História Fifteen years later - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Hailee Steinfeld
Personagens Camila Cabello, Hailee Steinfeld, Lauren Jauregui
Tags Cailee, Camren, Drama, Haimila, Romance
Visualizações 131
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente,esse capítulo tem hot Cailee,então se não gostam,podem pular a última parte.
Escrevi o hot ao som de Love Is A Bitch-Two Feet,então se alguém quiser ouvir a música,melhor ainda(Vou deixar o link nas notas finais).
Boa leitura☆

Capítulo 11 - Capítulo XI.


Acordo e estranho o fato de Hailee não estar ao meu lado,isso não acontece muito.

Sigo para o banheiro e faço minha higiene matinal,volto para o quarto,pego meu celular e saio do mesmo.

Algumas vozes vindas do quarto de hóspedes,me chama atenção.

Paro perto da porta e tento ouvir o máximo possível.

"-As pessoas precisam de alguém pra odiar.-Essa era a voz de Hailee.-Camila me ensinou que em toda história sempre á um vilão e não é porque ele realmente precisa estar lá,é só que..as pessoas precisam de alguém pra odiar ou começam a odiar o mocinho.-Escuto seu suspiro.

-O que quer dizer com isso?-Lauren pergunta.

-Eu não sou a vilã,Lauren e sinceramente,não sei se você é.-Minha noiva responde.

-Eu também não sou a vilã,Hailee.-Lauren diz.

-Então somos apenas pessoas boas,apaixonadas pela mesma mulher e isso é uma droga,seria mais fácil se uma de nós fosse a vilã.-Hailee diz e ambas começam a rir.

-Sim,seria.-Lauren concorda.

-Bom,vou preparar o café da manhã.-Escuto um barulho,acho que Hailz levantou.

-Obrigada.-Lauren agradece.

-Não precisa agradecer.-Hailee diz.

Os passos começam a ficar cada vez mais próximos,então de fininho volto para o meu quarto.

Hailee não estava mais no corredor então sai do quarto de novo.

Será que deveria ir falar com Lauren?

-Camila?-Não tive tempo de escolher,Lauren apareceu no corredor.

-Está bem?-Pergunto.

-Apenas com uma ressaca horrível.-Ri.

-Você sabe o que poderia ter acontecido caso não tivéssemos chegado a tempo?-Pergunto entre dentes.-Você foi inconsequente,Lauren.-Completo.

-Eu sei,ok?Obrigada por ter feito isso por mim.-Agradece.-Pensei que brigaria com sua noiva e não com você.-Ela ria,eu com minha expressão séria de quase sempre.

-Não tem graça.-Bufo.-Eles poderiam ter...-Me interrompe.

-Já passou,Camila.Por favor,não me faça pensar sobre isso.-Respira fundo.

-Ok.-Digo e a dou as costas,seguindo pra cozinha.

(...)

O café da manhã foi tranquilo,nenhuma de nós falou muito mas nas poucas vezes em que alguém falou,o nome de Zayn foi envolvido e agora estou doida pra conhecer o homem de que tanto elas mencionaram.

Hailee foi levar Lauren até o carro dela e de lá,iria trabalhar,então eu passaria o dia sozinha.

Decidi passar meu tempo no escritório,precisava escrever sobre algumas coisas e também sobre o meu novo livro.

(...)

-Por que está parada ai?-Pergunto vendo Hailee parada na porta de meu escritório.

-Estou te admirando.-Responde.-Estive pensando...-Entra no ambiente.-Seu escritório é algo sagrado?-Pergunta e se senta na mesa grande,cruza as pernas.

-Sagrado?De que forma?-Questiono.

-Pense...-Sorriu de um jeito malicioso.

-O quê?-Ela coloca as pernas em meu colo.

Agora reparo mais em sua roupa,bom,ela está com uma camisola preta e de renda.-Oooh,entendi.-Acabo sorrindo,igualmente maliciosa;tiro meu óculos.

-E então?-Pergunta e morde o lábio.

-Não existem lugares sagrados nesse apartamento.-Repondo,tiro suas pernas de meu colo e me levanto,me colocando de pé,no meio de suas pernas,ela envolve suas mãos em volta de meu pescoço,minhas mãos em sua cintura.

-Isso é ótimo.-Sorri e me dá um selinho.

-Maravilhoso.-Digo e a beijo.

O beijo vai ficando cada vez mais quente.

-Espera.-Quebra nosso contato e me empurra,caio sentada na cadeira.Pega meu celular e conecta na tv.

