História Fifth Harmony (LIS Versão) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Hayley Kiyoko, Justin Bieber, Life Is Strange, Melanie Martinez, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Chloe Price, Dinah Jane Hansen, Hayley Kiyoko, Justin Bieber, Kate Marsh, Lauren Jauregui, Maxine Caulfield, Melanie Martinez, Normani Hamilton, Personagens Originais, Rachel Amber, Shawn Mendes, Victoria Chase
Visualizações 60
Palavras 738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - ??


Fanfic / Fanfiction Fifth Harmony (LIS Versão) - Capítulo 19 - ??

Já cortei o rosto e nem sequer senti receio
Já tentei me matar e o que impediu foi esse medo
O medo de deixar meu pai e minha mãe nesse tormento
Eu sei que eu sou um fracasso, mas eu juro que eu tento
Já pensei em voltar a fumar
E encher a porra do meu copo de cachaça
Já pensei em rasgar minha garanta só gritando


"Mano só faço coisa errada"


Será porque já sofri com a mesma coisa
E me auto defendo pra não acontecer de novo
Ou talvez não tomo vergonha na cara
E sem pensar arrasto todo mundo para o mesmo poço
Então eu levanto uma garrafa de tequila
E falo um brinde
Por essa desgraça de vida
Reconheça os seus erros sempre mude e uma dica
Não espere intervenção divina
Porque se você esperar uma intervenção divina


O tempo vai passar e você não fez mais nada
Vai ta com o nariz cheio de cocaína
Todo branco e pensando em se jogar de uma sacada

Tu vai dizer: Tudo bem?
Eu vou dizer: To ótimo
Tu vai dizer: Tu ta mentindo?
Mas isso é obvio
Por isso não faço sadsong não é porque nem quero


O meu grande problema é
Que eu levo isso a sério
Eu canto eu choro
Eu me corto
Com cacos de vidros
Tu dança e se diverte
Mesmo se sentindo um lixo
Tento, desisto, e penso: Por que eu vivo nessa merda?
Eu tenho sons melhores nem perde tempo com essa
Eu tô me segurando pra não cometer loucura
To segurando o choro desde o começo da música
Mas já to estragando e levando ela pro poço
Desculpa já me perdi quantas vezes gravei de novo
Eu to jogando essas merdas no ventilador
Sou o protagonista do meu próprio filme de terror


O assassino não é jason e mesmo assim eu me escondo
Freddy vai ter pesadelo se ele invadir meu sonho
Porque lá vai ta escrito manual do suicídio
E assim que ele ter ele terá um grande delírio
Essa é a realidade pra quem vive o que eu vivo
Qualquer dia eu pego uma câmera e me mato ao vivo

Porque está muito frio
Para você aqui e agora
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter
Porque está muito frio
Para você aqui
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter

Whoa, whoa
Whoa, whoa, whoa
Whoa, whoa

Porque está muito frio
Para você aqui e agora
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos bolsos do meu suéter


Eu tento não pensar mas a chuva caindo me lembra você E você tenta dormir só que passa a madrugada pensando em nós Nosso tempo não para e parece que eu nunca parei pra perceber Que meu dia era lindo se quando eu acordasse eu ouvisse sua voz Lembro quando disse pra mim Que queria que não tivesse fim E disse que me amava também, também, também E hoje o que resta de mim Diz o que resta de nós A gente se amava tão bem, tão bem, tão bem Eu perguntei se volta e ela diz que não vem Eu não quero viver a vida sem você Ela diz que não volta e eu em casa sem ninguém E eu em casa sem ninguém Eu tento não pensar mas a chuva caindo me lembra você E você tenta dormir só que passa a madrugada pensando em nós Nosso tempo não para e parece que eu nunca parei pra perceber Que meu dia era lindo se quando eu acordasse eu ouvisse sua voz Lembro quando disse pra mim Que queria que não tivesse fim E disse que me amava também, também, também E hoje o que resta de mim Diz o que resta de nós A gente se amava tão bem, tão bem, tão bem Eu perguntei se volta e ela diz que não vem Eu não quero viver a vida sem você Ela diz que não volta e eu em casa sem ninguém E eu em casa sem ninguém


Vai brincando...

Você só percebe a dor quando alguém que você ama se mata...

Vc só ver que foi burro quando não viu os inúmeros pedidos de socorro...

Ai vc escuta na sua cabeça toda a noite... Vc a matou, vc deixou ela morrer, vc não foi ao seu socorro...

Dói? Pede ajuda...

Vc nunca deve se "acostumar" 

Admito a depressão...

Mais...

É FRESCURA... JA JA PASSA



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...