História Fifty Shades Of Ink ( Bendy x Boris) - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine
Personagens Personagens Originais
Tags Bendy And The Ink Machine, Borendy, Lemon, Yaoi
Visualizações 54
Palavras 1.930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim pessoal, hoje está fazendo um ano que minha fanfic está aqui no Spirit!!! Então para comemorar, fiz esse capítulo para comemorar o aniversário da fanfic, boa leitura a todos.

Capítulo 34 - Happy birthday fanfic


Fanfic / Fanfiction Fifty Shades Of Ink ( Bendy x Boris) - Capítulo 34 - Happy birthday fanfic

Boris: oi amorzinho – Boris me disse enquanto tirava o cobertor da minha cara, me olhando com um olhar apaixonado.

o que foi meu lobinho fofo? - eu disse me sentando na cama e esfregando os olhos.

Boris: sabe que dia é hoje?

Eu fiquei o encarando, enquanto eu pensava, bem........o aniversário do Boris foi no mês passado se eu não me engano, dia dos namorados já passou, ainda não é aniversário do Ame, também não é o nosso aniversário de casamento pois não é nesse mês, será no dia treze de dezembro, então.......que dia é hoje? Que data Boris quer comemorar hoje? O mesmo continuava me encarando, ao poucos Boris desmanchou seu doce e pequeno sorriso, me encarando pacientemente, pois ele sabe muito bem que sou lerdo.

Boris: então....não sabe que dia é hoje? - ele me encarou com um olhar meio sério.

me desculpa amor, mas não, eu não sei.

Boris: hoje é dia seis de agosto amor.

e o que tem com esse dia?

Boris: foi hoje que eu e você saímos na chuva e eu me apaixonei por você........hoje está fazendo um ano de namoro quase oficial......

s...sério amor?

Na hora, eu me lembrei de que realmente, nessa exata data foi o dia em que saí andando pela cidade na chuva e Boris......me deu um beijo na bochecha.

meu amor, me desculpe, eu me esqueci completamente......desculpe tá? - eu puxo a coberta para eu esconder o meu rosto corado e meus olhos marejados de lágrimas.

Comecei a chorar baixo, escondido nas cobertas e achando que Boris não estava me ouvindo chorar, mas na verdade, eu sabia que ele estava, afinal, ele estava bem perto de mim, sentado na cama, o mesmo começou a puxar as cobertas para tentar ver meu rosto.

Boris: oh meu amorzinho, não chore – ele dizia para me consolar enquanto puxava as minhas cobertas – está tudo bem amor, não precisa ficar triste, é normal esquecer algumas coisas, mas, espero realmente que você não tenha se esquecido do dia em que demos o nosso primeiro beijo e começamos a namorar e..........perdemos a virgindade – ele disse já tirando as cobertas do meu rosto e virando a cabeça corado.

Eu começei a corar de leve.

foi no dia oito de agosto de 2017, eu nunca me esqueci daquele dia..........- eu disse corando aos poucos.

Boris sorri e me dá um beijo na testa, me olhando com um olhar fofinho.

Boris: eu te trago o café da manhã aqui na cama, está bem?

claro amor!

O mesmo beijou a minha boca de um jeito amoroso, se levantou da cama e saiu do quarto.

Depois de um tempo, Boris me trouxe o café da manhã, ovos com bacon, beijou meu rosto e se sentou ao meu lado, ele estava corado e parece que não queria olhar meu rosto por pura vergonha.

Boris: Bendy.

sim, amorzinho? - eu disse olhando para ele com um olhar fofinho.

Boris: é que........e...eu queria saber se....... - ele para de falar e cora mais.

o que foi amor? Se o que?

Boris: se você quer fazer uma festa para comemorar esse nosso um ano de namoro quase oficial– ele disse pegando as cobertas e escondendo o rosto nelas.

amor......

Boris: s...sim? - ele disse tirando as cobertas do rosto.

eu adoraria!!!! - eu disse pulando em cima do mesmo, dando-lhe um forte abraço e um beijo na bochecha.

Boris: s...sério? - ele disse corando mais.

claro amor e outra coisa.....- eu disse o encarando – você fica mais fofo ainda quando está corado – eu disse tocando no focinho dele, o fazendo corar mais ainda.

Boris: p...para Bendy! - ele disse pegando nos meus pulsos e me jogando na cama, logo ficando em cima de mim,me encarando enquanto eu ria da situação.

