História Férias inesquecíveis (Malec) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Maryse Lightwood
Tags Alexander Lightwood, Magnus Bane, Malec, Romance, Yaoi
Visualizações 86
Palavras 1.538
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Gente bonita tudo bem? Espero que gostem dessa historia fiz com carinho.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Férias inesquecíveis (Malec) - Capítulo 1 - Prólogo

FINALMENTE FÉRIAS!!! Não que terei que ver aquele povo imbecil da escola por um bom tempo.  Não devo comemorar isso já que sou amigo de alguns dos idiotas daquele inferno…digo…escola.  

Nas férias os adolescentes geralmente vão à festas para beber, fumar e transar com pessoas aleatórias ou simplesmente vão viajar com a família, ou com o namorado (a) para algum como a praia, um sítio ou até para fora do país.  Mas no meu caso eu irei ficar trancado no meu quarto vendo animes e series que estão na minha lista do Netflix há muito tempo...só que não.

- Crianças tenho uma grande novidade. – Falou minha mãe entrando na cozinha parecendo uma criança que acabou de ganhar um brinquedo novo. 

Alguém me explica como alguém pode acordar de bom humor às dez da manhã?

- É uma notícia boa ou ruim? – Perguntou Izzy tomando seu café em sua xícara da Minnie que ela tinha desde os onze anos. 

Izzy também acordou de bom humor já que estamos oficialmente de férias, mas Jace e eu estamos morrendo de sono já que Jace foi a uma festa de madrugada e está de ressaca enquanto a mim, fiquei vendo series a noite inteira. 

 - Muito boa simplesmente maravilhosa. – Falou minha mãe ainda mais animada quando Luke chegou na cozinha lhe dando um beijo na bochecha e logo em seguida indo até à cafeteira que estava em cima da bancada. 

- Mãe pelo amor de Raziel fala baixo. – Falou Jace quase morrendo de sono e dor de cabeça, se não me engano ele bebeu umas três xicaras de café para tentar “amezinhar” a ressaca, isso estava me fazendo segurando para não rir de sua cara. 

Tenho um lugar guardado no inferno por causa disso. 

- Mas eu estou falando baixo e não vou sussurrar apenas porque você foi um irresponsável que bebeu a noite inteira. – Falou minha mãe. – Mas continuando, a noticia é simplesmente maravilhosa. 

- Desembucha mulher. – Falei um pouco irritado, odeio que as pessoas me deixem curiosas, minha mãe respirou fundo e revirou os olhos uma coisa típica dos Lightwoods. 

- Nós vamos ao Havaí!!! – Falou minha mãe dando pulos de alegria enquanto Izzy deu um grito animado fazendo Jace querer morrer por conta da dor de cabeça. 

- Não grita. – Falou Jace quase implorando, mas, ao mesmo tempo querendo matar todo mundo. 

-Problema seu que você bebeu a noite inteira e agora está de ressaca. – Falou Izzy e Jace a mostrou o dedo do meio mesmo minha mãe ainda estando presente na cozinha. – Enfia esse dedo no olho do teu c.... 

- Isabelle Sophia Lightwood olha a boca. – Falou minha mãe repreendendo Isabelle que até se encolheu na cadeira fazendo eu ri nasalmente e minha mãe começar a me encarar voltando a estar animada. – Então meus filhos estão animados? 

- Jace Herondale não está no momento por favor deixe um recado após o sinal que assim que podemos iremos retornar sua ligação. – Falou Jace tapando o rosto cansado com as mãos que quase deitando a cabeça na mesa. – Piiii!

- Falei para você não beber, mas você não me deu ouvidos. – Falou minha mãe não sentido a menor compaixão por Jace que estava quase morrendo, o quanto ele bebeu para estar nesse estado deplorável??? – Alec está animado para irmos ao Havaí?

 - Isso depende lá tem wi-fi? – Perguntei logo em seguida bebeu um pouco do meu café. 

- Por que isso importa? Nós vamos ao Havaí para curtir em família e não para ficarmos no hotel mexendo no celular e jogando videogame. – Falou minha mãe cruzando os braços parecendo indignada.

Isso é um não. 

- Mãe pelo Anjo, o que eu vou fazer no Havaí? – Perguntei. 

- Ir à praia. – Falou minha mãe como se fosse obvio. 

- Eu odeio praias. – Respondi sendo bem grosso. 

- Fazer aulas de surfe. – Falou Izzy. 

- Izzy eu nem sei nadar imagina subir em uma prancha. – Falei como se fosse obvio. 

- Você sabe nadar sim, fui até eu que te ensinei. – Falou Luke pela primeira vez no dia. 

- Luke eu tinha dez anos quando você me ensinou. – Falei olhando para o mesmo que estava com as costas apoiadas na parede da cozinha já que não tinha mais espaço na mesa. – A última vez que eu nadei no mar foi quando eu tinha quatorze anos. 

- Então vai para transar com algum cara. – Falou Jace tirando as mãos do rosto e olhando para mim que estava começando a ficar corado. – Você ainda é virgem.

