão! — Daki pega o livro lendo os passos que ensinavam a fazer o molde.

No time do Akaza e do Douma:

— DOUMA CADÊ AQUELA MÁQUINA QUE QUANDO VOCÊ PÕEM UM ALIMENTO VIRA SUCO?

— Aí você grita muito alto Akaza! E que merda é essa?

— o negócio que faz um barulho irritante que o Gyuutarou estava usando!

— Você quer dizer liquidificador?

— Sim, essa porra!

— Eu que não sei nada de cozinha ou cozinhar, sei falar corretamente as coisas.

— Você quer apanhar Douma?!

— Não por favor!

— VAI LÁ PEGAR ENTÃO SEU BARBIE ASSASSÍNIO DE MULHERES!

— Já vou, já vou!

Douma vai até a bancada de Gyuutarou pegar o outro liquidificador que lá tinha. Logo em seguida voltando.

— Aqui. — Ele entrega o utensílio para Akaza.

— Beleza, a gente está quase acabando com isso! — Exclamou Akaza.

— Graças a Deus, não aguento ficar mais aqui com voc-

— Você quer apanhar Douma...? — Perguntou Akaza frio e com um olhar assassino no rosto.

— Eu quis dizer... Graças a Deus, não aguento mais... Sentir esse cheiro de massa no ar! Foi isso mesmo!

— Acho bom mesmo.

. . .

— Muito bem minhas luas superiores! Os bolos estão prontos? — perguntou Muzan com uma militância do exército.

— Sim meu lorde! — disseram os 4 em uníssono.

— Muito bem, agora vamos ver o que vocês preparam, os jurados estão esperando!

— Que jurados são esses Muzan-sama? — Indagou Daki curiosa.

— Vejam vocês mesmo.

Os jurados eram Kokushibo, Nakime, Gyokko, Hantegu e incluindo o próprio Muzan. Resumindo, os jurados são as pessoas que não participaram.

Quem será que fez o melhor bolo? bem isso iremos descobrir agora.

— Quem vai ser o primeiro apresentar? — Indagou Muzan.

— EU! — Douma levanta a mão feliz e animado. —

— Tá bom, comecemos por vocês os dois. Apresentem o bolo de vocês! — Pediu Muzan.

— Certo! O nosso bolo é de creme de leite. esse foi o bolo mais simples que a gente conseguiu fazer, por que a gente nunca fez um bolo antes, então vai ser esse mesmo. — Disse Douma.

— Entendo... Muito bem, vamos experimentar. — Muzan corta o bolo em pedaços de 5, colocando nos pratos para cada jurado.

Todos comem em silêncio até que...

— Ai meu deus! Essa merda não é comestível não! — Disse Kokushibo com a mão no estômago.

— Mano, o que vocês colocaram aqui? O cadáver de uma velha diabética? Prefiro até comer bosta do que esse bolo! — Disse Gyokko enjoado.

— Já comi coisas piores. — Disse Nakime para o espanto de todos.

— BANDO DE MAL AGRADECIDOS! O NOSSO BOLO TÁ ÓTIMO! — Gritou Akaza furioso.

— Então por que não experimenta? Idiota... — Disse Kokushibo dando o garfo junto com o prato para Akaza.

O convencido do Akaza come em silêncio, mas não demorou muito para que ele cuspisse para o lado.

— Mas por que ficou tão ruim...? Eu fiz tudo certo! — Disse Akaza choramingando.

— Adeus sangue do Muzan-sama... — Disse Douma cabisbaixo.

— Muito bem, agora é a vez do Gyuutarou e da Daki! — Pronunciou Muzan.

— o bolo que a gente fez é de morango e com certeza com a ajuda do meu irmão, esse bolo não seria possível.

— Convencida... — cochichou Akaza.

Muzan divide o bolo em 5 pedaços, todos comem em silêncio até que...

— Isto... Isto é uma obra prima! — Disse Kokushibo pegando o prato e jogando com força no chão.

— Esse é o melhor bolo que já comi em séculos! — Disse Muzan.

— Caramba, vocês cozinham muito bem... — elogiou Nakime.

— Não foi nada né Daki? Aliás a gente desde pequeno aprendeu a fazer bolo.

— Sim!

— Parabéns vocês dois, merecem 2 litros do meu sangue. — Muzan entrega duas garrafas de 2 litros contendo o seu sangue para Gyuutarou e Daki.

— Viva, a gente ganhou mano Gyuutarou! — Disse Daki abraçando o irmão. —

— Vocês só tiveram sorte! — Disse Akaza não aceitando a derrota. — Isso não é justo, eu e o Douma nos esforçamos muito para fazer esse bolo... — Mas antes mesmo de Akaza de terminar o que iria falar, Kokushibo pega uma fatia do bolo e coloca na boca de Akaza.

— Ah cala boca e apenas come o bolo, seu perdedor!

— Hum... — Akaza saboreia o bolo. — Isto está realmente bom! Mas da próxima vez eu irei vencer!

— Convencido como sempre... — cochichou Douma. —

— Como é que é?!

— Ah nada não Akaza Senpai!

— Foi o que eu pensei... — Disse Akaza.











Continua...




Notas Finais


Obrigado por ler aqui e muito obrigado pelos 95 favoritos! Já estamos quase chegando 100!
Eu gostaria de saber uma coisa, se a fic chegar a 100 favoritos, vocês gostariam de um especial?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...