História Fetish - Jungkook e Taehyung - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Bangtan, Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Kookie, Tae, Taehyung
Visualizações 161
Palavras 1.259
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, mas voltei com capítulo novo. Beijos...

Capítulo 8 - Capítulo 08


Fanfic / Fanfiction Fetish - Jungkook e Taehyung - Capítulo 8 - Capítulo 08

Estava em casa sozinha, peguei uma xícara com café e fui até a sala de cabeça baixa lendo algumas coisas em meu celular, nem percebi que tinha algo a minha frente, quando percebi tinha derramado meu café inteiro em Taehyung que estava parado ali e sua camisa social branco toda suja, o ouvi dar um grito por causa do café quente, então o olhei de olhos arregalados.

— Meu Deus Tae, me desculpa, estava distraída e não vi você ai - disse colocando a xícara sobre o balcão enquanto ele tirava a camisa

— Tudo bem, tudo bem, droga, isso dói - resmungou a última parte

— Pensei que estivesse sozinha, o que faz aqui? - perguntei

— Esqueci meu relógio no quarto de hóspedes e vim buscar, pensei que estivesse na empresa - disse ele ficando só de calça o que me fez desviar o olhar para longe dele, pude ouvir o mesmo rindo

— Se quiser eu posso da um jeito na sua camisa, em alguns minutos ela estará limpinha - disse a ele

— Ótimo, tenho uma entrevista em uma hora e não posso me atrasar - contou ele

— Entendo, por favor me dê ela - pedi sem olhá-lo

— Vem pegar Mia - disse ele — Porque não me olha? Não tem nada aqui que já não tenha visto - falou provocativo enquanto se aproximava

— Por favor Tae, apenas me dê a camisa, sem brincadeirinhas - falei

— Quem disse que estou brincando? - me puxou pela cintura colando nossos copos — Hun? - passou o nariz por meu pescoço me deixando arrepiada — Porque está arrepiada? - perguntou convencido

— Me solta Taehyung - pedi

— Porque faria isso? Você quer e eu também, es uma mulher linda Mia e muito gostosa. Queria outra noite com você, mas dessa vez apenas nós dois - disse apertando minha cintura

— Se afasta - disse o empurrando, o olhei e ele dinha um sorriso debochado no rosto — Taehyung, eu amo meu marido, o que aconteceu aquela vez não voltará a se repentir, principalmente sem Jungkook estar por perto. Foi muito bom, não posso negar, mas meu marido me satisfaz em tudo e não preciso traí-lo. Então por favor fique longe de mim - disparei e ele ficou me olhando sério, mas logo sorriu

— Que bom saber que Jungkook não casou com uma vagabunda qualquer, ele a ama e agora sei que é correspondido a altura - disse ele e eu assenti

— Vou lavar sua camisa - disse indo até a lavadoura, em poucos minutos a mesma estava limpa e seca. Passei a camisa e fui até a sala entregá-la a Taehyung — Pronto, está impecável - disse e ele sorriu

— Obrigado Mia - se aproximou, quando estava lhe entregando a camisa a porta da sala se abriu, Jungkook nos olhou sério tentando entender algo.

— Mas que merda está acontecendo aqui? - perguntou ele, então olhei para a situação que me encontrava e não estava nada a meu favor

— Amor, não é o que está pensado - sério que eu disse isso? É o falam sempre que fazem algo errado e não quererm admitir

— Ah não? - cruzou os braços sério

— Cara, não tire conclusões precipitadas - disse Taehyung a ele

— Então conclusões eu devo tirar vendo minha esposa junto ao meu melhor amigo que está semi nu no meio da minha sala? - perguntou

— Eu derramei café na camisa dele e então a limpei e estava entregando quando você entrou, foi apenas isso - contei

— Ela está falando a verdade Jk - disse Tae

— Então o que veio fazer aqui Taehyung? - perguntou Jk

— Vim buscar meu relógio, pensei que não tinha ninguém em casa - contou Taehyung

— Vocês acham que eu sou burro? - perguntou Jk irritado — Por acaso veio comer minha mulher sem mim por perto Taehyung? Isso se já não fez isso outras vezes - disparou Jungkook

— Está loico? Você sabe que eu jamais faria isso Jungkook - disse a ele

— Ah não? Porque? Eu preciso estar presente para assisti é isso? - neguei sentindo lágrimas caindo do meu rosto

— Cara, esfria a cabeça, você está ofendendo sua esposa, pode se arrepender depois - disse Taehyung

— Sai da minha casa Taehyung - disse o moreno — Sai agora - gritou

— Eu não...

— Por favor Tae, faz o que ele está dizendo - pedi

— Qualquer coisa me liga - disse ele e eu assenti, ele saiu e olhou para Jk — Você está sendo um babaca - disse para o amigo antes de sair da casa

— Amor por favor, acresita em mim, não houve nada aqui. As coisas aconteceram como eu falei - ele negou com a cabeça rindo sem humor

— Foi um erro, essa droga toda foi um erro, fomos longe demais com os nossos fetiches. Na verdade eu casei com uma vagabunda que não se satisfaz com um homem só, o erro aqui foi ter me casado com você - disparou ele com o rosto ver melhor de raiva, estava dominado pelo ciúme

— Então é por isso que está tão diferente? Porque se arrepende de ter casado comigo? - perguntei

— Estou diferente porque a imagem de você tendo prazer com outro homem te tocando não me sai da cabeça, estava disposto a superar, mas pelo visto não vale a pena - disse e então subiu a escada indo para o quarto, senti como se tivesse algo atravessado no meu peito. Me sentei no sofá encolida chorando igual a uma criancinha.

"Isso só pode ser um pesadelo" sussurrei para mim mesma enquanto limpava meu rosto, subi indo até o quarto e vi Jungkook arrumando uma mala

— O que está fazendo? - perguntei chorosa

— Não está claro? - foi irônico

— Não faz isso Jungkook por favor - pedi

— Não existe nada que me faça mudar de ideia - disse frio e sem me olhar, caminhei até ele o abraçando por trás

— Não me deixa por favor, conversa comigo meu amor, não faz isso - implorei chorando contra suas costas

— Se afasta Mia, não quero te machucar - falou ele soltando minhas mãos que estavam ao seu redor e se afastando, me desesperei sentindo meu ar faltar

— Jungkook eu não fiz nada eu juro, por favor acredita em mim - implorei, mas ele me ignorou, em um ato desesperado fui até a mala dele e comecei a devolver as roupas para o guarda roupa

— Para Mia - gritou ele, mas eu não parei, então em um piscar de olhos senti meu corpo indo de encontro com a cómoda, ele havia me empurrado com força. Gemi de dor e então o olhei e o mesmo estava estático me olhando — Me desculpa, eu não queria... - levantei a mão para que se calasse

— Está tudo bem, se quer ir vai, só tenha certeza de que está cometendo um grande erro - me afastei saindo do quarto o ouvindo chamar meu nome, peguei a chave do meu carro e fui até o mesmo, sai dali cantando pneu. Acelerei como se descontasse ali toda a minha dor, estacionei em qualquer lugar e não aguentei mais segurar o prato. Senti algo quente em minhas pernas, vi sangue e então me lembrei do porque não havia ido trabalhar aquele dia, tinha ido ao médico e havia descoberto que esperava um filho da Jungkook. Tentei ligar o carro e ir a um hospital, mas senti meu corpo amolecer e tudo apagar.


Notas Finais


Desculpem qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...