O mesmo começou a me encher de beijinhos e me abraçar fortemente.

Boris: eu te amo tanto – ele disse apertando o abraço.

eu também te amo Boris.

Nós dois começamos a nos beijar apaixonadamente.

Boris: bom, eu vou sair tá amor? Eu volto logo, ok?

tudo bem

Boris soltou meus pulsos e me deu um beijinho, logo em seguida se levantou da cama, saiu do quarto e desceu as escadas.

Peguei a bandeja com o meu café da manhã e comecei a comer aqueles deliciosos ovos com bacon, depois que eu terminei de comer, me levantei, peguei a bandeja e saí do quarto, desci as escadas, vendo os meus filhos sentados em frente a TV, Ame estava segurando a Yuki, Beti estava comendo cereais com leite enquanto olhava distraída para a TV, talvel ela nem se lembrasse do que estava comendo.

bom dia crianças! - eu disse descendo as escadas

Ame: bom dia mãe.

Beti: bom dia mamãe.

dormiram bem?

Ame: dormimos sim, quer dizer, a Beti talvez, pois eu acordei com o choro da Yuki de madrugada.

oh, espero que não tenha prejudicado seu sono filho.

Ame: não me atrapalhou muito não mãe, tanto que eu até fui ajudar o papai a colocar ela pra dormir de novo.

que bom – eu disse sorrindo.

Quando cheguei no último degrau da escada, andei até a cozinha, larguei a bandeja na pia e me sentei no sofá ao lado das crianças, fiz um gesto ao Ame para que ele me entregasse a Yuki, o mesmo concordou com a cabeça e me entregou ela, peguei a Yuki e a sentei em meu colo ( obviamente, ainda segurando a cintura da mesma).

Um tempo depois, o tmeu celularcomeçou a tocar, me levantei deitando a Yuki no sofá e fui até o meu celular, peguei o mesmo e deslizei a tela para atender, Boris estava me ligando.

aló?

Boris: oi amor.

oiii

Boris: bom, é o seguinte, quero saber quem que devemos chamar a quem para nossa festa de um ano de namoro quase oficial.

Ah, claro, bom, convida todo mundo que a gente conhece, a Karol, a Thamires, a Alice, o Sammy e a Artemis, filha deles.

Boris: entendi, obrigado amor.

De nada, era só isso?

Boris: sim, até mais tarde amor.

até.

Eu desligo o celular e o deixo encima da mesa, eu voltei para o sofá, peguei novamente a Yuki no colo e me sentei no sofá.

Ame: era o papai ligando, certo?

sim, quero que vocês já preparem ma roupa para hoje a noite que eu e o pai de vocês vamos dar uma festa de um ano de namoro quase oficial.

Ame: tá bom mãe.

Beti: tudo bem mãe.

( horas depois.....)

eu vou ir pegar alguma roupa para a irmãzinha de vocês.

Ame: tá, quer que eu a segure, mãe?

Não, não precisa, eu vou vestir ela agora.

Eu subo as escadas e entro no meu quarto, fui até o guarda-roupas e peguei um vestido fofo cor de rosa, junto com sapatinhos e fita de cabelo igualmente brancos, vesti a Yuki com o vestido, coloquei sapatinhos na mesma e coloquei a fita de cabelo nela, após isso coloquei a Yuki em cima e cama e peguei um vestido branco, após eu terminar de me vestir, peguei a Yuki e desci as escadas.

Já estava na hora da festa de quase um ano de namoro começar, já estava tudo pronto, Boris já estava pronto lá em baixo, ele estava lindo usando um terno preto, eu desci as escadas e sentei a Yuki no chão, dei a ela uma pelúcia minha e fiquei a observando. Boris me agarrou por trás e beijou minha bochecha.

Boris: está pronto amor?

sim, estou – eu disse sorrindo.

Boris: ótimo – ele disse sorrindo também

Eu e ele começamos a nos beijar de um jeito romântico enquanto acariciava minha cintura, o mesmo começou a dar passos para frente, me fazendo andar para trás, acabo encostando no sofá ainda o beijando, nossas línguas brigavam por espaço dentro de nossas bocas, Boris me deitou no sofá, logo em seguida deitando em cima de mim enquanto acariciava o meu rosto e meu beijava, o mesmo colocou sua mão na minha coxa por debaixo do vestido que eu estava usando, logo separando os seus lábios dos meus, fazendo com que um único fio de tinta os conectasse, enquanto o mesmo respirava perto de meu ''ouvido'', ma fazendo ter arrepios intensos.

