História Feroz Atração - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Faculdade, Romance, Segredos
Visualizações 102
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 10 - Capitulo 9


Eu sempfe gostei de ler e escrever. Então eu sabia que teria que fazer algo relacionado aquilo, e jornalismo era perfeito.

Eu era uma leitora assídua. Começei a ler aos nove anos desde então, eu não havia parado. Eu costumava a ter uma coleção de centenas de livros, mas tive que vender devido algumas dívidas do meu pai.

As duas coisas que eu mas amava eram carros e livros. Livros devido a minha mãe, já que ela tambem era viciada em ler. Ele lia 0ara mim todas as noites antes de dormi até os meu quatro anos, quando ela morreu.

Já a parte dos carros eu herdei do meu pai.

Eu nunca havia sido uma criança sociável na verdade. Nunca tive muitos amigos. Porque quando eu ainda era garota, na vez de estar indo a festas e conversando com garotas da minha idade, eu estava lendo ou na garagem ajudando meu pai.

Quando minha mãe morreu, eu começei a passar muito tempo com meu pai já qie tinha só ele. E até meus quinze anos, ele foi meu melhor amigo.

Nós estávamos toda tarde na garagem e eu o observava trabalhar em algum carro ou algo do tipo.

Eu o ajudava e ele me ensinava sobre motores.

Eu tinha alguns amigos nessa época, mas eram poucos e todos garotos. Eu sempre consegui lidar melhor com eles, já que a única coisa que eu sabia falar era sobre carros e coisas de homem. Como eu não cresci com uma mãe, eu não entendia muito sobre maquiagem e moda, apenas carros e as meninas da minha idade não estavam nem ai para motores e velocidade.

Então até meus quinze anos, eu praticamente era um menino. Usava roupas largas, não ligava para o meu cabelo e só tinha amigos do sexo oposto.

Mas as coisas começaram a ficar esquisitas quando começei a ganhar peitos e os meus próprios amigos começaram a dar em cima de mim. Então naquele momento que era hora de arranjar uma amiga. Foi ai que eu conheci Sook quando cheguei na Coréia. Ela era divertida e não gostava de falar apenas de maquiagem e de cabelo. Gostei dela desde o primeiro momento.

Sook já era amiga de Sun hee na época, ela nos apresentou e então começamos a andar nos três juntas.

Sun hee e Sook meio que me reformularam. Sook disse que eu tinha um cabelo muito bonito e que eu devia deixar ficar mas comprido. Sun disse que eu tinha un corpo exelente e que eu não devia ficar escondendo. Deixei meu cabelo crescer e começei a usar roupas mas femininas e acabei de gostando do resultado.

--E ai gata?-- Seunjun se aproximou e passou o braço ao redor dos meus ombros, logo quando eu entrei na sala de aula.

Seunjun era um atleta e tinha ganhado uma bolsa na faculdade pelas suas habilidades no futebol. Ele era um garoto muito bonito. Alto, olhos castanhos e cabelos louros.

Ele havai me chamado para sair para tomar sorvete na segunda semana de aula. E nós havíamos ficado umas três vezes desde então. Ele era engraçado, mas um pouco burro e meio presunçoso.

Era o perfeito rostinho bonito mas sem conteúdo.

Eu me senti bem lisonjeada da primeira vez que me convidou para sair, já que ele era cobiçado por várias garotas na faculdade por ser um atleta, então eu aceitei o convite.

Foi divertido a primeira vez em que nós saímos, mas estava começando a perder a graça.

--Oi Seunjun.--eu disse sorrindo sutilmente.

--Sábado á noite, eu e você. Eu te pego as oito.--ele disse me lançando um sorriso cheios de dentes brancos e perfeitos.

--Na verdade, Seunjun...eu não posso, eu já tenho planos para o final de semana.--menti.

--Beleza, então vamos sair no outro final de semana.--ele disse ainda sorrindo.--E sem desculpas.

O encarei por alguns segundos.

Talvez não fosse tão ruim sair mas uma vez com ele. Ele não era todo pior.

--Tudo bem então.-- eu sorri levemente para Seunjun.

Me afastei dele e fui me sentar.

Ele foi em direção ao seu grande grupo de amigos e eu o observei ir.

Seunjun era um completo mulherengo, apesar de ser legal comigo, eu sabia que não podia confiar nele.

Ei sairia com ele no domingo, mas aquela seria a ultima vez.

Depois que minha ultima aula do dia acabou, eu fui para o estacionamento e estava indo em direção ao meu carro quando vi Hyunjae.


Meus pés automaticamente travaram e eu fiquei em alerta. Flashs da noite em que ele foi para cima de mim passaram em minha cabeça e eu quis apenas pegar meu carro e ir embora.

Ele parecia péssimo. Tinha olheiras e o cabelo bagunçado. Ele se aproximou de mim e eu olhei em volta. Estávamos sozinhos, se algo acontecesse eu teria que me virar sozinha.

--Calma Melissa.--ele disse se aproximanto de mim.

Quando ele finalmente chegou até mim disse:

--Eu só queria me desculpar. Eu não acretido que fiz aquilo.

--Só fica longe de mim, Hyunjae.--eu disse me virando.

--Não, espera.--ele exclamou me seguindo.--Eu to uma merda, Melissa. Eu não faço isso. Meu pai me ensinou a respeitar as mulheres...

--Bem ele falhou miseravelmenteem te passar a lição então.--eu disse em tom amargo.

Ele suspirou e olhou para baixo.

--Eu sei. Mas eu estava bêbado e bem... exitado.--disse sem graça e então sorriu.

Meu rosto continuou sério, o mostrando que eu não estava achando graça nenhuma naquilo.

--Bem, de qualquer modo. Me desculpe. Eu nunca faria aquilo se estivesse sóbrio. Você não é esse tipo de garota, sinto muito.

--Escuta só. Não importa o tipo de garota que for, você nunca faz isso com uma mulher, Hyunjae. Se ela disser não é não.--eu disse com voz séria e fria.

--Eu sei.--ele disse balançando a cabeça em afirmação.--Eu sinto muito mesmo.--ele disse parecendo realmente arrependido.

O encarei sem dizer nada. Hyunjae realmente não era o tipo de cara que fazia aquelas coisas.

Resolvi o dar uma chance.

--Tudo bem.

--Sério?.--ele perguntou parecendo aliviado.

--Sério. Mas só porque você estava bêbado e não estava pensando direito.

Ele assentiu.

--Que bom.--eu disse a ele então falei.-- De qualquer modo, eu tenho que ir.

Me virei e ele exclamou enquanto eu seguia em direção ao meu carro:

--Ah e Melissa, aquela foi uma joelhada e tanto. Ainda dói un pouco quando eu ando.--ele tinha um sorriso brincalhão no rosto.

--Ótimo.--eu disse lhe lançando um pequeno sorriso.

Quando cheguei na casa da minha tia me deparei com maos cocos gigantes daquele cavalo na entrada.

--Ótimo agora são dois.--eu resmunguei para mim mesma.

Fui para dentro e peguei um saco plástico para colher as fezes e joga-las fora.

Com uma careta de nojo recolhi, estava prestes a jogar na lixeira quando eu pensei melhor.

Fui até a casa do idiota e deixei uma lembrancinhana entrada de sua casa.

Se ele queria jogar, por mim tudo bem.

Eu entraria no jogo


Notas Finais


Espero que tenham gostado do cap

Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...