- Jace cala boca. – Falei e chutei sua perna.

- Jace tem razão vai para transar com alguém ou pelo menos beijar na boca porque você ainda é BV. – Falou Izzy e nesse momento pensei em mil formas de matar meus irmãos que não sabem calar a boca. – Vai ver se você acha um cara super gostosão com o pau de vinte e cinco centímetros.

- Isabelle. – Falou minha mãe a repreendendo, mas Izzy deu de ombros e voltou a olhar meu rosto corado. 

- Pelo Anjo Isabelle. – Falou Jace ainda com dor de cabeça e minha mãe saiu da cozinha– Eu pensava que você valia alguma coisa. 

- Ah gente eu não sou santa não. – Falou Izzy com um pouco de raiva. – Já transei e vou para o Havaí beber e transar 

- Eu também. – Falou Jace e os dois deram um Hai- Five me fazendo revirar os olhos 

- Eu vou sair. – Falou Luke saindo da cozinha um pouco desconfortável por causa da nossa conversa

- Vocês me matam de vergonha. – Falei para os dois que apenas riram da minha cara. – Eu nem sei se eu vou para o Havaí. 

- Eu não gastei uma fortuna para passarmos as férias no Havaí para você amarelar na última hora. – Falou minha mãe voltando para cozinha com um remédio em mão que presumi que era para Jace. – Você vai e vai se divertir muito. 

- Eba! Eu vou para o Havaí. – Falei fingindo estar empolgado, mas minha mãe apenas deu de ombros e deu o remédio para Jace. 

- Obrigado Mãe. – Falou Jace para minha mãe que lhe deu um beijo na nuca e bagunçou seus cabelos como se ele fosse uma criança. – Que dia vamos viajar? 

- As quatro da manhã devemos estar no aeroporto. – Falou minha mãe fazendo todos nós ficarmos meio chocados. 

Minha mãe quando vamos viajar gosta de aproveitar cada minuto então sempre quer ir bem cedo para poder aproveitar o dia.…isso é típico de Maryse Lightwood. 

- Nós aproveitamos já que é férias e comemoramos o aniversário do meu bebezinho lindo. – Falou minha mãe parecendo quando ela fala com um bebe. – Considere isso como seu presente de aniversário. 

- Posso trocar por um livro ou por um videogame novo? – Perguntei, mas minha mãe que apenas bufou e pegou os pratos para lavar. 

                             *** 

Eram dez horas da noite e eu estava no meu quarto arrumando minha mala que coloquei poucas coisas já que iriamos passar apenas uma semanas no Havaí e minha mãe disse que iriamos comprar coisas lá.

- Alec? – Perguntou Jace entrando no meu quarto e deitando na minha cama ao lado da minha mala preta. – Só vai levar isso?

- Já está de bom tamanho. – Falei fechando a mala e a colocando no chão ao lado da porta e indo até minha cama e deitado ao lado de Jace. – Está ansioso para viajar? 

- Estou sim, no Havaí tem um monte de mulheres super gostosas. – Falou Jace e eu apenas ri. 

- Só você Jace para pensar em pegar geral no Havaí. – Falei rindo e Jace me olhou sério e me deu um soco no braço que doeu um pouco. – Aí doeu sabia? 

- E era para doer mesmo. – Falou Jace colocando apoiando as mãos em baixa da cabeça se ajeitando melhor na minha cama enquanto eu apenas peguei um travesseiro para ficar mais confortável.  – Está ansioso para viajar? 

- Nem um pouco. – Falei a mais pura verdade, não queria viajar queria ficar em casa vendo meus animes e series ou apenas ler um bom livro. – Quero ficar em casa. 

- Alec pelo Anjo, você vai para o Havaí e não para o inferno. – Falou Jace como se fosse uma coisa óbvia. – Para de ser tão exagerado. 

- Não estou sendo exagerado Jace apenas estou sendo realista. – Falei um pouco indignado e me sentando na cama para poder olhar para Jace. – Poxa eu odeio viajar, odeio praias, odeio mar, o que raios eu vou fazer no Havaí? 

- Ir a festas, beber e beijar na boca. – Falou Jace também se levantando. – Curtir comigo e Izzy ou até com nossa mãe e Luke. 

- Beijar na boca? Serio isso? – Perguntei sarcástico e Jace assentiu com a cabeça. 

- Conhecer um cara interessante que te leve ao seus por três minutos ou até mais tempo, que faça você rir e se apaixonar. – Falou Jace sorrindo como se estivesse contando uma história de amor. – E talvez pegar um bronzeado. 

- Jace eu nunca vou conseguir pegar um bronzeado. – Falei rindo e olhando para teto do meu quarto.

- E pegar alguém...vai conseguir? –Perguntou Jace sorrindo de um jeito malicioso e também olhando para o teto enquanto eu me virei para olhar para ele. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e por favor comentem se vocês gostaram e o que gostariam de ver na fic.Desculpe qualquer erro.

Bjs Grandes 😘😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...