-O que está fazendo?-Pergunto frustrada.

-Calma.-Responde.

O toque de uma música começa e então,entendo o que ela pretende fazer.

As primeiras batidas e já sabia de que música se tratava,Love Is A Bitch-Two Feet.

Hailee começou a se mover conforme a música,de forma lenta e de olhos fechados,ela queria mesmo me deixar louca.

Se aproximou de mim e se sentou em meu colo.

-Te tocar é proibido?-Pergunto já com as mãos em sua bunda.

-Não;me tocar é liberado.-Se inclina e morde minha orelha.-Totalmente liberado.-Sussurra e então começa a rebolar em meu colo.

Segura seus cabelos em cima da cabeça e rebola cada vez mais enquanto morde os lábios;eu já podia sentir minha intimidade cada vez mais molhada.

Eu poderia ter tido um orgasmo apenas com aquele contato mas Hailee se levanta e fica de costas para mim,os movimentos continuam,agora ela desce até o chão e levanta lentamente enquanto tira sua camisola e revela o que tem por baixo,uma lingerie vermelha.

A camisola fica no chão,assim como a blusa que acabo de tirar.

Nem consigo mais ouvir a música que já deve estar se repetindo.

Estou paralisada na cadeira,meus olhos não conseguem se desgrudar de seu corpo.

Hailee abre seu sutiã e se inclina sobre mim,o tiro com a boca mas logo o jogo no chão.

Me levanto e desço minhas mãos sobre as laterais de seu corpo,vou agachado na sua frente a medida que tiro sua calcinha,ela levanta um pouco uma das pernas para a peça sair por completo,aproveito e coloco a mesma perna sobre meu ombro e sorrio com a visão que tive.

-Tão molhada.-Digo e deposito leves beijos em sua intimidade.Hailee segura meus cabelos com as mãos e pressiona contra sua boceta.-Sempre tão apressada.-E então começo a chupa-lá,devagar e sem pressa,apenas sentindo seu gosto maravilhoso.

-Isso.-A respiração de Hailee cada vez mais descompensada,ela gemendo baixo.

Pressiona cada vez mais minha cabeça contra sua intimidade,aumento o ritmo e sinto quando seu corpo estremece,ela solta um pequeno grito e bebo cada gota de seu prazer.

Me levanto lentamente e deixo vários beijos pelo seu corpo,já de pé em sua frente,a beijo e sinto o quanto seu coração bate rápido.

Hailee vai me empurrando até que bato as costas na mesa e vou me deitando,ela joga algumas coisas que estavam ali no chão.

Beija meu pescoço enquanto tira minha calça e joga na puta que pariu.

Eu só de calcinha e sutiã,Hailee totalmente nua e em cima de mim;mordendo,beijando e chupando toda extensão de meu pescoço,colo e seios.

Me levanta um pouco e abre meu sutiã,eu mesma o tiro e o jogo no chão.

Hailee me beija,sinto sua mão descendo pela minha barriga até chegar em minha boceta que já está pulsando de tanto tesão.

Sinto o contato de seu dedo e solto um gemido em seus lábios.

Hailee para de me beija e começa a chupar meus seios enquanto me masturba.

Eu gemo cada vez mais alto,enquanto cravo minhas unhas em suas costas,a arranho toda.

Ela me penetra um dedo e continua com a masturbação,solto um grito e ela me cala com um beijo,mordo seu lábio com força quando ela acrescenta mais um dedo.

Agora tenho dois dedos dentro de mim,um vai e vem gostoso,meu clitóris ainda sendo acariciado.

Sinto meu ápice chegar,inclino minhas costas para cima,fecho os olhos,mordo seu ombro para poder conter meu gemido alto e meu corpo começa a dar pequenos tremores.

Meu coração acelerado,minha respiração falha.

Hailee faz uma trilha de beijos dos meus seios até minha intimidade e então tira minha última peça e começa a me chupar,a cada movimento seu,meu corpo voltando ao normal,sinto as gostas de suor em meu rosto.

Hailee volta com uma nova trilha de beijos e então me beija devagar,nossos gostos se misturando.

-Eu te amo.-Ela diz deitando ao meu lado na mesa.

-É,eu também te amo.-Digo,sorrio e olho para o teto.

Como nunca fizemos isso antes?Meu escritório acabou de se tornar meu lugar favorito no mundo e agora,em todos os sentidos.


Notas Finais


Gostaram do capitulo?O hot agradou?
Link da música: https://youtu.be/_DjE4gbIVZk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...