B...Boris........p...para, as crianças podem nos ver a qualquer instante e........a Yuki tá alí no chão – no mesmo momento comecei a sentir sua ereção contra o meu membro.

Boris: que se dane, as crianças saíram para buscar a Alice, o Sammy e a Artemis, então podemos ter um pequeno tempo para nós dois~

m...mas e a Yuki?

Boris: ela é um bebê, ela nem se importa com que estamos fazendo ou deixando de fazer – o mesmo começou a se movimentar ainda vestido, como sinais de que queria muito aquilo.

e...então ao menos deixe ela no quarto.

Boris: hehe, okay, espere um pouco – ele se levanta, pega a Yuki e a carrega para o nosso quarto.

Em seguida desceu e se deitou em cima de mim novamente e começou a beijar meu pescoço de um jeito descontrolado, me fazendo dar gemidos abafados e colocar minha mão na cabeça dele, o mesmo parou e tirou o meu vestido, o jogando no chão logo em seguida, após isso ele começou a tirar a calça junto com a cueca enquanto me encarava de um jeito malicioso, assim que os retirou, jogou sua calça e sua cueca no chão, logo retirando o seu terno, minutos depois ele já estava sem roupa alguma, Boris segurou na barra da minha calcinha e retirou a mesma, enquanto voltava a chupar o meu pescoço enquanto respirava em meu pescoço, apó retirar a minha calcinha, ele segurou em minha cintura e já ficou na posição me encarando.

Boris: posso?

já deveria ter começado~

O mesmo começou a me penetrar, me fazendo dar um gemido lento mas também fofo, em seguida, ele começou os seus movimentos de vai e vem dentro de mim, me fazendo gemer de um jeito sexy para ele, agarrei forte o braço do sofá onde eu estava deitando a minha cabeça, o sofá se mexia com a força e a velocidade em que ele me penetrava, me fazendo ir ao delírio e gemer até me deixar sem voz.

B...Boris mais!!~

Boris: c...claro Bendy – ele começou a acelerar seus movimentos.

Comecei a arranhar as costas dele, o deixandon arrepiado e colocandos mais força em suas estocadas, respirando perto de meu ''ouvido'' novamente, ouvimos um barulho de algo sendo aberto, mas ignoramos e continuamos a transar de um jeito selvagem mas também muito bom.

Ame: pai, mãe, já chega.......MAS QUE MERDA È ESSA!?!?

Assim que ouvimos a voz do Ame, Boris pegou as nossas roupas rapidamente e as jogou em nós dois, pegamos as roupas e começamos a nos vestir rapidamente.

Boris: A...AME?!

f...filho! F...feche a porta por um instante e só a abra quando eu mandar.

Ame: t...ta bom mãe – ele disse corado, fechando a porta rapidamente.

Boris e eu nos vestimos e ficamos nos encarando por uns instantes.

Boris: merda, logo agora que estavamos nos divertindo?

Eu o beijo na bochecha.

de noite a gente continua.

Boris se levanta e abre a porta, Ame e Beti entraram muito corados e se sentaram no sofá junto com a Artemis, que também estava corada, em seguida, Alice e Sammy entraram de mãos dadas.

n...nos desculpe por vocês visto eu e o Boris daquele jeito, Sammy e Alice – eu disse cobrindo o meu rosto corado.

Alice: e...está tudo bem Bendy e Boris – ela disse meio corada.

Sammy: v...verdade meu lorde – ele disse limpando o sangue que escorria de dentro do seu nariz.

Boris: b...bem, fiquem a vontade, daqui a pouco Karol e Thamires irão chegar na festa também – Boris dizia subindo as escadas para ir buscar a Yuki que estava no quarto.

Depois de um tempo, Thamires e Karol chegaram na festa, a festa foi ótima, dançamos, bebemos um pouco, nos divertimos, até esquecemos daquele pequeno constrangimento que Boris e eu passamos, assim que a festa acabou, todos foram para casa, eu e Boris nos deitamos na cama e continuamos a ''brincar'' igual antes da festa começar, dessa vez, nossos filhos já estavam dormindo profundamente e não iriam entrar no nosso quarto e atrapalhar nossa ''brincadeira''.


Notas Finais


Até o próximo capítulo, obrigada por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...