História Feridas - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Visualizações 144
Palavras 1.957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


boa leitura...
desculpem os erros.

Capítulo 13 - Capitulo 13- pijamas e confusões parte I


Capitulo 13-  pijamas e confusões parte I

Estavam as quatros se arrumando para a festa do pijama

 – Kirara esse é meu presente para você – entregando uma caixa decorada para prima.

– não precisava Sango você já organizou essa festa para mim – Kirara estava completando 15 anos, era magra, seios pequenos, alta, cabelos em um tom louro mel.

 – essa festinha é apenas para os amigos, não é grande coisa.

– é verdade, bom aqui ta meu presente para você – Kagome,entregando seu presente.

– aqui o meu – e assim, Rin, fez a mesma coisa.

De Sango, Kirara ganhou um porta joias, de Kagome ganhou um cachorro de pelúcia e de Rin ganhou uma corrente com vários pingentes de flores.

– eu quando vi esse cachorrinho amei, então comprei um para você e um igual para mim – disse Kagome.

– por que será que ela amou esse cachorro? – perguntou Sango.

– acho que é porque parece com o Inuyasha – observou Rin.

#-#

Os meninos chegaram na casa de Sango as 9 da noite. Inuyasha e Miroku saíram primeiro do carro e correram para apertar a Campainha, Sesshoumaru vinha atrás andando tranquilamente. Sango abriu a porta.

– boa noite – ela estava vestida com um baby-doll cor vinho e rendas pretas, era muito bonito e sensual, mas não era vulgar, o short batia na metade da coxa e a parte de cima não tinha decote.

– boa noite Sangozinha – Miroku olhou a garota de cima a baixo – uau, como você ficou toda bonita só para passar a noite comigo.

– afffz como você merecesse isso – corada e irritada – oi Inuyasha, ah oi Sesshoumaru-sama.

– oi sango, só vim trazer os meninos – Disse Sesshoumaru.

– entre Sesshoumaru-sama, você também pode ficar – ela entrou sendo seguidos pelos três.

 – ahhh oi pessoal – Kagome vestia um pijama com uma calça comprida rosa e uma camisa branca com pequenos corações espalhados.

 – meninos essa é minha prima Kirara – Sango apresentou sua prima, que estava com um pijama no mesmo estilo que Kagome só que todo amarelo.

– oi – Kirara disse tímida.

– onde esta a Rin? – Sesshoumaru não se importava com mais ninguém, somente com Rin.

 – ta lá em cima com Kohaku – Kagome respondeu – vou lá, chama-los.

– não, eu vou embora – todos ficaram sem entender nada.

 – ele ta com ciúmes – sussurrou o irmão mais novo.

– é verdade – concordou o amigo.

– Sesshoumaru-sama fique por favor, Rin vai adorar vê-lo aqui – Disse Sango, tentando anima-lo.

– RINNNNNNNNNNNNNNNN –Kagome gritava do pé da escada.

– o que é Kagome, que escândalo é esse? – Rin apareceu no ultimo degrau da escada.

– Rin? ? ? – Sesshoumaru arregalou os olhos ao ver a menina de camisola lilás de renda, um pouco colada ao corpo, mas nada vulgar.

– oi Sessshoumaru – ela disse corada.

– Rin, eu quero... – Kohaku, irmão de Sango, parou de falar quando percebeu que todos olhavam para eles.

– ah  Sesshoumaru-sama esse é meu irmão Kohaku – tratou logo de esclarecer as coisas, para evitar algum mal entendido.

– o que vocês estavam fazendo ai em cima sozinhos? – ouviu um rosnado vindo do mais velho.

– deixa de bobo Inuyasha, nos estávamos sozinhos, o Shippon estava com agente – Rin descia as escadas.

– Rin-chan com dois ao mesmo tempo, nossa você me surpreendeu agora – Miroku fez um péssimo comentário, e levou um tapa de Sango que estava ao seu lado.

– não fale idiotices Miroku, Shippon é o irmão mais novo de Kirara – mas uma vez esclarecia.

– Sesshoumaru você vai ficar com agente? – Rin queria que ele ficasse, mas pensou que ele não quisesse.

– só se você quiser – ele respondeu serio.

– mas é claro que sim – sorrindo, vendo ele retribuir com um sorriso quase que imperceptível.

– não, não, ele não pode ficar – protestou Inuyasha.

– porque? –  perguntou Kohaku, também, descendo as escadas.

– por quer ele “ta” sem pijama – todos olharam para Sesshoumaru – isso é uma festa do pijama – completou Inuyasha.

– Inuyasha, você que me chamou para vim – disse irritado.

 – eu só queria uma carona.

