1. Spirit Fanfics >
  2. Fetish. - Joohyuck >
  3. Chantilly

História Fetish. - Joohyuck - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa se ficou ruim, perdoem os erros e beijos.

Boa leitura 🙆💙

Capítulo 1 - Chantilly


Fanfic / Fanfiction Fetish. - Joohyuck - Capítulo 1 - Chantilly

Haviam acabado de fazer as compras, Jooheon ainda mantinha a expressão de irritação no rosto, não gostou nenhum pouquinho dos olhares que o ex de Minhyuk mandava em sua direção enquanto estes conversavam no estacionamento do supermercado.

- Honey, para de coisa! - senta no colo alheio, tentando retirar um sorriso deste - sabe que olhar não tira pedaço - Min brinca, vendo olhar raivoso ir em direção aos seus

- Sai de cima de mim! - Jooheon se põe a empurra-lo, não obtendo sucesso algum - Eu tô falando sério!

- Eu também - Minhyuck ri, roubando um selinho do enorme bico que tinha nos lábios do namorado.

Vendo que Jooheon não aliviava para seu lado, Min cruza os braços, decidindo que faria de tudo pra tirar a carranca do namorado. Ele olha pra sacola de compras e sorri, levantando-se indo até esta e pegando o chantilly que estava quase caindo.

Vai até a fruteira em cima da bancada da cozinha, pegando uma cereja, voltando para o colo do namorado, este que tirava a camisa sem intenção alguma, mas adiantando muito o processo.

- Sai de cima, tá calor - reclama Jooheon

- Para de besteira amor! - Minhyuck ri - eu vou te refrescar - aperta o botãozinho do spray, derramando uma quantidade na cereja e consequentemente no peitoral e barriga de Jooheon - oh me desculpe, eu tinha intenção

Joga fruta melecada na boca e então se abaixa, passando a língua no peitoral do outro, se pondo de joelhos em seguida entre as pernas de Jooheon, colocando a língua pra fora, a passando onde se encontrava melado à alguns segundos. Desce a língua até o cós da calça de Jooheon, fazendo este erguer seu rosto pelo queixo

- Wow wow - Minhyuck sorri de lado - eu sei onde quer chegar e é melhor parar

- Por?

- Eu estou com raiva e com certeza não seirei cuidadoso com você - Minhyuck se prontifica de retirar a calça de Jooheon, a deixando presa à seu joelho, não demorando em tirar sua peça íntima, sorrindo pra si - Não me ouviu, certo? Eu vou repetir...

- Não precisa, eu arco com as consequências, aguento o que for - aperta o botãozinho outra vez, despejando o chantilly em sua virilha, não demorando em passar a língua ali, sentindo este acordar em um lugar específico, ao sentir sua língua próxima demais. Jooheon agarra seu cabelo, o trazendo de volta ao seu colo, mas desta vez de costas pra si

- Eu te avisei - Minhyuck o olha por cima do ombro, dando uma rebolada sacana em cima de seu membro desperto - está me provocando demais hoje, acho que não aprendeu da última vez, vou refrescar suas memórias.

Jooheon pega o cinto de sua calça, deixando Minhyuck empinado pra si, este que não parava quieto, sempre rebolando pros lados, instigando o outro.

- Quero que conte até dez sim? Se errar irei começar tudo de novo - Jooheon diz, sabendo que era o fraco de Minhyuck, visto que este sempre se perdia na conta por excitação

Depois de errar umas três vezes, o garoto finalmente consegue, não demorando em sentir a língua de Jooheon em sua entrada sensível e pulsante. Rebolava com gosto contra o rosto do namorado, este que afundava sua língua no buraquinho enrugado de Minhyuck, seu ponto fraco.

Logo troca sua lingua pelos dedos, estava com pressa para fode-lo, por isso não estava sendo nada cuidadoso com o seu menino, por mais que ele merecesse, Jooheon odiava usar o seu lado bruto, mas este insistia em atiçar.

- Preciso que empine mais pra mim amor - Jooheon diz apertando a cintura de Minhyuck com uma força mínima, o vendo atender seu pedido e encostar o rosto no estofado do sofá, olhando de relance pra si com um sorriso nada inocente

Jooheon adentra devagar, tentando não machuca-lo, mas esqueceu como o outro era e não demorou em empurrar o corpo pra trás, o fazendo adentrar de vez em si.

- Desse jeito você nem levanta amanhã - Jooheon entra e sai com força - Mas se é assim que gosta, irei continuar

Continuou adentrando com brutalidade em Minhyuck, se deliciando com os gemidos altos deste, agarrava o estofado com tanta força que Jooheon temia rasga-lo, então inverte a posição, o colocando de barriga pra cima, adentrando novamente.

Minhyuck agora descontava o tesão em suas costas, arranhando com uma  certa força o local com suas unhas curtas. Jooheon o beija, de início era pra ser um ósculo calmo para aproveitar o momento, mas Minhyuck o transforma em um beijo pra lá de selvagem, finalizando com uma chupada e uma mordida no lábio inferior do outro.

Jooheon aumenta as invertidas, estocando o garoto abaixo de si cada vez mais fundo e forte, agarrando sua cintura com força

- Ah... Assim - Minhyuck sorri entre gemidos, mordendo o lábio inferior com força e apertando os dedos do pé, os fazendo ficar brancos - Honey, eu estou quase.

Jooheon acertou sua próstata algumas vezes, o que o fez gritar de tesão e chegar a revirar os olhos, sentindo as lágrimas banharem sua bochecha.

Minhyuck contrai, chegando em seu ápice, apertando Jooheon dentro de si, o fazendo gemer rouco em seu ouvido, parando de se mover.

- Apaguei seu fogo? - Minhyuck sorri de lado, se pondo entre as pernas de Jooheon

- Acredito que não Honey - Jooheon ergue a sobrancelha, vendo Minhyuck agarrar seu pau e começar a masturba-lo devagar, logo o colocando na boca. Descia e subia a cabeça, sem desviar o olhar do namorado. O que não cabia em sua boca, este masturbava, vez ou outra massageando as bolas deste - Hey, é melhor parar ou...

Jooheon chega ao seu ápice, sem ao menos poder terminar a frase, vendo o namorado retirar sua boca, engolindo tudo e sorrindo animado em sua direção

- Agora sim - volta ao colo do outro - acabou a raiva?

- Não, mas vou deixar pra acabar com ele outro dia - abraça a cintura de Minhyuck - acho que ainda vejo fogo em você

- Aqui é infinito, mas o único que consegue amenizar é você Honey



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...