– se esse é o caso – começou a desabotoar a camisa social, revelando uma regata branca por baixo – eu geralmente costumo dormir sem roupas – desabotoando a calça – mas hoje eu posso improvisar um pijama – abaixando completamente as calças, ficando apenas com a regata branca e a cueca Box preta.

3 garotos incrédulos e 4 garotas desmaiadas no chão, foi o resultado. Elas após verem o corpo escultural do homem mais velho presente, perderam o ar, ficaram extremamente vermelhas e depois caíram no chão. Eles, apenas não acreditavam na ousadia de Sesshoumaru de se despir assim na fentre das garotas.

– vem Sesshoumaru-sama vou arrumar um pijama para o senhor – Kohaku subiu as escadas e Sesshoumaru lhe seguiu com as roupas na mão.

– Inuyasha, não podemos mais sair com seu irmão, ele rouba a cena e todas as garotas ficam caidinhas por ele.

– ele é um idiota, tirar a roupa assim na frente de todo mundo – fazendo cara de nojo – vamos Miroku acordar essas assanhadas.

– ei meninas, acordem – Miroku mexia em cada uma – eu vou passar a mão em vocês se não acordarem.

– não se aproveita da situação Miroku – mexendo também nas meninas – vamos acordem – som de um tapa foi ouvido e Inuyasha olhou para o amigo – eu falei para você.

– não resistir – Miroku massageava a face.

– seu tarado – sentada no chão com raiva, estava Sango. Com o barulho, as outras garotas despertaram também.

– uau acho que sonhei com deus grego – disse a aniversariante.

– eu também, mas...ele já tem dona não é Rin – Kagome piscou para Rin.

– eu...ah...eu... – corada – ora...deixa de bobagem – Rin estava tímida.

– pronto, resolvido o problema, arrumei um pijama do meu pai – descendo as escadas junto com Sesshoumaru que vestia um pijama listrado azul.

– kkkkkkk parece pijama de velho – Miroku Ria da cara de Sesshoumaru.

– de corno ainda! Cor sim, cor não – zombava o mais novo.

– vocês estão falando mal da roupa do meu pai? – furiosa, Sango, encarava os dois.

– na...na...não...sango – tremendo Inuyasha.

– é um pijama lindo – os dois encolheram-se medo da menina.

– hump...acho bom – ela colocava medo em qualquer um.

 – depois dessa eu nem preciso castigar vocês – agora quem zombava era o mais velho.

 – bom, vamos deixar de conversa – Kagome mudava de assunto – vamos bater os parabéns para Kirara?

 – parabéns porque? – perguntou Inuyasha.

– você não lembra? – Sango estava abismada.

– é aniversario de Kirara, esse é o motivo da festa – disse Rin.

– esqueci – Inuyasha, indiferente.

– insensível – Kagome balançou a cabeça, negativamente.

– tenho que chamar o Shippou – disse a menina.

Já “to” aqui mana – disse um menino ruivo descendo as escadas.

 – vocês nem se parecem – observou o moreno – tem certeza que ele não é filho do vizinho? – levou outro tapa.

– você só fala merda mesmo Miroku – Sango já estava ficando acostumada com isso.

– feh...esse pirralho não pode ficar – disse Inuyasha.

– mas porque seu cara de cachorro? – o pequeno se revoltou.

– vamos ver filmes que não são para sua idade – Inuyasha mostrou a língua para a criança.

– vocês não trouxeram filmes pornográficos não neh? – Kagome cruzou os braços.

 – eu quis para na locadora, mas Sesshoumaru não deixou – disse Miroku, sem graças.

– obrigada Sesshoumaru-sama, pelo menos você tem juízo – Sango agradeceu, e ele apenas assentiu com a cabeça.

– eu vou pegar o bolo na cozinha.

Kohaku – eu vou com você Rin – foi atrás da garota.

Ficaram na sala o resto da turma conversando, menos Sesshoumaru que se mantia calado, olhando na direção da cozinha.

 – Sesshoumaru-sama ta esquisito – Sango sussurrou para a amiga que estava ao seu lado.

– parece que alguma coisa ta irritando ele.

Miroku – isso é ciúmes – Miroku se intrometeu na conversa o moreno.

– do que você ta falando – Sango ficou curiosa.

– eu e o Inuyasha falamos para ele que Kohaku estava afim da Rin.

– serio? – Kagome tambem ficou interessada.

– meu irmão não é afim dela..ou é? – Sesshoumaru se levanta do sofá a onde estava sentado assustando a todos.

– eu vou beber um copo de água – falou serio.

– deixa que eu pego – disse a dona da casa.

– não Sango, deixa ele ir, tenho uma coisa para falar com você – Miroku piscou para ela.

– ok então – antes mesmo dela mostrar o caminho da cozinha, Sesshoumaru já andava para lá.

 – deixa ele se resolver com a Rin – disse Kagome.

– mas se Kohaku tiver mesmo afim de Rin? E isso causar uma briga com Sesshoumaru?

– Sesshoumaru é adulto, não vai se trocar um adolescente – tinha certeza que seu irmão não varia nenhuma besteira.

 – só não quero que meu irmão saia machucado – suspirou.

#-#

Na cozinha, Rin colocava a vela no bolo quando foi surpreendida com Kohaku segurando as suas mãos.

– kohaku o que esta fazendo?

– Rin, você sabe, somos amigos a muito tempo, estudamos juntos, somos parceiros...eu estive pensando se poderíamos evoluir na nossa relação?

– do que você estar falando? – a menina ainda não estava entendendo.

 – querserminhanamorada – falou rápido, sem separar as palavras com medo de perder a coragem.

– eu não sei o que dizer... – piscou os olhos, desorientada.

– diga que sim – falou empolgado.

– mas... – não terminou de falar pois foi beijada por ele, um beijo afoito, de quem não tinha muita experiência, Rin permanecia imóvel.

 – atrapalho? – a voz do homem fez com que Kohaku soltasse Rin.

–Sesshoumaru? – corada – eu...ehhh... – Rin estava sem graça com a situação.

– eu só vim pegar um copo de água – o homem estava serio.

– eu sirvo – Kohaku pegou um copo, serviu de água e entregou para Sesshoumaru que não tirava os olhos de cima da Rin.

– obrigado – disse secamente.

– Rin depois você me dar à resposta, eu vou levar o bolo para sala – Kohaku saiu da cozinha.

– que resposta ele esperar de você Rin? – Sesshoumaru perguntou sem cerimônia.

– ele...eu... ele...quer... – perdida nas palavras.

– você vai formular uma frase inteiro ainda hoje – disse estupidamente grosso.

– ele me pediu em namoro, e esta esperando a resposta – disse magoada.

– pelo modo que vocês se beijavam ate já pareciam namorados – serio.

– não é da sua conta – estava triste e confusa, mas não quis demonstrar então respondeu da mesma forma grossa que ele – vamos para sala.

#-#

Na sala todos bateram parabéns, comeram bolo, se divertiam, menos Sesshoumaru e Rin. Ele sempre com seu jeito serio, era considerado normal. Ela tentava se manter alegre com a festa mas o modo com Sesshoumaru tinha falado com ela na cozinha tinha a deixado triste.

Após todos comerem bolo, escolheram um filme para ver. E o mais votado foi Anabelle, Sango ligou o DVD, apagou as luzes, e todos se aconchegaram num canto da sala. Ou no enorme sofá ou pelo chão, Sesshoumaru estava num confortável poltrona ao lado do sofá, ele queria estar ao lado de Rin, mas seu orgulho não deixava e nem um “moleque” deixava. Kohaku foi mais rápido e sentou ao lado de Rin no sofá, para raiva de Sesshoumaru.

Durante o filme, Kagome e Rin davam vários gritos histérico de medo nas cenas de maior suspense, Shippou tentava disfarçar, mas também se tremia de medo. Quase no final do filme a luz de toda a casa se apaga.

(Rin e Kagome) – ahhhhhh é a Anabelle.

– mana me protege – Shippou abraçou a irmã.

– foi um apagão geral – Miroku olhava a rua pela janela.

– vocês são muito crianças morrendo de medo de um filminho desses – desdenhou Inuyasha.

– tem lanternas ou velas na casa? – o mais maduro, Sesshoumaru, logo tomou a frente.

– acho que lá na cozinha deve ter ou lá em cima, ou no deposito – disse Sango.

– você não sabe onde ficam as coisas na sua casa? – implicou Inuyasha.

– afffz, nunca precisei disso.

– eu vou lá em cima com a Sango procurar, Kagome vai na cozinha com Inuyasha e Rin com Kohaku no deposito – determinou Sesshoumaru.

– e como vamos enxergar ? – perguntou Sango.

– dãnnnnn luzes do celular neh – respondeu Inuyasha.

– grosso... – Kagome suspirou.

– fer...

– eu vou com a Rin, ela ta muito nervosa, tenho mais condições de acalma-la – Sesshoumaru se colocou a disposição de Rin.

– mas... – protestou Kohaku.

– Kohaku fique com Kirara e Shippou aqui na sala, eles estão muito nervosos também – disse sua Irma.

Continua...


Notas Finais


bjs e ate.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...